Partilhar

Gato arrancando o próprio pelo, como evitar?

 
Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 21 novembro 2017
Gato arrancando o próprio pelo, como evitar?

Ver fichas de  Gatos

Os gatos são animais carinhosos que se tornam na companhia ideal de muitas pessoas, graças aos seus hábitos de higienização e a sua independência, o que nos permite acreditar que têm a capacidade de cuidarem deles próprios sozinhos com muito poucas atenções.

No entanto, se há algo que todas as pessoas que têm um gato em casa devem entender desde o início, é que se tratam de animais de hábitos, pelo que ao primeiro sinal de mudanças no seu comportamento é necessário estar atento ao que desencadeou esse comportamento.

É por isso que no PeritoAnimal lhe vamos dar alguns conselhos para saber como evitar que o seu gato arranque o pelo, para além das possíveis causas e que medidas pode tomar para acabar com esta situação.

Conheça o seu gato

Quem já teve a oportunidade de passar algum tempo perto de um gato, a primeira coisa que de certeza terá notado é o quão cuidadosos são com a sua higiene pessoal, pois além de dormirem, investem grande parte da sua vida a higienizarem-se.

O gato não é apenas um animal limpo por natureza, como também os veterinários concordam que a sua higiene pessoal é muito importante, pois quando o gato fica muito doente ou alcança a velhice, a impossibilidade de realizar a sua rotina de limpeza como antes e a sensação de sujidade é capaz de o fazer cair em depressão.

No entanto, é importante distinguir os hábitos de limpeza e um comportamento que denota algum problema no seu animal, como arrancar o seu pelo.

Quando o gato arranca o seu próprio pelo pode notar nos fortes puxões que faz enquanto se higieniza, o que provoca manchas sem pelo, irritação na zona e por vezes feridas e vermelhidão na pele.

É por isso que, perante este comportamento o mais importante é detetar que situações causam no seu gato essa reação, para poder resolver o problema de raiz. Os motivos para um gato arrancar o pelo dividem-se da seguinte forma:

  • Fatores ambientais
  • Alergia alimentar
  • Parasitas
  • Estresse
  • Doenças

Fatores ambientais

Tal como as pessoas, é possível que o seu gato seja alérgico a certos elementos que se encontram no seu ambiente. Pode estar sendo afetado por alguma alergia se vir que se lambe e arranca o pelo constantemente em uma zona, pois causa-lhe coceira.

Normalmente os gatos são alérgicos a elementos presentes no ambiente como o pólen de flores e árvores (pelo que o mal-estar ataca-o mais no verão e primavera) e os ácaros do pó. Não se deve descartar uma alergia provocada por produtos humanos, como sprays, perfumes e outras substâncias que sejam usadas perto do animal.

Estas alergias ambientas são difíceis de diagnosticar inclusive através de exames de laboratório, pelo que deverá:

  • Evitar o uso de aerossóis, velas e derivados perto do animal.
  • Aspirar semanalmente a casa para se livrar do pó e dos ácaros.
  • Consultar o veterinário para lhe receitar os medicamentos necessários para lhe aliviarem a irritação e a coceira.
  • Distrais o seu gato com jogos para não arrancar o pelo da zona afetada.
  • No caso de infeção na pele, lave a zona duas vezes por dia com solução salina.
Gato arrancando o próprio pelo, como evitar? - Fatores ambientais

Alergia alimentar

Alguns gatos podem desenvolver alergias a comida que lhe dá, ou ser alérgicos a algum alimento em específico. Esta alergia pode causar irritação na pele, pelo que para aliviar o incômodo o gato lambe a zona e acaba arrancando o pelo.

Não existem exames de laboratório para este tipo de alergia, pelo que você e o seu veterinário deverão aplicar um regime alimentar para detetar que comida esta causando o problema.

A substância em questão pode demorar umas oito semanas a ser expulsa por completo do corpo do felino. Talvez seja suficiente eliminar certos alimentos ou mudar de marca de comida processada, ou talvez seja necessária uma dieta hipoalergênica. Descubra mais sobre a alergia em gatos, consultando este outro artigo.

Gato arrancando o próprio pelo, como evitar? - Alergia alimentar

Parasitas

A presença de parasitas externos, como as pulgas e os carrapatos, irá causar coceira ao animal, fazendo com que se coce, lamba ou arranque o pelo para aliviar o incômodo.

Por que isto acontece?

