Partilhar

Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 14 março 2018
Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A torção gástrica em cães é um síndrome típico de raças grandes (Pastor Alemão, Dogue Alemão, Schnauzer gigante, São Bernardo, Dobermann, etc.) no qual ocorre uma importante distensão e torção do estômago, consequência da acumulação de gases, alimentos ou líquidos.

Os ligamentos do estômago não podem suportar a dilatação estomacal, fazendo com que o estômago se torça sobre o eixo. Em condições normais, o estômago do cachorro esvazia o seu conteúdo pelos seus próprios mecanismos fisiológicos, mas neste caso, o animal não pode descarregar o conteúdo e o estômago começa a dilatar. Como consequência, o cachorro tenta vomitar para expulsar o conteúdo do estômago e este acaba girando sobre si mesmo, obstruindo completamente os orifícios que o conetam com o esófago e o intestino. Ao provocar a torção, as artérias, veias e vasos sanguíneos do aparelho digestivo comprimem-se e, por consequência, interrompe-se a circulação sanguínea e alguns órgãos deixam de funcionar. É uma doença grave que se não for tratada a tempo pode provocar a morte do animal.

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para saber tudo sobre a torção gástrica em cães, os seus sintomas e tratamento.

Causas da torção gástrica em cães

Embora a torção gástrica possa ocorrer em qualquer raça, são as maiores que têm mais tendência a sofrer dela, e também aquelas com o peito profundo, como o Poodle médio e o Boxer. É também uma das doenças mais comuns do Weimaraner.

As causas que originam este problema são as seguintes:

  • Grande ingestão de comida ou líquidos: o animal ingere muita comida ou líquidos de forma rápida e, depois de realizar exercício físico. É típico de cachorros jovens de raça grande. Em cachorros idosos costuma ocorrer por uma acumulação de ar que não pode ser evacuada de forma fisiológica.
  • Estresse: pode ocorrer em cachorros que ficam facilmente estressados devido a mudanças na sua rotina, acoplamento, excitação excessiva, etc.
  • Histórico familiar de torção gástrica.
Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento - Causas da torção gástrica em cães

Sintomas da torção gástrica em cães

Uma vez que esta doença pode ocorrer em qualquer cachorro e deve receber os cuidados necessários o quanto antes, é importante conhecer os sintomas para poder agir a tempo. Desta forma, os sinais mais comuns que indicam que um cachorro pode estar sofrendo uma dilatação do estômago ou torção gástrica são:

  • Tentativas de vomitar sem êxito e náuseas: O animal tenta vomitar mas não consegue fazê-lo.
  • Ansiedade e inquietação: O cachorro mexe-se constantemente e fica inquieto.
  • Salivação abundante.
  • Abdômen dilatado: Observa-se uma dilatação do abdômen.
  • Dificuldade para respirar.
  • Fraqueza, depressão e falta de apetite.

Se o seu cachorro apresentar algum destes sintomas deve levá-lo de imediato ao veterinário, uma vez que pode estar sofrendo de um episódio de dilatação e torção gástrica.

Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento - Sintomas da torção gástrica em cães

Diagnóstico

O veterinário faz o diagnóstico da torção ou dilatação gástrica em função dos sintomas clínicos que o cachorro apresenta e algumas caraterísticas adicionais. A raça e o histórico do cachorro podem apoiar o diagnóstico, uma vez que, como referimos antes, esta doença é mais frequente em algumas raças de cachorros e em cachorros que tiverem sofrido dela antes.

Também se costumam fazer radiografias para confirmar este diagnóstico. A radiografia permite ver com clareza se o estômago está distendido ou não. Além disso, se o estômago tiver rodado, o piloro (orifício que conecta o estômago com o intestino) fica deslocado em relação à sua posição normal.

Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento - Diagnóstico

Tratamento

Não existem remédios caseiros ou truques que possa aplicar, perante a torção gástrica do cão deverá ir ao veterinário de forma imediata uma vez que se trata de uma urgência na qual a vida do cachorro está em risco.

Tente mexer nele com cuidado até chegar ao veterinário de confiança, assim como também deverá impedi-lo de mexer muito. O veterinário irá sedar o animal e irá administrar-lhe fluídos e antibióticos. Será realizado um procedimento de maneira a extrair o conteúdo do estômago com uma sonda gástrica que será colocada na boca do animal e, o estômago será lavado. Por fim, será feita uma cirurgia, na qual se vai fixar o estômago à parede abdominal (gastropexia), para reduzir o risco de outra torção.

O prognóstico varia dependendo da gravidade da doença. Quando a dilatação e a torção se trata precocemente, o prognóstico costuma ser favorável. No entanto, se tiver começado a ocorrer necrose, a taxa de mortalidade é alta inclusive depois da cirurgia. Os cachorros que superam as 48 horas posteriores à operação costumam ter boas chances de sobreviver. Por isso, é fundamental consultar um centro médico veterinário o quanto antes, caso não o faça o seu pet poderá morrer em poucas horas.

Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento - Tratamento

Prevenção

Especialmente no verão é muito importante estarmos prevenidos e informados para evitar uma possível torção gástrica, de seguida damos-lhe alguns conselhos:

  • Dividir o alimento: trata-se de evitar que o nosso pet ingira grandes quantidades de comida. O objetivo é repartir o alimento ao longo do dia.
  • Evitar que beba muita água seguida: sobretudo depois das refeições.
  • Restringir o exercício físico: evitar que faça muita atividade física antes e depois das refeições, dando uma margem de 2 horas.
  • Não proporcionar alimentos na última hora da noite.
  • Não estressar o animal enquanto come: devemos deixar o animal comer tranquilo e sem o estressar.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
DANILO FONTANA
Meu cachorro está com essa doença torção gástrica e fica fazendo ânsia e não vomita nada e eu não entendo o que está acontecendo
com ele eu vou medicar com chás caseiros espero que o ajude, peço
o que posso fazer para melhorar isso nele
Cleide Nelia NEIVA DE Souza
Tenho um cachorro da raça Fila Brasileiro ele tem 5 anos, ja fez no prazo de 18 meses 3 cirurgias de torçao gastrica ja fixou o estomago na parede do abidomen e 5 vezes esvaziamento por cateter furando o abidomen pra tirar o ar. O que fazer quando se repete essa torçao?

Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento
1 de 5
Torção gástrica em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página