Partilhar

O cio dos gatos - sintomas e cuidados

Vanessa Lopes - Redatora do PeritoAnimal
O cio dos gatos - sintomas e cuidados

Ver fichas de  Gatos

Acha que o seu gato está no período do cio? É importante que saiba reconhecer quando o animal se encontra neste momento, para conseguir compreender a sua atitude e cuidar dele com as atenções que precisa.

Tenha em conta que o cio de um gato é diferente do de uma gata, é por isso que de seguida vamos lhe mostrar as diferentes caraterísticas segundo o gênero, para conseguir compreender da melhor forma o seu pet.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos explicar-lhe tudo sobre o cio dos gatos, as caraterísticas, os sintomas e os cuidados necessários.

Também lhe pode interessar: Sintomas de uma gata no cio

Caraterísticas do cio nas gatas

Vamos começar por falar do cio nas gatas, uma vez que é o mais complexo e o que mais sinais evidentes mostra quando se encontram nesta época. A primeira coisa que deve saber é que os períodos do cio acontecem em certas épocas do ano, momentos nos quais a gata está predisposta a ser fecundada pelo macho para procriar. Mas ela não permitirá o encontro sexual durante todo o ano, apenas quando estiver com o cio.

Uma gata começa a ter o primeiro cio até aos 6 ou aos 9 meses. Se a sua gata tem o pelo curto é provável que comece com o cio mais cedo, do que as gatas que têm o pelo mais comprido (estas raças de gatos podem atrasar o cio até aos 15 meses).

As cadelas têm o cio mais de uma vez por ano e com as gatas acontece exatamente o mesmo. Os meses de mais calor e naqueles em que os dias são mais longos, são os que propiciam o aparecimento do cio (na primavera e verão). Durante esta época, a frequência do cio pode aumentar e aparecer de duas em duas ou três em três semanas. No entanto, não existe nenhuma regra que nos possa ajudar a saber a frequência do cio nas gatas, porque intervêm fatores como os que explicamos de seguida:

  • Já referimos que a raça do felino influencia bastante, assim como fatores como o peso e a genética.
  • Também já mencionamos que nas épocas de calor os cios são mais frequentes, isto é porque interferem fatores como a luz e/ou o clima.
  • As gatas também podem ter o cio se estiverem em contato com outras que o tenham, isto porque soltam feromônios que podem provocar o aparecimento do cio.

Também é importante conhecer as fases em que se divide o cio nas gatas pois, ao contrário dos gatos, o cio das gatas é muito mais concreto preparando a gata para ser fecundada. As 3 fases são as seguintes:

  • Antes do cio: são os dias anteriores ao aparecimento do cio, em que os órgãos reprodutores se começam a preparar para receber o macho e acolher os filhotes na barriga. Durante estes dias irá notar como a gata está mais nervosa e afetuosa.
  • Cio: após 5 dias, começa o cio, o momento no qual a gata já está preparada para receber o macho. E, se não o fizer, passará o dia chorando, miando e esfregando-se pelo piso para aliviar o seu instinto e, também chamar o gato com os seus gritos.
  • Relaxamento: se não ocorrer o encontro entre ambos, a gata acabará por relaxar e por voltar a normalizar o seu sistema reprodutor.

Caraterísticas do cio nos gatos

O cio nos gatos é diferente do das fêmeas pois, para começar, é mais tardio. Costuma começar entre os 8 e os 12 meses e acabar por volta dos 7 anos. Para além disso, os machos não apresentam os ciclos do cio que acabamos de explicar no caso das gatas, pois o gato está preparado para acoplar durante todo o ano. Quando detetar o odor que as fêmeas soltam com o cio ou ouvirem os gritos delas, os gatos ficam com o cio também com o desejo de se encontrarem com elas.

Apesar de termos referido que não há ciclos de cio nos machos, a verdade é que durante os meses de inverno e outono a líbido é menor do que quando chega o bom tempo. O fator ambiental também tem influência sobre os gatos, mas isto não quer dizer que fora destas estações ele não reaja caso capte o sinal de uma gata com o cio.

Sintomas do cio em gatos

Agora que já conhece algumas das caraterísticas do cio dos gatos, vamos falar-lhe dos sinais que lhe ajudarão a saber quando o seu pet está no cio. Estes sintomas também são diferentes dependendo do gênero, por isso de seguida classificamos dependendo de se é macho ou fêmea.

