menu
Partilhar

Após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro?

 
Por Cristina Pascual, Veterinária. 2 fevereiro 2022
Após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro?

Ver fichas de  Cachorros

O tempo que um filhote leva para expelir os vermes pode variar dependendo de vários fatores. A espécie parasita causadora da infecção é um dos fatores mais relevantes, pois determinará a duração do ciclo de vida do parasita e, consequentemente, a duração do tratamento antiparasitário e da expulsão dos parasitas. Contudo, outros fatores como a carga parasitária e o tratamento também podem influenciar no tempo em que um filhote leva para expelir parasitas.

Se quiser saber após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro, não perca o seguinte artigo do PeritoAnimal.

Também lhe pode interessar: Remédios caseiros para verme de gato

Por que os filhotes expelem vermes?

Vermes são parasitas internos que podem parasitar cachorros durante toda a sua vida, mesmo ainda quando são filhotes. De fato, poucas infecções parasitárias estão relacionadas com a idade do animal; o risco está presente durante toda a sua vida, por isso, a supervisão deve ser contínua e apropriada à época da vida. Contudo, é preciso notar que os filhotes têm um sistema imunológico mais imaturo do que os adultos e podem, portanto, ser mais vulneráveis a este tipo de infecção parasitária. Além disso, alguns parasitas podem ser transmitidos através da via transplacentária (através da placenta) e lactogénica (através do leite materno), o que significa que estes processos podem afetar os cachorros desde uma idade muito precoce e causar doenças graves.

Para evitar que o filhote sofra de parasitose, a prevenção é essencial. Os veterinários devem informar os tutores de animais sobre os riscos decorrentes de doenças parasitárias, bem como as medidas que devem ser tomadas para reduzir esses riscos. É importante salientar que muitos destes processos podem ser transmitidos dos animais aos seres humanos (ou seja, são zoonóticos), portanto uma educação sanitária adequada aos tutores é essencial para preservar a saúde tanto dos animais como dos seres humanos.

Além disso, os tutores devem manter uma boa higiene e cumprir o protocolo de desparasitação estabelecido pelo seu veterinário. É preciso salientar que a prevenção é extremamente importante quando se viaja para áreas com uma situação epidemiológica diferente da habitual. Devemos recordar que, dentro do nosso país, existem áreas endêmicas para certas parasitoses, sendo importante levar em consideração para evitar riscos.

Quantos vermes um filhote de cachorro pode ter?

Antes de mais nada, devemos lembrar que existem quatro tipos de vermes que podem parasitar o intestino do cachorro: ascarídeos, vermes redondos, tricurídeos e vermes planos. As suas características morfológicas, ciclos biológicos, vias de transmissão e patogênese dependem das espécies específicas.

O nível de parasitismo intestinal dos vermes num cachorro depende de vários fatores. Os mais importantes estão listados abaixo:

  • Lugar e época do ano: os parasitas requerem condições ambientais específicas (principalmente temperatura e humidade) para completar eficazmente o seu ciclo de vida. Portanto, os cachorros que se encontram em áreas endémicas para certas parasitoses e por vezes propícias ao desenvolvimento de parasitas, estarão expostos a uma maior contaminação ambiental e, portanto, terão uma maior carga parasitária.
  • Espécie parasitária que causa a infecção: A prolificidade será diferente dependendo das espécies parasitárias. Algumas, tais como os ascarídeos, podem produzir até 200.000 ovos por dia, o que significa uma maior contaminação ambiental com formas infecciosas e, consequentemente, uma maior carga parasitária nos cachorros. Além disso, deve ser levado em conta que em caso de parasitismo massivo, o tamanho dos parasitas adultos determinará a carga parasitária. O tamanho do trato intestinal é limitado, por isso o número de vermes que o intestino pode conter dependerá do tamanho dos parasitas (quanto maior o tamanho, mais baixa a carga parasitária).
  • Fatores individuais: em condições idênticas, nem todos os animais têm a mesma carga parasitária, uma vez que fatores individuais como a idade, o estado imunológico ou o estado geral do hospedeiro determinam o nível de infecção. Quanto menor for a capacidade do hospedeiro para lidar com o parasitismo, maior será a carga parasitária.

Como acabar com os vermes dos cachorros filhotes?

Quando uma infecção parasitária é diagnosticada, devem ser tomadas medidas preventivas apropriadas e deve ser instituído um tratamento antiparasitário específico e adequado.

