Partilhar

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento

 
Por Maria Besteiros. 5 novembro 2020
Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A ceratite em cães é uma doença ocular que pode ter diferentes causas, como veremos neste artigo do PeritoAnimal. Também vamos explicar quais são seus sintomas para que você possa identificá-los e procurar imediatamente o atendimento veterinário.

Os olhos são órgãos muito sensíveis, suscetíveis a padecer de doenças que vão necessitar de tratamento, pois se não forem medicadas ou se o tratamento começar tardiamente, o quadro pode piorar até causar cegueira. Por isso é importante que você conheça os tipos, causas e tratamento da ceratite, com destaque para a úlcera de córnea em cães para continuar cuidando bem e garantir a saúde do seu melhor amigo peludo.

Também lhe pode interessar: Uveíte em cães: causas e tratamentos

Sintomas e tipos de ceratite em cães

A ceratite consiste na inflamação da córnea, que é a parte frontal, transparente e protetora do olho. As lágrimas, secretadas pelas glândulas lacrimais, que são duas em cada olho, umedecem a córnea, evitando que resseque e ajudando assim a proteger os olhos.

Quando há algum problema na córnea, é comum o cachorro manifestar dor, tocando-se com as patas, lacrimejando excessivamente, apresentando fotofobia, membrana nictante visível e perda de transparência, embora possa haver variações dependendo do tipo de ceratite.

A ceratite mais comum em cães é a ceratite ulcerativa, também conhecida como úlcera de córnea. Ela é uma das causas mais comuns de doença ocular que causam a perda de visão em cães e, portanto, requerem maior atenção dos tutores.

Os sintomas mais comuns da ceratite em cães, são:

  • Constante coceira nos olhos
  • Secreção ocular
  • Um olho fica mais fechado do que o outro
  • Inflamação
  • Olho avermelhado
  • Sensibilidade à luz

É importante saber que todos os tipos de ceratite devem ser tratados, pois podem causar cegueira parcial ou total. Neste outro artigo você confere os cuidados com cães cegos. E, a seguir, veremos os tipos de ceratite em cães mais comuns.

Ceratoconjuntivite seca em cães

Também conhecida como olho seco, a ceratoconjuntivite seca em cães ocorre quando as glândulas lacrimais são afetadas, passando a produzir uma quantidade insuficiente de lágrimas e fazendo com que os olhos e, portanto, a córnea, fiquem secos, apresentando também secreção espessa, mucosa ou mucopurulenta, que pode ser confundida com conjuntivite. A diferença é que no caso do olho seco é possível notar a córnea opaca que, com o tempo, pode ulcerar e até levar à cegueira.

Existem várias causas para o olho seco em cachorros, como doenças imunomediadas, mas muitos casos são idiopáticos, ou seja, sua origem é desconhecida. Além disso, o olho seco pode aparecer como resultado de doenças como a de Addison ou cinomose canina. Algumas raças são mais predispostas a sofrer com essa condição, como:

  • Bulldog
  • Cocker Spaniel
  • Cão pastor
  • Husky Siberiano

Para diagnosticar esse transtorno, o veterinário fará o teste de Schirmer para medir o volume lacrimal. O tratamento é vitalício e pode incluir o uso de colírios, ciclosporina e antibióticos. Em alguns casos, corticosteroides e até mesmo cirurgia podem ser recomendados. Neste outro artigo você entenderá melhor a catarata em cachorros - tratamento e cirurgia.

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento - Ceratoconjuntivite seca em cães

Úlcera de córnea em cães

A ceratite ulcerativa ou úlcera de córnea ocorre quando há alguma lesão na córnea, a parte transparente do olho, e é uma inflamação muito dolorosa que pode aparecer como uma complicação da ceratoconjuntivite. A córnea fica embaçada, branca ou opaca.

O tratamento para essa ceratite utiliza medicamentos para reduzir a dor e antibióticos, além de colírios e, normalmente, é necessário que o cachorro utilize o colar elisabetano para que o cachorro não fique coçando os olhos causando, assim, mais danos na vista.

