menu
Partilhar

Por que o gato amassa pãozinho e morde a coberta?

Por que o gato amassa pãozinho e morde a coberta?

Ver fichas de  Gatos

Os gatos tem hábitos e comportamentos que podem ser muito estranhos, como amassar pãozinho, tentar enfiar-se em buracos muito pequenos ou atirar qualquer objeto que encontrem. Por isso, se observamos situações como a que o gato morda o cobertor enquanto amassa pãozinho, é totalmente normal que nos perguntemos se este é um comportamento próprio da espécie ou se nosso gato tem algum problema.

Quando um gato age assim de forma esporádica, não temos porque nos preocupar. Agora, se isso acontece de maneira frequente, talvez esteja ocorrendo algo. Por este motivo, neste artigo do PeritoAnimal daremos a resposta da pergunta: "por que o gato amassa pãozinho e morde a coberta?" para que você saiba o que está acontecendo.

Também lhe pode interessar: Por que o gato lambe e depois morde?

Síndrome de pica

Quando os gatos mordem, mastigam, lambem ou chupam algo que não seja comida, estamos diante de um comportamento anômalo. A este comportamento damos o nome de "síndrome de pica". A palavra pica provém do latim para a ave pega-rabuda, uma ave da família dos corvos, que é muito conhecida pelo seu comportamento alimentício: come tudo o que encontra. Além do mais, as pega-rabudas têm costume de roubar e esconder os objetos mais estranhos.

A pica ou alotriofagia é uma síndrome que afeta muitos animais, incluindo o ser humano, cachorros e gatos, que ocorre quando mordem ou ingerem substâncias não comestíveis. Os objetos favoritos do felino para este comportamento são: papelão, papel, sacolas plásticas e tecidos como a lã (por isso chupa e morde o cobertor). As raças mais predispostas a este problema específico de morder a coberta ou chupá-la como se estivesse mamando são as orientais, como o gato siamês e o birmanês.

Ainda não existem estudos suficientes que determinem as causas exatas que provocam este problema. Entretanto, como afeta algumas raças mais que outras, acredita-se que tenha um forte componente genético. Durante muito tempo os experts acreditaram que esta síndrome se originava a partir de uma separação prematura do gatinho da ninhada. Entretanto, hoje em dia acredita-se que esta não é a principal causa na maioria dos gatos.

A causa mais provável é que seja um hábito (como nas pessoas) que alivia o estresse e promove uma sensação de bem-estar no gato. Este comportamento às vezes se associa com uma perda de apetite e/ou ingestão de alimentos estanhos. Esse estresse ou ansiedade podem ser provocados por distintos motivos, como tédio, uma mudança ou qualquer outra alteração em casa. Cada gato é mundo diferente e diante de qualquer mudança de comportamento é fundamental visitar o veterinário para descartar inclusive as causas menos prováveis.

Em 2015, um grupo de investigadores tentou compreender melhor o problema. Mais de 204 gatos siameses e birmaneses participaram do estudo. Os resultados revelaram que não houve relações entre as características físicas do animal e o comportamento de alimentação anômalo nos tecidos. Entretanto, encontraram que na raça siamesa existia uma relação entre outros problemas médicos e este comportamento. Em gatos birmaneses, os resultamos sugeriram que o desmame prematuro e uma caixa de areia muito pequena podem favorecer esse tipo de comportamento. Além do mais, em ambas as raças, houve um intenso aumento do apetite[1].

Sem dúvida, são necessários mais estudos para compreender este complexo problema de comportamento de nos gatos. Até o momento, você deveria tentar fazer o que dizem os especialistas. Ainda que não exista uma forma exata de solucionar o problema.

O que fazer para evitar que o gato morda o cobertor

Gato mordendo cobertor ou qualquer outro tecido está sofrendo de alotriofagia ou síndrome de pica, infelizmente não existe uma solução 100% efetiva para este problema. Entretanto, te recomendamos seguir essas sugestões:

  • Leve o gato ao veterinário se está comendo coisas estranhas. Ainda que não seja comum, pode ser uma deficiência nutricional e somente o veterinário poderá realizar a análise para descartar esta possibilidade.
  • Oculte os tecidos de cashemere e outros materiais que ele prefira. Feche a porta do quarto quando você não esteja em casa para evitar que o gato passe horas realizando este tipo de comportamento.
  • Fomente o exercício físico do gato. Quanto mais tempo ele esteja entretido, menos tempo passará mamando na coberta.
  • Os casos muito graves de síndrome de pica podem requerer medicação psicoativa.

Gato amassando pãozinho por estresse e ansiedade

Como vimos, a causa anterior realmente também pode estar relacionada com o estresse, a ansiedade e o tédio. Entretanto, estes estados nem sempre desenvolvem a síndrome de pica, de maneira que o gato possa estar simplesmente amassando pãozinho sobre o cobertor, sem necessidade de mordê-lo, como uma maneira de relaxar-se. Por isso, se você se pergunta por que o gato faz massagem, pode ser que ele esteja relaxando.

