A conjuntivite em gatos - Causas e sintomas

A conjuntivite em gatos - Causas e sintomas

A conjuntivite é um dos problemas oculares mais frequentes nos gatos. É facilmente detetável, bastante incômoda para o nosso pet e se não a tratarmos pode derivar em problemas oculares mais graves como a ruptura da córnea.

Se acredita que o seu gato pode ter conjuntivite, preste atenção a este artigo do PeritoAnimal em que lhe vamos falar da conjuntivite em gatos, as suas causas e sintomas, além de lhe falar de alguns remédios naturais.

O que é a conjuntivite

A conjuntivite trata-se da inflamação da mucosa do olho, ou seja, da membrana que a cobre e do interior das pálpebras. Pode ocorrer por diversos motivos e os sintomas são muito claros, pelo que é fácil de a detetar nos nossos felinos. Mas a conjuntivite pode ser um sintoma de outra doença mais grave, pelo que ainda que possamos tratar a conjuntivite em casa com alguns remédios, devemos levar o nosso companheiro ao veterinário.

No caso dos felinos domésticos, costuma ocorrer em gatos pequenos com menos de 6 meses de idade, sobretudo se não tiverem sido cuidados adequadamente ou tiverem estado na rua tentando sobreviver. Uma vez que o veterinário diagnostique o problema no nosso pet, irá nos indicar o tratamento a seguir, que geralmente será de uso tópico nos olhos para aplicar várias vezes ao dia durante vários dias, para além dos cuidados de higiene oculares. Além disso, se se suspeitar que a conjuntivite possa ser um sintoma de alguma doença mais grave, o veterinário irá realizar os exames adequados para identificar o agente causador e poder assim tratar o indivíduo afetado.

O prognóstico será bom no caso de se detetar a conjuntivite cedo e, à medida que for passando mais tempo sem ser tratada, o prognóstico irá se agravando. Deve ter em conta que nos felinos ocorrem com frequência recaídas, quando em outro momento sofrem de alguma doença e o seu sistema imunitário fica debilitado. Além disso, dependendo de qual tenha sido a doença causadora da conjuntivite devemos pensar que, ainda curado o nosso gato pode ser portador da doença e transmiti-la a outros da sua espécie.

Por isso, é importante ter presente que a conjuntivite felina trata-se de um quadro que pode ocorrer em qualquer exemplar de qualquer idade e que pode chegar a ser catastrófica para a saúde ocular do gato se não se diagnosticar e se tratar a tempo e a fundo, chegando a perder a vista por completo.

Tipos de conjuntivite

Existem diferentes tipos de conjuntivite nos gatos ou Felis silvestris catus como por exemplo:

  • Conjuntivite serosa: Este problema é pouco grave, fácil de tratar e os sintomas são leves. Por exemplo, a membrana ocular fica rosa e um pouco inflamada, além das lágrimas serem líquidas e transparentes. Poder ser um primeiro sintoma de uma doença respiratória, mas normalmente é causada por temperaturas frias, poeira, vento e alergias.
  • Conjuntivite folicular: No caso da conjuntivite folicular, a secreção ocular é mucosa ao invés de líquida. A parte de trás da membrana nictitante e as pálpebras ficam maiores e forma-se uma superfície endurecida. Costuma ocorrer devido a uma alergia ou a uma infecção.
  • Conjuntivite bacteriana: Este tipo de conjuntivite é uma complicação da conjuntivite serosa, que piorou devido a uma infecção secundária devido a uma bactéria. As secreções oculares são tão espessas que a secreção ocular é de muco ou pus e formam-se crostas nas pálpebras. Se a conjuntivite deste tipo ocorrer em ambos os olhos em simultâneo, é possível que o gato tenha alguma doença respiratória viral.

Além disso, podemos classificar a conjuntivite felina segundo a sua origem em infecciosas, traumáticas, alérgicas e parasitárias:

  • Doenças infecciosas: Algumas doenças infecciosas que têm entre os seus sintomas a conjuntivite nos gatos são o Vírus da Rinotraqueíte Felina ou Herpesvírus Felino, Clamídia e Calicivirose Felina.
  • Hipertensão sistêmica.
  • Inflamação interna do olho ou uveíte causada pelo Vírus da Leucemia Felina, Imunodeficiência Felina, Toxoplasmose e Peritonite Infecciosa Felina.
  • Nos casos de câncer, algumas alterações deste podem causar a conjuntivite. Por exemplo: linfoma ocular e carcinoma de células escamosas quando ocorrem na zona ocular.
  • Traumatismos: causados por golpes, arranhões, corpos estranhos que entram nos olhos, queimaduras, etc.
  • Problemas hereditários: Em algumas raças de felinos é o caso de doenças hereditárias que afetam os olhos e estas facilitam a conjuntivite. Por exemplo, no caso dos Abissínios ocorre a atrofia retinal, nos Manx a distrofia corneal e no Burmês há alterações das pálpebras.

Principais causas

A conjuntivite em gatos pode ocorrer devido a infecções oculares, alergias ou devido a doenças diversas, mas sobretudo as que afetam o sistema respiratório.

