Partilhar

Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento!

Por Mariana Castanheira, Médica Veterinária. 17 outubro 2018
Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento!

Ver fichas de  Gatos

Os gatos, tal como os cachorros, podem ser mordidos por carrapatos e serem infectados por uma das inúmeras doenças que estes parasitas transportam. Uma dessas doenças é a erliquiose felina, também conhecida por doença do carrapato em gatos.

Embora a doença do carrapato seja rara em gatos, existem vários casos relatados por médicos veterinários no Brasil. Por esse motivo, é importante que você conheça e esteja atento aos possíveis sintomas desta doença, para que possa rapidamente agir se desconfiar que esteja acontecendo com o seu felino.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre a doença do carrapato em gatos, continue lendo!

Erliquiose felina

A Erlichia canis está amplamente estudada nos cachorros. A erliquiose canina é endêmica em muitas zonas do Brasil. Por outro lado, a erliquiose felina ainda está pouco estudada e não existem muitos dados. O que é certo, é que existem cada vez mais relatos de casos e os tutores de gatos devem estar atentos.

A erliquiose felina é causada por organismos intracelulares conhecidos por Rickettsia. Sendo que os agentes mais comuns na erliquiose felina são: Ehrichia risticii e Ehrichia canis.

Para além da doença ser ruim para o seu gatinho, é importante relembrar que a erliquiose é uma zoonose, ou seja, ela pode ser transmitida aos seres humanos. Os gatos domésticos, tal como os cachorros, podem ser reservatórios de Erlichia sp e eventualmente transmitirem aos seres humanos através de um vector, como um carrapato ou outro artrópode, que ao picar o animal infectado e posteriormente o ser humano, transmite o micro-organismo.

Como se transmite a erliquiose felina?

Alguns autores sugerem que a transmissão seja feita por carrapatos, tal como acontece com o cachorro. O carrapato, ao picar o gato, transmite a Ehrlichia sp., um hemoparasita, ou seja, um parasita do sangue. Porém, um estudo feito com gatos portadores deste hemoparasita apenas detectaram possível exposição a carrapatos em 30% dos casos, o que sugere que possa existir um vector desconhecido que seja o responsável pela transmissão desta doença para os gatos[1]. Alguns especialistas acreditam que a transmissão também pode ser feita através da ingestão de roedores que os gatos caçam.

Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento! - Erliquiose felina

Quais os sintomas da doença do carrapato em gatos?

Os sinais costumam ser inespecíficos, ou seja, são semelhantes ao de diversas doenças e por isso pouco conclusivos. Os sintomas da doença de carrapato em gatos mais comuns são:

  • Falta de apetite
  • Perda de peso
  • Febre
  • Mucosas pálidas
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Letargia
Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento! - Quais os sintomas da doença do carrapato em gatos?

Diagnóstico da doença de carrapato em gatos

O médico veterinário perante a suspeita de doença de carrapato em gatos, faz algumas provas laboratoriais. As alterações laboratoriais mais comuns da erliquiose felina são:

  • Anemia não regenerativa
  • Leucopenia ou leucocitose
  • Neutrofilia
  • Linfocitose
  • Monocitose
  • Trombocitopenia
  • Hiperglobulinemia

Para ter um diagnóstico definitivo, o médico veterinário costuma se auxiliar de uma prova chamada de esfregaço sanguíneo, que basicamente permite observar o micro-organismo no sangue com o microscópio. Esta prova nem sempre é conclusiva e por isso o veterinário pode precisar também da prova de PCR.

Para além disso, não estranhe se o seu médico veterinário realizar outras provas como o Raio X, que permite ver se existem outros órgãos afetados.

Tratamento da erliquiose felina

O tratamento da erliquiose felina depende de cada caso e da sintomatologia. Geralmente, o médico veterinário utiliza antibióticos do grupo das tetraciclinas. A duração do tratamento também é variável, sendo por média de 10 a 21 dias.

Nos casos mais graves, pode ser necessário internar o gato e fazer terapia de suporte. Para além disso, nos casos de gatos com anemia grave, pode ser necessário uma transfusão sanguínea.

Se o problema for detectado a tempo e o tratamento inciado de imediato, o prognóstico é positivo. Por outro lado, gatos com o sistema imunitário comprometido, têm um pior prognóstico. O importante é que você siga à risca o tratamento e indicações do profissional que está acompanhando o caso.

Como prevenir a doença do carrapato em gatos

Embora seja menos comum que os gatos sejam infetados por doenças transmitidas pelo carrapato ou outros artrópodes, isso pode acontecer! Por isso, é essencial que você mantenha o plano de desparasitação sempre atualizado pelo seu médico veterinário e observe diariamente a pele do seu felino. Leia o nosso artigo completo sobre as doenças que os carrapatos podem transmitir.

Caso você detecte qualquer sintoma ou alteração comportamental estranha no seu gato, consulte de imediato o seu médico veterinário de confiança. Ninguém melhor do que você conhece o seu felino e se a sua intuição diz que algo não está certo, não hesite. Quanto mais cedo um problema for diagnosticado, melhor é o prognóstico!

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento!, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças parasitárias.

Referências
  1. Lappin M. (2001) Feline ehrlichiosis and hemobartonellosis. Proceedings of the 26th World Small Animal Veterinary Association World Congress; Vancouver, BC.
Bibliografia
  • Braga I. et al (2014) Detection of Ehrichia canis in domestic cats in the central-western region of Brazil. Brazilian Jornal of Microbiology. 45 (2) 641-645.
  • McQuiston, J. Erlichiosis and Related infections in cats. MSD Veterinary Manual. Available in: https://www.msdvetmanual.com/cat-owners/disorders-affecting-multiple-body-systems-of-cats/ehrlichiosis-and-related-infections-in-cats

Escrever comentário sobre Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento!

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Junia Carvalho
Qual o remédio para carrapato em gato?

Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento!
1 de 3
Doença do carrapato em gatos (Erliquiose Felina) - sintomas, diagnóstico e tratamento!

Voltar ao topo da página