Partilhar

Castração de gatos - Valor, idade e cuidados

 
Por Maria Besteiros. 30 setembro 2020
Castração de gatos - Valor, idade e cuidados

Ver fichas de  Gatos

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos discutir uma questão muito importante para todos os tutores, que nada mais é do que a esterilização de gatos. A castração de gatos é uma operação comum em qualquer clínica veterinária, mas ainda levanta dúvidas que responderemos a seguir.

Por outro lado, algumas pessoas ainda mostram relutância em relação a esta intervenção. Portanto, também analisaremos as vantagens e desvantagens da esterilização. Continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre a esterilização ou castração de gatos.

A castração de gatos machos

A esterilização ou castração de gatos é um procedimento simples e rápido que consiste na retirada dos testículos. É feito através de uma incisão mínima neles, e é claro, com o gato anestesiado. Além disso, dificilmente precisa de controle pós-operatório.

Quanto à idade para esterilizar um gato macho, A verdade é que isso pode ser feito quando o gato ainda é filhote e, de fato, recomenda-se uma intervenção precoce, aproximadamente aos cinco meses, pois desta forma evita-se que apresente os sinais típicos de maturidade sexual ao detectar as gatas no cio.

O objetivo principal desta operação é evitar que o animal tenha filhos e exiba seu comportamento reprodutivo. Veremos em outra seção as vantagens e desvantagens da operação.

Castração de gatos - Valor, idade e cuidados - A castração de gatos machos

Diferenças entre esterilizar e castrar um gato

A esterilização de gatos, no sentido estrito, seria uma intervenção que impede o animal de se reproduzir. Assim, essa definição incluiria o tipo de cirurgia que descrevemos na seção anterior, que, mais corretamente, deve ser chamada de castração, pois é o termo adequado para se referir à retirada dos testículos ou do útero e ovários no caso das gatas.

A esterilização de um gato poderia ser feita com uma vasectomia, que seria o corte dos tubos que conectam os testículos ao pênis e transferem o esperma para ele. Dessa forma, a reprodução seria impedida a partir dos testículos, mas essa não é a cirurgia feita normalmente. Deve-se considerar que a vasectomia, ou a laqueadura em gatas, só evitam a reprodução, mas não evitam o cio nem os comportamentos e efeitos secundário associados.

A castração de gatas

A esterilização de gatos é um pouco mais complexa quando se trata de fêmeas, já que, neste caso, os órgãos a serem retirados estão localizados no interior do corpo, então o veterinário terá que abrir a cavidade abdominal. Como no caso dos machos, a intervenção pode ser feita nos primeiros meses de vida, antes do primeiro cio, e o objetivo principal será evitar a reprodução e o cio.

Quando falamos em esterilizar um gato, a intervenção mais frequente é a retirada do útero e dos ovários através de uma incisão abdominal, claro, após a administração da anestesia. Para castrar uma gata de rua, às vezes é feito um corte lateral e apenas os ovários são removidos. Assim, cumpre-se o objetivo de evitar o ciclo reprodutivo e o pós-operatório apresenta menor risco de complicações, o que é muito importante para o retorno imediato da gata à rua. Ainda assim, mesmo com uma incisão abdominal, a recuperação da castração de gatas geralmente é tranquila. Ao acordar da anestesia, a gata já pode voltar para casa para se recuperar, pois não há necessidade de internação.

Castração de gatos: cuidados no pós-operatório

Tanto em machos quanto em fêmeas, a recuperação é simples. Geralmente, o veterinário costuma injetar um antibiótico para prevenir o risco de infecções bacterianas e irá prescrever analgésicos para administrar em casa durante os primeiros dias. Quanto ao resto, nosso trabalho será monitorar se a incisão cicatriza sem problemas. Nas primeiras horas é comum que a área do corte pareça um pouco inflamada e avermelhada, aspecto que vai melhorar nos dias seguintes. Em torno de uma semana, a ferida cicatrizará, e em 8 a 10 dias o veterinário removerá os pontos ou grampos, se for o caso.

Se o animal conseguir acessar demais a ferida, será necessário colocar nele um colar elizabetano, pois o efeito da língua áspera dos gatos e seus dentes pode abri-la ou infectá-la. Os gatos geralmente não gostam de usar o colar, mas é necessário, pelo menos durante o tempo em que você não pode ficar de olho nele.

Embora para a intervenção o gato deva chegar à clínica com algumas horas de jejum para evitar complicações com a anestesia, ao voltar para casa você pode oferecer a ele comida e bebida normalmente, já que é comum voltar à vida normal desde o primeiro momento. Claro, é importante ter em mente que após a esterilização, as necessidades nutricionais serão modificadas, e você precisará ajustar sua dieta para evitar o excesso de peso.

