Partilhar

Gato se coçando muito: causas e tratamentos

 
Por Maria Besteiros. 27 julho 2020
Gato se coçando muito: causas e tratamentos

Ver fichas de  Gatos

Você vê o seu gato se coçando muito? Existem várias causas que podem explicar esse sintoma. Em um primeiro momento, é comum pensarmos em um problema na pele, mas a verdade é que o motivo nem sempre estará localizada nesse nível. Por isso, se a coceira continua ou não melhora, é necessário consultar com um veterinário.

Neste artigo do PeritoAnimal, explicamos as patologias mais frequentes que estudam a coceira nos gatos, assim como as medidas preventivas que podemos adotar para evitá-las. Continue lendo para entender o que explica o gato se coçando muito e quando levá-lo ao veterinário.

Gato se coçando muito e perdendo pelo

A primeira coisa que devemos ter em mente é que, quando um gato se cpça, é bem provável que ele se lamba. Por isso é comum que não notemos que nosso gato se coça muito, mas se suas lambidas são excessivas, a coceira em gatos é uma das causas que devemos considerar. A língua do gato é muito áspera, por isso, quando é passada intensamente por uma área do corpo, acaba arrancando o pelo. Tanto a língua como a coceira causam calvície, áreas com menor densidade de pelo e lesões. Agora, o que causa que seu gato se coce muito, tanto de maneira generalizada como localizada. A seguir, mostramos as causas mais comuns que explicam por que essa coceira ocorre em todo o corpo ou em algumas áreas específicas.

Alergia alimentar

A coceira em gatos pode ser causada por diferentes problemas dermatológicos, como os que explicaremos. Mas às vezes é uma intolerância ou uma alergia alimentar que se manifesta através da coceira. Nesses casos, além de observar uma coceira intensa, é comum notar sintomas gastrointestinais como vômitos e diarreia, problemas respiratórios, vermelhidão da pele e inflamação. É essencial detectar o alimento que causa a intolerância ou a alergia para retirá-lo da dieta do gato.

Gato tem pulga ou outros parasitas externos

Outra das causas mais comuns de um gato se coçando muito, que também tem uma solução relativamente simples, é a presença de parasitas externos. Os mais comuns são as pulgas. Esses insetos são hematófagos, ou seja, se alimentam de sangue. Para isso, elas mordem o gato e este reage se coçando e se lambendo. À princípio, a aplicação de um desparasitador adequado servirá para solucionar o problema, embora seja preciso ter em mente que as pulgas vistas no gato não são tudo o que existe. A maioria está no ambiente. Por isso, além de desparasitar o gato, é necessário tratar o ambiente. Lembre-se que essas pulgas também podem morder outros animais de estimação, incluindo pessoas.

Além disso, o contato de alguns gatos com a saliva das pulgas causa uma reação alérgica. Serve uma única mordida para desencadeá-la e é conhecida com o nome de dermatite alérgica à mordida de pulga ou DAMP. Esses gatos não apenas sofrem de coceira, mas também apresentam lesões na região do pescoço e lombar, que veremos como vermelhidão, feridas, alopecias, pele vermelha ou, se mantidos ao longo do tempo, hiperpigmentação. Portanto, se seu gato tem crostas no pescoço e se coça, é bem possível que tenha pulgas e seja alérgico à sua mordida. É necessário ir ao veterinário, pois pode não aplicar apenas um antiparasitário.

Os carrapatos também podem provocar coceira e perda de pelo no gato, principalmente em áreas como o pescoço, as orelhas ou entre os dedos.

Fungos

Os fungos, como o que causa a micose, geralmente não causam coceira no início, mas, com o tempo, o quadro se complica e é quando poderemos detectar a coceira no gato. Também podemos ver lesões arredondadas, alopecia, acne com crostas, etc. De maneira que, se seu gato se coça muito e tem crostas ou feridas com essas características, é bem provável que seja essa patologia.

Leveduras como a Malassezia também podem causar coceira, lesões alopécicas, vermelhidão, descamação, crostas, mau odor, engrossamento e escurecimento da pele, etc. Nesses últimos casos, as lesões podem aparecer em qualquer parte do corpo. Para identificar esses patógenos é necessário procurar o veterinário, que pode realizar os exames necessários e determinar o tratamento mais adequado.

Problemas oculares

Você vê o seu gato coçando muito a cara e os olhos? Problemas como o que já mencionamos podem afetar também a área da cara. Coçar a cabeça pode causar a perda de pelo ao redor dos olhos, nariz e orelhas. Além disso, a coceira nessa parte do corpo pode ser devido a outras causas. Por exemplo, se o gato coça muito o olho ou os olhos, pode ser que tenha um corpo estranho ou sofra de doenças oculares, como a conjuntivite. Se não conseguimos extrair o objeto ou tratar a causa subjacente da coceira, não só não melhora, mas se complica com secreção, dor ou inflamação, não deve esperar para procurar o veterinário.

Corpos estranhos

Outro sinal de corpo estranho é o gato coçando muito o nariz, uma vez que objetos introduzidos por aspiração podem ser localizados lá, como fragmentos vegetais. Normalmente saem quando acontece o espirro. Se não for esse o caso, o veterinário deve ser avisado.

Otite

Se o seu gato coça muito a orelha, ele pode ter uma infecção. Podemos notar o mau odor dos canais auditivos, secreção, dor, etc. A otite tem diferentes causas e é importante tratá-la desde os primeiros sintomas para evitar que a inflamação ou a infecção se compliquem e avancem para o interior do canal auditivo. Portanto, o diagnóstico e o tratamento são responsabilidades do veterinário.

