menu
Partilhar

Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. Atualizado: 23 março 2021
Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa

Ver fichas de  Gatos

Quando tentamos, sem sucesso, introduzir um gato novo em casa quando já temos dois gatos que já estão adaptados, seja porque cresceram juntos ou porque passaram um período de adaptação um ao outro, os tutores já ficam preocupados, especialmente se foi traumático.

Este processo de adaptação de gatos pode ser muito longo. Embora alguns gatos se adaptem rapidamente, a grande maioria dos felinos leva dias, semanas e até meses para chegar a uma coexistência aceitável. Nunca é uma boa ideia fazê-lo abruptamente. O que deve ser feito é seguir uma série de recomendações e passos sucessivos que devem ser seguidos com cuidado, delicadamente e respeitando a natureza felina.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos falar sobre o processo de adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: Como acostumar um gato com outro filhote 🐈

O que se deve levar em conta antes de promover a adaptação de gatos

Antes de introduzir um novo gato em casa quando você já convive com outros gatos, temos que pensar em como é a personalidade e características de nossos gatos: qual é seu tipo de relação? Eles são são parentes? Cresceram juntos? Desde o primeiro momento se toleraram e conseguiram se dar bem ou se, ao contrário, se respeitam mas não se dão bem, e às vezes até brigam? Se esta última opção for o caso, não é uma boa ideia introduzir um terceiro gato que possa agravar o estresse ao qual eles podem estar sujeitos. A adaptação de gatos, nesse caso, seria extremamente complexa.

Tenha sempre em mente que os gatos são considerados animais não sociais, pois quando chegam à idade adulta não vivem em grupos e são animais territoriais. Portanto, quando em uma casa há vários gatos, é normal que a casa seja dividida em áreas que consideram seu território. Por causa disso, a introdução de um novo gato na casa é algo que altera a ordem hierárquica que, entre outras coisas, estimularia nos gatos um comportamento de "marcação". Ou seja, eles farão pequenas quantidades de xixi em diferentes cantos da casa e será comum encontrar um gato rosnando para o outro.

Uma boa maneira de como fazer um gato se acostumar com outro é usando feromonas sintéticas felinas, que são uma boa opção para criar uma atmosfera agradável entre eles, assim como ter pelo menos uma cama e uma caixa de areia para cada um, além de uma extra (ou seja, quatro no total).

Normalmente, no início, o gatinho recém introduzido ficará intimidado, enquanto os felinos que já estavam em casa serão os que dominarão o ambiente.

Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa - O que se deve levar em conta antes de promover a adaptação de gatos

Como adaptar filhotes de gato?

Se a adaptação de gatos que você quer fazer é a partir da introdução de um terceiro gato que é filhote, tudo é geralmente mais simples e a adaptação é geralmente fácil. Se você reparar que seus gatos bufam no novo gatinho assim que ele chegar, saiba que isso é normal, pois, afinal, é algo estranho que chega à sua casa e possivelmente eles o vêem como uma pequena ameaça que vai crescer e limitar seu território e sua liberdade. Entretanto, após alguns dias, os gatos adultos geralmente aceitam o gato filhote recém-chegado.

Além disso, os gatos que já temos em casa se sentirão um pouco intimidados e um pouco assediados pelo pequeno, que lhes pedirá para brincar. Normalmente, eles reagem com vocalizações e podem golpear ou arranhar o gatinho, mas vão parar assim que o filhote miar para eles. Estes episódios costumam ser contornados até uma adaptação dos gatos completa após alguns dias. Portanto, a melhor forma de adaptar filhotes de gato é tendo paciência.

Adaptação de gatos a partir da introdução de um terceiro gato adulto

Esse tipo de adaptação de gatos é realmente complicada e, às vezes, pode ser necessária uma visita a um veterinário especializado em etologia. Quanto tempo demora adaptação de gatos? Bem, este processo de adaptação pode levar várias semanas, portanto, paciência e calma são essenciais se quisermos que tudo corra bem. Antes de introduzir outro gato, é necessário fazer testes de retrovírus, ou seja, de imunodeficiência felina e leucemia, especialmente para a leucemia, porque é mais facilmente transmitida entre gatos.

