menu
Partilhar

Curiosidades sobre os gatos

 
Curiosidades sobre os gatos

Ver fichas de  Gatos

Quer saber o que o gato tem de especial e quais curiosidades sobre os gatos? Não é segredo para ninguém que os gatos são animais únicos e extraordinários. Todas as pessoas que convivem com os felinos diariamente observam a quantidade de coisas surpreendentes que eles são capazes de fazer, e que suas habilidades nunca deixam de ter novidades. Por isso, os gatos são animais que sempre despertaram muita curiosidade e inclusive são protagonistas de mitos, lendas e crenças populares que ainda se propaga em muitos lugares.

No PeritoAnimal reunimos as curiosidades sobre os gatos mais surpreendentes para que você saiba um pouco mais desses animais maravilhosos e amplie seus conhecimentos. No final, conte-nos quantas você já conhecia!

Também lhe pode interessar: Curiosidades sobre os leões

1. Leite não é o melhor alimento para gatos

Você tem dúvidas se os gatos podem tomar leite? Mesmo que a imagem de um gato bebendo leite de vaca apareça inúmeras vezes em séries e filmes, a verdade é que a maioria dos gatos adultos desenvolve intolerância à lactose. Por isso, o leite de vaca não é o alimento mais recomendado para esses animais.

Todos os filhotes de mamíferos nascem perfeitamente preparados para digerir o leite materno, por isso este é a base da sua alimentação. Durante o período de lactação, os gatinhos produzem uma grande quantidade da enzima chamada "lactase", que permite digerir corretamente a lactose do leite materno. No entanto, após o desmame, a produção desta enzima diminui de forma progressiva porque o natural é que o animal adulto não necessite mais dela.

Mesmo que alguns gatos possam continuar gerando uma pequena quantidade da enzima lactase, especialmente aqueles que continuam ingerindo leite de outros animais, como mencionamos, a maioria deixa de produzir e aparecem as intolerâncias. Agora veja, o que acontece com os gatinhos sem mãe? Se você encontrar um gatinho órfão, tampouco é adequado oferecer leite de vaca porque a composição não é igual ao leite de uma gata. O mais adequado é procurar orientação com veterinário para adquirir fórmula láctea para gatos.

Curiosidades sobre os gatos - 1. Leite não é o melhor alimento para gatos

2. Os gatos não percebem os sabores doces

Mesmo que os gatos tenham a visão e a audição muito melhores que a nossa, o paladar é menos desenvolvido. Assim, enquanto uma pessoa possui mais de 9.000 bulbos gustativos, os gatos contam com menos de 500, e isso resulta em uma capacidade mais limitada de identificar sabores nos alimentos. Além disso, os felinos somente produzem uma das proteínas necessárias para identificar a informação dos sabores doces. Por isso, mesmo que detectem facilmente os sabores salgados, ácidos e amargos, os gatos não percebem os sabores doces.

Muitos estudiosos afirmar que esta seria uma importante habilidade de autodefesa desenvolvida pelos felinos durante sua evolução. Como os alimentos açucarados podem resultar em danos para seu organismo, podendo provocar diarreia, cólicas e gazes, seu paladar pode ter evoluído a tal ponto de rejeitar o sabor doce e, com isso, os alimentos que não lhes trazem benefícios nutricionalmente falando. Descubra o que os gatos comem em este outro post para saber com mais detalhes como deve ser sua dieta.

3. Emitem muitos sons para se comunicar

Certamente você adora escutar seu gato ronronando quando o acaricia ou miar quando quer brincar contigo. Atualmente, sabemos que os gatos podem emitir até 100 vocalizações diferentes para se comunicar conosco e entre eles, sendo que neste segundo caso é mais frequente quando são filhotes.

Desta forma, um dos dados curiosos dos gatos é que eles não se comunicam igualmente conosco e com os demais felinos, já que entre si eles emitem um número de sons mais limitado, enquanto que para se comunicar com os humanos aprenderam a desenvolver múltiplos sons. Por exemplo, o gato pode ter identificado que se ele mia de uma determinada maneira você coloca comida no prato dele, brinca com ele ou simplesmente dá atenção. Você já percebeu esse detalhe? Especialmente se convive com mais de um gato, note como se comunicam contigo e entre eles.

