menu
Partilhar

Como acalmar um gato hiperativo

 
Por Maria Besteiros. 26 abril 2021
Como acalmar um gato hiperativo

Ver fichas de  Gatos

Apesar do tempo de convivência entre humanos e gatos, eles ainda nos surpreendem com aspectos de seu comportamento. Por isso, neste artigo do PeritoAnimal vamos nos ater em como reconhecer e acalmar um gato hiperativo.

Primeiro vamos definir o comportamento a que vamos nos referir, depois vamos explicar que diretrizes podemos seguir para ajudar e compreender nosso gato e, acima de tudo, vamos diferenciar o comportamento normal de um gato saudável daquele que pode exigir consulta a um profissional. Descubra abaixo como acalmar um gato hiperativo, bem como outras dicas básicas para seu bem-estar.

Também lhe pode interessar: Como acalmar um gato

O comportamento de um gato filhote

Em primeiro lugar, é essencial saber qual é o comportamento habitual dos gatos para saber em que casos sua atividade pode ser entendida como patológica e quando, ao contrário, é a atividade habitual de um indivíduo de suas características. Para isso, é importante saber que o comportamento do gato está relacionado à sua idade.

Assim, quando filhote será fácil observá-lo brincando com qualquer objeto que possa ser pego, mordido ou atacado. Também não é raro correr ou saltar em alta velocidade, subir a alturas consideráveis ou mesmo escalar a parede. Esta intensa atividade de um gato filhote muito agitado é completamente normal e é um sinal de sua saúde.

É nesta fase que devemos lançar as bases para um jogo "seguro", ou seja, desviar sua atenção se ele tentar brincar de morder nossos dedos ou de pegar nossos pés e oferecer-lhe uma gama adequada de brinquedos. Esta é a única maneira de ajudar a acalmar um gato hiperativo, como veremos.

Não há necessidade de comprar nada muito sofisticado. Uma bola de folha de alumínio ou uma lanterna para fazer luzes contra uma parede pode garantir horas de entretenimento. É também muito importante oferecer um ambiente seguro, levando em conta seu gosto pelas alturas e sua capacidade de se esconder nos lugares mais inusitados e escondidos. Portanto, devemos examinar nossa casa com "olhos de gato" para eliminar qualquer perigo ou reduzi-lo, por exemplo, usando redes mosquiteiras para janelas e varandas.

Como acalmar um gato hiperativo - O comportamento de um gato filhote

Atividade de um gato adulto

Uma vez passados os primeiros anos de vida de um gato agitado, observaremos que, em um bom número de felinos, a atividade desenfreada e as horas de jogo diminuem, embora este aspecto também dependa da personalidade do gato, que será mais ou menos brincalhão e ativo.

Geralmente por volta de seus dez anos, observaremos que o gato passa quase todo seu tempo dormindo e descansando, deixando o jogo relegado a momentos muito específicos. Todos os gatos, mesmo os mais velhos, passam mais ou menos frequentemente pelo que poderíamos chamar de "hora da loucura felina", facilmente reconhecível porque o gato, de repente e sem a necessidade de estímulo real, adota uma postura de ataque, com os pelos eriçados, anda de lado ou salta de um lado para o outro.

Eles geralmente fogem para um lugar que só eles conhecem. Após alguns minutos de corrida louca, eles retornam a um estado de calma como se nada tivesse acontecido. Esta situação é completamente normal e não dá qualquer margem para classificar essa situação como a de um gato hiperativo. Portanto, a atividade dos gatinhos, embora elevada, também não deve causar preocupação.

Como acalmar um gato hiperativo - Atividade de um gato adulto

Quando a hiperatividade do gato é um problema?

Quando temos um gato hiperativo e isso acaba afetando a vida normal do felino, causando ansiedade ou estresse, é chegado o momento de buscar ajuda profissional. Um gato hiperativo é aquele que, quando adulto:

  • É extremamente inquieto.
  • Não consegue ficar parado.
  • Mia excessivamente.
  • Pode causar danos aos móveis devido à sua atividade constante.