Quando nos perguntamos quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro, devemos ter em conta o tratamento, mas também as medidas preventivas. As medidas preventivas devem ser tomadas antes, durante e depois de qualquer parasitose intestinal. Antes e depois evitará a infecção do nosso cachorro, e durante, servirá para reduzir a contaminação ambiental pelas fases infecciosas e evitar a reinfecção contínua do nosso animal de estimação. As medidas preventivas a serem consideradas na parasitose intestinal são as seguintes:

  • Medidas de higiene. Todos os vermes intestinais são transmitidos sob a forma de ovos ou larvas através das fezes (via fecal), portanto, a aplicação de medidas de higiene, tais como a remoção regular das fezes, reduzirá significativamente a contaminação ambiental e a presença das fases infecciosas destes parasitas no ambiente. Esta medida evitará a reinfecção do nosso cachorro, bem como a infecção de outros cães, animais ou até mesmo nossa infecção, uma vez que, como já mencionámos, algumas destas doenças são zoonóticas.
  • Evitar dietas cruas. Alguns destes parasitas são transmitidos pela ingestão de carne crua, por isso é importante assegurar que os animais sejam alimentados com uma dieta industrial ou uma dieta caseira (nunca crua). Em particular, o acesso às vísceras, tais como fígados ou pulmões, deve ser evitado. No caso de uma dieta BARF, a carne deve ser previamente congelada.
  • Garantir o acesso à água potável. Os cachorros devem ter sempre acesso a água fresca, limpa e potável. Evite o contato com água suja ou parada, que pode ser a fonte de alguns destes parasitas.
  • Evitar hábitos de caça. Os cachorros devem ser impedidos de entrar em contato com animais selvagens ou animais mortos, bem como caçar roedores, o que também pode ser uma fonte de infecção.
  • Evitar a zoonose. Caso o parasita que causa a infecção seja zoonótico, devem ser implementadas medidas de higiene mais rigorosas. As fases infecciosas (ovos ou larvas) podem ser encontradas no ambiente, no pelo do nosso cachorro ou nos seus objetos. Por isso, será importante lavar as mãos frequentemente e limpar regularmente os objetos do seu cachorro (brinquedos, roupa de cama, etc.). Além disso, como medida geral, os cachorros devem ser impedidos de defecar nos parques infantis e em torno deles, uma vez que as crianças são uma população particularmente sensível.
  • Controle sanitário rigoroso. A análise das fezes (coprológica) deve ser realizada rotineiramente. Durante o primeiro ano de vida do nosso cachorro, devem ser efetuadas entre 2 a 4 análises coprológicas, uma vez que os animais jovens, além de estarem expostos à transmissão fecal-oral, podem também ser infectados por vias transplacentárias ou lactogénicas. Após o primeiro ano de vida, é suficiente fazê-las anualmente. A monitorização regular das fezes do cachorro irá ajudar a detectar infecções assintomáticas e a reduzir a quantidade de medicamentos antiparasitários utilizados.
  • Desparasitação de rotina. A frequência de desparasitação interna e externa em cachorros depende de vários fatores: idade, local de residência, atividade, coabitação com outros animais, viagens, estado fisiológico, etc. No caso dos cachorros, a primeira desparasitação interna deve ser realizada na segunda semana de vida, e repetida de 15 em 15 dias até atingirem as 8 semanas de idade. Após 8 semanas de idade, será estabelecido um protocolo individual de acordo com os fatores acima descritos. Nos animais com maior risco de infecção (zonas endémicas, cachorros de caça, viagens frequentes, fêmeas grávidas ou em lactação, etc.), a desparasitação deve ser realizada mensalmente. Em animais de residência urbana de menor risco, a desparasitação pode ser feita trimestralmente (4 vezes por ano). A primeira desparasitação externa deve ser realizada com 10 semanas de idade e depois deve ser realizada rotineiramente dependendo do tipo de medicamento e da via de administração.
  • Controle total dos parasitas. Algumas das parasitoses intestinais são transmitidas a partir de ectoparasitas externos, tais como ácaros ou pulgas. Por isso, é essencial realizar um controle total que inclua tanto os parasitas internos como externos. Esta é a única forma de assegurar que o nosso cachorro está totalmente protegido.