4. Sua principal linguagem é a corporal

Outra das curiosidades sobre os gatos é sobre sua linguagem. Apesar de que sua linguagem verbal ser incrível, os gatos utilizam principalmente a linguagem corporal para expressar seus estados de humor, emoções e percepções.

Sem dúvida, a linguagem corporal dos gatos é muito complexa, pois inclui uma grande variedade de posturas, gestos e expressões faciais. Por exemplo, somente com os movimentos de sua cauda já podemos entender muitas coisas.

5. Têm mais ossos que os humanos

Mesmo que menores, possuem um maior número de ossos que os humanos. Um gato saudável tem aproximadamente 230 ossos, que são 24 a mais que o esqueleto humano. Além disso, os discos entre suas vértebras são mais grossos que os nossos.

Entretanto, a verdadeira curiosidade sobre os gatos não é realmente o número de ossos, mas o porquê de seu esqueleto ser assim. É que esta estrutura óssea, junto com sua musculatura desenvolvida, é que lhe permite que tenha uma grande elasticidade e agilidade.

6. Podem entrar em locais impossíveis

Em relação ao ponto anterior, seu esqueleto e musculatura não somente lhes permitem ser ágeis para escalar ou caçar, mas também lhes permitem entrar em praticamente todos os locais, por menor que pareça. Quantas vezes você viu seu gato entrar em uma caixa muito pequena ou em um local menor que seu próprio corpo?

Contudo, por que eles fazem isso? A resposta é simples, eles se sentem seguros, protegidos ou aquecidos nesses locais. Dependendo do tipo de esconderijo que decidem entrar, os motivos podem variar, mas entrar em locais apertados lhes produzem uma sensação maior de proteção.

Curiosidades sobre os gatos - 6. Podem entrar em locais impossíveis

7. Newton poderia ter criado a primeira porta de gato

Ainda deseja conhecer mais curiosidades sobre os gatos? Com certeza você tem uma porta para gatos na sua casa ou, ao menos, já viu uma ou sabe da sua existência, certo? Mas o que poucas pessoas sabem é que esta prática e magnífica invenção pode ser obra de Isaac Newton, físico e matemático, que suas descobertas são um marco de antes e depois na Física.

Cyril Aydon, cientista e escritor, nos conta em seu livro Histórias curiosas da ciência que Newton havia pensado em uma maneira de permitir que sua gata pudesse sair para fora de casa sempre que quisesse sem a necessidade de interromper seus momentos de concentração e experimentos. Por isso, ele planejou fazer um buraco na sua porta para permitir acesso para sua gata e filhotes. Assim, surgiu a primeira porta de gatos que se tem registros.

Curiosidades sobre os gatos - 7. Newton poderia ter criado a primeira porta de gato

8. Os gatos também possuem recordes mundiais

No livro dos recordes do mundo, o Guinness, não somente aparecem os humanos, muitos animais se encontram nele, é claro, os gatos estão presentes. Por exemplo, podemos nomear três supergatos:

  • Creme Puff: nasceu no Texas e possui o recorde de ser o gato mais velho do mundo, pois viveu 38 anos.
  • Waffle: curiosamente, esse gato possui o recorde no Guinness do salto mais longo do mundo realizado por um gato (213,36 cm), esse feito foi reconhecido em 2018.
  • Towser: é uma gata da raça carey que possui o recorde de ter caçado o maior número de ratos, quase 29.000.
  • Colonel Meow: ganhou o recorde no Guinness em 2014 por ser o gato com o pelo mais longo do mundo (22,87 cm).

9. O nariz é a impressão digital dos gatos

Cada pessoa tem uma composição única nas impressões digitais, de forma que nossa identidade pode ser reconhecida por essa impressão. Os gatos não possuem impressões digitais em seus dedos, entretanto, cada um possui um desenho único e inigualável em seu nariz. Por esse motivo, se considera como equivalente às nossas impressões digitais o que se encontra nos narizes dos gatos. Assim, mais que impressões digitais poderíamos dizer que eles possuem impressões nasais, não acha?

