menu
Partilhar

Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento

 
Por Aerton Guimarães, Jornalista e editor do PeritoAnimal. 20 novembro 2021
Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento
Imagem: e-hunter.pl

Ver fichas de  Cachorros

A bicheira ou miíase tem origem grega: mya = mosca; iase = lesão. Considerada um problema de saúde pública em diversos países da América Latina, como o Brasil, a bicheira pode acometer cachorros, gatos, aves, bovinos e mamíferos silvestres e exóticos.

Causada principalmente por moscas, sejam comuns, varejeiras ou as também conhecidas mutucas, podem provocar muita dor e sofrimento aos nossos amigos de quatro patas. É por isso que neste artigo do PeritoAnimal explicamos o que é a bicheira em cachorro, seus tipos, sintomas, tratamento, formas de curar bicheira em cães com remédios caseiros e se isso é indicado ou não. Mostraremos ainda como prevenir e afastar esse problemão de um cachorro!

Também lhe pode interessar: Miíase: causas, sintomas e tratamento

O que é a bicheira

A miíase, popularmente chamada de bicheira no Brasil, é uma doença bastante dolorosa na qual animais vivos são infestados por larvas de insetos voadores (dípteros) que se alimentam do tecido vivo ou morto de seu hospedeiro ou também de suas substâncias corporais líquidas, caracterizando o parasitismo.

Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento - O que é a bicheira

Tipos de bicheira

A bicheira é classificada se acordo com as relações ecológicas estabelecidas entre o parasita e o hospedeiro:

  • Miíase hematófoga: quando a larva se alimenta do sangue do hospedeiro;
  • Miíase cavitária ou atrial: quando os parasitas se localizam nos olhos, ouvidos, ânus, boca, vagina, pênis uretra ou na região nasofaríngea .
  • Miíase orgânica, intestinal ou interna: quando ocorre no sistema digestivo, cérebro ou sinos nasais.
  • Miíase cutânea ou subcutânea: quando os parasitas ficam na pele ou logo abaixo da pele do animal.

A miíase cutânea ou subcutânea também pode ser classificada em diferentes tipos:

  • Furuncular: se há abscesso cutâneo presente.
  • Rasteira: como sintoma, há formação de galerias tortuosas subcutâneas.
  • Ulcerosa ou traumática: quando há formação de úlceras bastante significativas.

Há, ainda, uma classificação das bicheiras de acordo com critérios parasitológicos: existe a miíase obrigatória e a facultativa.

  • Miíase obrigatória: é aquela em que as larvas dos dípteros precisam de um hospedeiro vivo para se desenvolverem na parte externa ou no interior do animal.
  • Miíase facultativa: são as larvas de moscas que conseguem se desenvolver em substâncias orgânicas em decomposição, como em feridas, podendo causar doenças tanto em animais como em humanos.

    Entre os parasitas responsáveis pela bicheira, podemos citar principalmente as moscas, moscas varejeiras e mutucas, como:

    • C. hominivorax
    • Lucilia eximia
    • Musca domestica
    • Cuterebra apicalis
    • Cuterebra sp
    • Philornis angustifrons
    • Sarcophaga sp

    A seguir falaremos especificamente sobre a bicheira em cachorros.

    Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento - Tipos de bicheira
    Imagem: Youtube - Cordylobia Anthropophaga

    Sintomas da bicheira em cachorros

    Os principais sintomas da bicheira em cachorros são visíveis, pois se formam lesões na pele provocadas pelas larvas. Essas feridas usualmente têm um cheiro muito forte e fétido. Além disso, outros sintomas podem surgir e por isso que, se o cão estiver com bicheira, você deve levá-lo imediatamente a um veterinário. Se não for tratata, a miíase pode provocar hemorragia, necrose, abcessos e até matar o cachorro.