Outras causas

Em uma porcentagem menor, a coceira em gatos deve-se à outras doenças autoimunes ou, com muito menos frequência, à tumores. Com tantas causas, não seremos capazes de curar nosso gato sem antes ter um diagnóstico. Portanto, a recomendação é procurar o veterinário. Embora algumas causas de coceira possam ser solucionadas com relativa facilidade, se for devido, por exemplo, a uma alergia, o tratamento será mais complexo. Nem sempre é possível determinar o desencadeante da alergia e muito menos evitá-la. Portanto, é recomendado procurar um veterinário com experiência nessa área.

Gato se coçando muito: causas e tratamentos - Gato se coçando muito e perdendo pelo

Como tratar a coceira em gatos

Quando um gato se coça e arranca os pelos por causa de uma intolerância ou alergia alimentar, a primeira coisa que devemos fazer é tentar encontrar o alérgeno. Para isso, é recomendável estabelecer uma dieta de eliminação para tentar encontrar o alimento que causa a reação alérgica. Essas dietas são caracterizadas pelo uso de menor número de ingredientes, por exemplo, uma única proteína. No entanto, a maneira mais rápida e eficaz é realizar um teste de alergia na clínica veterinária. Uma vez identificado o alimento, simplesmente devemos eliminá-lo da dieta do gato.

Se o gato se coça muito porque sofre de uma infestação de pulgas ou carrapatos, o tratamento envolve a administração de produtos antiparasitários adequados e recomendados pelo veterinário. Entre os produtos que encontramos no mercado, destacam-se as pipetas, os xaropes e os comprimidos.

Agora, se o gato se coça devido a uma doença ou um problema de saúde mais grave, a solução é visitar a pessoa especialista para realizar o diagnóstico e fornecer o melhor tratamento. Sem um diagnóstico, não podemos tratar o animal, muito menos automedicá-lo, pois podemos até piorar seu estado de saúde.

Gato se coçando muito, mas parece saudável

Se detectarmos que nosso gato se coça e se lambe muito mais que o normal, mas a avaliação do veterinário concluiu que ele está saudável, podemos estar diante de um transtorno de nível psicológico, embora seja menos frequente. Somente após o exame veterinário pode-se pensar que seja essa a causa.

O que notaremos será um asseamento compulsivo. Todos os gatos passam muito tempo se limpando, mas quando não conseguem parar, há um problema. Esse asseamento exagerado ocorre como resposta ao estresse. Nesses casos, não há coceira, mas feridas e alopecia podem aparecer da mesma forma devido ao excesso de lambidas ou raspagem. O gato deve receber tratamento para solucionar o problema e, se for o caso, para as lesões na pele. Desta forma, é necessário consultar um especialista em comportamento felino ou etólogo, além do veterinário.

Os gatos são animais muito suscetíveis às mudanças e é por isso que praticamente qualquer modificação de sua rotina pode desencadear um quadro grave de estresse neles, no qual eles podem mostrar sintomas como coceira constante. Consulte nosso artigo com as Coisas que estressam os gatos e ajude seu felino a recuperar a estabilidade emocional.

Remédios caseiros para coceiras em gatos

Como vimos, se você percebe o um gato se coçando muito é necessário ir ao veterinário. Caso contrário, não poderemos aliviar a coceira, pois, para isso, precisamos tratar a causa que a está originando. Diagnosticado isso, o tratamento adequado é o que fará desaparecer a coceira.

Em casa, podemos nos concentrar na prevenção, seguindo essas medidas ou remédios para evitar a coceira em gatos:

  • Controle de parasitas: mesmo que o gato não tenha acesso ao exterior, ele pode contrair pulgas, daí a importância de manter um calendário de desparasitações regulares.
  • Alimentação de qualidade: como são carnívoros, a dieta dos gatos deve ser baseada na proteína de origem animal e adequada à fase de vida do gato. Isso não apenas reduz as probabilidades de desenvolver intolerância ou alergia, também fornecerá ao animal todos os nutrientes que necessita para manter-se saudável em geral.
  • Enriquecimento ambiental: os gatos precisam de um espaço para desenvolver suas atividades. Uma casa com gatos deve ter arranhadores, esconderijos, móveis em diferentes alturas, brinquedos, locais para relaxar, etc. O estresse deve ser minimizado através do estabelecimento de diretrizes de adaptação para qualquer novidade que altere sua rotina.
  • Produtos específicos: não dê banho, nem aplique qualquer produto sobre o gato que não seja especificamente formulado para gatos.
  • Vá ao veterinário ao primeiro sintoma: o se coçar e a lambida compulsiva acabam afetando o pelo e a pele, por isso, quanto mais cedo a causa for tratada, menos lesões serão produzidas e a recuperação será mais fácil e rápida. Não se esqueça que as revisões periódicas permitem detectar patologias precocemente.
Gato se coçando muito: causas e tratamentos - Remédios caseiros para coceiras em gatos

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato se coçando muito: causas e tratamentos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas da pele.

Bibliografia
  • Rejas, Juan. (2003). Dermatología Clínica Veterinaria.

Escrever comentário sobre Gato se coçando muito: causas e tratamentos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Gato se coçando muito: causas e tratamentos
1 de 3
Gato se coçando muito: causas e tratamentos

Voltar ao topo da página