Sintomas do cio nos gatos machos

Quando captar o cheiro ou os gritos de uma fêmea no cio, o gato vai começar a ter os sinais do cio que são reconhecíveis porque notará o seu gato mais nervoso, a começar a miar de forma mais insistente, podem chegar inclusive a tremer com a excitação.

Também pode notar que urina em locais que não costumava fazê-lo, isto é porque está marcando território para deixar claro que essa fêmea é sua. E é precisamente esta atitude tão territorial e de marcar território que pode fazer com que o animal se torne um pouco mais agressivo com outros machos.

Sintomas do cio nas gatas

Ao contrário do que acontece com as cadelas, as gatas não sangram quando estão preparadas para serem fecundadas. Para saber se uma gata está com o cio deverá reparar na sua atitude, que será facilmente reconhecível. Uma gata no cio miará muito mais que o normal, às vezes pode parecer que está gritando e a voz pode se chegar a confundir com a de uma criança pequena.

Além disso, verá que se começa a esfregar em tudo e em todos, a esfregar-se pelos móveis e mostrando uma atitude mais carinhosa. Também é comum que, se acaricia o seu pet neste período, verá como coloca o seu corpo da forma que colocaria para receber o macho.

Cuidados com os gatos durante o cio

Quando vir que o seu gato ou gata está no cio terá de lhe prestar mais atenção pois está mais sensível e necessitada de carinho. Além disso, se se distrair é provável que fuja de casa para procurar um companheiro, por isso não perca o seu gato de vista. Deve brincar com a sua gata, dar-lhe mais mimos e atenções, para conseguir que se sinta mais calma.

Para a proteger dos machos que a irão procurar, no PeritoAnimal recomendamos que feche as janelas e as portas, para se certificar que o gato não entra em casa e a gata não foge. Para cuidar do seu animal nestes momentos e conseguir que deixe de sofrer, uma boa forma é a esterilização ou castração.

Não existem efeitos secundários graves derivados desta operação e, apesar do cio continuar existindo (uma vez que é um instinto natural), a gata não passará por essas mudanças físicas nem essa necessidade de ser fecundada. Se a operar pode ser que fique com tendência a engordar, para além de ficar mais calma, por isso cuide da sua alimentação para lhe garantir uma vida saudável.

No caso dos machos, a castração também é favorável pois não terão o instinto de lutar com outros gatos, além disso estará prevenindo doenças como a leucemia felina ou a síndrome de imunodeficiência. Neste artigo do PeritoAnimal pode aprender mais sobre os benefícios de castrar um gato.

Se tem curiosidade em saber porque os gatos fazem tanto barulho enquanto cruzam, leia o nosso artigo sobre esse tema!

Se deseja ler mais artigos parecidos a O cio dos gatos - sintomas e cuidados, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cio.

Comentários (2)

Escrever comentário sobre O cio dos gatos - sintomas e cuidados

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Andreia Feijo Gonçalves
minha gata esta no ciu e muito nova o que faço
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Andreia! O melhor a fazer é mesmo castrar a gatinha. Leia este nosso artigo sobre os benefícios da castração: https://www.peritoanimal.com.br/beneficios-de-castrar-um-gato-5396.html
Miriam D`Martin Meneguci
Boa noite. Minha gata deve estar no cio, ê a primeira vez que vejo uma gata no cio. Criei esta gata desde os 15 dias de vida pois a mae abandonou no mato. So que agora ela esta miando muito e quando a gente pega ela fica brava e unha a gente se continuar segurando batendo as patas em nos. O que deve fazer para entender deste assunto, pois de cadela eu conheco. Minha gata esta com 9 meses de idade.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Miriam! Temos mais um artigo sobre o cio das gatas que pode ajudar você a entender melhor e responder a todas as suas dúvidas: https://www.peritoanimal.com.br/ajudar-uma-gata-no-cio-21294.html. Será importante que você comece a pensar em castrar a gatinha, tanto para evitar uma gravidez indesejada como também diminuir o risco de tumores do foro reprodutivo que são bem mais comuns em gatas não castradas. Bem sabemos que é caro, mas é um investimento que vale a pena já que complicações com gravidezes ou tumores podem sair bem mais caros.

O cio dos gatos - sintomas e cuidados
1 de 5
O cio dos gatos - sintomas e cuidados