menu
Partilhar

Dicas para deixar um gato sozinho em casa

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 27 setembro 2021
Dicas para deixar um gato sozinho em casa

Ver fichas de  Gatos

Os gatos, ao contrário dos cães, podem ficar em casa sozinhos por alguns dias quando precisamos nos ausentar por algum motivo. Embora se considere que estes felinos são independentes e solitários, a verdade é que ainda são animais domésticos que precisam da nossa companhia e atenção para garantir seu bem-estar. Portanto, nossa ausência não pode durar mais do que alguns dias.

Para um período mais longo, seria necessário buscar outra solução, como uma hospedagem para gatos ou um membro da família para cuidar dele. Em todo caso, é necessário preparar a casa e o gato para que possa ficar sozinho durante a nossa ausência. Neste artigo do PeritoAnimal revisamos abaixo as dicas para deixar um gato sozinho em casa e manter seu bem-estar quando não estivermos presentes.

Posso deixar meu gato sozinho em casa?

Conforme já adiantamos, os gatos podem ficar sozinhos em casa, embora isso não seja recomendado, e desde que durante uma viagem curta. Estamos falando de dois ou três dias, embora o tempo de ausência também dependa muito das características do gato e se você convive com mais de um, caso em que a companhia mútua poderia permitir mais alguns dias de ausência.

Alguns indivíduos são mais calmos e independentes, e por isso toleram melhor a solidão. Por outro lado, gatinhos filhotes ou adultos mais jovens e brincalhões, mais carinhosos e certamente dependentes, não poderão ficar sozinhos por mais de um dia. É claro que um gato doente ou com suspeita de doença, bem como gatos muito idosos ou em recuperação de uma operação ou de alguma doença, não podem ser deixados sozinhos, pois precisam de acompanhamento diário.

Resumindo, podemos deixar um ou mais gatos adultos saudáveis ​​em casa por alguns dias.

Como deixar meu gato sozinho em casa?

É claro que o gato precisa continuar bebendo água e se alimentando, mesmo que não estejamos em casa. Você deve calcular a quantidade de comida que será necessária durante nossa ausência, bem como garantir seu acesso à água potável 24 horas por dia. Muitos tutores enchem vários comedouros com ração e vários bebedouros com água. Mas essa opção, que pode ser válida para alguns gatos, apresenta algumas desvantagens.

Para começar, o animal pode virar os recipientes, ficando sem água e comida. Isso é mais comum em casas com mais de um gato, onde pode haver alguma confusão na área de alimentação, ou no caso de espécimes muito brincalhões que podem virá-los sem querer. Além disso, a ração em contato com o ar pode ficar seca, e a água pode ficar suja, o que significa que os gatos mais exigentes podem parar de comer e/ou beber. Para evitar isso, podemos recorrer a alimentadores automáticos e bebedores inteligentes.

Fonte e alimentador inteligente

Se você vai ficar fora de casa por alguns dias e quer ter certeza de que vai deixar o gato sozinho mas com acesso à comida e água sempre limpa e fresca, pode optar por bebedouros e comedouros inteligentes. É claro que você deve começar a usá-los algumas semanas antes de partir para ter certeza de que o gato os aceita. É assim que funcionam:

  • Fonte inteligente: trata-se de uma fonte de água que permite armazenar uma determinada quantidade e com um sistema de filtragem que a mantém em movimento. Os gatos costumam preferir beber água em fontes, justamente porque a água não fica estagnada.
  • Alimentador inteligente: consiste em um comedouro que oferece a possibilidade de armazenar uma determinada quantidade de ração que pode ir sendo dosada pelo próprio comedouro, evitando que o alimento resseque e estrague.

Preparar a caixa de areia para deixar o gato sozinho

Um ponto muito importante, considerando como os gatos tendem a ser animais organizados, é a caixa de areia. Independentemente da areia que tenha utilizado até então, é recomendado que, para se ausentar durante alguns dias, você escolha uma de qualidade, que absorva completamente os líquidos e que seja capaz de neutralizar os maus odores.

Quanto mais suja a caixa de areia, mais é provável que o gato resista em usá-la e você possa se deparar, quando retornar à casa, com urina ou excremento em qualquer outro lugar ou, o que é ainda pior, que o gato segure a vontade de evacuar, o que pode levar a problemas de saúde. Descubra os diversos tipos de areia para gatos neste outro artigo.

Uma boa opção é adicionar uma ou mais caixas de areia extras, dependendo de quantos dias você vai ficar fora. Obviamente, esta caixa de areia será semelhante àquela normalmente usada pelo gato, e você deve colocá-la num local sossegado. Lembre-se de que é conveniente fazer qualquer alteração gradativamente e dias antes de sua partida para garantir que o gato a aceite. Por exemplo, se utilizar uma nova areia, sair e ele não gostar, você corre o risco de ele se recusar a usar a caixa de areia. Além disso, é importante deixar todas as caixas de areia limpas antes de sair.

Como entreter um gato sozinho em casa?

A chave para deixar um gato sozinho em casa é o enriquecimento ambiental. Com esta expressão, nos referimos a proporcionar ao gato um ambiente onde possa desenvolver todas as atividades que lhe são naturais, como saltar, arranhar, trepar, se esconder, brincar, etc. Em outras palavras, implica em adaptar a casa à perspectiva felina, e é a melhor maneira de oferecer estimulação tanto a nível físico como mental.

Isso pode ser feito utilizando brinquedos, arranhadores, redes ou mesmo móveis dispostos em diferentes alturas para aproveitar o espaço também na vertical. Se o enriquecimento ambiental já é sempre importante, passa a ser muito mais quando vamos deixar o gato sozinho em casa por alguns dias. Uma boa opção é separar seus brinquedos preferidos ou aqueles que lhe oferecem mais tempo de diversão para que brinquem em nossa ausência. Claro, é necessário também garantir um ambiente totalmente seguro, verificando se as portas e janelas estão devidamente fechadas e garantindo que o gato não tenha acesso a nada potencialmente tóxico, como sabonetes ou plantas. Certifique-também de que nenhuma porta possa deixá-lo trancado.

Agora que você sabe as principais medidas que devem ser tomadas para deixar um gato sozinho em casa, talvez possa se interessar por este outro artigo em que contamos 8 coisas que os gatos fazem quando estão sozinhos.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Dicas para deixar um gato sozinho em casa, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Bibliografia
  • CVETS - Columbia Veterinary Emergency Trauma and Specialty. How to leave your cat at home alone. Disponível em: <https://cvets.net/how-to-leave-your-cat-at-home-alone/>. Acesso em 27 de setembro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Dicas para deixar um gato sozinho em casa
Dicas para deixar um gato sozinho em casa

Voltar ao topo da página