menu
Partilhar

Panacur para cães - Doses, usos e efeitos colaterais

 
Por Cristina Pascual, Veterinária. 26 janeiro 2022
Panacur para cães - Doses, usos e efeitos colaterais

Ver fichas de  Cachorros

O panacur é um medicamento antiparasitário cujo princípio ativo é o fenbendazol - um anti-helmíntico de amplo espectro que tem efeito contra nematoides (tanto gastrointestinais como pulmonares) e cestoides. O medicamento pode ser também utilizado para tratar a giardíase, infecção causada pelo protozoário Giárdia. A dose de fenbendazol recomendada para cães depende da duração e finalidade do tratamento, podendo variar entre 20 e 100 mg por kg por dia. O fármaco é seguro e apresenta uma ampla margem de segurança, além de número reduzido de contraindicações e efeitos colaterais.

Se quiser saber mais sobre o panacur para cães, doses, usos e efeitos colaterais, recomendamos que continue lendo este artigo do PeritoAnimal.

O que é o panacur

Panacur é o nome comercial de um fármaco que tem como princípio ativo o fenbendazol, que faz parte do grupo dos benzimidazois.

O fenbendazol é um medicamento antiparasitário, um anti-helmíntico de amplo espectro cujo efeito é produzido ao influenciar a captação e o metabolismo dos nutrientes nos parasitas. Inibe a enzima fumarato redutase, o que reduz a infecção do glicogênio e causa a morte do parasita por inanição.

Atualmente é possível encontrar o Panacur para cães em duas formas (ambas administradas via oral): comprimidos (de 250 ou 500 mg) e pasta oral.

Descubra os antiparasitários internos e externos para filhotes neste outro artigo.

Para que serve o panacur em cães

O panacur é um medicamento antiparasitário utilizado no tratamento de infecções nematoides (tanto gastrointestinais quanto pulmonares) e cestoides (tênias). Age especialmente nos ovos, larvas e adultos das seguintes espécies de parasitas:

  • Toxocara canis e Toxascaris leonina.
  • Ancylostoma caninum.
  • Uncinaria stenocephala.
  • Trichuris vulpis.
  • Taenia spp.
  • Strongyloides stercoralis e Angyostrongylus vasorum: apesar de não estar incluído na bula do panacur, há estudos que demonstram a eficácia do medicamento contra estas duas espécies de parasitas, podendo ser prescrito por um veterinário em caso de vácuo terapêutico (quando não há medicamentos autorizados para determinada doença).

Nas fêmeas gestantes, o panacur é utilizado de forma preventiva para evitar a infecção dos filhotes por Toxocara canis e Ancylostoma caninum. No entanto, foram descritos efeitos teratogênicos (que dão origem a malformações congênitas) associados ao metabolito do fenbendazol, o oxfenbendazol. Por isso, o fenbendazol apenas deve ser utilizado em fêmeas gestantes sob orientação de um profissional veterinário após avaliação dos riscos e benefícios do tratamento.

Pode dar o panacur como remédio para giárdia em cachorro?

Sim. O panacur é um bom remédio para giárdia em cachorro. Além da sua eficácia frente aos helmintos descritos anteriormente, o fenbendazol para cães também pode ser utilizado no tratamento da giardíase, uma infecção causada pelo protozoário Giárdia, podendo evitar a excreção de ovócitos de Giárdia por 2-4 semanas.

Vale destacar que o panacur é especialmente interessante para o tratamento de animais que se encontram em convívio coletivo em locais como centros de proteção animal, refúgios ou centros de acolhimento, pois é um medicamento:

  • Adequado para uso em diversas espécies animais: incluindo cães e gatos.
  • Com amplo espectro de ação, permitindo manter os animais protegidos de diversos parasitas com o uso de uma única substância ativa.