    Sintomas da bicheira em cães

    • Feridas graves na pele
    • Presença de larvas
    • Perda de peso e de apetite
    • Inchaço subcutâneo
    • Problemas dentários
    • Febre
    • Furúnculos
    • O cachorro pode começar a mancar
    • Coceira
    • Dor
    • Diarreia
    • Cegueira (quando afeta os olhos)
    Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento - Sintomas da bicheira em cachorros
    Imagem: fincaeltigre.blogspot.com.es

    Por que cachorro pega bicheira?

    Infelizmente a bicheira é uma doença comum entre animais que vivem em ambientes externos ou que acessam constantemente o exterior de nossas casas. Isso acontece por falta de cuidados básicos de higiene e também devido ao surgimento de feridas.

    As moscas, mutucas ou moscas varejeiras precisam depositar seus ovos em locais que possibilitem o desenvolvimento de suas larvas e as feridas em cães são o lugar perfeito para isso, já que nelas poderão se alimentar de sangue e/ou da carne do pet.

    Destacamos que não apenas as grandes feridas atraem esses insetos, pequenas lesões causadas por cortes, brigas, lambidas excessivas e até machucados provocados pela unha do próprio cachorro ao se coçar podem ser um chamariz para as moscas e, consequentemente, provocar a bicheira. Cachorros idosos com algum tipo de doença ou problemas de pele também podem ser mais afetados e normalmente a doença aparece em regiões em que o cachorro não alcança com a língua.

    Como tratar bicheira em cachorro

    O diagnóstico deve ser feito por um veterinário para definir o tipo de bicheira e estabelecer o melhor tratamento para cada caso. Em certas situações, as larvas podem ser encontradas em áreas mais profundas da pele e retirá-las com pinças certamente causará imensa dor no cachorro. Assim, a anestesia poderá ser necessária e o veterinário deverá retirar cada larva da região.

    Após a retirada de todas elas, é necessário limpar bem as feridas e, possivelmente, serão administrados antibióticos e larvicidas para o cachorro. Uma outra opção é a aplicação de um bernicida, que normalmente age após 24 horas. Claro que o medicamento ideal para tratar bicheira em cachorro deve ser estabelecido pelo veterinário.

    Spray para bicheira de cachorro

    O spray de prata para cachorro também tem sido amplamente difundido para acabar com bicheiras, o que deve ser consultado com o profissional sobre seu uso.

    Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento - Como tratar bicheira em cachorro

    Como curar bicheira em cachorro com remédio caseiro

    Há registros que comprovam que a bicheira é conhecida desde 2.000 a.C. [1] Ao longo dos anos, diversos remédios caseiros para curar bicheira em cachorro foram utilizados e, atualmente, diferentes medicamentos podem ser encontrados em lojas de animais tanto para matar as larvas que causam a miíase quanto para cicatrizar as feridas dos pets de maneira eficaz.

    Realizar um tratamento caseiro para combater a bicheira em cães não é recomendado porque o animal já está sofrendo bastante com as dores causadas pelos parasitas. E para curar o cachorro, será necessário, antes de mais nada, retirar as larvas que estão em sua pele após ser anestesiado.

    Um método que se tornou bastante popular no Brasil mas que não é indicado por veterinários é o uso da creolina para matar as larvas. Utilizando um algodão, as pessoas passam a creolina na região afetada pelas larvas. Por ser um desinfetante antigo de alta toxicidade, seu uso indevido, além de acabar com as larvas da bicheira, também pode piorar a lesão ao queimar ainda mais a pele do animal. Por isso é preciso ter muito cuidado com esse produto.

    Após a saída de todas as larvas, fica apenas a ferida aberta, que é preciso ser cicatrizada. Caso contrário, uma outra mosca pode depositar ovos na região surgindo, assim, novas larvas no cachorro.

    Remédios caseiros para cicatrizar feridas em cachorros

    Uma das opções caseiras mais difundidas para cicatrizar feridas em cães é a babosa ou aloe vera. Ela é uma das plantas mais utilizadas na medicina por suas propriedades anti-inflamatórias, calmante e capaz de estimular a proliferação de células que favorecem a cicatrização da pele.