Castração de gatos - Valor, idade e cuidados - Castração de gatos: cuidados no pós-operatório

Complicações pós-castração de gatos

Embora não sejam comuns, veremos a seguir complicações da esterilização em gatos, que afetarão mais as fêmeas devido ao maior grau de complexidade de sua cirurgia. As principais são as seguintes:

  • Não é frequente, mas os fármacos anestésicos podem causar efeitos adversos.
  • Especialmente nas fêmeas, a ferida pode se abrir ou infeccionar, o que prolonga a recuperação e pode ser necessário anestesiar novamente o animal, suturar, tratar com antibióticos, etc.
  • Também em gatas é possível, embora raro, que se origine uma hemorragia interna que exigirá atenção veterinária rápida.
  • Às vezes, um seroma se forma na área de cicatrização, ou uma certa reação ocorre na área do corte devido a algum produto usado na desinfecção.

Castrar gatos: consequências, vantagens e desvantagens

Nesta seção, discutiremos as vantagens e desvantagens da esterilização em gatos, independentemente de serem machos ou fêmeas. Mas, primeiro, é importante ter em mente que os gatos, por mais que insistam em sua natureza independente, são animais domésticos, e essa seção deve ser contemplada a partir dessa perspectiva. Destacamos, em primeiro lugar, as vantagens da castração de gatos:

  • Impede o nascimento descontrolado de ninhadas.
  • Evita os sinais do cio como a marcação, agressividade ou ansiedade, que favorecem a convivência com humanos, mas também reduzem o estresse e aumentam a saúde dos gatos ao diminuir o risco de brigas ou fugas.
  • Diminui a probabilidade de sofrer com doenças associadas aos hormônios da reprodução, como a piometra em gatas ou os tumores de mama.

Como desvantagens podemos ressaltar as seguintes:

  • O animal corre os riscos relativos à cirurgia e o pós-operatório.
  • As necessidades energéticas diminuem, razão pela qual é necessário prestar atenção na dieta do gato para evitar o sobrepeso.
  • O preço da intervenção pode desanimar alguns tutores.

Por fim, a impossibilidade de se reproduzir de forma irreversível é uma consequência da operação que, na situação atual, é considerada uma vantagem, mas pode ser um inconveniente.

Castração de gatos - Valor, idade e cuidados - Castrar gatos: consequências, vantagens e desvantagens

Valor da castração de gatos

Não podemos falar em esterilização de gatos sem citar o preço, pois não são poucos os tutores interessados ​​em castrar seu gato que não decidem por conta dessa questão. A verdade é que é totalmente impossível citar um valor, porque ele vai variar com uma série elementos, como os seguintes:

  • O sexo do gato, pois a intervenção será mais barata em machos, por ser mais simples.
  • A localização da clínica, já que os preços podem sofrer grandes variações em função da cidade onde ela está. Dentro de uma mesma área, o valor pago será semelhante entre as clínicas, porque os preços costumam ser recomendados pela faculdade de veterinária correspondente.
  • Se surge algum imprevisto, como as complicações que mencionamos, o preço final pode aumentar.

Embora a esterilização a priori, principalmente das fêmeas, possa te parecer cara, é importante ter em mente que é realizada por um profissional, às vezes mais de um, treinado há anos, em um centro cirúrgico instalado de acordo com a legislação e equipado com tecnologias que também têm um custo elevado. Além disso, esterilizar gatos é um investimento que vai te poupar despesas que um animal não-esterilizado poderia causar, como ninhadas de filhotes, piometra, tumores, ferimentos por brigas ou atropelamento por fugas.

Por outro lado, esterilizar um gato gratuitamente ou a um custo muito baixo às vezes é possível, já que em alguns lugares são implementados programas de controle da população felina com medidas como essa. Em alguns abrigos ou associações protetoras de animais, é possível adotar um gato já esterilizado, embora costume ser necessário pagar uma certa quantia para ajudar a custear as despesas geradas pelo gatinho.

Portanto, é aconselhável encontrar alguns veterinários com boas referências e comparar preços. Além disso, algumas clínicas oferecem a possibilidade de parcelamento, e você pode se informar sobre as campanhas de esterilização de baixo custo em sua área. Como parte da posse responsável, você deve sempre levar em conta esse gasto se quiser conviver com um felino, assim como conta os gastos com sua comida.

Pode castrar uma gata no cio?

Por último, é uma dúvida comum dos tutores se a castração de gatas pode ser feita quando elas estão no cio. A recomendação é aguardar seu término, ou melhor, operar antes que ocorra o primeiro cio. Caso isso não seja possível, caberá ao médico veterinário decidir se a operação é aceitável naquele momento, avaliando as vantagens e desvantagens.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Castração de gatos - Valor, idade e cuidados, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário sobre Castração de gatos - Valor, idade e cuidados

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Castração de gatos - Valor, idade e cuidados
1 de 4
Castração de gatos - Valor, idade e cuidados

Voltar ao topo da página