Partilhar

Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros

Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros

Ver fichas de  Cachorros

A dieta BARF para cachorros (Biologically Appropriate Raw Food), também conhecida como ACBA (Alimentação Crua Biologifamente Adequada), é uma das tendências em alimentação canina. A dieta foi desenvolvida pelo veterinário australiano Ian Billinghurst e começou a popularizar-se no final de o século 20, após a publicação do livro "Give Your Dog a Bone".

A proposta da dieta é a utilização de alimentos crus sem cozinhá-lo, com o argumento de que essa é a alimentação mais saudável para canídeos domésticos. Há controvérsias, entretanto, já que a dieta BARF realizada de maneira inadequada pode favorecer a transmissão de parasitas e patologias, como as zoonoses.

Neste artigo do PeritoAnimal explicaremos a dieta BARF para cahorros: o que é, quais ingredientes utilizar, quantidades e precauções durante a preparação. No final do post você também pode conferir 5 receitas saudáveis de dieta natural para cachorro para fazer em casa facilmente.

Dieta BARF para cachorros

A dieta BARF para cachorros baseia-se em alimentar animais domésticos com produtos totalmente crus. O objetivo é oferecer uma dieta que esteja o mais natural e próxima daquela que teriam os canídeos em seu estado selvagem. São oferecidos pedaços de carnes, vísceras, orgãos, músculos, ossos carnosos e ovos. Também são incluídos em quantidades moderadas frutas e verduras recomendadas para cachorros.

A BARF, portanto, cumpre com as necessidades nutricionais de um cachorro, que se baseia principalmente no consumo de proteínas e gordura de qualidade. Ácidos graxos, minerais e vitaminas também são necessários.[1]

Mesmo assim, não está comprovado que os cachorros possam assimilar totalmente os nutrientes da frutas e verduras cruas. Na verdade, em estado selvagem esses alimentos são consumidos pelos canídeos diretamente do estômago das presas, já semi-digeridos. É por isso que muitos tutores preparam esses ingredientes no vapor antes de oferecer-lhes.

Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros - Dieta BARF para cachorros

Carne crua para cachorro

Existem diferentes linhas de pensamento quanto à carne crua na dieta canina. O que precisa ser levado em conta é:

Vantagens da carne crua para cachorros

  • O estômago dos cachorros está preparado para digerir carne crua. Na verdade, isso é o que comeria um cachorro selvagem.
  • A alimentação canina é majoritariamente carnívora. Mesmo que comam frutas e vegetais, esses alimentos são consumidos do estômago das presas, quando já estão semi-digeridos.
  • Os intestinos dos cachorros são curtos, portanto não há apodrecimento da carne neles.
  • Ao ingerir alimentos crus, os cachorros absorvem mais enzimas, vitaminas e probióticos naturais do que se estivessem cozidos ou processados.

Desvantagens da carne crua para cachorros

  • Se a carne crua não tiver um selo de qualidade, o cachorro está sujeito a contrair infecções e parasitas.
  • Nem todos os cachorros gostam de carne crua, então no final será o próprio animal que escolherá o que comer ou não,.
  • Algumas lendas afirmam que "carne crua torna deixa o cachorro mais agressivo", isso é completamente falso.
Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros - Carne crua para cachorro

Benefícios da dieta BARF para cachorros

A alimentação crua, com produtos frescos e de qualidade, de fato, oferece um benefício nutricional superior a alimentos cozidos ou à ração tradicional. As enzimas digestivas aumentam a disponibilidade biológica e simultaneamente diminuem o risco de doenças cardíacas, aproveitando e liberando o máximo de energia proveniente dos alimentos. [2][3]

Mesmo assim, vale destacar que alimentação crua para cachorros não está isenta de riscos. Realizá-las sem garantias pode favorecer o risco de transmissão de parasitas e patógenos. É por isso que é muito importante assegurar-se da qualidade e origem das matérias primas, apostando sempre em produtos de pecuária orgânica com certificação de saúde rigorosa. Também é aconselhável congelar os alimentos antes por uma questão de segurança. [2][4][5]

E para garantir a saúde do cachorro e detectar o quanto antes qualquer problema de saúde, é aconselhável realizar visitas veterinárias periódicas a cada 2 ou 3 meses, assim como seguir o calendário de vacinação do cachorro e desparasitações periódicas.