Dosagem de Panacur para cães

A dosagem de fenbendazol para cães é diferente dependendo do tipo ou duração do tratamento:

  • Em caso de dose única: serão administrados 100 mg de fenbendazol por kg.
  • Em tratamentos de 3 dias: 50 mg de fenbendazol por kg por dia.
  • Em tratamentos de 5 dias 20 mg de fenbendazol por kg por dia.
  • No caso de cadelas gestantes: 25 mg de fenbendazol por kg por dia, a partir do 40º dia de gestação e até dois dias após o parto.
  • No caso de giardíase: os tratamentos de 3 dias podem não ser capazes de acabar com a infecção. Nestes casos, é possível estender o uso deste remédio para giárdia em cachorro em um tratamento de até 7 dias, apesar de não estar previsto. Além disso, é importante que se faça acompanhamento pós-tratamento para verificar sua eficácia. Saiba mais sobre a giárdia em cães, os sintomas, o contágio e o tratamento neste outro artigo que te recomendamos.

Superdosagem de panacur

O fenbendazol é um medicamento com ampla margem de segurança, o que significa que, em casos de superdosagem, não é frequente o aparecimento de quadros de intoxicação. No entanto, casos de hiperplasia linfoide na mucosa gástrica têm sido observados em tratamentos com dosagem ou duração três vezes maior que a recomendada. Por isso, é fundamental que se respeite a dosagem prescrita pelo veterinário/a para evitar qualquer efeito indesejado.

Como administrar o Panacur?

No caso de comprimidos, você pode colocá-los inteiros ou cortados diretamente na base da língua. É preferível, no entanto, despedaçá-los ou macerá-los e juntar a uma pequena quantidade de comida, já que isso aumenta a biodisponibilidade do fenbendazol.

Se ao invés de comprimidos estiver usando a pasta oral, você pode aplicá-la direto na base da língua após o animal ter se alimentado. Como alternativa, é possível também misturar a pasta à comida.

Panacur para cães - Doses, usos e efeitos colaterais - Dosagem de Panacur para cães

Contraindicações de panacur em cães

São poucas as contraindicações do fenbendazol ou panacur para cães. O medicamento não deve ser utilizado em:

  • Fêmeas gestantes antes do 40º dia de gestação.
  • Animais hipersensíveis ao princípio ativo.

Efeitos colaterais do panacur em cães

A administração do fenbendazol para cães pode causar os seguintes efeitos colaterais:

Agora que você já sabe tudo sobre o panacur para cães e viu que ele tem sido bastante utilizado como remédio para combater a giárdia em cachorros, não perca o vídeo a seguir em que mostramos o que fazer se o cachorro estiver com fezes moles:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Panacur para cães - Doses, usos e efeitos colaterais, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Medicamentos.

Bibliografia
  • Barr, S.C., Bowman, D.D., Heller, R.L. (1994). Efficacy of fenbendazole against giardiasis in dogs. American Jorunal of Veterinary Research; 55(7):988-990
  • Agencia Española de Medicamentos y Productos Sanitarios. Ficha técnica Panacur pasta oral 187,5 mg/g para perros y gatos. Disponível em: <https://cimavet.aemps.es/cimavet/pdfs/es/ft/1624+ESP/FT_1624+ESP.pdf>. Acesso em 26 de janeiro de 2022.
  • Agencia Española de Medicamentos y Productos Sanitarios. Ficha técnica Panacur comprimidos 500. Disponível em: <https://cimavet.aemps.es/cimavet/pdfs/es/ft/1118+ESP/FT_1118+ESP.pdf>. Acesso em 26 de janeiro de 2022.
  • Agencia Española de Medicamentos y Productos Sanitarios. Ficha técnica Panacur comprimidos 250. Disponível em: <https://cimavet.aemps.es/cimavet/pdfs/es/ft/1085+ESP/FT_1085+ESP.pdf>. Acesso em 26 de janeiro de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Panacur para cães - Doses, usos e efeitos colaterais
1 de 2
Panacur para cães - Doses, usos e efeitos colaterais

Voltar ao topo da página