Partilhar

Cachorro pode comer peixe?

Por Giselly Lillmans. 27 fevereiro 2019
Cachorro pode comer peixe?

Ver fichas de  Cachorros

Os benefícios do óleo de salmão para cachorros e do óleo de fígado de bacalhau são cada vez mais conhecidos, no entanto, será que eles também podem comer peixes? Que tipos de peixe são bons para os cachorros? Como se deve oferecer? É necessário cozinhá-los ou podem ser comidos crus? Essas certamente são algumas das dúvidas frequentes quando se decide iniciar as dietas caseiras ou a alimentação híbrida para cachorros, na qual se oferece tanto a ração quanto a comida preparada pelos tutores. Naturalmente, se você é adepto dessa última opção, deve saber que não é recomendado misturar no mesmo prato a ração com o alimento natural.

É necessário oferecê-los separadamente e em momentos diferentes do dia, isso porque esses produtos passam por processos digestivos completamente diferentes e, por isso, fazer o cachorro comer os dois ao mesmo tempo pode levar ao desenvolvimento de problemas graves, como uma torção gástrica. Comentamos todos os detalhes neste artigo do PeritoAnimal que explica se cachorro pode comer peixe.

Também lhe pode interessar: Cachorro pode comer pepino?

Qual peixe se pode dar para cachorro?

De fato, peixe é bom para os cachorros e, apesar das crenças populares sobre o consumo deste produto, nenhum costuma apresentar indícios de toxicidade nos cachorros, com exceção dos casos de cachorros alérgicos a peixes. Dessa forma, você pode oferecer aos seu amigo peludo qualquer tipo de peixe, tanto magro quanto oleoso, dado que cada um oferece diferentes benefícios e propriedades interessantes para o bom desenvolvimento dos cachorros.

Levando em conta, por exemplo, que os peixes oleosos contém uma maior quantidade de calorias que os peixes magros, se o seu cachorro precisa perder peso, é muito mais aconselhável optar pelos peixes magros do que pelos oleosos. Da mesma forma, essa maior quantidade de calorias também se traduz numa maior porcentagem de ácidos graxos ômega 3, de maneira que os peixes oleosos são mais indicados para melhorar a pelagem dos cachorros, assim como para proteger seu sistema imunológico e prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Como os cachorros são animais carnívoros, e a ingestão de proteínas deve ocupar a porcentagem mais alta do total de sua alimentação, recomenda-se tanto o consumo de carne quanto de peixe para que essa ingestão seja adequada. O importante, quando você decide se aventurar na elaboração de dietas caseiras para o seu animal, é cobrir todas as necessidades nutricionais, manter um equilíbrio correto entre o fósforo e cálcio, e trabalhar com produtos de qualidade, sendo os ecológicos os mais recomendados.

Agora, embora todos os peixes sejam bons para os cachorros, é verdade que alguns se destacam dos demais devido aos benefícios que oferecem aos peludos. Assim, os peixes mais recomendados são os seguintes:

  • Salmão;
  • Atum;
  • Sardinha;
  • Cavala;
  • Arenque;
  • Merluza.

Peixe para cachorro faz bem?

Como já pudemos comprovar, cachorro pode comer peixe pois apresenta grandes benefícios para a saúde, de forma que inclui-los na dieta é mais do que recomendado. Agora, quais são exatamente esses benefícios? Sem nenhuma dúvida, o primeiro deles é a grande quantidade de proteínas que os peixes têm. Como já indicamos, os cachorros são carnívoros por natureza e precisam de proteínas de origem animal para se manterem saudáveis e fortes, já que sem elas o organismo não consegue produzir as enzimas, hormônios, tecidos e células necessárias para o bom funcionamento. A seguir, falaremos separadamente sobre os benefícios dos peixes magros e dos peixes oleosos para os cachorros.

Benefícios do peixe magro para os cachorros

Os peixes magros, também conhecidos como peixes brancos, diferem dos peixes oleosos principalmente pela porcentagem de gordura e, portanto, de ácidos graxos em sua composição, que é muito menor nos peixes magros. Em geral, 100 gramas de peixe magro costumam ter cerca de 110 calorias, de forma que é altamente benéfico para cachorros obesos que precisam de uma dieta especial para perda de peso. Da mesma forma, também é um alimento recomendado para cachorros idosos, tanto pelo teor de proteínas como por ser pouco calórico.

O peixe magro também é uma excelente fonte natural de vitaminas do grupo B, sendo a B3, B9 e a B12 as mais destacadas, além da vitamina A. Por outro lado, fornece aos cachorros uma quantidade considerável de minerais essenciais para seu correto desenvolvimento, tais como o cálcio e o fósforo, já mencionados anteriormente.

Manter o equilíbrio entre esses minerais é fundamental para evitar a deficiência de um deles, já que se o organismo detecta que, por exemplo, precisa de mais cálcio, terá a tendência de extraí-lo dos próprios ossos, algo totalmente contraproducente. Desta forma, ao oferecer esse alimento para seu amigo peludo, não apenas evita essa situação como também favorece o sistema ósseo e o ajuda a prevenir o desenvolvimento de doenças relacionadas a ele, como a osteoporose, a artrite ou a artrose. Por fim, os peixes magros mais indicados para cachorro são, merluza, bacalhau, dourada e etc.