Em pesquisa realizada, 98,7% dos tutores consideraram os seus cachorros mais saudável após iniciar a dieta BARF para cachorros. Dentre os benefícios, estavam: pelo mais brilhante, dentes limpos, fezes menos volumosas e um estado de saúde e comportamento positivo de forma geral. Igualmente, também consideraram que essa alimentação parecia ser mais apetitosa para os cachorros, além da satisfação de poder escolher os produtos para a dieta de seus animais. [6]

Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros - Benefícios da dieta BARF para cachorros

Alimentos que podem ser incluídos na dieta BARF para cachorros

Antes de elaborar o cardápio da dieta BARF para cachorros, é importante saber quais alimentos podem ser incluidos. Todos eles devem ser de origem natural:

Carne para cachorros

Dentre as opções de carne crua para cachorro abaixo, lembre-se de optar sempre por produtos de qualidade, certificados, preferencialmente provenientes de agricultura ecológica. Também é importante congelar a carne antes de oferecê-la ao cachorro.

  • Bife de carne de vaca
  • Ponta de peito de carne de vaca
  • Peito de carne de vaca
  • Pescoço de carne de vaca
  • Peito de frango
  • Peito de peru
  • Peito de pato
  • Carré de cordeiro
  • Carrer de boi
  • Lombo de coelho

Ossos para cachorros (crus e carnosos)

Os ossos crus para cachorros são uma excelente opção quanto às doses de . Podemos começar moendo os ossos e, quando o organismo já estiver acostumado ao consumo desses alimentos, oferecemos aquelas peças e digestão mais fácil, como pescoço de pato ou carcaça de frango, por exemplo.

Mais para frente, introduziremos novos ossos carnosos àra cachoro como as costelas de coelho ou pescoço de vaca. Então, quando o cachorro estiver memorizado com esses ingredientes, poderemos incluir outros mais complexos e volumosos, como carcaça de peru. Também é aconselhável congelá-los:

  • Canela de carne bovina
  • Costelas de coelho
  • Coxa de coelho
  • Costeletas de cordeiro
  • Pescoço de peru
  • Pescoço de frango
  • Pescoço de Pato
  • Pescoço de coelho
  • Pescoço de cordeiro
  • Pescoço de vitela
  • Rabo de cordeiro
  • Costelas de porco
  • Costelas de vitela
  • Rabo de frango
  • Asas de frango
  • Carcaça de frango
  • Peito de vitela
  • Carcaça de peru
  • Carcaça de pato
  • Coxa de frango

Jamais ofereço ossos cozidos a seu cachorro, já que as lascas podem ser perigosas. Na dieta BARF para cachorros é recomendado incluir apenas ossos crus e carnosos para cachorros.

Ossos recreativos pra cachorros

Apesar de não fazerem parte da dieta, eles são uma maneira de enriquecer o entretenimento, melhorar o bem estar e substituem os petiscos dentais porque ajudam a limpar os dentes do cachorro de forma natural. É muito importante que sejam bem mastigados sob supervisão nas primeiras vezes. Também é aconselhável congelá-los previamente:

  • Traqueia de carne bovina
  • Fêmur de porco
  • Fêmur de boi
  • Joelheira de carne bovina
  • Cana de boi
  • Escápula de carne bovina
  • Quadril bovino
  • Perna de frango
  • Pé de Porco
  • Úmero da carne Bovina
  • Rabo de boi

Vísceras e órgãos para cachorros

Outro aspecto importante da dieta BARF para cachorros são os órgãos e vísceras, já que entram nas necessidades nutricionais de um cachorro quanto à proteínas, ácidos graxos e vitaminas. Assim como nos casos anteriores, devemos congelar antes de oferecer:

  • Estômago de frango
  • Cérebro de coelho
  • Coração de cordeiro
  • Coração de frango
  • Coração de boi
  • Coração de porco
  • Coração de vaca
  • Coração de coelho
  • Moela de frango
  • Fígado de frango
  • Fígado de bezerro
  • Rim de carne bovina
  • Rim de frango
  • Fígado de boi
  • Baço de boi
  • Pulmão de coelho
  • Testículo de porco
  • Testículo de cordeiro

Peixe para cachorros

O peixe também é um alimento de origem animal que deve ser incluído na dieta BARF para cachorros. É importante tirar os espinhos antes de oferecê-lo, assim como congelar, como nos casos anteriores:

