Partilhar

Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos

 
Por Maria Besteiros. 26 janeiro 2021
Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos

Ver fichas de  Cachorros

Em algumas situações podemos ver nosso cachorro muito nervoso e inquieto, apresentando um quadro compatível com ansiedade. Este comportamento pode ser desencadeado a partir de barulhos muito fortes, mas também pode acontecer quando deixamos nosso cachorro sozinho em casa por algumas horas.

Neste artigo do PeritoAnimal cachorro ansioso - sintomas, causas e tratamentos, explicaremos do que se trata um cachorro com ansiedade e que soluções podemos adotar para diminuí-la. É importante destacar que existem profissionais peritos em comportamento canino que são a quem devemos recorrer nestes casos. Boa leitura!

Também lhe pode interessar: Cão agressivo - Causas e tratamento

Considerações sobre a ansiedade em cachorro

A ansiedade é um problema de comportamento que se manifesta em cachorros em diferentes situações. Pode ocorrer como resposta a estímulos negativos, tais como barulhos de alta intensidade, por exemplo, fogos de artifício. Alguns cachorros também podem ficar muito ansiosos quando ficam sozinhos durante um determinado período de tempo, não necessariamente muito longo.

Normalmente notaremos que o cachorro está muito nervoso, inquieto, chora, tenta fugir ou se abrigar, não conseguimos acalmá-lo, etc. Alguns cuidadores buscam solucionar o problema administrando remédios ao cachorro, mas isto não resolve a situação, mesmo que o mantenha sedado. Então, o que fazer para diminuir a ansiedade do cachorro? Para tratá-la devemos estudar os momentos em que ela se faz presente e tentar nos antecipar e, obviamente, contatar um especialista em comportamento canino, já que a ansiedade será tratada adequadamente com um fissional.

Além disso, no mercado encontraremos produtos como rações, petiscos, difusores, coleiras ou pulverizadores que contém princípios ativos ou feromônios para cachorros com um efeito tranquilizante. Veremos a seguir casos frequentes em que podemos identificar um cachorro ansioso.

Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos - Considerações sobre a ansiedade em cachorro

Ansiedade em cachorro causada por barulho

É muito comum identificarmos um cachorro ansioso devido a fogos de artifício. Este tipo de barulho costuma ser produzido de forma repentina e continuada, fazendo com que o cachorro se assuste. Nestes casos, se estivermos na rua, devemos ter cuidado especial porque é provável que o cachorro fique assustado e tente fugir até mesmo escapando da coleira. Observaremos que o cachorro busca abrigo, geme, produz muita saliva e fica muito inquieto e nervoso de maneira que não é capaz nem de nos escutar.

Nesses momentos, é fácil que tentemos fazer carinho nele visando tranquilizá-lo, mas esta ação pode ser interpretada como um reforço do comportamento ansioso. Por isso, devemos nos antecipar a essa reação para evitar um cachorro ansioso, o que podemos fazer se soubermos em que momentos se celebram festas com pirotecnia, como sempre ocorre nas noites de ano novo.

Uma das coisas que você pode fazer é fechar as janelas e cortinas ou baixar as persianas para minimizar o barulho que vem do exterior. Também é conveniente que você proporcione um lugar onde ele se sinta seguro e que possa estar perto da gente, sempre mantendo a calma para não aumentar sua insegurança. Se observamos que nosso cachorro se mantem bastante calmo, podemos recompensá-lo. Para isso devemos lhe dar alguma ordem que conheça, como "vem" ou "senta" e, enquanto a realiza, o recompensamos com carícias ou comida para que saiba por que o premiamos.

Neste outro artigo explicamos como funciona o reforço positivo em cachorros.

Cachorro com ansiedade causada por separação

Os transtornos relacionados com a separação são cada vez mais conhecidos. Geralmente se manifestam quando deixamos o cachorro sozinho e o quadro normal inclui choro, uivos, latidos, destruição ou ele pode até mesmo fazer xixi ou cocô no interior da casa.