Além das medidas preventivas, como mencionado acima, em caso de parasitose será necessário estabelecer um tratamento antiparasitário específico para eliminar o agente causador. Alguns dos principais remédios antiparasitários disponíveis para o tratamento destas parasitoses são: macrociclina lactonas (ivermectina, moxidectina, milbemicina, selamectina), praziquantel, pyrantel, oxantel, epsiprantel e benzimidazoles (fenbendazol, flubendazol, mebendazol, oxybendazol, febantel). Em todo o caso, para que o tratamento antiparasitário seja eficaz, deve ser baseado no período de pré-patente da espécie parasita em particular. A seguir explicamos qual é o período de pré-patência e qual a sua importância.

Após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro? - Como acabar com os vermes dos cachorros filhotes?

Quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro?

Para entender quanto tempo leva para um filhote expelir os vermes, devemos primeiro explicar o conceito de "período de pré-patência". O período de pré-patência é o tempo desde a aquisição de um agente parasitário (infecção) até à geração de novas formas parasitárias. Como exemplo, este seria o tempo desde o momento em que um cachorro ingere um ovo infeccioso até os parasitas adultos se desenvolverem e voltarem a depositar ovos. Claro que, apesar do tratamento adequado, o o cachorro não deixará de expelir vermes até que este período de pré-patência tenha sido encerrado. O verdadeiro objetivo é que o tratamento atue sobre as novas formas parasitárias à medida que elas são geradas, cobrindo assim todo o ciclo biológico do parasita.

O período de pré-patência é o fator que define o tempo que um cachorro leva para expelir os vermes. Para saber isto com exatidão, as espécies parasitárias que causam a infecção e a via de transmissão devem ser levadas em consideração. Contudo, além do período de pré-patência, existem outros fatores que também podem influenciar o tempo de eliminação, tais como a carga parasitária ou o tratamento estabelecido.

Mas, afinal, quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro? Na maioria das vezes, os remédios agem rapidamente e em algumas horas o canino já poderá sentir os primeiros efeitos. De acordo com veterinários, este processo demora, em média, 24 horas.

O que fazer se o meu filhote de cachorro não parar de expelir vermes?

Se, apesar das medidas preventivas e do tratamento antiparasitário, o cachorro continuar a expelir vermes, é importante rever por completo as orientações estabelecidas pelo seu veterinário para detectar erros que possam ser responsáveis por falhas terapêuticas.

Em primeiro lugar, devemos assegurar-nos de que estamos cumprindo devidamente as medidas preventivas que o veterinário nos prescreveu. Se a higiene do ambiente não for mantida ou se permitirmos que o cachorro continue a ter acesso a possíveis fontes de infecção (água contaminada, carne crua, roedores, etc.), ele continuará em contato com as formas infecciosas do parasita e será continuamente reinfectado. Para controlar a contaminação do ambiente, lavar com água quente (acima de 60°C) e depois utilizar uma solução desinfetante como o cloreto de benzalkonium, hipoclorito de sódio ou hidróxido de potássio.

Se as medidas preventivas estão sendo rigorosamente seguidas, mas o cachorro continua expelindo vermes, o tratamento medicamentoso pode não ser apropriado. No tratamento de infestações por vermes intestinais é importante assegurar que a droga ou combinação de drogas administradas seja eficaz contra larvas e adultos, ou seja, deve ser larvicida e adulticida. Caso contrário, o tratamento apenas atuará contra uma fase do parasita, mas outros sobreviverão e serão capazes de continuar o seu ciclo de vida e manter a infecção ativa. Além disso, o espectro de ação da droga, a dose e a dosagem devem ser revistas, pois um erro em qualquer destes pontos também pode ser responsável por falhas terapêuticas.

Em todo o caso, se o seu filhote de cachorro não parar de expelir vermes, é importante que você volte ao seu veterinário para encontrar a causa e uma solução o mais depressa possível.

E agora que você já sabe em quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro, não perca o vídeo a seguir sobre a desparasitação em cachorros:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças parasitárias.

Bibliografia
  • Consejo Europeo para el Control de las Parasitosis de los Animales de Compañía (ESCCAP). (2018). Antihelmínticos para perros disponibles en España.
  • Consejo Europeo para el Control de las Parasitosis de los Animales de Compañía (ESCCAP). (2014). Control de vermes en perros y gatos. 1:1-32.
  • Llòria, M.A. (2001). Endoparasitosis en animales de compañía. Prevención. Elsevier 15(9)

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro?
1 de 2
Após quanto tempo o remédio de verme faz efeito no cachorro?

Voltar ao topo da página