A primeira coisa que devemos fazer se temos um gato agitado e hiperativo é descartar uma patologia de origem física, ou seja, você tem que ir ao veterinário para uma revisão, especialmente se a hiperatividade surgir de repente e for acompanhada de perda de peso, mesmo que ele aumente a ingestão de ração e água.

Sabe-se que os distúrbios da glândula tireóide (hipertireoidismo) podem fazer com que tenhamos um gato hiperativo, de modo que o gato tem dificuldade de permanecer quieto. O diagnóstico é feito pela palpação da glândula no pescoço (ela será aumentada) e/ou pela medição dos hormônios da tireóide através de um exame de sangue.

Medidas para ajudar um gato hiperativo

Enquanto esperamos o conselho profissional de um etólogo, se necessário, podemos implementar as seguintes medidas a fim de canalizar a energia e assim acalmar nosso gato hiperativo:

Enriquecimento ambiental

Podemos preparar nossa casa para que ela se torne um desafio para nosso gato, incluindo os brinquedos nos quais ele deve caçar para se alimentar. Arranhadores de várias alturas, redes, prateleiras, catnip ou erva do gato e, se possível, acesso a um exterior controlado e seguro, podem redirecionar a hiperatividade de nosso gato.

Redirecionar sua atividade

Saiba como parar e dizer "não" quando, por exemplo, sua atividade é prejudicial para nós, sob a forma de arranhar ou morder. Nesses casos, não devemos repreender ou, muito menos, bater no gato, temos apenas que redirecionar sua atividade para outro objeto. Neste sentido, também é importante que aprendamos a reconhecer os sinais de que nosso gato fica incomodado com nosso contato ou quer acabar com o jogo. A insistência pode provocar uma reação abrupta.

Por outro lado, as sessões de carícias e muito carinho podem ser uma boa solução para alguns gatos hiperativos, tendo o cuidado de parar se sentirmos que eles estão sendo estimulados em excesso.

Adotar outro animal

Às vezes, é muito benéfico para um gato ter a companhia de outro felino ou mesmo de um cachorro. E, embora seja verdade que as brincadeiras entre eles podem ajudar um gato hiperativo, podemos nos ver, na realidade, com dois problemas em vez de apenas um. Antes de tomar esta importante decisão, é preciso destacar que nem todos os gatos toleram a companhia de outros animais e que é normal que leve um tempo, mais ou menos longo, de adaptação entre os dois. É essencial que os gatos tenham a mesma energia para evitar o agravamento do problema.

Florais de Bach

Os florais de Bach podem ser utilizadas nestes casos de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo veterinário ou especialista em terapia floral, sempre após uma avaliação do gato.

Alimentação específica

Rações específicas e prêmios, pois há produtos no mercado que contêm substâncias tranquilizantes que podem ajudar a relaxar nosso gato hiperativo.

Feromônios

Os feromônios são substâncias que os gatos secretam naturalmente e são, por si só, tranquilizantes. Têm, portanto, um efeito calmante nos casos em que são prescritos. Eles podem ser pulverizados ou usados em um difusor.

Medicamentos

Se estamos diante de um caso muito sério, é possível usar remédios como ansiolíticos que sempre têm que ser necessariamente prescritos por um veterinário.

Agora que você já sabe identificar um gato hiperativo e também conheceu inúmeras ações para ajudá-lo, não perca o vídeo a seguir em que explicamos cinco maneiras de acalmar um gato:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como acalmar um gato hiperativo, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados extra.

Bibliografia
  • PIMENTA, Marcela Malvini. Avaliação da terapia com iodo radioativo (I-131) em gatos acometidos por hipertireoidismo. 2017. Tesis Doctoral. Universidade de São Paulo. Disponível em: <https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-11042018-113737/en.php>. Acesso em 22 de abril de 2021.
  • CORNELL UNIVERSITY. Feline behavior problems: agression. Disponível em: <https://www.vet.cornell.edu/departments-centers-and-institutes/cornell-feline-health-center/health-information/feline-health-topics/feline-behavior-problems-aggression>. Acesso em 22 de abril de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como acalmar um gato hiperativo
1 de 3
Como acalmar um gato hiperativo

Voltar ao topo da página