Partilhar

Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento

 
Por Maria Besteiros. 24 outubro 2019
Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A hepatite infecciosa canina é uma doença viral muito contagiosa. Felizmente, ela é incomum porque existe uma vacina que impede seu desenvolvimento. Assim, a extensão do calendário de vacinação tornou possível a redução do número de casos atualmente.

Porém, caso você não conheça o estado imunológico do cachorro, neste artigo do PeritoAnimal vamos descrever os sintomas que essa doença produz, caso você suspeite que seu companheiro possa padecer dela. Também vamos explicar sobre os tratamentos que o veterinário pode recomendar.

Também lhe pode interessar: Coronavírus canino - Sintomas e tratamento

O que é a hepatite infecciosa canina?

Esta doença viral afeta maioritariamente os cachorros não vacinados. Além disso, a maioria dos pacientes são filhotes com menos de um ano de vida. A hepatite infecciosa canina é causada por um vírus chamado adenovírus canino tipo 1.

Quando o vírus entra em contato com o cachorro, ele se reproduz nos tecidos e é excretado em todas as secreções corporais. Ou seja, é através da urina, fezes ou saliva de cachorros doentes que a hepatite infecciosa pode contagiar outros cachorros.

É uma doença que afeta o fígado, como o nome indica, mas também os rins e os vasos sanguíneos. O quadro clínico que o cachorro mostra pode ser o resultado de uma infecção leve, mas ela geralmente evolui rapidamente para uma infecção muito mais grave e as consequências podem ser fatais.

Sintomas da hepatite infecciosa canina

A sintomatologia da hepatite infecciosa canina dependerá da gravidade com que o vírus ataca o cachorro. Quando se trata de um curso moderado, é possível que os únicos sintomas sejam uma diminuição do apetite, uma apatia ou redução da atividade normal. Se a infecção for aguda, você notará sintomas clínicos como os seguintes:

  • Febre alta;
  • Anorexia;
  • Diarreia com sangue;
  • Vômitos de sangue;
  • Fotofobia (intolerância à luz);
  • Olhos lacrimejando;
  • Inflamação das amígdalas.

Também é possível observar o abdômen encolhido devido à dor que a inflamação do fígado produz, hemorragias espontâneas podem ser observadas nas gengivas e na pele de áreas sem pelo e também a icterícia, isto é, uma coloração amarelada na pele e mucosas.

Além disso, em cachorros que se recuperam, pode haver o que chamamos de olho azul ou ceratite intersticial, que é um tipo de nuvem sobre a córnea. Pode afetar um ou ambos os olhos e geralmente desaparece espontaneamente dentro de alguns dias.

Há um quadro clínico considerado mortal caracterizado por sintomas repentinos, que incluem diarreia com sangue, colapso e morte em poucas horas. Se o cachorro é muito jovem, ele pode morrer subitamente, sem ter tempo para apresentar sintomas. Lembre-se da importância da vacinação, especialmente em filhotes, para evitar esta e outras doenças graves.

Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento - Sintomas da hepatite infecciosa canina
Imagem: Reprodução/Veterinaria Chiapa Del Sur

Tratamento da hepatite infecciosa canina

Se os sintomas do seu cachorro forem compatíveis com a hepatite infecciosa canina, o veterinário poderá confirmar o diagnóstico realizando exames laboratoriais para isolar o vírus, ou seja, para detectá-lo em amostras colhidas no cachorro. Em geral, será necessária a internação na clínica para receber tratamento intensivo.

Esse tratamento será basicamente de apoio, já que não existe um medicamento específico que possa eliminar o vírus. Assim, o tratamento visa manter o cachorro nas melhores condições possíveis, esperando que seu próprio sistema imunológico seja capaz de derrotar o vírus. Antibióticos são utilizados para evitar infecções bacterianas secundárias e medicamentos são utilizados para tratar os sintomas apresentados. O cachorro fica em repouso e a alimentação para cachorro com hepatite é controlada.

Infelizmente, muitos morrem mesmo recebendo bons cuidados. Por isso, mais uma vez, vale ressaltar a importância da prevenção seguindo corretamente o calendário de vacinação.

Prevenção da hepatite infecciosa canina

Além de vacinar e revacinar seu cachorro seguindo as orientações dadas pelo veterinário, você deve manter o cachorro doente isolado dos outros para evitar o contágio. É importante saber que quando um cachorro consegue se recuperar de uma hepatite infecciosa, ele ainda permanece infectado por mais 6 a 9 meses, uma vez que o vírus ainda é excretado pela urina e permanece no ambiente. Também é aconselhável trocar de roupa após manipular o cachorro doente e desinfetar o ambiente adequadamente.

A prevenção desta doença deve ter como objetivo proteger os cachorros pois a hepatite em cães não é contagiosa para humanos. Não tem nada a ver com a hepatite que os seres humanos podem desenvolver. A proteção contra essa infecção é geralmente incluída na vacina tetravalente, cuja primeira dose é dada aos filhotes com cerca de oito semanas de idade.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças infecciosas.

Bibliografia
  • Carlson y Giffin. 2002. Manual práctico de veterinaria canina. Madrid. Editorial el Drac.

Vídeos de Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento

1 de 3
Vídeos de Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento

Escrever comentário sobre Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento
Imagem: Reprodução/Veterinaria Chiapa Del Sur
1 de 2
Hepatite infecciosa canina: sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página