  • Salmão
  • Atum
  • Sardinha
  • Anchovas
  • Truta
  • Bacalhau
  • Robalo
  • Imperador
  • Linguado
  • Merluza

Frutos do mar para cachorros

Assim como acontece com o peixe, os frutos do mar podem ser uma ótima fonte de proteínas e vitaminas. Escolha bem os produtos a oferecer, devem estar sempre frescos, lavados e previamente congelados:

  • Amêijoas
  • Camarão
  • Langostim
  • Lagosta
  • Mexilhões
  • Berbigões

Verduras e legumes para cachorros

Os vegetais também fazem parte da dieta BARF para cachorros, embora em menor proporção do que os alimentos de origem animal. Algumas opções que você pode usar são:

  • Espinafre
  • Cenoura
  • Abobrinha
  • Beterraba
  • Alface
  • Couve
  • Aipo
  • Feijão verde
  • Ervilhas
  • Pimentão
  • Acelga
  • Pepino

Frutas para cachorro

Devido ao seu alto teor de açúcar, as frutas devem ser oferecidas com moderação. A quantidade, que veremos nas seções seguintes, é ainda menor do que a de vegetais:

  • Maçã
  • Coco
  • Mirtilos
  • Pera
  • Papaia
  • Banana
  • Damasco
  • Pêssego
  • Morango
  • Melancia
  • Manga
  • Melão

Outros alimentos da dieta BARF para cachorros

Alguns alimentos extras que também podem fazer parte da dieta ACBA para cães, mas que não pudemos incluir nas seções anteriores são:

  • Ovo de galinha
  • Ovos de codorna
  • Kefir
  • Queijo cottage
  • Coalhada
  • Iogurte natural
  • Azeite de oliva
  • Óleo de peixe
  • Alfalfa
  • Algas marinhas
  • Osso moído
  • Levedura de cerveja

Estes são apenas alguns exemplos de alimentos que podem ser incluídos na dieta BARF para cachorros, no entanto, há muitos outros mais. A chave para essa alimentação é oferecer aos nossos animais uma dieta rica e variada, que eles gostem.

Para mais alimentos, consulte nosso post sobre suplementos alimentares para cachorros.

Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros - Alimentos que podem ser incluídos na dieta BARF para cachorros

Quantidades da dieta BARF para cachorros

Outro fator importante a considerar são as quantidades de alimentos BARF a serem oferecidas. O mais recomendável será consultar um veterinário, pois o especialista poderá indicar os alimentos e as quantidades mais adequadas, levando em conta a idade, o estado de saúde, o nível de atividade e outros fatores.

No entanto, no geral, podemos saber que quantidades oferecer levando em conta as quilocalorias diárias exigidas por um cão adulto saudável com uma condição corporal ideal [7]:

  • 2 kg = 140 kcal/dia
  • 3 kg = 190 kcal/dia
  • 4 kg = 240 kcal/dia
  • 5 kg = 280 kcal/dia
  • 8 kg = 400 kcal/dia
  • 10 kg = 470 kcal/dia
  • 12 kg = 540 kcal/dia
  • 15 kg = 640 kcal/dia
  • 17 kg = 700 kcal/dia
  • 20 kg = 790 kcal/dia
  • 23 kg = 880 kcal/dia
  • 25 kg = 940 kcal/dia
  • 28 kg = 1020 kcal/dia
  • 30 kg = 1080 kcal/dia
  • 33 kg = 1160 kcal/dia
  • 35 kg = 1210 kcal/dia
  • 38 kg = 1290 kcal/dia
  • 40 kg = 1340 kcal/dia
  • 43 kg = 1410 kcal/dia
  • 45 kg = 1460 kcal/dia
  • 49 kg = 1560 kcal/dia
Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros - Quantidades da dieta BARF para cachorros

Como introduzir a dieta BARF para cachorros

Uma vez esclarecidas as quilocalorias diárias que nosso cão necessita, considerando também os fatores mencionados acima, podemos escolher os ingredientes mais convenientes para o dieta BARF do nosso cachorro. Da mesma forma, ao preparar a composição do prato, precisamos garantir uma proporção que inclui 50% de carne e vísceras, 20% de ossos carnudos crus, 20% de vegetais frescos e 10% de frutas.