As apresentações devem ser feitas de forma lenta e cuidadosa, para minimizar o estresse, os confrontos com um gato rosnando para o outro e para poder obter uma coexistência realmente harmoniosa entre os três gatos. Isso é muito melhor do que juntá-los diretamente e "ver o que acontece", forçando sua convivência, que geralmente termina em desastres e conflitos permanentes e problemas comportamentais. A adaptação de gatos é sempre melhor se o gato for castrado e for do sexo oposto ao dos gatos que temos.

Se nossos gatos são de sexos diferentes, então é preferível escolher o oposto ao que pensamos que, devido à sua personalidade, pode mostrar mais conflitos com o recém-chegado. Ou seja, se você já tiver uma gata com personalidade forte, é melhor você adotar um gato macho. Se tiver um gato macho de personalidade mais difícil, a adaptação de gatos de sexo oposto será mais fácil.

Se você vive com apenas um gato e quer introduzir um segundo felino em casa, não deixe de assistir ao seguinte vídeo sobre como fazer a adaptação de dois gatos:

Como ajudar na adaptação de gatos - Passo a passo

Uma vez que você já tenha comprovado que todos os gatos estão saudáveis, o ambiente está tranquilo e sem a chegada de um algum estranho ou um momento de estresse para os felinos, o processo de introdução pode começar. Este processo de adaptação de gatos consistirá em três fases: isolamento do novo gato em um espaço exclusivo para ele; primeira introdução com ele dentro de uma caixa de transporte e, se tudo correr bem, um contato direto final.

Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa - Como ajudar na adaptação de gatos - Passo a passo

Passo 1 da adaptação de gatos: mantenha o novo gato separado

Se o novo gato da casa está assustado, isso é bastante normal, pois acaba de chegar a um território desconhecido, que é ocupado por outros dois gatos. Portanto, e para evitar conflitos com os residentes, a primeira coisa a fazer é isolar o novo gato durante os primeiros dias, para que ele não tenha contato direto com os gatos em casa e possa ganhar confiança com a casa e com os tutores.

Este isolamento permitirá que os gatos da casa e o recém-chegado sintam o cheiro e ouçam um ao outro para se acostumarem entre si sem contato direto, o que seria muito estressante. O recém-chegado se adaptará à nova casa pouco a pouco. Para começar, ele deve ter um quarto ou espaço exclusivamente para ele, com sua caixa de areia, comedouro, tigela de água, cama, cobertor e brinquedos.

Uma outra coisa que você pode fazer é levar para o novo gato uma manta ou brinquedos que tenham sido utilizados pelos outros gatos da casa para que ele sinta o cheiro e se familiarize com eles. Neste momento, devemos observar como é sua reação e, em seguida, podemos fazer o inverso: levar coisas do novo gato para os gatos mais antigos cheirarem. E assim iniciamos a primeira fase de adaptação de gatos.

Passo 2 da adaptação de gatos: introdução com a caixa de transporte

O segundo passo de um correto processo de adaptação de gatos pode ser feito desta maneira: por alguns momentos a cada dia, você pode colocar o novo gato na caixa de transporte e colocá-lo perto e a uma certa altura mais elevada dos gatos que já estavam em casa. Desta forma, além de se verem e ouvirem uns aos outros, eles poderão manter contato visual evitando que o novo gato seja intimidado e impedindo que os gatos residentes o ataquem. É normal termos um gato rosnando para o outro nesses momentos.

Nesta situação, existem dois tipos de gatos. Por um lado, há aqueles que não demonstram muito interesse no novo gato, que possivelmente será o que ficará mais distante e começará a aceitar o novo felino gradualmente a curto prazo e sem agressões. O outro tipo de gato é aquele que mostrará sinais de agressão; devemos evitá-los e distrair a atenção dos gatos, reforçando-os de forma positiva com prêmios quando os encontros sejam realizados com tranquilidade.

