Partilhar

Como fazer carinho no gato

 
Por Mercè Garcia. 20 agosto 2020
Como fazer carinho no gato

Ver fichas de  Gatos

Embora isso possa parecer impossível, a maioria dos responsáveis ​​pelos animais de estimação não sabe como fazer carinho em um gato. Muitos ficam surpresos ao descobrir que seu felino reage "inesperadamente", com uma mordida ou arranhão bem no meio de uma sessão relaxante. No entanto, muitos foram avisados ​​sem perceber.

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos te explicar como fazer carinho no gato de maneira adequada, positiva e segura. Falaremos sobre as áreas preferidas do corpo dos felinos, a linguagem corporal dos gatos e como fazer uma sessão de forma correta, sempre com atenção ao bem estar do animal. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Como fazer massagem no gato

Como fazer carinho no gato

O gato doméstico (Felis silvestris catus) é, como outros gatos selvagens, um animal solitário. No entanto, a domesticação promoveu notavelmente o comportamento social desta espécie. Isso significa que um gato pode ser mais ou menos tolerante, dependendo de sua genética, da socialização e das experiências vividas.

Também é importante saber que os gatos não gostam de manipulação excessiva. Por isso, aprender a interpretar a linguagem felina é essencial se você deseja conhecer melhor o seu gato, identificar seu limite de tolerância e ter expectativas adequadas na hora de se relacionar com ele.

Alguns sinais de que um gato está feliz são:

  • Postura corporal relaxada
  • Orelhas levantadas
  • Cauda e cabeça levantadas
  • Caminhar seguro
  • Cauda "vibrando"

Ao identificar essas posturas corporais, você saberá que seu gato está relaxado, receptivo e pronto para ser acariciado. No entanto, você também deve proporcionar confiança, oferecendo a ele um ambiente descontraído, usando um tom de voz agudo e suave ou fazendo abordagens lentas e progressivas.

Da mesma forma, será essencial deixar o gato tomar a iniciativa de iniciar uma sessão de carinho. Fique atento à sua linguagem corporal para perceber possíveis sinais de desagrado, e deixe o gato ir embora quando quiser, ou seja, ele decidirá quando encerrar a sessão de carinho. Nunca exagere, e sempre respeite seus limites.

Onde fazer carinho no gato

Agora que você conhece algumas premissas básicas, vamos te explicar como acariciar um gato corretamente, mostrando quais são as áreas preferidas do corpo dos felinos. Mesmo assim, você deve reservar um tempo todos os dias para conhecer melhor o seu gato, pois cada um tem suas preferências.

Comece oferecendo carinhos longos, suaves e no sentido dos pelos, nunca contra eles. O ideal é seguir sempre na mesma direção e evitar dar tapinhas, bater ou apertar, mesmo que a intenção seja boa. Nessas primeiras sessões, você deve ser o mais cuidadoso e afetuoso possível.

Você deve começar pela cabeça, "penteando" o topo da cabeça e a nuca com as pontas dos dedos. Pode também massagear a região superior e média das costas, começando pelas escápulas e terminando próximo às vértebras torácicas. Da mesma forma, você pode coçar suavemente as bochechas e a parte inferior do queixo, embora essas áreas possam ser reservadas apenas para as pessoas mais próximas do gato.

Evite acariciar a barriga, a cauda, ​​as pernas ou as almofadas das patas. Eles geralmente não gostam dessas áreas e é muito provável que você perceba sinais de antipatia ao tocá-las. Se você ignorar esses sinais, o gato pode começar a aumentar a intensidade dos avisos, através de um arranhão ou mordida.

Alguns sinais de um gato irritado são:

  • Postura corporal tensa
  • Orelhas caídas para trás
  • Cauda levantada
  • Cauda dando "golpes"
  • Cauda se movendo muito rápido
  • Movimentos rápidos
  • Pelagem eriçada
  • Corpo arqueado
  • Cauda eriçada
  • Boca aberta
  • Bufadas
  • Rosnados

Se você observar qualquer um dos sinais mencionados acima, pare imediatamente. No entanto, é importante ter em mente que nunca é aconselhável o gato chegar ao ponto de apresentar esses sinais. Portanto, o ideal é que você identifique aos poucos qual é o limite de tolerância do gato e que nunca tente ultrapassá-lo.

Nas suas sessões de carinho, tente sempre proporcionar uma experiência positiva, prestando muita atenção ao bem estar do gato e à sua linguagem corporal.

Como fazer carinho no gato - Onde fazer carinho no gato

Como fazer carinho no gato para que ele durma

Muitas pessoas se perguntam como acariciar um filhote de gato para que ele relaxe e adormeça tranquilamente. É importante lembrar que dormir é um dos hábitos mais importantes para os felinos, principalmente nos estágios iniciais da vida, pois disso depende o aprendizado e o bem estar adequados.