É claro que estas proporções não são definitivas. Na verdade, não há nenhum estudo que possa garantir quantidades e porcentagens de forma genérica. Qualquer alimento ou dieta para cães, mesmo a seca, deve ser feito sob medida. Neste sentido, é sempre aconselhável consultar um veterinário para orientar e ajudar a preparar corretamente as quantidades e doses a oferecer.

Receitas de alimentação BARF para cachorros

A seguir, deixamos 5 exemplos da dieta BARF para cachorros. s? Se você está pensando em introduzir seu cão no consumo de carne crua, você pode experimentar uma das seguintes receitas. Desta forma você observará a aceitação dele e o tempo gasto no seu preparo.

Você deve ter em conta que, se a sua intenção é alimentar o seu cachorro com alimentos crus, deverá consultar o veterinário antes e comprovar que o pet se encontra em perfeita condição física. Além disso, deverá pedir algumas recomendações específicas para o seu cachorro ao veterinário ou nutricionista.

O segredo da dieta inventada pelo alemão Ian Billinghurst está na variedade, por isso não se esqueça de misturar diferentes tipos de carne, peixes e algumas frutas ou verduras. As sugestões a seguir são pensadas para um cachorro saudável de 30 kg em condições físicas normais:

1. Dieta BARF com frango

A carne de frango destaca-se como uma das mais saudáveis, contendo quase nenhuma gordura saturada. É ideal para cães adultos sedentários, assim como para cachorros com excesso de peso. Confira:

  • 250 gramas de peito de frango desossado
  • 100 gramas de asas de frango
  • 100 gramas de moela de frango
  • 1 pescoço de frango (cerca de 38 gramas)
  • 1 ovo grande
  • 1 colher de chá de azeite de oliva
  • 100 gramas de beterraba
  • 50 gramas de espinafre
  • 1 maçã média (sem as sementes)

2. Dieta BARF com carne de boi

Neste caso estamos falando de uma carne magra de alto valor nutritivo. Proporciona proteínas, água, gordura e minerais. Deve ser oferecida de forma moderada, já vez que é rica em colesterol:

  • 200 gramas de filé de carne bovina
  • 100 gramas de coração de boi
  • 2 costelas de carne bovina picadas (cerca de 170 gramas)
  • 100 gramas de kefir
  • 1 cenoura grande
  • 100 gramas de feijão verde
  • 50 gramas de coco

3. Dieta BARF com pato

A carne de pato costuma ser bem aceita por cachorros, mas, devido ao seu alto teor de gordura, devemos moderar sua ingestão. Podemos oferecê-la de forma moderada a filhotes ou a cachorros que fazem atividade física diária:

  • 250 gramas de magret de pato
  • 100 gramas de carcaça de pato
  • 100 gramas de fígado de pato
  • 50 gramas de queijo cottage
  • 50 gramas de levedura de cerveja
  • 110 gramas de repolho
  • 1 pera pequena

4. Dieta BARF com cordeiro

O cordeiro é ideal para aqueles cachorros que sofrem de alergia alimentar a frango ou outras aves. Também é normalmente muito bem aceito:

  • 100 gramas de costeleta de cordeiro
  • 125 gramas de língua de cordeiro
  • 100 gramas de cérebro de cordeiro
  • 100 gramas de testículos de cordeiro
  • 3 ovos de codorna
  • 1 pepino fatiado (cerca de 125 gramas)
  • 1 talo de salsão (cerca de 30 gramas)
  • 100 gramas de alga marinha wakame
  • 1 banana média

5. Dieta BARF com salmão

O salmão é um dos peixes estrela da dieta canina, pois é rico em óleos essenciais e oferece muitos benefícios à saúde. Recomendado para cães de todas as idades, também ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas e ajuda a manter o sistema cognitivo em forma, ideal para cachorros mais velhos:

  • 300 gramas de salmão
  • 150 gramas de mexilhões
  • 2 colheres de sopa de óleo de girassol
  • 2 colheres de sopa de osso moído para cachorros
  • 1 iogurte natural inteiro (aproximadamente 125 gramas)
  • 1 abobrinha média (cerca de 100 gramas)
  • 50 gramas de ervilhas verdes
  • 1 papaia média (cerca de 140 gramas)

Como pode ver, oferecemos diversas opções para elaborar o cardápio e você pode adaptá-las de acordo com as preferências do seu cachorro. Escolha os alimentos que o seu cachorro mais gosta e misture tudo com muito carinho. É garantido que ele vai adorar!

