menu
Partilhar

Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências

 
Por Eduarda Piamore, Técnica em psicologia, educação e adestramento canino e felino. 17 novembro 2021
Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências

Ver fichas de  Cachorros

Existem muitas doenças dentais que afetam cães, e a maioria delas está associada ao acúmulo de restos de alimentos e à formação de placa bacteriana nos dentes e gengivas, mas a verdade é que podem ser evitadas com uma higiene bucal adequada. Uma das doenças mais graves que afetam a saúde bucal de nossos cães é a periodontite ou doença periodontal.

É um quadro clínico complexo que inclui diversas infecções capazes de afetar a gengiva e a estrutura óssea que sustenta os dentes. Se o cachorro tem halitose (mau hálito), muito tártaro ou abcessos na boca, estes podem ser sintomas de periodontite canina.

Ao identificar esses sintomas, recomendamos levar o cão ao veterinário para verificar seu estado de saúde, determinar um diagnóstico e estabelecer um tratamento adequado. A seguir, neste artigo do PeritoAnimal, vamos te informar sobre a doença periodontal em cães, seus sintomas, sua forma de prevenção e tratamentos.

O que é a doença periodontal em cães

A doença periodontal em cães inclui diversas condições infecciosas que levam à inflamação progressiva das estruturas musculares e ósseas ao redor dos dentes, responsáveis por fornecer sustentação e suporte. Embora a periodontite felina seja mais frequente que a canina, esta patologia é diagnosticada com alguma frequência em cães, sendo uma das possíveis causas de perda de dentes em cachorros adultos ou idosos.

Causas da doença periodontal em cães

A periodontite em cachorro, assim como a maioria dos problemas dentários em cães, é causada principalmente pela formação de placa bacteriana nos dentes e gengivas. Quando nossos amigos peludos não recebem a higiene bucal adequada, com escovações regulares, os restos de comida se acumulam progressivamente entre os dentes e nas gengivas.

Esses resíduos orgânicos servem de alimento para bactérias naturalmente presentes na boca do cão, que assim passam a se reproduzir de forma acelerada, multiplicando sua população e se aglomerando para formar a placa.

Quando a saliva entra em contato com a placa, os minerais reagem com o esmalte do dente e com as próprias bactérias, formando o tártaro, que por sua vez adere aos dentes enquanto as bactérias continuam se reproduzindo e alimentando, abrindo caminho e avançando por baixo das gengivas. É nessa altura que costuma ocorrer a inflamação das gengivas, ou seja, a gengivite.

Se a gengivite canina não for tratada de forma rápida e adequada, a bactéria afeta os tecidos musculares e os ossos que sustentam os dentes, causando a doença periodontal em cães, também chamada deperiodontite.

Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências - Causas da doença periodontal em cães

Sintomas da periodontite canina

A periodontite canina progride de forma rápida e silenciosa, portanto, é necessário estar atento aos seus primeiros sintomas para garantir um diagnóstico precoce. Para fazer isso, lembre-se de verificar regularmente a boca do seu amigo peludo, e não hesite em ir imediatamente ao veterinário caso note sintomas incomuns.

A seguir, vamos mostrar os principais sintomas associados à doença periodontal em cães:

  • Mau hálito (halitose)
  • Gengivas avermelhadas e/ou inflamadas
  • Sangramento das gengivas
  • Excesso de saliva (acompanhada ou não de sangue)
  • Dificuldade para mastigar
  • Perda de apetite (associada a uma dificuldade ou incômodo ao mastigar)
  • Desejo permanente de coçar a boca
  • Boca e rosto inchados
  • Abscessos na boca
  • Secreção no nariz

Se não for tratada rapidamente, a periodontite leva à recessão das gengivas, compromete os nervos e leva à perda dos dentes. Caso as bactérias continuem avançando e se reproduzindo, podem atingir a corrente sanguínea e afetar órgãos vitais (coração, rins, fígado, etc.), causando infecções e eventuais falências. Em casos mais graves, a periodontite canina pode ser fatal, exigindo atendimento imediato e especializado de um veterinário.

Além disso, a perda de dentes não é apenas uma questão estética, já que também pode interferir na capacidade de mastigação, no processo digestivo e no seu estilo de vida do cachorro em geral. Portanto, ao notar mau hálito, ausência de dentes, abscessos ou qualquer outra anormalidade na boca do peludo, leve-o rapidamente ao veterinário.

Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências - Sintomas da periodontite canina

Tratamento da periodontite canina

Ao observar qualquer alteração na boca do cachorro, é fundamental consultar rapidamente o veterinário. Na clínica, o profissional poderá avaliar a presença de tártaro e gengivite, além de solicitar exames clínicos e radiografias para observar a evolução das bactérias na estrutura óssea e no corpo.

Caso o diagnóstico de periodontite seja confirmado, o profissional indicará que remédio usar para a doença periodontal em cães. O tratamento dependerá fundamentalmente da gravidade do processo infeccioso e do estado de saúde de cada cão. Em geral, são administrados antibióticos específicos para combater as bactérias e controlar seu avanço no organismo.

Quando nenhuma perda de massa óssea é observada (em casos leves ou moderados), a intervenção cirúrgica para remover o tártaro e o polimento dentário costumam ser eficazes para reverter o dano aos dentes. Nos casos mais avançados de periodontite canina, quando já há perda óssea, geralmente é inevitável a extração do dente, além da aplicação de antibióticos diretamente sob a gengiva para controlar o avanço da bactéria.

Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências - Tratamento da periodontite canina

Como prevenir a doença periodontal em cães?

Para prevenir a periodontite canina, é essencial fornecer a ele uma higiene bucal adequada ao longo de sua vida. A escovação dos dentes deve ser feita regularmente e utilizando produtos adequados para cães. Nas lojas de pet shops você pode encontrar diversos modelos de escovas de dente e cremes dentais feitos especialmente para os nossos peludos. Além disso, aqui no PeritoAnimal, te ensinamos como fazer pasta de dentes caseira para cães.

Se você nunca escovou os dentes do cachorro ou se deseja aprender como fazer isso corretamente, descubra no PeritoAnimal as diferentes formas de limpar os dentes de um cachorro. Também é importante verificar regularmente a boca do seu peludo e levá-lo rapidamente ao veterinário caso observe qualquer mudança de cor ou aroma desagradável, sangramento ou ausência de dente.

Além disso, te aconselhamos a consultar com um veterinário sobre a possibilidade de trocar a ração seca do cachorro pela dieta BARF, uma alimentação natural e equilibrada à base de produtos frescos e crus, que evita o acúmulo de restos alimentares nos dentes e gengivas, facilitando a higiene oral e evitando o aparecimento de tártaro.

Lembre-se também de que todos os cães, sejam mestiços ou de raça definida, precisam de medicina preventiva adequada ao longo de suas vidas. Visitas ao veterinário a cada 6 meses, vacinação, desparasitação, dieta balanceada, estimulação física e mental são aspectos fundamentais para fortalecer o sistema imunológico de seu melhor amigo e preservar sua saúde.

Agora que você já sabe o que é, como tratar e como prevenir a doença periodontal em cães, talvez você possa se interessar pelo vídeo a seguir em que mostramos como tirar mau hálido do cachorro:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças bacterianas.

Bibliografia
  • BAIA, Juliana Durigan. A doença periodontal em cães e gatos. Disponível em: <http://paineira.usp.br/aun/wp-content/uploads/cartilhaperio-jdb.pdf>. Acesso em 4 de novembro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências
1 de 4
Doença periodontal em cães - Causas, tratamentos e consequências

Voltar ao topo da página