Partilhar

Vermífugo para Gatos - Guia Completo!

Por Aline Kitamura Prata, Estudante de Medicina Veterinária. Atualizado: 4 janeiro 2018
Vermífugo para Gatos - Guia Completo!

Ver fichas de  Gatos

Ao adotarmos um gatinho, nos é informado que ele já está vermifugado, vacinado e castrado. Porém, o que essa palavra vermifugado quer dizer?

Vermifugar significa desparasitar, ou seja, o vermífugo é um medicamento que administramos ao gato para matar os parasitas e vermes que se alojam em seu organismo, e que podem causar diversas doenças ao gatinho. Ao comprarmos um filhote de um gatil certificado, já somos informados de que o filhote foi vermifugado ou desparasitado e já vacinado, e algumas ONGs também doam filhotes com todos os protocolos de vermifugação e vacinação em dia. Porém, quando resgatamos um animal das ruas e não sabemos sua procedência é importante iniciarmos o protocolo de vermifugação.

Aqui no PeritoAnimal te apresentamos um Guia Completo sobre a Vermifugação para Gatos, com tudo o que você precisa saber sobre os diferentes tipos de vermífugos, como o injetável, comprimido em dose única ou vermífugo que se coloca na nuca do gato, em pasta ou natural, e te explicamos sobre como deve ser feita a vermifugação do filhote.

Também lhe pode interessar: Vacina antirrábica canina - Guia Completo!

Vermifugação em gatos

Existem diferentes tipos de vermífugos:

  • O injetável
  • Comprimido em dose única
  • Vermífugo que se coloca na nuca do gato
  • Vermifugo em pasta
  • Vermifugo natural

Vermífugos para gatos filhotes

Endoparasitas são os vermes e protozoários aos quais o gato filhote ou adulto está exposto ao longo de toda a sua vida. Portanto, da mesma forma que a vacina os protege contra os vírus e bactérias, o vermífugo protegerá o gatinho destes endoparasitas, causadores das mais variadas doenças, algumas delas até fatais, e torna-se indispensável no trato da saúde do seu gato.

Mesmo que o seu gato não tenha acesso a rua e já é adulto, veterinários recomendam que ele seja vermifugado pelo menos 1 vez ao ano. Porém, o protocolo pode variar de acordo com o histórico clínico do gato, e a atenção deve ser redobrada caso ele seja portador de doenças como FIV (Aids Felina) ou FELV (Leucemia felina). O vermífugo torna-se então, não só um modo de matar os parasitas já existentes no organismo do gato, com também torna-o imune por certo período de tempo contra reeinfecções pelo mesmo parasita.

Para mais informações sobre a Desparasitação em Gatos veja esse outro artigo do PeritoAnimal. Como não é possível observar os ovos de vermes a olho nu, sem o auxílio de um microscópio, muitas vezes não é possível averiguar se o gato filhote está com algum parasita sem um exame de fezes, também chamado de exame coproparasitológico. Porém, quando a infecção é muito grande, é possível observar larvas nas fezes do animal. Em geral, se o gato não apresenta sintoma nenhum de alguma doença causada por um verme, não é necessário realizar exames de fezes para saber se ele está com vermes ou não, ou qual o tipo de verme que ele tem, já que os vermífugos existentes no mercado são de amplo espectro.

Quando adotamos um gato filhote, muitas vezes não sabemos a procedência da ninhada, ou em quê condições a mãe desses gatinhos vivia. Por isso, é importantíssimo vermifugar os filhotes assim que eles completarem 30 dias de vida. Geralmente, os vermífugos disponíveis no mercado pet são em doses únicas de 2 doses, ou seja, oferece-se 1 dose de acordo com o peso do gatinho bebê quando ele completa 30 dias (1 mês de idade) e outra dose única, também de acordo com o peso atualizado do gatinho após 15 dias da primeira dose.

Como cada caso é um caso, há veterinários que seguem protocolos de desparasitação de filhotes em 3 doses, no qual o gatinho recebe uma dose com 30 dias, a segunda dose com 45 dias e uma terceira e última dose quando completa 60 dias de vida, recebendo outra vermifugação aos 6 meses de idade até tornar-se um gato adulto. Outros protocolos, dependem do estilo de vida do gato, então há veterinários que optam pela desparasitação anual e outros que optam por um protocolo de desparasitação de 6 em 6 meses ao longo da vida do gato.

vermífugos específicos para gatos filhotes, e que normalmente são em suspensão oral porque podem ser fornecidos na dose correta já que um gato filhote com 30 dias não chega a pesar nem 500 gramas, e os comprimidos encontrados no mercado pet são para gatos que pesam 4 ou 5 quilos.

Vermífugo para Gatos - Guia Completo! - Vermífugos para gatos filhotes

Vermífugo para gatos injetável

Recentemente, foi lançado no mercado pet um vermífugo para cães e gatos que é injetável. Este vermífugo injetável é de amplo espectro, e é a base de Praziquantel, um medicamento que combate os principais vermes de espécies como a da Tênia, sendo que o que mais comumente acomete gatos é o Dipilydium sp. Por se tratar de um frasco com grande quantidade de solução, este tipo de vermífugo pode ser indicado para gatos que vivem em grandes colônias de gatos ferais ou que aguardam por adoção em gatis, onde o controle de parasitas é extremamente importante.