Quando o parasita chupa o sangue do seu gato, a sua saliva entra no organismo do felino como um poderoso alérgeno, provocando a coceira.

A presença das pulgas é facilmente notada, não só pela frequência com a qual o animal se coça, como também pelo tamanho bastante notável do parasita, além da acumulação de resíduos pretos no pelo do animal. São extremamente perigosas, pois podem causar anemia felina.

Perante a presença de pulgas deve:

  • Consultar o veterinário para lhe recomendar o produto necessário, que deverá aplicar em todos os animais da casa por prevenção.
  • Adquirir algum aerossol ambiental que mate ovos e pulgas para pulveriza em casa, pois alojam-se em móveis, almofadas e tapetes.
Gato arrancando o próprio pelo, como evitar? - Parasitas

Estresse

Os gatos são propensos a sofrer de estresse quando passam por alguma mudança no seu ambiente e, uma das formas de o demonstrarem pode ser começar a arrancar o pelo.

Quando o gato se lambe o pelo libera endorfinas, hormônios que o fazem sentir-se bem, pelo que é habitual que perante situações que são estressantes para ele a frequência dos banhos aumente, causando áreas sem pelo onde o gato se lambe com mais frequência.

O que pode causar estresse no gato?

Normalmente quando o seu dono ou a pessoa mais próxima dele está de férias, a chegada de outro pet a casa ou de um bebê, outro gato rondando, mudança de casa, mudanças de rotinas e por vezes até as mudanças de sítio de certos objetos em casa.

Se se tratarem apenas de uma férias, o gato melhorará quando o seu dono regressar. Perante novos pets ou bebês, é necessário proporcionar ao gato o seu espaço na casa e dar-lhe muitos mimos, para entender que não foi substituído pelo novo membro da família.

O tédio também pode fazer o gato arrancar o pelo, por isso deve brincar com ele e entretê-lo. Se costuma estar muito tempo fora de casa durante o dia, deixe brinquedos e arranhadores para o seu felino se poder entreter sozinho.

Gato arrancando o próprio pelo, como evitar? - Estresse

Doenças

O seu gato pode demonstrar que tem alguma doença através da ação de arrancar o pelo. A micose, uma infecção micótica, é uma destas possíveis doenças, pois causa ardor e coceira na pele.

Além disso, alguma doença interna, como pedras nos rins ou infecções urinárias, também fazem com que o gato arranque o pelo para eliminar a dor. Este comportamento também se pode observar perante problemas hormonais ou do sistema imunológico, pelo que é necessário consultar um veterinário.

Gato arrancando o próprio pelo, como evitar? - Doenças

Últimos conselhos

  • Nunca assuma que o seu gato arranca o pelo por capricho, pois existe sempre uma razão por detrás desse comportamento.
  • Perante qualquer comportamento incomum, consulte o seu veterinário para o ajudar na busca de possíveis sintomas que ajudem a determinar a raiz do problema.
  • Ao trazer um novo animal para casa, apresente-os com calma, pode colocar o pet novo em uma caixa de transporte e colocá-lo perto do seu gato para o cheirar e se familiarizar com o seu cheiro, ou esfregar o animal recém chegado em uma manta que pertença ao seu gato. O processo de adaptação não é simples para alguns felinos, mas com paciência você conseguirá. Se brigarem, evite deixá-los sozinhos até ter a certeza que não se magoarão.
  • Brinque com o seu gato. Nunca interrompa os seus ciclos de sono, mas aproveite as horas do dia que passa acordado para o divertir durante uns minutos. Isto aliviará o seu estresse.
  • Consulte com o seu veterinário sobre a possibilidade de colocar difusores de feromônios em sua casa, pois acalmam os felinos.
  • Quando notar que o seu gato se higieniza sem se magoar, ofereça-lhe prêmios e elogios para associar isso com um comportamento desejado.
  • Se vir que puxa o pelo e se magoa, pare-o de imediato e distraia-o.
  • Durante o tratamento receitado pelo veterinário, é possível que tenha que colocar um colar elisabetano para lhe dificultar o acesso às zonas afetadas pelas suas lambidas. Observe como se sente com este novo objeto, porque se se tornar incômodo apenas aumentará os seus níveis de estresse.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato arrancando o próprio pelo, como evitar?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Gato arrancando o próprio pelo, como evitar?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Gato arrancando o próprio pelo, como evitar?
1 de 6
Gato arrancando o próprio pelo, como evitar?

Voltar ao topo da página