Partilhar

Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos

 
Por Maria Besteiros. 24 julho 2020
Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos

Ver fichas de  Gatos

Nem sempre é fácil detectar a claudicação em um gato, pois esses animais são capazes de suportar muito antes de manifestar sintomas evidentes de desconforto. No entanto, se você já percebeu que é difícil para ele caminhar, é provável que você se preocupe ao reparar no seu gato mancando, o que pode ser?

Neste artigo do PeritoAnimal, revisaremos as causas mais comuns. Exceto por ferimentos leves, sempre devemos recorrer ao nosso veterinário, pois podemos estar diante de uma lesão tão grave como uma fratura, o que exigirá, em muitos casos, uma cirurgia. O gato mancando também pode ser devido a uma infecção que, da mesma forma, também precisará de tratamento veterinário. Confira as causas em detalhes a seguir.

gato mancando, gato mancando pata dianteira, meu gato esta mancando e com a pata inchada, gato mancando pata traseira, meu gato esta mancando o que eu faço, gato com pata inchada, pata de gato inchada, antiinflamatório para gato pata quebrada, como saber se a pata do gato esta quebrada, gato com dificuldade de andar com as patas traseiras,

Também lhe pode interessar: Cachorro mancando: o que pode ser?

Gato mancando em uma pata, mas não reclama

Para saber porque nosso gato manca, a primeira coisa é examinarmos o membro afetado. Se você vê o gato mancando na pata dianteira, podemos pensar que se feriu ao pular sobre algo, como por exemplo, em uma vitrocerâmica quente. Devemos observar a pata procurando lesões, principalmente nas almofadas e entre os dedos. Observar que o gato manca de uma pata traseira também pode ser devido à uma ferida, como uma mordida ou um arranhão que pode ter sido feito brincando com outros animais.

Se as lesões são leves e superficiais, podemos desinfetá-las em casa e controlar sua evolução. Em breve o gato deverá apoiar perfeitamente. Ele sempre tentará esconder suas doenças, portanto, mesmo que manque, é normal que não reclame ou exteriorize a dor.

A seguir, explicaremos a claudicação por lesões que exigirão atenção veterinária.

Meu gato está mancando e com a pata inchada

Uma causa que pode explicar o gato mancando, vimos que poder ser uma ferida. Às vezes, parecem cicatrizadas por fora, mas a verdade é que uma infecção está se desenvolvendo por dentro. Isso é mais comum em feridas produzidas por mordidas, uma vez que numerosas bactérias habitam na boca dos animais que são transmitidas no momento da mordida.

A infecção que se desenvolve sob a pele pode explicar a inflamação de uma pata. Às vezes esse inchaço se reduz à um ponto específico. Nesses casos, observaremos que o gato tem uma bola na pata. O que é conhecido pelo nome de abscesso, ou seja, o acúmulo de pus em uma cavidade sob a pele. Mas um nódulo também pode ser causado por um tumor, por isso, um bom diagnóstico é importante.

Se nosso gato apresenta essas inflamações, devemos ir ao veterinário, pois ele precisará de antibióticos, uma boa desinfecção e, nos casos mais complicados, uma drenagem.

Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos - Meu gato está mancando e com a pata inchada

Como saber se a pata do gato está quebrada

Um traumatismo pode explicar por que nosso gato manca repentinamente. Uma queda de uma altura considerável ou um atropelamento podem fissurar, luxar ou fraturar um membro. É provável que não se manifestem outros sintomas de dor, como já explicamos, mas observar que o gato não apoia a pata traseira ou dianteira pode nos dar uma pista do que aconteceu.

Nos casos mais graves, o gato manca e treme devido ao choque. Pode ter pupilas dilatadas, hemorragias ou lesões visíveis, dificuldades respiratórias, etc... Isso pode acontecer após uma queda da janela, no que é conhecido como a síndrome do gato paraquedista.

Ele tem mais sintomas ou não, uma claudicação repentina é motivo de consulta veterinária. Se sabemos que o gato foi atropelado ou caiu, a visita à clínica é obrigatória porque, embora não haja lesões externas, pode haver uma pata quebrada, danos internos, hemorragias ou pneumotórax.

O veterinário decidirá se uma fratura requer ou não cirurgia, pois algumas podem ser resolvidas com curativo ou repouso. Se operarmos, devemos saber que o pós-operatório é muito importante. Teremos que manter o gato tranquilo e dar-lhe a medicação para a dor e para evitar infecções. Os gatos geralmente se recuperam muito bem dessas intervenções de traumatologia.

Gato com dificuldade de andar às vezes

Problemas como a artrose felina podem explicar por que um gato manca intermitentemente. A verdade é que, além da claudicação, observaremos uma movimentação estranha, com os membros rígidos, principalmente quando o gato se levanta após um período de descanso. Ao caminhar um pouco, parece andar com normalidade, o que confunde os cuidadores.

Com problemas de artrose, aparecem outros sintomas que podem passar despercebidos ou os atribuímos à idade do animal, pois são doenças mais comuns em idosos. É difícil, insistimos, identificar a dor em um gato, mas podemos notar que ele come menos, passa quase todo o tempo descansando sem se relacionar com a família, evita pular, perde massa muscular, para de usar a caixa de areia ou não se limpa.

O tratamento é farmacológico e pode incluir suplementos alimentares que protejam as articulações. O ambiente deve ser modificado para ajudar a mobilidade do gato, utilizando uma caixa de areia de paredes baixas, uma disposição dos móveis acessível, uma cama confortável longe de correntes de ar, além de escová-lo para contribuir para seu asseio. Além disso, é fundamental controlar o excesso de peso, se for o caso.

Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos - Gato com dificuldade de andar às vezes

Gato mancando e com febre

Outras vezes, a explicação do porquê um gato manca é uma doença infecciosa. Uma muito comum é a provocada pelo calicivírus felino. Embora esteja associado à uma sintomatologia respiratória e ocular, a verdade é que esse vírus altamente contagioso e disseminado também pode causar claudicação, artrite, além de febre e os sintomas clássicos de conjuntivite, lesões na boca ou secreção nasal.

Como em todas as doenças virais, o tratamento é baseado no apoio e administração de medicamentos para reduzir os sintomas ou prevenir infecções secundárias. Como sempre é melhor prevenir do que remediar, recomenda-se vacinar todos os gatos contra esse vírus que, embora geralmente cause uma doença curável, existem variedades de alta virulência, capazes de matar um gato rapidamente.

Por fim, após a vacinação contra o calicivírus, pode aparecer um estado caracterizado pela claudicação e febre, que remete sem maiores consequências, embora, é claro, devemos ir ao veterinário.

Outros sinais preocupantes

A dificuldade para caminhar é um problema sério. Além desse sintoma, vale prestar atenção em outros sinais graves. Explicamos alguns deles no vídeo abaixo:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos
1 de 3
Gato mancando: causas, sintomas e tratamentos

Voltar ao topo da página