menu
Partilhar

Gato tremendo, o que pode ser?

 
Por Carla Moreira, Médica veterinária. 27 abril 2023
Gato tremendo, o que pode ser?

Ver fichas de  Gatos

Quando estamos diante de um gato tremendo, o que pode ser? Podemos afirmar que este é um sinal de que algo não está bem com o bichano. Os tremores podem ser provocados por diversos fatores, tanto emocionais (estresse, ansiedade), quando físicos (fraqueza muscular, cansaço físico ou doenças). No entanto, não podem ser analisados de forma isolada, devendo ser investigados outros sintomas.

Alguns tipos de tremores são facilmente eliminados, como os decorrentes de frio ou fome. Outros já podem sinalizar doenças graves, como problemas neurológicos ou infecções severas. O mais importante é pedir ajuda quando o animal não estiver bem de saúde, buscando orientação de um médico veterinário o mais breve possível.

Neste artigo do PeritoAnimal, falaremos sobre algumas causas de tremores em gatos, isolados ou associados a outros sintomas, como respiração ofegante, dificuldade para caminhar e em casos de dor. Boa leitura!

Também lhe pode interessar: Gato cambaleando, o que pode ser?

Gato tremendo: principais causas

Quando o gato está tremendo, o que significa? Podemos listar algumas causas mais comuns de tremores em gatos, sendo algumas simples e outras bastante complexas:

1. Dor

A dor pode desencadear grandes transtornos para a saúde do gato, visto que ocorre com processos fisiopatológicos envolvendo mecanismos como a liberação de adrenalina, aumento da glicose sanguínea e outros processos geradores da sensação de dor. Todas essas substâncias liberadas na corrente sanguínea poderão causar tremores em todo o corpo do animal e, por isso, é comum ver um gato tremendo de dor. Neste outro artigo listamos 10 sintomas de dor em gatos.

2. Frio

Apesar de peludos, os gatos sentem frio como nós. Quando acordados, procuram lugares mais quentes para se abrigar. No entanto, durante o sono, pode ser que fiquem com frio e não acordem de imediato, assim poderemos ver o gato tremendo de frio como uma defesa do corpo.

3. Hipoglicemia

Também é possível que o gato esteja tremendo devido à hipoglicemia, que nada mais é do que pouca quantidade de açúcar no sangue. Este quadro pode ser decorrente de doenças ou simplesmente por ficar muito tempo sem se alimentar. Caso seja por jejum prolongado, a tremedeira é facilmente resolvida alimentando o bichano. Já em caso de doenças, como a diabetes, o animal deverá ser tratado da forma correta e o mais rápido possível.

Na hipoglicemia leve, o gato apresenta ansiedade, tremores e fraqueza, e quando a glicemia cai drástica ou rapidamente, ocorrem sinais mais graves, como crises convulsivas, coma e óbito. Em gatos filhotes, a hipoglicemia pode se tornar muito grave, levando o animal a óbito. Por isso, esteja atento aos gatinhos muito jovens, verificando se estão mamando na frequência correta. Filhotes maiores deverão ser alimentados várias vezes ao dia, para evitar que fiquem em jejum por períodos prolongados.

4. Medo

Quem já levou um pet ao veterinário conhece bem a tremedeira de medo. Durante uma situação de estresse, o corpo libera adrenalina, que ativará vários mecanismos de defesa no corpo, atuando diretamente nas fibras musculares, fazendo com que os músculos se contraiam. Essa tensão muscular involuntária é uma das responsáveis pelo tremor e, portanto, encontramos o gato tremendo de medo.

5. Doenças neuromusculares

Se o seu gato está tremendo nas patas, isso pode ser devido a doenças neuromusculares. Essas enfermidades apresentam diversas causas e podem se manifestar de maneira muito semelhante. Um sintoma muito comum são os tremores musculares, principalmente nos membros. São doenças complexas que deverão ser tratadas com a orientação do médico veterinário.

6. Intoxicações

Os gatos podem se intoxicar com medicamentos, plantas e inseticidas. Quando intoxicados, os felinos podem apresentar, a depender da substância ingerida, vômito, diarreia, anorexia, fezes e urina com sangue, convulsões, tremores e ataxia. Medicamentos como ibuprofeno, paracetamol e aspirina devem ser evitados nessa espécie devido ao alto potencial de intoxicação.