Se o seu cachorro não está acostumado, recomendamos que vá incluindo a BARF em sua vida pouco a pouco, não de repente. Tenha também um cuidado especial com os ossos, triturando na picadora ou pedindo no mercado que o façam. Também pode tostar um pouco a carne na panela sem usar óleo ou sal para que o cachorro a aceite melhor nas primeiras vezes.

Dieta BARF para cachorros, onde comprar?

Considerando que dieta BARF é baseada em alimentos naturais para cães, você pode comprá-los em qualquer supermercado, ou seja, comprando os ingredientes separadamente e sempre verificando se o alimento é de boa qualidade. No entanto, você também pode encontrar comida pronta BARF em algumas lojas especializadas em animais.

Para evitar comprar alimentos em mau estado, outra opção é comprar uma dieta BARF congelada, que você pode manter no freezer e descongelar na hora desejada para oferecê-la ao seu cão. Desta forma, você pode comprar diferentes cardápios da dieta BARF para cachorro e guardá-los.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas caseiras.

Referências
  1. Guías nutricionales para alimentos completos y complementos para perros y gatos - Federación Europea de Fabricantes de Alimentos para Animales de Compañía (FEDIAF)
  2. Schlesinger, D. P., & Joffe, D. J. (2011). Raw food diets in companion animals: a critical review. The Canadian Veterinary Journal, 52(1), 50.
  3. Prochaska, L. J., & Piekutowski, W. V. (1994). On the synergistic effects of enzymes in food with enzymes in the human body. A literature survey and analytical report. Medical hypotheses, 42(6), 355-362.
  4. Joffe, D. J., & Schlesinger, D. P. (2002). Preliminary assessment of the risk of Salmonella infection in dogs fed raw chicken diets. The Canadian Veterinary Journal, 43(6), 441.
  5. Stogdale, L., & Diehl, G. (2003). In support of bones and raw food diets. The Canadian Veterinary Journal, 44(10), 783.
  6. Laflamme, D. P., Abood, S. K., Fascetti, A. J., Fleeman, L. M., Freeman, L. M., Michel, K. E., ... & Willoughby, K. N. (2008). Pet feeding practices of dog and cat owners in the United States and Australia. Journal of the American Veterinary Medical Association, 232(5), 687-694.
  7. Necesidades energéticas para un perro adulto típico sano con condición corporal ideal* - WSAVA Global Nutrition Comittee
Bibliografia
  • Gemma Knowles. (2016). Crudo o cocinado. En Cocina sana para tu perro (109). Madrid, España: La Esfera de los Libros.
  • Gemma Knowles. (2016). Principios de la nutrición canina. En Cocina sana para tu perro (79-109). Madrid, España: La Esfera de los Libros.
  • Gemma Knowles. (2016). Necesidades nutricionales. En Cocina sana para tu perro (113-127). Madrid, España: La Esfera de los Libros.
  • Jutta Ziegler. (2011). Los infundios más pertinaces para desprestigiar la alimentación cruda biológicamente adecuada a la especie. En El libro negro de los veterinarios (159-185). Città di Castello: Macro.

Escrever comentário sobre Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
A sua avaliação:
Adriana Valéria
Bom dia, gostaria de ter uma dieta natural para cachorro com diabetes, ela tem 9 anos e tem diabetes que foi diagnosticado pelos rins,acho que é isso. Está sem querer comer a ração. Por favor me ajude.
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi, Adriana. Este artigo pode te ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/o-que-cachorro-com-diabetes-pode-comer-20502.html

Contudo, apenas o veterinário pode indicar a melhor dieta para o seu pet, já que ele conhece bem o caso.
A sua avaliação:
TIAGO WOTKOSKI ELER
Sobre triturar o alimento para o animal, não acha que perde o trabalho de mastigação, fazendo o cão engolir rápido demais e não propiciando a limpeza mecânica dos dentes?
A sua avaliação:
Bruno Scariot
Ótimo e super recomendável! Na natureza, cães não invadem lavouras de soja para se alimentarem, nem mesmo cozinham os produtos. Muito eu apóio!

Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros
1 de 6
Exemplo de dieta BARF ou ACBA para cachorros

Voltar ao topo da página