Estas doenças que têm entre os seus sintomas a conjuntivite, são muitas e altamente contagiosas, além disso têm uma alta probabilidade de deixar sequelas oculares no caso de não se tratarem a tempo.

Outras causas são a sujidade do ambiente no qual vive o gato, uma vez assim produzirão facilmente infecções que levarão a uma conjuntivite, não limpar os olhos do seu gato, o excesso de frio e correntes de ar que provocam resfriados e outras doenças respiratórias. Por último, adicionamos que também podem ocorrer por alguns problemas genéticos que facilitam o aparecimento da conjuntivite.

Sintomas mais comuns

A conjuntivite pode detetar-se facilmente pelos seus sintomas mais comuns como:

  • Irritação da conjuntiva ocular, ou seja, vermelhidão dos olhos e das suas mucosas (parte interna das pálpebras).
  • Lacrimejar constante que chega a causar o inchaço dos olhos.
  • Secreção ocular espessa em abundância (excesso de ramelas), às vezes amareladas ou esverdeadas.
  • A terceira pálpebra sobressai devido ao inchaço.
  • Em filhotes, devido ao inchaço e às secreções, ficam com os olhos meio abertos e custa-lhes abri-los.
  • Sentem coceira nos olhos, pelo que costumam se lavar e arranhar muito com as patas.
  • Em casos avançados pode chegar a ocorrer opacidade na córnea.
  • Outro sintoma em casos de longa duração são as mudanças na cor e na forma da íris.

Recomendações e remédios caseiros para a conjuntivite felina

No PeritoAnimal recomendamos que se identificar algum dos sintomas anteriormente mencionados no seu companheiro, não hesite em levá-lo ao veterinário, uma vez que pode ser uma simples conjuntivite por problemas leves ou um sintoma de uma doença grave. O especialista irá indicar o tratamento adequado que, para além da medicação pode incluir alguns remédios para fazer em casa.

É muito importante relembrar que há doenças virais que podem provocar muitos problemas além de uma conjuntivite, que têm vacina e por isso devemos seguir o calendário de vacinação. Além disso, uma vez que tenha passado por isto, se o nosso pet tiver uma recaída, iremos dar-nos conta disso mais cedo e poderemos agir em casa com remédios para aliviar os sintomas e podemos inclusive prevenir a conjuntivite. De seguida, vamos lhe mostrar alguns remédios caseiros para evitar e tratar a conjuntivite felina:

  • É sempre bom manter os olhos dos nossos pet limpos, ainda que eles se limpem, com soro fisiológico e uma gaze esterilizada. Assim conseguimos evitar que acumulem remelas e sujeira que possa causar infecções oculares. Devemos usar sempre gazes diferentes para cada olho e limpar de dentro para fora. É muito importante que não utilize algodão ao invés de gaze esterilizada, uma vez que o algodão deixa resíduos de filamentos com muita facilidade e isso, converte-se em um corpo estranho no olho do nosso gato provocando vários problemas.
  • Com uma alimentação adequada conseguimos que o gato tenha um sistema imunológico forte.
  • Se virmos que o nosso companheiro arranha muito os olhos, devemos tentar evitar que o faça, pois o mais provável é que acabe por fazer alguma ferida.
  • Para acalmar a coceira, a inflamação, a vermelhidão e outros sintomas, depois de limpar o olho, podemos aplicar com uma gaze esterilizada ao redor de um dedo infusão de camomila ou de tomilho, da mesmo forma que explicamos antes com o soro fisiológico.
  • Se tivermos vários pets, o melhor será separar os que estão afetados dos saudáveis para evitar o contágio e, além disso limpar e desinfetar as suas camas, mantas, etc.
  • Existem produtos à venda em lojas especializadas em animais como as lágrimas artificiais e os banhos oculares. Com estes produtos ajudamos a manter os olhos limpos e hidratados respeitando o pH do olho do nosso felino. É bom aplicar as gotas nos olhos, na dose que indicar no produto e, de seguida tapar o olho com um pano úmido com água morna durante uns minutos e, depois fazer o mesmo no outro olho com um pano diferente.
  • Devemos manter o pelo do nosso gato saudável e limpo. Neste caso insistimos no pelo ao redor dos olhos que podemos escovar tirando-o dos olhos e cortando-o em casa se contar com o material adequado, ou o mais seguro, levá-lo ao veterinário para que lhe façam isso. Assim conseguimos evitar irritações e infecções oculares.
  • Lembramos que uma das causas da conjuntivite são os resfriados causados pelas correntes de ar, assim devemos tentar ter as janelas de casa fechadas ou entreabertas. Se formos viajar de carro com o gato, devemos pensar o mesmo com os vidros do carro e com o ar condicionado, tente que este não esteja a vir diretamente para o seu pet.

No caso de verificar os sintomas, deverá levar sempre o felino ao seu especialista veterinário uma vez que se se tratar de uma conjuntivite, o mais provável é que nos recomende alguma medicação além de outras coisas que podemos fazer em casa.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a A conjuntivite em gatos - Causas e sintomas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.