    Para aplicar a babosa na ferida do cachorro, você deve coletar uma folha da planta, tirar sua casca e fazer uma pasta de babosa que deve ser aplicada na ferida e ficar nela por pelo menos dois dias. Para evitar que o cachorro lamba ou coce o local, retirando a pasta de babosa, será necessário usar o colar elizabetano.

    Outras opções para curar bicheira em cachorro com remédio caseiro é utilizando açúcar, mel ou calêndula. Neste outro artigo do PeritoAnimal explicamos passo a passo de como preparar esses remédios caseiros para cicatrizar feridas em cachorros.

    Um levantamento feito em uma tese de doutorado da Universidade de Brasília sobre a presença da miíase em animais de Brasília e Formosa (Goiás) mostrou quais são os farmacêuticos e remédios caseiros mais utilizados em um grupo de entrevistados locais para tratar a bicheira em diferentes animais (ainda que sem comprovação científica sobre sua eficácia). Entre eles, as principais plantas citadas para cicatrizar as feridas foram a pacari ou dedaleiro (Lafoensia pacari St-Hil), o barbatimão (Stryphnodendron barbatiman Mart.) e a casca de goiabeira (Psidium guajava L.). [1]

    Devo usar remédio caseiro para bicheira em cachorro?

    Essa não é a maneira mais indicada para resolver o problema, que inclusive pode ser agravado dependendo de como o procedimento for realizado ou que tipo de produto for empregado. Por isso, nós do PeritoAnimal recomendamos que procure um veterinário para resolver a bicheira.

    Neste artigo listamos uma série de veterinários gratuitos ou com preços baixos em diferentes estados do Brasil.

    Como prevenir a bicheira em cães

    Para previnir a bicheira em cachorros, o mais importante é sempre prestar atenção na higiene do pet e se há algum tipo de ferimento nele. Se houver, você deve desinfetar a ferida bem e tratá-la para evitar que atraiam moscas. Verifique diariamente se os olhos, boca e orelhas estão saudáveis.

    Também é importante manter a higiene dos ambientes acessados pelo cachorro, para impedir a presença de mosquitos e moscas. Por isso, lave bem o quintal, sua cama, manta ou cobertor. Lembre-se que restos de comida, lixo e cocô atraem moscas que, por sua vez, poderão depositar suas larvas se o cachorro estiver com alguma ferida.

    Agora que você já sabe o que é, suas causas, sintomas e como curar a bicheira em cachorro, recomendamos que assista ao vídeo a seguir sobre como limpar as orelhas dos cachorros:

    Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

    Se deseja ler mais artigos parecidos a Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças parasitárias.

    Referências
    1. GUIMARÃES. J.H.; N. Papavero & A.P. Prado. 1983. Miíases na região Neotropical. Revista Brasileira de Zoologia 1 (4): 239-416.
    Bibliografia
    • CANSI, Edison Rogério. Caracterização das miíases em animais nas cidades de Brasilia (Distrito Federal) e Formosa (Goiás). 2011. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/handle/10482/8659>. Acesso em 19 de novembro de 2021.
    • Ribeiro, C. M. Scherer, P. O. Sanavria, A. (2011) Miíase Interna Oro-Nasal e cutânea por Cochliomyia hominirovax em felino (felis catus) -RELATO DE CASO. Rev.Bras. Med. Vet. 33(3): 137-141.
    • Singh, K. Kumar, S. Yadav, V. Sanwan, A. (2017) Management of Maggot Wound (Myiasis) in Dog Ear. Journal Veterinary Clinical Science. Volume 05 (1): 06-08.

    Escrever comentário

    Adicione uma imagen
    Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
    O que lhe pareceu o artigo?

    Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento
    Imagem: e-hunter.pl
    Imagem: Youtube - Cordylobia Anthropophaga
    Imagem: fincaeltigre.blogspot.com.es
    1 de 5
    Bicheira em cachorro: sintomas, causas e tratamento

    Voltar ao topo da página