Benefícios dos peixes oleosos para cachorros

Os peixes oleosos, ao contrários dos magros, possuem uma elevada porcentagem de gorduras. No entanto, as gorduras que se encontra nesse tipo de peixe são as chamadas "poliinsaturadas", sendo o ácido graxo ômega 3 o presente nos peixes oleosos. Desta forma, vemos como os produtos que fazem parte deste grupo alimentar representam uma das melhores fontes naturais do ômega 3, uma substância muito benéfica para os cachorros. Esses ácidos graxos conseguem melhorar a saúde capilar do animal, potenciando seu brilho, aumentando sua suavidade e devolvendo a vitalidade à sua pelagem. Além disso, o ômega 3 tem a capacidade de proteger o animal das possíveis doenças cardiovasculares que poderia desenvolver, porque reduz consideravelmente a formação de placas nos vasos sanguíneos. Por outro lado, também conta com importantes propriedades anti-inflamatórias, indicadas para pacientes com dor articular como a dor causada pela artrite canina.

Além do seu conteúdo de ômega 3, os peixes oleosos também são bons para os cachorros pela variedade de vitaminas que os compõe, sendo as vitaminas D, A, B12, B3, B2 e B1 as mais destacadas. O ideal é oferecer salmão, dado que é o peixe oleoso que mais favorece a saúde do seu amigo peludo, no entanto, a cavala, as sardinhas, o atum e o arenque também são recomendáveis.

Como dar peixe ao meu cão?

Agora que você sabe que cachorro pode comer peixe e quais são os benefícios, chegou o momento de falar das diferentes formas de oferecer esse alimento e inclui-lo em na dieta diária do pet. Neste sentido, o ideal e mais recomendável de como fazer peixe para cachorro é cozinhar previamente o peixe e retirar seus espinhos, pois dessa forma conseguirá eliminar qualquer tipo de bactéria. Para isso, o melhor é fazer o peixe cozido ou assado, porque não pode dar peixe frito para cachorro. É claro que para manter todas as suas propriedades intactas, é necessário cozinhar o peixe em baixa temperatura, sem ultrapassar os 70 graus e deixá-lo semi cru, de forma que fique selado por fora e ligeiramente cru por dentro. Caso siga a dieta BARF e queira oferecer ao pet um peixe cru, será necessário garantir a procedência para confirmar a qualidade.

Uma vez que o peixe esteja cozido, você deverá esperar que ele esfrie para desmanchá-lo e servi-lo com um fio de azeite de oliva, sendo o azeite prensado a frio mais benéfico para os cachorros. Para mais informações, não perca o nosso artigo sobre os benefícios do azeite de oliva para cachorro.

Por outro lado, você também pode oferecer de vez em quando as versões de peixes enlatados, sempre ao natural ou em azeite de oliva, por exemplo, o atum enlatado.

Qual é a quantidade de peixe que posso dar ao meu cachorro?

Existem controvérsias em relação à quantidade exata de proteínas que um cachorro pode consumir diariamente, já que alguns profissionais dizem que deve ser em torno de 80%, enquanto outros sugerem que o ideal é 70%. Nós recomendamos que você experimente ambas as porcentagens e determine qual é a melhor para seu cachorro. Em todo caso, os 30% ou 20% restantes deverão ser compostos de frutas e legumes recomendados para cachorros, e também cereais como o arroz ou a aveia uma vez por semana.

Agora, se você está procurando uma quantidade indicativa em gramas, podemos dizer que, para cada 10 quilos de peso, você pode oferecer ao cachorro entre 120 e 150 gramas de peixe por dia. Por outro lado, não é recomendável alimentar o animal com peixe todos os dias, lembre-se que o consumo de carne, como frango ou peru, é fundamental para manter a saúde do cachorro em perfeitas condições, com exceção dos casos de alergia a determinadas carnes. Assim, você pode separar dois dias por semana, por exemplo, para elaborar receitas com peixe.

Posso misturar o peixe com outros alimentos?

Sem dúvida, desde que você mantenha as quantidades indicadas. Desta forma, você pode combinar o peixe com pedaços de legumes cozidos, como cenoura ou abóbora, ou com um pouquinho de arroz cozido. Claro, se você se pergunta se pode misturar peixe com ração, a resposta é NÃO. Como já dissemos, os alimentos naturais para cachorro e as rações comerciais requerem tempos e processos digestivos diferentes, de maneira que oferecê-los juntos poderia provocar graves problemas de saúde e danificar o sistema digestivo do animal.

Se você quiser saber mais sobre comida natural para cachorro, veja nosso vídeo no YouTube:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro pode comer peixe?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas caseiras.

Bibliografia
  • SANDERSON, Sherry Lynn. Nutrition in Disease Management in Small Animals. Disponível em: <https://www.merckvetmanual.com/management-and-nutrition/nutrition-small-animals/nutrition-in-disease-management-in-small-animals?query=dog%20can%20eat%20bread>. Acessado em 27 Fev. 2019

Escrever comentário sobre Cachorro pode comer peixe?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Flor
Oi, não entendi uma coisa...pq não é recomendado dar peixe todos os dias para o cachorro. Meu cachorro é alérgico e a Vet recomendou peixe ao invés de outras carnes, mas agora preocupei...pq.nao.pode??

Cachorro pode comer peixe?
Cachorro pode comer peixe?

Voltar ao topo da página