menu
Partilhar

Cachorro com falta de equilíbrio - Causas e o que fazer

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 1 junho 2021
Cachorro com falta de equilíbrio - Causas e o que fazer

Ver fichas de  Cachorros

Quando um cachorro começa a caminhar de forma anormal, como se estivesse realmente bêbado, mais do que divertido deve ser um motivo de alerta e preocupação por parte do cuidador. É a chamada ataxia e pode ser produzida por diversas causas, desde simples desequilíbrios em nutrientes e eletrólitos ou intoxicações até tumores ou problemas na medula espinhal, cerebelo ou aparelho vestibular, que são os centros importantes na coordenação e controle dos movimentos. O diagnóstico deve ser exaustivo, com um bom histórico clínico, exame neurológico, analíticos e diagnóstico por imagem. O tratamento variará de acordo com a causa.

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para descobrir as causas e o que fazer em caso de cachorro com falta de equilíbrio. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: Cachorro cambaleando: o que pode ser?

Causas de um cachorro com falta de equilíbrio

Quando temos um cachorro com falta de equilíbrio, andando com falta de coordenação e cambaleando como se estivesse bêbado ou drogado, isso significa que ele tem ataxia, ou seja, alteração motora. Este descontrole ocorre quando as vias que informam ao cérebro sobre a posição e regulam os movimentos e o equilíbrio são alterados por algum motivo, ou quando produzem danos no cérebro.

A ataxia é um sinal clínico provocado por diferentes doenças ou transtornos nos cachorros. Embora a primeira coisa que se possa pensar em um cachorro com essa falta de coordenação é que ele tem uma doença vestibular, medula ou cerebelar, na verdade é um sinal comum também de outras doenças neurológicas e outros transtornos, como algumas doenças infecciosas.

A origem dessa maneira de andar cambaleante, descoordenada e com perda do equilíbrio pode ser devido às seguintes causas:

  • Intoxicações: alguns medicamentos (como metronidazol ou medicamentos para a epilepsia) e produtos tóxicos podem causar este sinal neurológico.
  • Cinomose canina: este vírus pode afetar o sistema nervoso causando ataxia.
  • Golpes ou quedas que podem provocar inflamação e até hemorragia cerebral.
  • Síndrome vestibular: também costuma ser acompanhada de inclinação da cabeça, movimento dos olhos para cima e para baixo ou lateralmente, anorexia e tonturas. Se você notar que seu cachorro está andando de lado, esse pode ser o motivo.
  • Doenças da medula espinhal: inflamação, traumatismos, tumores, embolias.
  • Otite média ou interna.
  • Doença vestibular.
  • Infecção vertebral ou intervertebral.
  • Hérnia de disco.
  • Discoespondilite.
  • Deficiência de tiamina.
  • Tumor cerebral.
  • Síndrome de Wobbler: problemas ao nível das vértebras (protrusão, degeneração, estreitamentos), que por vezes podem ser congênitos.
  • Doença cerebelar.
  • Meningoencefalite granulomatosa.
  • Hipocalcemia.
  • Hipopotassemia.
  • Hipoglicemia.
  • Edulcorantes (xilitol).

Em resumo, o cachorro com falta de equilíbrio pode apresentar três tipos principais de ataxia de acordo com sua origem:

  • Ataxia proprioceptiva ou sensorial: ocorre quando há danos na medula espinhal e/ou vértebras e nervos.
  • Ataxia vestibular: quando o dano ocorre no aparelho vestibular do ouvido responsável pelo equilíbrio.
  • Ataxia cerebelar: quando são observados sinais de alteração cerebelar, como os movimentos exagerados (hipermetria) e a incoordenação.
  • Ataxia secundária: produzida por fatores externos (traumas, medicamentos, xilitol, toxinas) e desequilíbrios eletrolíticos ou nutricionais.

Sintomas de alteração na movimentação dos cachorros

Quando um cachorro parece drogado ou anda como se estivesse bêbado devido a ataxia, como vimos, pode corresponder a um sinal secundário de transtornos de vários tipos. Por este motivo, é comum que a falta de equilíbrio e coordenação ocorra com sintomas associados de acordo com o processo originário em questão.

Os sinais clínicos que um cachorro com ataxia pode apresentar são os seguintes:

  • Incoordenação motora.
  • Instabilidade.
  • Nistagmo.
  • Hipermetria.
  • Andar em círculos.
  • Paresia.
  • Tremores.
  • Convulsões.
  • Paresia.
  • Vômitos.
  • Náuseas.
  • Tonturas.
  • Febre.
  • Dor.
  • Beliscando.
  • Dificuldade respiratória.
  • Sangramentos.
  • Perda de equilíbrio.
  • Perda da audição.
  • Mudanças mentais.
  • Confusão.
  • Anorexia.