Curiosidades sobre os gatos - 9. O nariz é a impressão digital dos gatos

10. Seus bigodes funcionam como receptores

Os bigodes dos gatos não são somente pelos, se chamam vibrissas e são parte de suas capacidades sensoriais, igual aos pelos de suas "sobrancelhas" e debaixo do queixo. Esses pelos possuem uma importante função mecanorreceptora, de forma que em combinação com as células olfativas, permitem aos gatos identificar objetos próximos, detectar movimentos, medir espaços e manter o equilíbrio. Assim, outra curiosidade sobre os gatos que poucas pessoas conhecem é que seus bigodes atuam como sensores de movimento e de objetos. Fascinante, não é? Por isso, nunca devem ser cortados!

Descubra todos os detalhes neste outro artigo: "Para que serve o bigode do gatos?".

11. Os gatos podem identificar as cores

Mesmo que durante muitos anos se acreditou que os gatos podiam ver somente em preto e branco, com o tempo se demonstrou que essa crença é um mito. Na verdade, os olhos dos gatos não possuem as células cone vermelha, de forma que eles não percebem as tonalidades vermelha e rosa. Entretanto, isso não significa que não enxergam outras cores, pois eles possuem as células cone azul e verde, o que permite que distinguem tonalidades de azul, verde e amarelo. Eles não percebem totalmente as saturações dessas cores, por isso não enxergam com a mesma intensidade que nós.

Neste artigo Como os gatos enxergam falamos com mais profundidade sobre esse tema, não deixe de conferir!

12. Sua visão noturna é melhor que a dos humanos

Embora não podemos dizer que os gatos enxergam na total escuridão, é certo que esses animais possuem uma visão noturna melhor que a nossa e de muitos animais. Especificamente, eles enxergam 8 vezes mais que os seres humanos quando têm luz fraca ou na escuridão. E agora, como é possível?

Na anatomia do olho do gato encontramos uma camada chamada tapetum lucidum, que permite que a luz reflita na retina e, por isso, permite que o gato enxergue melhor no escuro (é como se a luz se reflete duas vezes). Também é por esse motivo que os olhos dos gatos brilham quando não há luz.

13. Os gatos não marcam território somente com urina

Já mencionamos anteriormente que a linguagem desses animais é muito complexa, e por isso que outra das curiosidades dos gatos é que a marcação não é somente por meio da urina, nem o fazem somente para demarcar território. A marcação pode ter fins de reprodução, marcar território ou por fatores ambientais e de estresse. Mesmo assim, eles podem marcar de várias formas:

  • Marcação com urina: costumam urinar em forma de aspersão, verticalmente, principalmente para delimitar território.
  • Marcação facial: na sua face possuem glândulas que liberam feromônios, e com essa marcação deixam um sinal químico (olfativo) que eles mesmos e os demais gatos podem perceber. Esfregam o rosto contra objetos, animais e pessoas para deixar esse sinal. Não é uma forma de marcar algo como "seu", mas para indicar que esse animal ou pessoa é seguro e de confiança.
  • Marcação podal: suas patas também contêm glândulas que liberam feromônios, assim essa marcação é realizada arranhando superfícies ou elementos. Assim, deixam sinais químicos e visuais. Podem fazer isso quando se sentem estressados ou com fins de reprodução.

14. Nos amassam porque nos amam

Muitas pessoas se perguntam por que os gatos amassam pãozinho com tanta frequência. Pois bem, quando são bebês, os gatos amassam as mamas de suas mães para estimular a produção de leite. É um movimento natural que traz para os gatinhos alimento, reforça o vínculo e gera uma sensação de bem-estar, segurança e prazer.

Quando adultos, os gatos amassam as pessoas ou objetos para expressar que estão tranquilos, felizes e se sentem seguros. Por isso, quando o gatinho te amassa, é um sinal claro de que te ama, confia em você e é feliz ao seu lado.

