Cuidados básicos

Vou sair de férias, o que faço com meu gato?

 
Eva López
Por Eva López, Jornalista. 17 agosto 2022
Vou sair de férias, o que faço com meu gato?
Gatos

Ver fichas de  Gatos

Antes de adotar um gato, ou qualquer outro animal, é muito importante considerar todas as responsabilidades que isso inclui. Particularmente, onde deixar um gato durante as férias é um assunto que não pode ser esquecido de forma nenhuma.

Sabemos que a saúde felina pode ser prejudicada quando seus tutores saem de férias e não organizam seus cuidados de forma adequada. Por esse motivo, neste artigo do PeritoAnimal compartilharemos nossas recomendações para saber onde deixar um gato durante as férias E o que fazer para garantir seu bem-estar. Assim, se você se pergunta: "Vou sair de férias, o que faço com meu gato?", a seguir resolveremos sua dúvida.

Índice
  1. Onde deixar meu gato durante as férias?
  2. Posso deixar meu gato em casa durante as férias?
  3. Posso deixar meu gato sozinho no fim de semana?
  4. Hotéis ou residências para gatos

Onde deixar meu gato durante as férias?

Muitas pessoas acreditam que a personalidade aparentemente mais independente do gato o permite ficar sozinho em casa sem nenhum problema, mas isso não é verdade! Os gatos requerem atenção diária da nossa parte, e somente deixar quilos de comida e litros de água não é suficiente se pensamos em nos ausentar por alguns dias.

Como acontece com os cachorros, os gatos domésticos necessitam que alguém os cuide e supervisione para comprovar que está tudo em ordem, brincar com eles e dar carinho. É verdade que nem todos os gatos aceitam igualmente o contato humano, especialmente quando falamos de desconhecidos, mas isto não quer dizer que não devemos proporcionar-lhes uma atenção adequada. Para isso, existem várias opções que teremos que considerar em função da personalidade do nosso felino, como deixá-lo em casa sob cuidados de terceiros, levá-lo na casa de alguém de confiança ou alojá-lo em um hotel ou residência para gatos.

Posso deixar meu gato em casa durante as férias?

A opção mais comum entre os tutores é deixar o gato na comodidade do seu lar e pedir que alguém de confiança visite e cuide do animal todos os dias. Sem dúvida, o melhor ambiente para um gato é a sua casa, por isso, o mais recomendável sempre é deixar o gato em casa durante as férias. Claro, como mencionamos, sempre sob vigilância! pois a resposta à pergunta "posso deixar meu gato sozinho durante as férias?" é um enorme NÃO. Em outras palavras, em casa com alguém sim, em casa completamente sozinho não.

Os gatos são animais muito susceptíveis às mudanças, por isso levá-los a um local desconhecido, mesmo que seja a casa de uma pessoa amiga ou um hotel de gatos, com total probabilidade desenvolverá estresse e ansiedade neles, ao menos que nosso felino seja tão sociável que tenha a capacidade de se adaptar a qualquer ambiente sem nenhum tipo de problema. No entanto, estes últimos costumam ser minoria.

Os etólogos e psicólogos felinos aconselham escolher esta opção sempre que seja possível para reduzir ao máximo a ansiedade do animal. Evidentemente, especialmente naqueles felinos mais dependentes, impedir que sintam falta de seus tutores é praticamente impossível, por isso em alguns casos é possível presenciar sintomas de ansiedade por separação. Entretanto, se solicitamos a alguém de confiança para nós e, principalmente, para o gato que vá até a nossa casa, todo esse processo será muito mais leve.

Recomendações para deixar um gato em casa durante as férias

Como nem sempre é fácil encontrar alguém disposto a viver em nossa casa durante a nossa ausência, se for visitar diariamente o animal e dedicar tempo a ele será fundamental que execute as seguintes tarefas:

  • Limpar a caixa de areia.
  • Trocar a ração e limpar a tigela de comida.
  • Renovar a água.
  • Brincar com o gato.
  • Dar medicação caso necessário.

Posto que os gatos são muito sensíveis, é comum ver felinos que deixam de comer durante a ausência de seus humanos. Este jejum pode trazer consequências na saúde como esteatose hepática ou problemas renais. O mesmo pode ocorrer se o animal ficar completamente sozinho em casa, com grandes quantidades de comida para vários dias, já que costumam comer o triplo durante os primeiros dias, ficando sem nada depois e colocando em risco sua saúde. Por este motivo, além de insistir na importância de delegar a alguém a vigilância e o cuidado do nosso gato durante as férias, ressaltamos a importância de comprovar que o animal coma e beba.