Organofosforados são utilizados no controle de pulgas, carrapatos e piolhos, tanto nos animais quanto no ambiente. A intoxicação geralmente ocorre via dérmica ou oral, podendo resultar em sintomas como o gato tremendo, inquietude, salivação, vômito, diarreia, dor abdominal e micção frequente, dentre outros.

Por que o gato fica tremendo enquanto dorme?

Durante o sono, os gatos podem apresentar movimentos involuntários, como mexer as orelhas, as patas traseiras e até mesmo as bochechas. Isso tudo pode acontecer porque os gatos também sonham! Pequenos tremores são comuns durante a soneca, mas sempre é bom se certificar de que os tremores não são de frio. Mantenha sempre o gatinho em ambiente aquecido, principalmente se ele ainda for filhote.

O que significa quando o gato treme as patas traseiras?

Quando um gato treme as patas traseiras isso pode significar fraqueza, com dificuldade de sustentar o peso do seu corpo. Várias são as causas desse sintoma, como:

  • Doenças neuromusculares
  • Hipoglicemia
  • Intoxicação
  • Dentre outras.

Gato tremendo e com a respiração ofegante são sinais de problema?

Sim! O gato ofegante pode estar pedindo ajuda! Ele pode ficar tremendo por medo ou por dor. É preciso identificar a causa da alteração na frequência respiratório, se foi motivada por exercícios, por medo, estresse ou por problemas de saúde.

Gato tremendo, o que pode ser? - Gato tremendo e com a respiração ofegante são sinais de problema?

Meu gato está tremendo e não consegue andar. O que fazer?

Se o gato está tremendo sem conseguir andar, procure a ajuda de um médico veterinário. O gato pode estar intoxicado e deverá ser socorrido o mais rápido possível.

É normal o gato ter espasmos musculares?

O espasmo muscular é uma contração involuntária sustentada das fibras musculares em resposta a uma lesão ou à inflamação. Pode ocorrer por uma variedade de razões, como trauma súbito ou extensão da coluna vertebral ou dos músculos e tecidos que a suportam. Com isso, podemos afirmar que espasmos musculares não são normais em gatos, sendo um claro indicativo de que algo não está funcionando corretamente no corpo do animal.

Espasmos musculares são um indicativo de que algo não está funcionando bem no corpo do gato.

Existem tratamentos para gatos que ficam tremendo?

O tratamento será direcionado conforme a causa principal dos tremores. Por exemplo, um gato tremendo devido a uma hipoglicemia deverá fazer exames para descobrir se está diabético ou se possui outra doença que cause esse sintoma. Não existe um tratamento único para os tremores, cada causa deverá ser tratada de forma individual.

Como saber se o gato está com dor?

O gato costuma demonstrar sua dor de uma forma diferente do cachorro. Enquanto os cães vocalizam, os gatos se escondem. Alguns animais podem manifestar a dor com alterações de comportamento, como apatia, perda do apetite, vocalização, isolamento, lambedura excessiva do local ferido, redução do comportamento de higiene e maior agressividade. Além disso, alguns gatos demonstram expressões faciais como testa franzida e olhos apertados. Podem ficar encolhidos, com as mãos escondidas embaixo do queixo.

Como evitar que o gato fique tremendo?

Causas como frio, fome e medo podem ser evitadas com a ajuda do tutor. Mantenha o gatinho sempre em local aquecido, com boa alimentação e longe de situações estressantes. Outras causas mais complexas nem sempre podem ser evitadas, como uma doença neuromuscular, sendo necessário buscar a ajuda de um médico veterinário.

Agora que você já sabe as causas e significados de um gato tremendo, não perca o vídeo a seguir no qual explicamos por que os gatos ronronam.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato tremendo, o que pode ser?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Viana, D.A.M. et al. Avaliação da dor em felinos: uma breve revisão. Anais do 10º Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão – SIEPE, Universidade Federal do Pampa, 2018. Disponível em https://guri.unipampa.edu.br/uploads/evt/arq_trabalhos/16183/seer_16183.pdf. Acesso em 28/04/2023.
  • Araújo, M.C.R. Intoxicações por medicamentos em felinos. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2017. Disponível em https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/175321/001065519.pdf?sequence=1. Acesso em 28/04/2023.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Gato tremendo, o que pode ser?
1 de 2
Gato tremendo, o que pode ser?

Voltar ao topo da página