Em casos mais graves a cirurgia é recomendada e, por isso, se surgirem alguns dos sintomas que já mencionamos acima, busque imediatamente um veterinário. Essa é a melhor forma de prevenção.

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento - Úlcera de córnea em cães
Imagem: http://oftalmopet.blogspot.com

Ceratite infecciosa em cães

Quando a ceratite ulcerativa ou seca se complica por infecções bacterianas, temos um quadro de ceratite infecciosa em cachorros. Além da dor típica, se destaca a secreção purulenta que é produzida e também a inflamação das pálpebras. A diferença da conjuntivite, que também produz secreção purulenta, é a dor ocular característica da ceratite.

Este tipo de ceratite em cachorros, assim como as anteriores, requer tratamento veterinário com antibióticos, e recomenda-se a realização de cultura para determinar qual é a mais adequada. Às vezes, a infecção ocorre devido à presença de fungos, o que leva à ceratite fúngica, muito menos frequente. Geralmente, aparece após tratamentos prolongados com antibióticos. É necessário também fazer uma cultura e tratar com antifúngicos.

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento - Ceratite infecciosa em cães
Imagem: https://ivoft.com

Ceratite intersticial em cães

Conhecida como olho azul, já que a cónea passa a apresentar uma tonalidade azulada, é causada pelo vírus da hepatite infecciosa e produz sinais cerca de dez dias após o contato com o vírus. Desta forma, se você notar que seu cachorro está com um olho esbranquiçado ou azulado, este pode ser o problema.

Embora os cachorros possam se recuperar, em alguns o olho esbranquiçado permanece como uma sequela.

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento - Ceratite intersticial em cães
Imagem: www.saludconsultas.org

Ceratite vascular e pigmentar em cães

Embora a vascularização e a pigmentação sejam processos diferentes, eles geralmente ocorrem juntos. A ceratite vascular aparece quando os vasos sanguíneos e o tecido conjuntivo crescem para o interior do olho, o que é conhecido como neovascularização e faz com que a córnea perca sua transparência. Na ceratite pigmentar em cachorros, o pigmento melanina é depositado na córnea.

Ambas as ceratites podem surgir como consequência de uma irritação contínua da córnea, como a que ocorre no entrópio (pálpebras voltadas para o interior do olho) ou lagoftalmo (incapacidade de fechar os olhos completamente). Se essas circunstâncias forem eliminadas, a ceratite também será curada.

Deve-se notar que um tipo específico e indolor de ceratite pigmentar é o pannus corneal, que ocorre em raças como o Pastor Alemão, o Belga, o Border Collie ou o Husky. Embora a ceratite em cães seja curável, a ceratite vascular e pigmentar, que não está relacionada à irritação da córnea, é progressiva e incurável, e por isso o tratamento é focado no controle de sua progressão. Para isso, corticosteroides e ciclosporina podem ser usados. Logicamente, o tratamento dura toda a vida.

Agora que você já conhece os tipos, sintomas e como tratar os diferentes tipos de ceratite em cães, você pode se interessar por este outro artigo sobre como é a visão dos cachorros.

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento - Ceratite vascular e pigmentar em cães
Imagem: http://www.hvtarahales.es

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas oculares.

Bibliografia
  • BERCHT, Bernardo Stefano. Úlcera de córnea profunda em cães. 2009. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/22938>. Acesso em 3 de novembro de 2020.
  • PUBVET. Ceratite ulcerativa corneana traumática em cão: tratamento com oxigenoterapia hiperbárica. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/uploads/df72b7f85750670c789ade727ea89a62.pdf>. Acesso em 2 de novembro de 2020.
  • PUBVET. Ceratoconjuntivite seca em cães. Disponível em: <https://www.pubvet.com.br/uploads/6126840155d2c3cea6e2329e0c8706d7.pdf>. Acesso em 2 de novembro de 2020.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento
Imagem: http://oftalmopet.blogspot.com
Imagem: https://ivoft.com
Imagem: www.saludconsultas.org
Imagem: http://www.hvtarahales.es
1 de 6
Ceratite em cães - Tipos, causas e tratamento

Voltar ao topo da página