A água é essencial, e se a tigela de água está suja ou a água não se encontre em condições adequadas, o gato pode não beber nada, provocando inclusive sintomas de desidratação. Geralmente, os gatos preferem as fontes de água por possuírem este líquido vital em movimento, na falta desta, tigelas com água transbordante, fresca e limpa.

A caixa de areia também deve ser limpa diariamente, assim é fundamental que estas informações sejam passadas para a pessoa encarregada do cuidado do gato durante as férias caso ela não saiba.

Por tudo isso, o ideal é pedir a um familiar ou amigo amante de gatos com disponibilidade para poder cuidar do gato 1-2 horas por dia, no mínimo. Outra opção é contratar um profissional para que se desloque para sua casa pelo tempo necessário. Atualmente, é cada vez maior o número de profissionais que assumem este serviço, incluindo as clínicas veterinárias, que garantem um cuidado adequado e adaptado a cada caso em particular. Se pensa nessa possibilidade, preste atenção ao método de trabalho para escolher, sempre, por aqueles profissionais que trabalhem com reforço positivo e se preocupem com o bem-estar dos animais.

Por último, o uso de feromônios no difusor, como os da Feliway, proporcionam ao gato um ambiente tranquilo e calmo, altamente indicados para felinos com tendência a ficarem estressados.

Vou sair de férias, o que faço com meu gato? - Posso deixar meu gato em casa durante as férias?

Posso deixar meu gato sozinho no fim de semana?

Muitos tutores se perguntam quantos dias um gato pode ficar sozinho em casa ou se é possível deixar um gato sozinho um fim de semana. A resposta é NÃO. Não aconselhamos que o gato fique sozinho em casa mais de um dia. Em um final de semana podem acontecer muitas coisas e se não há ninguém que possa o levar com rapidez ao veterinário o animal poderá sofrer graves consequências. Algo tão simples como se o gato comer toda a comida no primeiro dia pode desenvolver nele problemas de saúde que requerem atenção imediata.

Por tudo isso, se você vai sair de férias e não sabe o que fazer com o gato, mesmo que seja um fim de semana, peça a alguém que vigie e cuide do animal ou contrate os serviços de um profissional. A companhia humana é fundamental para assegurar que todos os recursos que o gato necessita estejam presentes e em corretas condições, tais como água, comida, limpeza ou jogos. Mesmo assim, os gatos que vivem sem a companhia de outros animais, todavia necessitam deste contato humano para suprir suas necessidades sociais, assim é muito importante que alguém vá visita-lo todos os dias para garantir seu bem-estar.

Hotéis ou residências para gatos

Se o seu gato é extrovertido, muito sociável e se adapta sem problemas a qualquer ambiente, a opção de escolher um hotel ou residência felina pode apresentar muitas vantagens. Além de ter uma atenção constante, se relacionará com outros gatos, disfrutará de novos ambientes e se manterá entretido. Da mesma forma, esta opção para deixar o gato durante as férias é especialmente indicada para aqueles felinos em tratamento que requerem várias administrações durante o dia, pois muitas residências contam com serviço veterinário nas 24 horas do dia.

Agora, se o seu gato é um animal saudável, tímido e susceptível às mudanças (como a maioria), esta opção não é a mais adequada para ele devido aos problemas emocionais que podem ser desenvolvidos nele. Nestes casos, escolha as opções anteriores.

O que levar em consideração para escolher uma residência felina?

Primeiramente todas as necessidades do seu gato. Atualmente são muitas as residências que podemos encontrar, com serviços variados e diversas acomodações. Por isso, o mais recomendável é que comprove cada um dos seus serviços e garanta que estes se adaptem ao seu felino, oferecer atenção permanente, cuidados, comida de qualidade, sessões de jogos e, definitivamente, se preocupar com o bem-estar do seu gato durante sua ausência. Por isso, não deixe de consultar seu veterinário de confiança, com certeza poderá te recomendar o melhor lugar!

Vou sair de férias, o que faço com meu gato? - Hotéis ou residências para gatos

Se deseja ler mais artigos parecidos a Vou sair de férias, o que faço com meu gato?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário
Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
Vou sair de férias, o que faço com meu gato?