Partilhar

Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais

 
Por Maria Besteiros. 7 outubro 2019
Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais

Ver fichas de  Cachorros

Na medicina veterinária, o meloxicam para cães é um medicamento amplamente utilizado, por isso é importante que os profissionais de saúde sejam claros sobre para que e como ele é administrado, a fim de evitar efeitos indesejáveis causados pelo uso inadequado. Além de explicar os usos e doses desse medicamento, também vamos mencionar seus efeitos colaterais.

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos te dar todas as informações para você conhecer mais sobre este medicamento. Como sempre, quando falamos de medicamentos, a primeira coisa que você deve saber é que apenas o veterinário pode prescrevê-los e você nunca deve medicar um animal por conta própria.

Para que serve o meloxicam para cachorros?

O meloxicam é uma substância ativa com efeito anti-inflamatório e analgésico. Mais especificamente, é um anti-inflamatório não esteroide, ou AINE. Por isso, é utilizado quando o animal apresenta dor moderada ou mesmo intensa, se houver envolvimento musculoesquelético.

A administração é mais comum em tratamentos curtos. Por exemplo, geralmente é prescrito para os 2-3 dias após a cirurgia de castração, para evitar que o animal recém-operado sinta desconforto e, pelo mesmo motivo, no período pré-operatório. Também é comum a prescrição após operações de trauma ou como um analgésico para artrose em cães. Portanto, é um medicamento mais escolhido para situações de curso agudo e para tratamentos com duração de poucos dias, embora é claro, isso seja um critério opcional.

Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais - Para que serve o meloxicam para cachorros?

Posologia e apresentações do meloxicam para cães

À venda, você pode encontrar diferentes formatos de apresentação do meloxicam para cachorros. O veterinário, dependendo de cada caso, escolherá a forma mais apropriada para administração do medicamento. É possível encontrar o produto em um líquido espesso, que pode ser dado ao animal diretamente na boca ou junto com a comida comida. Existem também comprimidos de meloxicam para cães, com uma composição que é palatável para eles, o que torna possível sua ingestão voluntária, sem precisar forçá-los.

Em geral, como você pode ver, o meloxicam pode ser administrado em casa sem qualquer problema. O veterinário determinará a dose apropriada para cada cachorro, bem como os dias de tratamento. O medicamento deve ser administrado em uma dose única a cada 24 horas. Em alguns casos, pode ser o próprio veterinário quem vai injetar o meloxicam no cachorro.

Doses de meloxicam para cães

O meloxicam para cachorros é administrado em uma proporção de 0,2 mg para cada kg de peso vivo no primeiro dia, e metade disso, ou seja, 0,1 mg por kg, no restante dos dias de tratamento. É importante ter sempre em mente essa redução de dose. Se você utiliza o medicamento líquido, ele geralmente tem um dosador que facilita a administração porque é uma seringa que você pode encher de acordo com o peso do cachorro. Além disso, neste caso, o veterinário pode te dar a recomendação de utilizar o medicamento em gotas, o que pode ser mais fácil para os cuidadores.

Preço do meloxicam para cães

O preço deste produto dependerá da apresentação prescrita pelo veterinário. Se for possível administrar comprimidos, é comum que esse profissional te cobre por cada um deles individualmente. O preço aproximado desse medicamento é de 5,00 reais o comprido e de 50,00 reais uma caixa com 10 comprimidos. Se, em vez disso, você vai precisar optar pelo formato líquido, pagará pelo frasco inteiro e o valor está em torno de 70,00 reais.

Com relação a onde comprar o meloxicam para cachorros, você deve seguir as recomendações do veterinário, pois em cada país haverá uma legislação específica sobre a distribuição de medicamentos para animais. Geralmente, eles só podem ser adquiridos em clínicas veterinárias ou, sendo uma substância ativa para uso humano, em farmácias, mas sempre com a receita correspondente.

Meloxicam para cães e os efeitos colaterais

Se você seguir o protocolo de administração do meloxicam para cachorros proposto por seu veterinário, o mais normal é não notar nenhum efeito colateral. Mesmo assim, é possível que alguns animais sofram danos a nível renal, que podem até levar à insuficiência renal aguda ou crônica. Precisamente por causa desse possível dano nos rins, não é um medicamento recomendado quando o cachorro já está desidratado ou hipotenso.

Outros sintomas de sensibilidade a este medicamento são a anorexia, vômitos, diarreia ou letargia. Essas complicações geralmente ocorrem no início do tratamento e, na maioria dos casos, passam quando o medicamento é descontinuado, embora, com menor frequência, possam ser a causa de lesões graves ou fatais, como mencionamos no caso do sistema renal. Além disso, uma dose inadequada pode causar intoxicação, especialmente com sintomas digestivos.

Não é permitido o uso de meloxicam em cadelas gestantes ou lactantes, nem em filhotes com menos de 6 semanas ou de peso inferior a 4 kg. No caso de animais que sofrem de uma doença prévia como as doenças cardíacas, renais, hepáticas ou hemorrágicas, é essencial consultar o veterinário antes do uso.

Se você suspeitar que o medicamento causou algum efeito colateral no seu cachorro, deve informar imediatamente ao seu veterinário. Especialmente nos casos de comprometimento renal, é essencial que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível. Mesmo com atenção antecipada, o prognóstico é reservado.

Metacam e meloxicam para cães são a mesma coisa?

O metacam e meloxicam para cachorros são a mesma coisa. Existem diferentes empresas farmacológicas que comercializam o meloxicam e cada uma faz isso com um nome diferente. Um deles é o Metacam, mas você pode encontrar o ingrediente ativo meloxicam com outros nomes comerciais que, como dissemos, dependem da empresa que o fabrica e comercializa.

Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais - Metacam e meloxicam para cães são a mesma coisa?

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Medicamentos.

Vídeos de Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais

1 de 3
Vídeos de Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais

Escrever comentário sobre Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais
1 de 3
Meloxicam para cães: doses e efeitos colaterais

Voltar ao topo da página