Uma boa maneira de fazê-los se aproximar e relacionar positivamente a presença do novo gato é colocando, perto da caixa de transporte, alguns petiscos ou prêmios para gatos e ir reduzindo a distância entre eles progressivamente, sem forçar em nenhum momento o convívio. Os gatos devem relacionar o contato entre eles com algo agradável e bom, não com gritos, broncas ou punições do tutor.

Assim, nesse processo de adaptação de gatos, uma vez que eles comecem a tolerar um ao outro nes, você pode tentar alimentar os três gatos ao mesmo tempo, com o comedouro dos felinos próximo da caixa de transporte e o novo gato ainda dentro dela. No início eles podem bufar, miar e ficar desconfiados, mas pouco a pouco o relacionamento vai melhorar.

Passo 3 da adaptação de gatos: contato direto

Quando vemos que os encontros com realizados com o uso da caixa de transporte ficaram menos estressantes e até mesmo começam a ser tolerados, é hora de passarmos a um contato mais direto. Na primeira vez, e se o gato estiver calmo, podemos pegar o novo gato em nossos braços e sentar em algum lugar perto de onde estão os gatos da casa, o que fará com que os gatos se aproximem do novo e mantenham contato. Neste casos, nós, tutores, vamos atuar como mediadores caso haja algum problema entre eles. Podemos conversar com os três felinos de maneira agradável e afetuosa e acariciá-los para manter uma atmosfera agradável e, novamente, recompensá-los se houver gestos de aceitação entre os gatos.

Uma vez terminados esses encontros, o gato deve retornar ao seu espaço exclusivo até que o clima entre eles se torne agradável e sem atritos, sendo normal que a princípio alguns bufem ou que demonstrem insatisfação com a presença um do outro. Mas não se preocupe, esses episódios vão se reduzir com o tempo e cada um estabelecerá sua própria rotina e definirá seus lugares preferidos na casa compartilhando-os em diversas ocasiões.

O ato de bufar se transformará em um tipo de jogo e, até mesmo, em demonstração de afeto se tudo correr bem e teremos introduzido com sucesso um terceiro gato em casa.

Tenha sempre em mente que mesmo que façamos todos esses passos de adaptação de gatos na perfeição e o façamos com a melhor intenção possível, os gatos não têm "necessidade" de um companheiro felino, portanto, enquanto às vezes os três gatos acabam se dando bem, em alguns outros casos eles nunca conseguirão ter uma boa conexão e até mesmo poderão viver em uma eterna "trégua".

Entretanto, como eles não precisam competir por comida, água ou lugares para descansar em paz e tranquilidade em nossas casas, eles poderão aceitar com mais facilidade a companhia um do outro.

Neste outro artigo, te mostramos como adaptar um gato com um cachorro.

O que fazer se os gatos não aceitarem o novo gato?

Então, afinal, quanto tempo demora adaptação de gatos? Essa é uma pergunta para a qual não podemos dar uma resposta definitiva pois, como já vimos, pode levar de dias a meses. Entretanto, como acabamos de discutir, nem sempre os gatos residentes acabam aceitando o terceiro gatinho. É possível que tenhamos feito algo errado durante o processo, que eles não tenham recursos suficientes, etc.

Nestes casos, a melhor coisa a fazer é ir a um etólogo felino para avaliar pessoalmente a situação e nos ajudar a introduzir o terceiro gato em casa, para que os dois residentes possam aceitá-lo.

Além disso, aconselhamos que você assista a este vídeo para ampliar suas informações sobre o comportamento dos gatos no canal do PeritoAnimal no YouTube:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação básica.

Bibliografia
  • R. Álvarez. (2020). Etología felina: Guía básica sobre el comportamiento del gato. Amazing Books S.L.
  • N. Magno. (2017). El lenguaje del gato. Dve publishing.
  • M. F. Fradin. (2017). Convivir con su gato. Editorial de Vecchi, S.A.U.
  • GEMFE AVEPA. Cómo introducir gatos y perros nuevos a tu mascota. Disponível em: <https://www.avepa.org/articulos/Como%20introducir%20%20gatos%20y%20perros%20nuevos%20a%20su%20mascota.html>. Acesso em 18 de março de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa
1 de 3
Adaptação de gatos: como introduzir um terceiro gato em casa

Voltar ao topo da página