Partilhar

Pode dar plasil para cachorro?

 
Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 18 maio 2020
Pode dar plasil para cachorro?

Ver fichas de  Cachorros

É muito comum os cachorros apresentarem vómitos e náuseas durante todas as fases da sua vida, seja por viajarem de carro, ingerirem corpos estranhos, doenças, tratamentos de quimioterapia ou intolerâncias alimentares. Independentemente da causa, estas condições preocupam qualquer tutor dedicado e, em certos casos, pode mesmo se tratar de uma emergência médica.

Qualquer tutor preocupado vai procurar o que pode dar e fazer ao seu cachorro para aliviar este desconforto. O Plasil, cujo princípio ativo é a metoclopramida, é um fármaco antiemético que acaba com as náuseas e os vômitos, mas pode dar plasil para cachorro? É seguro para os cães?

Para responder a esta e outras questões, continue lendo este artigo do Perito Animal sobre Plasil para cachorros.

Também lhe pode interessar: Pode dar ibuprofeno para cachorro?

O vômito em cachorros

Antes de mais é importante distinguir entre regurgitação e vómito.

A regurgitação consiste na expulsão do conteúdo alimentar do esófago que ainda não alcançou o estômago ou que ainda não começou a ser digerido. Apresenta formato tubular, não tem odor, ocorre uns minutos ou após a ingestão do alimento e o animal não apresenta nenhum tipo de esforço abdominal.

O vómito consiste na expulsão do conteúdo estomacal ou duodenal (porção inicial do intestino ligada ao estômago) e o seu aspecto varia muito. O seu odor é muito mais forte, pode conter alimento ou ser apenas líquido biliar. Além disso, o animal apresenta esforço abdominal ao vomitar, fica nauseado e irrequieto.

Todas as possíveis causas de vómito devem ser investigadas pois, apesar de parecer algo simples, pode ser indicativo de uma doença mais grave.

O meu cachorro está vomitando, o que posso fazer?

Antes de levar o animal ao veterinário, saiba o que você pode fazer em casa para ajudar o seu pet:

  • Retirar a comida. Não adianta o animal estar ingerindo comida se continua vomitando, só vai causar mais desconforto ao animal e sujeira pela casa. Durante as primeiras 12 horas, não forneça alimento ao seu animal. Se o cachorro deixar de vomitar, comece por fornecer a ração em pequenas quantidades ou então opte por fornecer a chamada dieta branca: frango e arroz cozidos sem temperos, ossos ou pele para estimular o apetite.
  • Equilibrar a quantidade de água ingerida nas primeiras horas depois do vómito. É importante que o animal não fique desidratado, vá fornecendo água em pequenas quantidades para evitar o vómito.
  • Avaliar e registar as características do vómito: cor, aspeto, conteúdo, presença de sangue, odor, frequência, quanto tempo após ingerir alimento vomitou ou se vomita do nada, se tem esforço abdominal ao vomitar, se animal fica nauseado ou se se baba. Isto vai ajudar o veterinário a descobrir as causas de vômito em cães.
  • Utilizar antieméticos. Este é um pormenor importante que você deve ter em consideração. Os antieméticos são muito úteis, no entanto, uma vez que eles são administrados por via oral (seja em comprimidos ou em gotas) eles podem ser expulsos novamente se o animal está vomitando sem controle.

Pode dar plasil para cachorro?

O que é o Plasil e como atua

O Plasil (nome encontrado na medicina humana), Drasil ou Nauseatrat (medicina veterinária), cujo princípio ativo é o cloridrato de metoclopramida, são fármacos antieméticos utilizados para evitar a emese (vômito), prevenir náuseas e reduzir refluxo ácido em seres humanos e animais.

A metoclopramida é um fármaco procinético, o que significa que estimula a motilidade gastrointestinal e que atua a nível da acetilcolina (um hormônio neurotransmissor responsável pela contração dos músculos do trato digestivo), acelerando o esvaziamento do estômago e a passagem da comida pelo intestino.

Cachorro pode tomar Plasil?

A resposta é sim, pode dar plasil para cachorro parar de vomitar, contudo você NUNCA deve utilizar este fármaco sem aconselhamento veterinário. Este fármaco só pode ser fornecido a cachorros com prescrição médica e após uma consulta no veterinário.

Dosagem e administração

Esta é uma das perguntas mais comuns sobre o Plasil. A dosagem de metoclopramida em cães e gatos é de 0,2-0,5mg/kg a cada 8 ou 12 horas1 conforme necessidade.