Diagnóstico de falta de coordenação motora em cachorros

Para diagnosticar a causa específica de um cachorro com falta de equilíbrio, a primeira coisa a se fazer no centro veterinário é averiguar seu histórico clínico: vacinação, idade, traumatismos recentes, possibilidades de estar em contato com alguma toxina ou medicamento que possa produzir ataxia, quanto tempo leva com os sintomas, se apresenta dor ou sinais clínicos associados. Desta forma, uma suspeita clínica pode ser estabelecida.

Posteriormente, deve ser feito um diagnóstico neurológico correto a fim de tentar localizar a lesão e as consequências. Também deve ser realizado um hemograma e uma bioquímica sanguínea completa para investigar sobre possíveis alterações ou déficits eletrolíticos. Uma amostra do líquido cefalorraquidiano pode ser coletada quando houver suspeita de algum problema ou infecção no sistema nervoso.

Para estabelecer o diagnóstico definitivo devem ser realizados testes de diagnóstico por imagem, especificamente:

  • Radiografia.
  • Mielografia (radiografia da medula espinhal).
  • Ressonância magnética.
  • Tomografia computadorizada (TC).

O que fazer se meu cachorro está com falta de equilíbrio?

Dadas as múltiplas causas que podem provocar essa alteração da locomoção em cachorros, é imprescindível ir à clínica veterinária para que um profissional realize o diagnóstico e estabeleça o tratamento. Um cachorro que de repente não consegue andar deve ser tratado o mais rápido possível.

O tratamento variará muito dependendo da origem da incoordenação motora do cachorro, considerando o seguinte:

  • Quando é devido a toxinas, deve-se proceder com a sua eliminação ou a aplicação de um antídoto, se houver.
  • Se for devido a algum medicamento, o medicamento deve ser pausado, reduzir as doses ou trocá-lo por outro medicamento.
  • Se houver desequilíbrios eletrolíticos ou nutricionais, devem ser suplementados para atingir níveis adequados.
  • Se houver infecções, terapia antibiótica deve ser aplicada.
  • No caso de tumores, o tratamento adequado deve ser aplicado de acordo com o caso (quimioterapia, radioterapia, cirurgia).
  • Em certos casos, uma intervenção cirúrgica deve ser realizada, como nos casos graves de hérnias de disco compressivas ou certos tumores.
  • Em outros casos, o repouso e terapia anti-inflamatória serão suficientes.
  • Na presença de dor moderada a intensa, analgésicos devem ser adicionados.
  • Se houver vômitos, podem ser utilizados antieméticos.
  • Se for devido à cinomose, o tratamento sintomático específico deve ser aplicado.
  • Em alguns casos, e principalmente após cirurgias, pode ser conveniente que o cachorro faça sessões de fisioterapia.

Por tudo o que abordamos, as causas que nos levam a termos um cachorro com falta de equilíbrio são muito variadas, portanto, se você suspeita que seu cachorro pode estar desenvolvendo ataxia, você deve ir com urgência a um centro veterinário para que sua causa seja diagnosticada e tratada o mais rápido possível. No vídeo a seguir, falamos sobre outro assunto que pode te interessar: por que o cachorro fica de barriga para cima?

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro com falta de equilíbrio - Causas e o que fazer, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças neurológicas.

Bibliografia
  • A. Cancela, A. Seoane, L. Espino. (2020). Caso clínico de Neurología. Disponível em: <https://www.clinvetpeqanim.com/index.php?pag=articulo&art=157>. Acesso em 31 de maio de 2021.
  • J. Cerón, M.J. Fernández, C. García, M. Hervera, S. M. Angulo, D. Pérez, C. Pérez, G. Santamarina. (2016). Manual clínico de medicina interna en pequeños animales I. ESVPS, Ed. SM Publishing Ltd. Sheffield, UK.
  • J. López. La ataxia, causante de la descoordinación física en los perros. Disponível em: <https://www.animalshealth.es/mascotas/la-ataxia-causante-de-la-descoordinacion-fisica-en-los-perros>. Acesso em 31 de maio de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro com falta de equilíbrio - Causas e o que fazer
Cachorro com falta de equilíbrio - Causas e o que fazer

Voltar ao topo da página