menu
Partilhar

Piolho em gatos - Sintomas e tratamento

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 5 fevereiro 2021
Piolho em gatos - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

Os piolhos são um dos parasitas externos mais comuns que afetam os gatos, sejam eles filhotes, adultos ou gatos idosos. E é por isso que devemos tomar cuidados para prevenir este problema entre nossos amigos peludos.

Embora não sejam tão contagiosos quanto as pulgas e carrapatos, os piolhos causam o mesmo desconforto a seu amigo felino, como coceira e queda de pelo, além de transmitir certas doenças. É por isso que preparamos este artigo no PeritoAnimal sobre piolho em gatos - sintomas e tratamento. Boa leitura.

Como os piolhos afetam os gatos

O piolho é um inseto de poucos milímetros, sem asas e sem a habilidade de saltar, que vive como um parasita em alguns mamíferos. Existem cerca de 3 mil tipos diferentes de piolhos, que não animais artrópodes da ordem Phthiraptera, e cada um deles é bastante seletivo em relação aos animais que se tornam seu hospedeiro, de modo que eles geralmente atacam apenas certas espécies específicas.

O piolho de gato, cujo nome científico é Felicola subrostratus, não é transmitido a outros animais ou seres humanos, mas a transmissão entre diferentes espécies felinas é comum. O piolho de gato afeta principalmente os gatos jovens que ainda não desenvolveram boas defesas; os gatos mais velhos que pararam de cuidar do próprio asseio; e todos aqueles que, seja por má alimentação ou por alguma doença, se encontram fracos ou com a imunidade debilitada. A pelagem longa também é um fator determinante quando se trata de sofrer com esses parasitas.

Esses insetos são geralmente mais comuns nas estações frias do ano e o contágio mais comum ocorre entre gatos que passam muito tempo juntos, já que o piolho não voa, nem salta, nem se esconde na grama em busca de hospedeiros. Toda a vida do piolho de gato é passada no corpo do animal, longe do qual ele morre rapidamente, em apenas 1 ou 2 dias. Destacamos mais uma vez que o piolho de gato não afeta humanos.

Neste outro artigo do PeritoAnimal você confere os remédios caseiros para desparasitar gatos.

Piolho em gatos - Sintomas e tratamento - Como os piolhos afetam os gatos

Sintomas de piolho em gatos

A presença de piolho em gatos é bastante visível no pelo. Eles são facilmente vistos a olho nu devido à sua cor escura e ao fato de caminharem através do pelo. Mesmo em gatos de pelo longo, você poderá vê-los se remover um pouco das camadas superiores com os dedos, embora o sintoma mais óbvio sejam os ovos, esbranquiçados, que aderem ao pelo muito facilmente. Você pode tentar usar uma escova antipiolhos para ter certeza de que eles estão lá.

Outros sintomas característicos da presença de piolhos em gatos, são:

  • O pelo fica um pouco fosco e sujo.
  • A coceira é bastante intensa, então é provável que o gato se coce com frequência ou tente morder as áreas que mais o incomodam, causando até mesmo auto-mutilação.
  • Como resultado de arranhões e mordidas, podemos observar feridas que podem infectar ou engrossar a pele.

Talvez você possa se interessar neste outro artigo sobre os melhores produtos para desparasitar gatos. Nas imagens abaixo, você pode visualizar o piolho de gato em dois felinos distintos, um de pelagem preta e outro de pelagem branca:

Piolho em gatos - Sintomas e tratamento - Sintomas de piolho em gatos
Imagem: xespok.net

Tratamento para piolhos em gatos

Existe atualmente uma grande variedade de opções para matar piolho de gato, embora nenhuma seja especialmente formulada para estes parasitas, pois são os menos comuns.

Em todos os casos, se seu gato tiver uma infestação de piolhos, começaremos com um banho com um shampoo antiparasitário. Em seguida, usaremos um pente antipiolhos para remover os insetos que ainda permanecem na derme, assim como os ovos. Uma vez removidos, você deve afogar os piolhos de gato em um pouco de álcool ou água quente. Certifique-se de averiguar todo o seu pelo.

Se você nunca deu banho no seu gato antes, você deve assumir que dar banho em um gato adulto pela primeira vez pode ser muito complicado, se não praticamente impossível. Por isso, o melhor remédio para piolho pode ser o comprimido desparasitante que também atua para eliminar outros parasitas externos.

Finalmente, e no caso de ser impossível dar um bom banho nele ou oferecer um remédio para piolho ao seu gato, consulte um veterinário, nem que seja para descobrir a melhor opção para acalmar o gato.

Dois dias após a aplicação de qualquer remédio para piolho, devemos aplicar uma pipeta, utilizar colar anti parasitas ou spray para matar os piolhos que ainda possam estar vivos na pelagem de nosso felino e para evitar o aparecimento de novos indivíduos.

Se você mora com outros animais de estimação em casa, será necessário um tratamento preventivo para evitar a infestação. Os piolhos não sobrevivem fora do animal, mas seria aconselhável limpar as camas, lençóis, brinquedos e outros objetos de seu gato. Use água morna para este fim.

Piolho em gatos - Sintomas e tratamento - Tratamento para piolhos em gatos

Como se prevenir contra piolho de gato

É muito importante prevenir o aparecimento de parasitas em gatos que têm acesso a áreas externas ou aqueles que vivem com outros animais de estimação que têm acesso à rua, tais como gatos que compartilham um lar com cachorros.

O ideal nestes casos é aplicar produtos desparasitantes periodicamente, tais como pipetas, colares ou sprays. Para saber com que frequência desparasitar seu gato, consulte seu veterinário e siga rigorosamente as instruções do produto.

Agora que você já sabe os sintomas de piolho de gato e como tratar o problema no felino, talvez você possa se interessar por este vídeo do nosso canal no YouTube que te explica como dar banho em gatos e quando fazer isso:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Piolho em gatos - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Desparasitação e vermífugos .

Bibliografia
  • CASTRO, Marcelo Cutrim Moreira de; RAFAEL, José Albertino. Ectoparasitos de cães e gatos da cidade de Manaus, Amazonas, Brasil. Acta Amazonica, 2006, vol. 36, no 4, p. 535-538. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0044-59672006000400015&script=sci_arttext>. Acesso em 3 de fevereiro de 2021.
  • BASTOS¹, Gabriela Santos, et al. RELATO DE CASO: TRATAMENTO DE CYSTOISOSPORA SP. E DYPILIDIUM CANINUM EM UM GATO SEM RAÇA DEFINIDA. Disponível em: <https://famez.ufms.br/files/2015/09/RELATO-DE-CASO-TRATAMENTO-DE-CYSTOISOSPORA-SP-E-DYPILIDIUM-CANINUM-EM-UM-GATO-SEM-RA%C3%87A-DEFINIDA.pdf>. Acesso em 3 de fevereiro de 2021.
  • INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE. PRESENÇA DE Felicola subrostratus EM Felis catus NO MUNICÍPIO DE JOINVILLE- SC. Disponível em: <http://eventos.ifc.edu.br/sepe/wp-content/uploads/sites/22/2016/08/PRESEN%C3%87A-DE-FELICOLA-SUBROSTRATUS-EM-FELIS-CATUS-NO-MUNIC%C3%8DPIO-DE-JOINVILLE-SC.pdf>. Acesso em 3 de fevereiro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Piolho em gatos - Sintomas e tratamento
Imagem: xespok.net
1 de 5
Piolho em gatos - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página