É possível encontrar Plasil em gotas para cachorro, assim como plasil em comprimidos para cachorro. Existem várias formas de fornecer a dose certa ao seu animal: diretamente na boca ou misturado na comida ou diluído na água de bebida (correndo o risco do animal vomitar o fármaco, sendo que o ideal é administrar diretamente na boca e cerca de 20 minutos antes da refeição).

Normalmente, começa a ter efeito em 1 a 2 horas após ingestão, mas nem sempre uma toma é suficiente para se notarem melhoras. Geralmente, é necessário que a primeira administração seja feita pelo médico veterinário, através da versão injetável do fármaco pela via subcutânea, garantindo que começa a atuar e o animal não vomita o medicamento.

É muito importante recordar que, se você se esquecer e falhar uma toma, nunca deve dar em duplicado para compensar, salte essa toma e dê na hora da toma seguinte normalmente.

Contraindicações do Plasil para cachorro

  • Não utilizar em cachorros com epilepsia.
  • Não utilizar em cachorros com obstrução ou perfuração gastrointestinal.
  • Não utilizar em animais com hemorragias.
  • Ter atenção em animais com problemas renais (a dose deve ser reduzida para metade).

Efeitos secundários do Plasil para cachorro

  • Sonolência;
  • Sedação;
  • Desorientação;
  • Inquietação;
  • Ansiedade;
  • Agressividade;
  • Constipação/diarreia.
Pode dar plasil para cachorro? - Pode dar plasil para cachorro?

Prevenção do vômito em cachorros

Viagens

  • Para realizar viagens curtas, pode ser suficiente não dar comida uma hora antes da viagem.
  • Em viagens longas, não forneça igualmente comida duas horas antes da viagem e faça paragens de duas em duas horas, dando um pequeno passeio com ele nesse momento.

Alimentação

  • Evite mudanças bruscas de alimentação. Se você adquirir uma ração diferente da habitual, deve fazer uma transição lenta e progressiva durante 10-15 dias. Iniciando com uma mistura da ração antiga com a nova, sendo que a percentagem da antiga é maior nos primeiros dias, passando para 50-50% de cada a meio da semana e terminando numa mistura que possui mais da nova do que da anterior. No final destes dias, o seu pet terá feito a transição para a nova ração, diminuindo o risco de reações alimentares e outros distúrbios gastrointestinais.
  • Forneça a dose diária recomendada dividida em diversas refeições (mínimo três), para evitar longos períodos de jejum.
  • Confira também a lista de alimentos proibidos para cães.

Maneio

  • Retirar do alcance do pet todos os fármacos, produtos químicos e plantas venenosas para cachorros.
  • Remover todos os brinquedos pequenos, meias, objetos pequenos que possam ser ingeridos pelo cachorro. Os corpos estranhos, uma vez ingeridos, podem causar desconforto abdominal, distúrbios gastrointestinais e, em casos graves, obstruções que podem comprometer a saúde e a vida do animal.

Fármacos

  • Os fármacos antieméticos podem ser utilizados quer como tratamento, quer como prevenção dos vómitos. Alguns deles são: metoclopramida, maropitant e primperan.

Remédios caseiros

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Pode dar plasil para cachorro?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Medicamentos.

Referências
  1. Vieira, F.C. e Pinheiro, V.A. Monografias Farmacêuticas. In: Vieira, F.C. e Pinheiro, V.A. Formulário Veterinário Farmacêutico, 1ª edição, São Paulo: Pharmabooks, 2004.
Bibliografia
  • Favarato, E.S.; Souza, M.V.; Costa, P.R.; Favarato, L.S.; Nehme, R.C.; Monteiro, B.S.; Bonfá, L.P. (2012) Evaluation of metoclopramide and ranitidine on the prevention of gastroesophageal reflux episodes in anesthetized dogs. Res Vet Sci, 93(1):466-7.
  • Hall, E.J., Simpson, J.W., Williams, D.A. (2005) BSAVA Manual of Canine and Feline Gastroenterology - Second Edition, BSAVA.
  • Washabau, R.J., Day, M.J. (2013) Canine & Feline Gastroenterology. Elsevier (Saunders)
  • Yalcin, E.; Keser G.O. (2017) Comparative efficacy of metoclopramide, ondansetron and maropitant in preventing parvoviral enteritis-induced emesis in dogs. Journal of veterinary pharmacology and therapeutics Dec; 40(6):599-603.

Escrever comentário sobre Pode dar plasil para cachorro?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Pode dar plasil para cachorro?
1 de 2
Pode dar plasil para cachorro?

Voltar ao topo da página