Este vermífugo injetável é um medicamento que deve ser administrado apenas pelo médico veterinário, pois ele é o único que tem conhecimento técnico para calcular a dose correta de acordo com o peso do seu animal. A aplicação da injeção é feita via subcutânea (na pele do animal) ou intramuscular (no músculo do animal), portanto não tente aplicar em casa sem orientação.

Vermífugo para Gatos - Guia Completo! - Vermífugo para gatos injetável

Vermífugo para gatos em dose única

O vermífugo em dose única para gatos é, na verdade, o comprimido disponível nos Pet Shops. Há diversas marcas, e a maioria são de amplo espectro, ou seja, tem eficácia contra diversos tipos de vermes que comumente assolam os gatinhos.

Existem marcas de comprimidos palatáveis, o que significa que você não precisa fazer muito esforço para que o gato aceite o comprimido, já que ele possui sabor de carne, frango, etc. Estes comprimidos em dose única já são proporcionais ao peso do gato, geralmente 4 ou 5 quilos, então não é necessário que você calcule a dose, bastando apenas ofertar um único comprimido a ele e 15 após, você deve fornecer a segunda dose, que trata-se de um outro comprimido inteiro. Para indicações de marcas e orientações quanto a administração de um vermífugo em dose única específico consulte sempre o seu médico veterinário, e caso o seu gato tenha menos do que 4 quilos, siga as orientações do médico veterinário que lhe passará a dose correta e como fracionar o comprimido para que você possa administrar ao seu gatinho com segurança.

Vermífugo para gatos de colocar na nuca

Existem, agora, no mercado pet, vermífugos para gatos que você coloca na nuca, exatamente como um pour-on antipulgas. Também é de amplo espectro e pode ser encontrado em pipetas de doses únicas de acordo com o peso do seu gato, portanto sempre é bom passar seu gatinho por um check-up com o médico veterinário para verificar o peso correto dele.

Este tipo de medicamento não serve para matar pulgas e carrapatos, ele é eficaz apenas contra parasitas do trato intestinal dos gatos. E diferente de um antipulgas, também não deve ser aplicado mensalmente.

Para aplicar, deve-se afastar os pelos do animal na região da nuca do gato e aplicar a pipeta. Não se deve administrar via oral ou sob a pele machucada.

Vermífugo para Gatos - Guia Completo! - Vermífugo para gatos de colocar na nuca

Vermífugo para gatos em pasta

Este tipo de vermífugo para gatos em pasta, é ideal para aqueles gatos que não abrem a boca por nada no mundo, e os tutores sentem uma enorme dificuldade em administrar comprimidos para o gato.

É eficaz contra os mesmos vermes dos outros tipos de vermífugos, com a vantagem de que basta você aplicar a pasta nas patas e pelagem do gato, e ele mesmo se dará ao trabalho de se lamber, lambendo também o medicamento. Pode ser inclusive, misturado ao alimento.

Deve ser administrado a gatos a partir de 6 semanas de idade e o protocolo deste tipo de vermífugo em pasta é de determinada quantidade da pasta por quilo do animal por 3 dias consecutivos. Consulte sempre seu veterinário para demais orientações.

Vermífugo natural para gatos

Antes de tudo, tenha em mente que remédios caseiros ou naturais possuem ação bem mais lenta em relação aos remédios comerciais. Portanto, se foi constatado que o seu gato está com vermes, opte por um produto comercial para acabar com o problema de vez e deixar seu animal livre de quaisquer riscos. Você pode fazer uso do vermífugo natural para gatos caso seu animal esteja sempre protegido contra pulgas e não tenha acesso à rua, como uma boa forma de prevenção.

A seguir apresentamos alguns vermífugos naturais para gatos, que devem ser administrados ou seguidos com cautela:

  • Semente de abóbora moída funciona como um laxante, coloque na comida do seu gato durante 1 semana, facilitará para que ele expulse os vermes. No entanto, deve-se ter cautela, se o seu animal estiver desnutrido ou muito magro, isso poderá tornar-se um problema.
  • Tomilho seco moído também pode ser adicionado a comida do gato.
  • Adicione uma colher de vinagre de maçã a água do seu gato e mantenha-o em jejum por 1 dia, e não mais do que isso, pois gatos não podem passar 24 horas sem se alimentarem. É uma medida drástica, porém a ideia é a de que os vermes se alimentam do alimento que o gato ingere, e em um ambiente sem nutrientes os próprios vermes sentirão que aquele local não é ideal para permanecerem. Faça isso com cautela e apenas sob supervisão e orientação de um médico veterinário.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Vermífugo para Gatos - Guia Completo!, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário sobre Vermífugo para Gatos - Guia Completo!

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Cicera
Gostaria de saber se o comprimido colocado na comida dele faz efeito...coloquei amassado
A sua avaliação:
SÍLVIA BALLONA
Excelente artigo, parabéns. Gostaria de nomes de medicações para mostrar ao veterinário.
Muito obrigada.
Aline Kitamura Prata
Olá, Sílvia. Muito obrigada, ficamos felizes que tenha gostado. :)
Você não precisa se preocupar com nomes de medicamentos, pois ao levar o seu gato ao veterinário ele saberá te recomendar o vermífugo de acordo com a condição do seu gatinho.

Vermífugo para Gatos - Guia Completo!
1 de 4
Vermífugo para Gatos - Guia Completo!

Voltar ao topo da página