Para relaxar um gato e fazê-lo adormecer, o ideal é fazer nele carinhos longos e suaves. Além disso, você deve fazer pausas para que o corpo deixe de ser estimulado e possa começar a descansar, até parar finalmente. Calor, silêncio ou músicas suaves também são fundamentais para o felino adormecer.

Como fazer carinho em um gato arisco

Muitas pessoas se perguntam como fazer com que um gato se permita ser acariciado. No entanto, como mencionamos acima, um dos segredos para tornar essa rotina positiva e respeitosa é permitir que o próprio felino a comece e termine.

Você jamais deve punir ou repreender um gato que não quer ser acariciado. Na verdade, se observar que seu gato se deixa acariciar menos, se mostra agressivo, assustado ou se recusa a ser manuseado, pode suspeitar que existe um problema relacionado ao estresse.

Você também não deve tocar no gato quando ele está relaxado, dormindo ou distraído, porque quando o gato não quer ser acariciado e nós o forçamos, estamos gerando uma situação de estresse desnecessário. Também não faça movimentos bruscos nem retire a mão repentinamente.

Em gatos tímidos, ariscos ou agressivos, a manipulação deve ser sempre gentil, positiva e gradual. Evite as "áreas proibidas" e use o reforço positivo para tornar a situação positiva. Para isso, você pode reforçar com a voz, através de um "muito bom" ou oferecer guloseimas para gatos.

Nos casos mais graves, pode ser necessário consultar com o veterinário as pautas de manejo e a opção de utilizar feromônios tranquilizantes para melhorar o bem estar do felino dentro de casa. É importante ressaltar que o estresse, principalmente quando falamos em estresse crônico, pode até afetar a saúde do indivíduo.

Como fazer carinho em un gato de rua

Para começar, devemos diferenciar entre os dois tipos de "gatos de rua" que existem: os gatos selvagens (que nunca se socializaram com humanos) e os gatos abandonados (que já pertenceram a uma família). O primeiro nunca aceitarão a convivência e o contato com as pessoas, enquanto esses últimos podem chegar a se relacionar de forma positiva.

Comece deixando o gato cheirar a sua mão para te identificar e, desta forma, se sentir mais confortável na sua presença. Se ele não demonstrar interesse, não force a situação e busque um momento mais propício para se relacionar com ele. Novamente, preste atenção à sua linguagem corporal.

Se observar sinais positivos, por exemplo, que o gato se esfrega em você ou exige sua atenção, você pode tentar acariciá-lo com cautela, gentileza e movimentos lentos. Da mesma forma, tenha cuidado se identificar um leve ronronar, pois embora geralmente seja um sinal de bem estar e prazer, também pode significar que o gato não se sente totalmente confortável.

Como fazer carinho no gato - Como fazer carinho em un gato de rua

Benefícios de fazer carinho em gatos

Para terminar este artigo sobre como acariciar um gato, devemos mencionar os vários benefícios de se relacionar com um felino e acariciá-lo. De acordo com vários estudos[1] [2] [3], acariciar um gato afeta positivamente nosso estado de saúde, reduzindo o risco de ataque cardíaco em 30%.

Da mesma forma, o impacto em nosso corpo é surpreendente. Pessoas que regularmente acariciam gatos relatam que têm melhor comunicação, maior capacidade de atenção e são mais comprometidas. Eles também afirmam que isso afeta o humor e diminui a ansiedade.

Portanto, existe muitos motivos pelos quais devemos acariciar nossos gatos, tanto para nosso bem estar quanto para o dele. Você também faz isso? Compartilhe sua experiência conosco.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como fazer carinho no gato, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Referências
  1. Rahman, M. S. (2015). Health Benefits from Companion Animals. Microbes and Health, 4(1), 1-3.
  2. Beck, A. (2000). The Use of Animals to Benefit Humans: Animal-Assisted Therapy. Teoksessa Fine, A.(toim.) Handbook on Animal-Assisted therapy, theoretical foundations and guidelines for practice.
  3. Catharine Paddock PhD. (Monday 25 February 2008). Cat Owners Have Lower Heart Attack Risk, Study. 2019, de Medical News Today Sitio web: https://www.medicalnewstoday.com/articles/98432.php
Bibliografia
  • Turner, D. C., Bateson, P., & Bateson, P. P. G. (Eds.). (2000). The domestic cat: the biology of its behaviour. Cambridge University Press.
  • Crowell-Davis, S. L., Curtis, T. M., & Knowles, R. J. (2004). Social organization in the cat: a modern understanding. Journal of feline medicine and surgery, 6(1), 19-28.
  • Turner, D. C. (2000). 10 The human-cat relationship. The domestic cat: the biology of its behaviour, 193.

Escrever comentário sobre Como fazer carinho no gato

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como fazer carinho no gato
1 de 3
Como fazer carinho no gato

Voltar ao topo da página