menu
Partilhar

Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento

 
Por Maria Besteiros. 12 julho 2021
Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

A rinite em gatos é uma questão relativamente comum, muitas vezes relacionada a um vírus que causa problemas respiratórios, como herpesvírus ou calicivírus. Mas, como veremos neste artigo do PeritoAnimal, há várias causas por trás da rinite, a ponto de poder ser difícil chegar a um diagnóstico.

Se observarmos que nosso gato tem uma secreção nasal persistente, devemos ir ao veterinário, pois ele pode estar sofrendo de rinite e/ou sinusite. Continue lendo para saber como identificar se seu gato tem rinite e o que fazer.

Sintomas da rinite em gatos

A rinite é uma inflamação da cavidade nasal. A região nasal, que começa nas narinas que podemos ver do lado exterior, continua na cavidade nasal, que ocupa o que vemos de fora como o focinho, e se estende conectando com a garganta e os seios nasais. A inflamação deles é chamada sinusite e é comum que ocorra na rinite, assim como outros problemas no trato respiratório ou ouvido, devido à conexão que todos estes sistemas têm.

Os sintomas proeminentes da rinite são nariz escorrendo e espirros, mas também pode haver sons respiratórios. As características da secreção podem nos ajudar a estabelecer o diagnóstico.

Causas da rinite em gatos

Como já dissemos, as infecções virais estão muitas vezes por trás da rinite. Os vírus causam rinite e outros sintomas, como secreção nos olhos, tosse ou anorexia. Além disso, o herpesvírus e calicivírus permanecem no corpo, mesmo que o gato pareça saudável, e em situações onde há uma diminuição das defesas, é fácil para estes vírus produzir sintomas novamente, o que pode levar a um quadro de rinite crônica em gatos.

Os vírus da imunodeficiência felina e da leucemia também podem estar envolvidos em infecções nasais. Outra causa grave de rinite são os fungos como Cryptococcus, que são responsáveis pela rinite fúngica em gatos e também podem formar granulomas. Nesses casos, a secreção nasal pode aparecer apenas em um dos orifícios, como nos casos de pólipos ou tumores.

Os tumores aparecem especialmente em gatos com mais de dez anos de idade, e o adenocarcinoma se destaca. Eles também podem explicar a ocorrência de rinite na qual a secreção é unilateral e às vezes com sangue. Por outro lado, problemas dentários ou fístulas oronasais também podem levar à rinite felina. Deve-se notar que quando há um crescimento, seja de pólipo, tumor ou abscesso, é possível que percebamos que a face de nosso gato fique deformada.

Outras causas de rinite em gatos são alergias, a presença na cavidade nasal de corpos estranhos que causam irritação ou trauma, como uma queda de uma grande altura ou atropelamento. Além disso, as infecções bacterianas podem complicar qualquer uma destas situações, produzindo uma secreção purulenta.

Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento - Causas da rinite em gatos

Como diagnosticar a rinite em gatos

Se observarmos que nosso gato está com secreção nasal que não desaparece, devemos ir ao veterinário. Esta secreção dificulta o olfato do gato, de modo que ele pode perder o interesse pela comida, o que agravará a situação. Encontrar a causa da rinite felina nem sempre é fácil e, às vezes, é necessário realizar culturas para saber que tipo de infecção estamos enfrentando, rinoscopia, para ver o estado da cavidade nasal e detectar a presença de pólipos, tumores ou corpos estranhos, bem como para colher amostras, ou radiografias para avaliar as estruturas ósseas.

Para casos complicados, são usados exames de ressonância magnética ou tomografia computadorizada para examinar os seios nasais. Se o gato apresentar mais sintomas como anorexia ou decomposição, é aconselhável realizar um exame de sangue para ter informações sobre seu estado geral e a possível presença de infecções que possam ser diagnosticadas com testes específicos.

Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento - Como diagnosticar a rinite em gatos

Como curar a rinite em gatos

O tratamento da rinite em gatos vai depender da causa:

  • Se estivermos enfrentando uma infecção bacteriana, o veterinário prescreverá antibióticos, de largo espectro ou específicos se tivermos feito cultura.
  • Se a rinite for causada por fungos, o tratamento de escolha será antifúngico. Em ambos os casos, eles devem ser administrados por semanas.
  • Os pólipos podem requerer cirurgia, como se estivéssemos diante de um tumor, que também pode ser tratado com quimioterapia ou radioterapia.
  • Em problemas odontológicos, a extração dos dentes afetados geralmente é necessária.
  • Em casos virais, que serão muito numerosos, os estimulantes do sistema imunológico podem ser experimentados. Os antibióticos também são prescritos para controlar as infecções bacterianas secundárias.

Devemos saber que a rinite pode tornar-se crônica, caso em que o tratamento será orientado para tratar a sintomatologia para que o gato tenha uma boa qualidade de vida. Portanto, a automedicação do gato nunca é uma boa ideia, já que a administração de uma droga inadequada pode piorar gravemente o estado do animal.

Agora que você sabe que gato tem rinite, viu seus tipos e conheceu os diferentes tipos de tratamento, não perca este outro artigo em que explicamos por que um gato pode ter muita remela. No vídeo a seguir, você conhecerá as 10 doenças mais comuns em gatos:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças respiratórias.

Bibliografia
  • CZERNIGOW, M., et al. RINITIS LINFOPLASMOCÍTICA EN GATOS. DIAGNÓSTICO ENDOSCÓPICO DE DOS CASOS CLINICOS. 2014. Disponível em: http://cvpba.org/wp-content/uploads/2015/09/43.clinica_y_cirugia_pequenos.pdf>. Acesso em 23 de junho de 2021.
  • S MENDONÇA, Christina, et al. Criptococose na cavidade oral de um gato doméstico-relato de caso. Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR, 2002. Disponível em: <https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/vti-715138>. Acesso em 23 de junho de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento
1 de 3
Rinite em gatos - Causas, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página