15. Dormem até 16 horas por dia

Outro dado curioso sobre os gatos é que eles podem surpreender seus tutores de primeira viagem na quantidade de horas que dormem diariamente. Um filhote pode dormir até 20 horas, mas um gato adulto também dedica grande parte do seu dia para descansar, já que pode dormir de 14 a 16 horas.

Estas horas de sono não são ininterruptas, pois os gatos preferem realizar pequenos cochilos ao longo do dia. Por isso, é normal observar nossos felinos descansando durante quase todo o dia. No artigo Quantas horas dorme um gato por dia falamos sobre as diferentes etapas do sono.

Curiosidades sobre os gatos - 15. Dormem até 16 horas por dia

16. São animais crepusculares

Por natureza, os gatos não são animais diurnos, mas concentram sua maior atividade durante o crepúsculo, quer dizer, ao anoitecer e ao amanhecer. Este é um mecanismo de sobrevivência que a espécie adotou tanto para evitar seus predadores como para caçar suas presas, que também tendem a gostar do crepúsculo.

Ao adotar um gatinho, é comum perceber que durante a noite ele é mais ativo, que pode nos frustrar caso não consigamos que ele durma e nos deixe dormir. Entretanto, é importante saber que se trata de sua natureza e que mudanças nesse aspecto podem levar tempo, é importante ter paciência e recorrer a técnicas de educação que preservem o bem-estar do animal.

17. Eles não gostam de água parada

Quantas vezes você viu o gato beber água da torneira ou com a pata? A explicação é simples: os gatos preferem a água em movimento. São animais extremamente arrojados e inteligentes, assim conseguem detectar se a água não foi renovada, ou seja, se está suja. Desta forma, a água fresca e em movimento, como a que beberiam em um rio na natureza, não acumula patógenos, assim evitam determinadas doenças.

18. Quando estão de barriga para cima indicam que estão confortáveis

Quando um gato fica de barriga para cima próximo de você e ainda permite que toque a barriga dele, sem nenhuma dúvida indica que ele confia plenamente em você, se sente seguro contigo, protegido e, claro, confortável. Esta zona é muito sensível e, por isso, expor esta região indica amizade.

Entretanto, é possível que ele realize essa postura, mas não deixe que toque sua barriga. Isto não significa que não confia em você, mas que não está preparado para isso ou não é o momento. Lembre-se que os gatos são animais que nem sempre desejam receber nossas carícias. Aprenda a respeitar seu espaço.

19. A barriga não está caída, é a bolsa primordial

Muitos gatos aparentam ter a barriga pendurada, mesmo que não estejam acima do peso, por quê? É a chamada bolsa primordial e é uma herança dos gatos selvagens, servia para armazenar gordura para ter energia quando o alimento estava escasso, para proteger o abdome e facilitar seus movimentos.

Não deixe de ler nosso artigo sobre a Bolsa primordial dos gatos para saber todos os detalhes desta parte tão curiosa do corpo dos felinos.

Curiosidades sobre os gatos - 19. A barriga não está caída, é a bolsa primordial

20. Os gatos também suam

Sim, os gatos também suam, mesmo que com menor frequência que os seres humanos e de uma forma totalmente diferente. As glândulas sudoríparas dos gatos se encontram no queixo, no ânus, nos lábios e nas almofadas das suas patas.

Esses animais são capazes de suportar temperaturas de até 50 graus, mas não significa que não sentem calor com temperaturas mais baixas. Quando sentem calor, contam com vários mecanismos para regular sua temperatura, mas caso não for suficiente, têm sintomas como respiração ofegante e acelerada, aumento do consumo de água, etc. Nesses casos, é importante agir rapidamente para evitar a temida insolação.

Outros fatos curiosos dos gatos

Com certeza existem várias curiosidades sobre os gatos. Por isso, compartilhamos nosso vídeo com 100 curiosidades sobre os gatos que te ajudarão a conhecer mais estes magníficos animais, com ainda mais informações interessantes:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Curiosidades sobre os gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Guinness Wordl Records. Cats. Disponível em: <https://www.guinnessworldrecords.com/records/showcase/animals/cats>. Acesso em 17 de maio de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Curiosidades sobre os gatos
1 de 7
Curiosidades sobre os gatos

Voltar ao topo da página