Por que o gato amassa pãozinho?

Gato amassando pãozinho é comportamento que pode ser causado por diferentes razões. Este comportamento se inicia logo após nascer quando os gatinhos estimulam as mamas mediante este geste instintivo. Amassar as mamas de sua mãe produz alimento e, portanto, bem-estar e tranquilidade. Durante a idade adulta, os gatos seguem com esse comportamento quando se sentem bem, quando desenvolvem um forte vínculo emocional com outro animal ou pessoa, para descansar melhor, para marcar território ou para relaxar quando se sentem estressados.

Por isso se seu gato amassa pãozinho ou faz massagem, mas não morde o cobertor, você terá que tentar averiguar se ele está estressado ou se, ao contrário, é um animal feliz, que simplesmente quer demonstrá-lo. Se é resultado de estresse ou ansiedade, é fundamental encontrar a causa e tratá-la.

Desmame prematuro

Quando um gatinho é separado de sua mãe antes do tempo, costuma desenvolver comportamento como este de morder e amassar o cobertor para acalmar-se ou como se estivesse sendo amamentado, especialmente até que adormeçam. Isso, com o tempo, costuma desaparecer, ainda que a prática do gato amassando pãozinho seja totalmente normal e possa continuar por toda a vida. Entretanto, pode converter-se em uma obsessão e desenvolver a mencionada síndrome de pica. Se, além do mais, ingere algum fio ou pedaço de tecido, pode sofrer graves problemas intestinais.

Por outro lado, os gatinhos que não foram desmamados prematuramente também podem desenvolver este comportamento. Nesses casos, podem fazer para acomodar a caminha ou porque se sentem sozinhos e/ou entediados.

No primeiro caso, acabará desaparecendo com o tempo e não temos que nos preocupar Já no segundo, será conveniente oferecer-lhe brinquedos variados para evitar que converta esse comportamento em um hábito ou uma forma de aliviar seu estresse.

Conduta sexual

Quando um gato está alcançando a maturidade sexual é totalmente normal que comece a explorar e realizar comportamentos estranhos, como esfregar-se em objetos e, inclusive, tentar montar em alguma coisa, como uma manta ou cobertor. É importante esterilizar o animal, quando o veterinário recomende tanto para evitar gravidezes indesejadas como para que não tente escapar com todos os riscos que isso supõe. A esterilização cedo permite que não desenvolvam tumores de mama, piometras, patologias testiculares, etc.

Por outro lado, gatos adultos não castrados também podem mostrar este comportamento durante o período do cio ou por outros motivos. Assim, se você observa que seu gato morde o cobertor e se excita, morde a coberta enquanto a amassa ou parece que copula com ela, é possível que esteja no cio, que se sinta estressado e faça isso para relaxar ou porque, simplesmente, lhe dá prazer.

Durante o acasalamento, o gato macho tende a morder a fêmea enquanto copula. Desta forma, observar se o gato morde o cobertor pode indicar que ele está no cio. Podemos confirmar isso se observarmos outros sintomas como marcação com urina, miar, esfregar ou lamber os genitais. É importante diferenciar a marcação com urina sexual da territorial. Se não monta na coberta, mas morde, amassa pãozinho e parece que se excita, lembre-se que pode tratar-se de síndrome de pica.

Por último, montar na coberta pode ser consequência do estresse, sendo essa ação uma via de escape para o animal, já que o comportamento sexual provoca um importante efeito relaxante ou ansiolítico, ou como parte da brincadeira, porque esta atividade lhe produz um alto nível de excitação.

Dado que são muitas as causas que podem explicar por que um gato amassa pãozinho e morde a coberta, é fundamental observar atentamente cada um dos comportamentos do animal para poder averiguar o que pode estar ocorrendo, assim como visitar um veterinário especializado em etologia. Como vimos, o simples fato de morder, amassar ou montar na coberta pode nos levar a uma ou outra situação.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Por que o gato amassa pãozinho e morde a coberta?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Referências
  1. BORNS-WEIL, S. et al (2015). Un estudio de casos y controles de la succión compulsiva de lana en gatos siameses y birmanos (n = 204). Revista de comportamiento veterinario. 1-6
Bibliografia
  • VERBENE, G., & de Boer, J. (1976). Chemocommunication among Domestic Cats, Mediated by the Olfactory and Vomeronasal Senses: I. Chemocommunication. Zeitschrift für Tierpsychologie, 42(1), 86-109.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Evanildo Júnior
E quando o gato já castrado apresenta esse comportamento de "montar" nas almofadas?

Por que o gato amassa pãozinho e morde a coberta?
Por que o gato amassa pãozinho e morde a coberta?

Voltar ao topo da página