Podemos tentar melhorar este comportamento estabelecendo um horário de saídas que vá aumentando de forma gradual, de modo que, pouco a pouco, consigamos habituar o cachorro a ficar sozinho. Manter um nível de atividade adequado às necessidades do cachorro para que tenha o tempo suficiente para se exercitar, brincar e queimar calorias são práticas que contribuirão para a melhora da ansiedade.

Estes casos de um cachorro ansioso por separação costumam precisar da intervenção de um profissional para que proporcione rotinas concretas caso a caso, que podem ser complementadas com o uso de brinquedos de estímulo, como é o caso do kong para cachorros.

Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos - Cachorro com ansiedade causada por separação

Ansiedade em cachorro filhote

Adotar e levar um cachorro para nossa casa supõe uma grande mudança para ele e, às vezes, durante os primeiros dias, podemos notar que é difícil para ele ficar sozinho, por exemplo se não dormir conosco durante a noite. Nestes casos é normal que o pequeno, acostumado com a sua casa e a sua família, fique chorando, arranhando as portas ou latindo se, de repente, se encontrar sozinho. É totalmente normal esse quadro de um cachorro filhote ansioso.

Há muitos anos especialistas em comportamento canino vinham afirmando categoricamente que o melhor a se fazer nessas situações era ignorar suas chamadas e somente oferecer uma cama com alguma coisa nossa que tenha o nosso cheiro e um relógio debaixo para que o cachorro ansioso se lembrasse das batidas do coração. No entanto, essa prática é cada vez mais questionada porque podemos sim consolar o nossos filhote e premiá-lo como explicamos na seção anterior. Uma boa socialização do filhote é muito importante para evitar a ansiedade.

Ansiedade em cachorro idosoo

O que fazer para diminuir a ansiedade do cachorro idoso? Quando nossos cachorros se tornam idosos é possível que observemos mudanças em seu comportamento compatíveis com síndrome de disfunção cognitiva ou estados de demência, que poderíamos interpretar como o Alzheimer que afeta os seres humanos. O cachorro se mostrará inquieto, nervoso, perdido, chorará ou latirá e pode apresentar comportamento destrutivo e fazer suas necessidades em lugares inadequados. Também pode parecer ansiedade por separação.

Estes casos sempre devem ser avaliados pelo veterinário para descartar que exista uma causa física para este comportamento de cachorro ansioso. Podem ser administrados fármacos para tentar manter o cachorro tranquilo e, assim, melhorar sua qualidade de vida.

O mais importante nas idades avançadas é procurar influenciar o comportamento e o meio ambiente dele de forma positiva. O exercício adequado, os jogos simples e os exercícios de estimulação mental são muito recomendáveis.

Como você viu, há diversas maneiras para diminuir a ansiedade do cachorro. Aqui apresentamos um rápido resumo que pode ajudar um cachorro ansioso:

  • Proporcione atividades físicas diariamente e, se possível, brinque com ele
  • Possibilite exercícios de estímulo mental
  • Premie-o quando ele passar bem por situações estressantes
  • Habitue o cachorro a ficar sozinho aos poucos
  • Você também pode buscar um profissional em comportamento canino
  • A ansiedade em cachorro também pode ser caudada por alguma enfermidade. Por isso, buscar um veterinário também é uma opção

Agora que você já sabe como diminuir a ansiedade do cachorro e viu as diferentes formas de tratamento para um cachorro ansioso, você talvez possa se interessar por este artigo sobre 10 sinais de estresse em cães.

Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos - Ansiedade em cachorro idosoo

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Bibliografia
  • Konrad Lorenz. (1999). Cuando el hombre encontró al perro. Tusquets editores.
  • Desmond Morris. (1996). Guía para entender a los perros. Ed. EMECÉ.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos
1 de 4
Cachorro ansioso - Sintomas, causas e tratamentos

Voltar ao topo da página