menu
Partilhar

Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento

 
Por Irene Juste, Ajudante técnico de veterinário. 23 junho 2023
Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A doença de Legg-Calvé-Perthes ou necrose avascular da cabeça do fêmur é uma degeneração rápida da parte do fêmur localizada na articulação do quadril. Este problema de saúde afeta cães jovens, especificamente entre 4 e 12 meses, e algumas raças são mais propensas a desenvolvê-lo. Essa condição causa uma claudicação acentuada nas patas traseiras e provoca muita dor nos cachorros afetados, chegando a incapacitá-los nos casos mais graves. Felizmente, se detectada e tratada a tempo, o tratamento para esse problema é eficaz e o cão poderá seguir uma vida completamente normal.

Se você acha que o seu cão pode estar sofrendo desse grave problema de saúde, continue lendo este novo artigo do PeritoAnimal, no qual explicaremos tudo sobre a doença de Legg-Calvé-Perthes em cães, desde suas causas e os sintomas que podem se manifestar até o tratamento atualmente disponível.

Também lhe pode interessar: Fox Terrier: 8 doenças comuns

Causas da doença de Legg-Calvé-Perthes em cães

A necrose avascular da cabeça do fêmur ocorre quando há isquemia nessa parte do osso da coxa, ou seja, quando é interrompido o fluxo sanguíneo na região. Por esse motivo, ao não chegar corretamente, às células do tecido ósseo, tudo que é necessário para que elas sigam funcionando bem, elas começam a se deteriorar e necrosar, gerando um rápido desgaste dessa parte do osso.

Se não for detectada e tratada a tempo, a necrose avança em direção ao colo fêmur e acaba levando ao completo desgaste da parte do fêmur localizada na articulação do quadril e, por esse motivo, a articulação fica completamente imobilizada e o cão já não consegue andar por conta própria. Além disso, se o processo de necrose não for interrompido, poderão surgir problemas de saúde secundários graves.

Ainda que a causa exata da aparição dessa doença não esteja muito clara, existem muitas possíveis causas da doença de Legg-Calvé-Perthes:

  • Fatores genéticos que predispõem certas raças.
  • Falta de fluxo sanguíneo durante o crescimento e formação total do quadril, logo antes da calcificação da cartilagem da cabeça do fêmur. Por esse motivo, geralmente ocorre em filhotes entre 4 e 12 meses e, sobretudo, entre os 5 e 8 meses de idade.
  • Traumatismos repetidos nessa parte do quadril que causam fissuras e comprometem o fluxo sanguíneo.
Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento - Causas da doença de Legg-Calvé-Perthes em cães

Raças de cachorro com predisposição à doença de Legg-Calvé-Perthes

Além dos possíveis traumatismos no quadril e da idade jovem dos cães, como já mencionamos, existem certas raças que têm maior predisposição para desenvolver esse problema de saúde, sobretudo as de tamanho pequeno, miniatura e toy. Portanto, esse é um fator importante a ser considerado caso você desconfie que seu cão pode ter necrose avascular da cabeça do fêmur. Essas são algumas das raças que têm predisposição genética a sofrer essa doença:

  • Manchester
  • Pinscher
  • Poodle
  • West highland white terrier
  • Silky terrier australiano
  • Cairn terrier
  • Yorkshire terrier
  • Pug ou carlino
  • Pequeno cão leão ou lowchen
  • Lakeland terrier
  • Fox terrier

Na verdade, esse problema de saúde é uma das doenças mais comuns em fox terrier e em outras raças pequenas e miniatura.

Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento - Raças de cachorro com predisposição à doença de Legg-Calvé-Perthes

Sintomas da doença de Legg-Calvé-Perthes

A doença de Legg-Calvé-Perthes apresenta sinais clínicos e sintomas muito parecidos com os de uma displasia de quadril, o que, no início, pode gerar dúvidas sobre qual das duas condições pode estar ocorrendo. Por isso, é muito importante fazer todos os exames necessários em uma clínica veterinária para, assim, agir o mais rápido possível da forma mais adequada.

Os principais sintomas da necrose avascular da cabeça do fêmur são os seguintes:

  • Dor na área do quadril e muita sensibilidade ao toque
  • Claudicação da pata traseira afetada pela necrose
  • Manter a pata afetada levantada e evitar apoiar peso nela
  • Em casos avançados, apoiando corretamente a pata afetada, é possível perceber que ela está mais curta
  • Atrofia muscular na articulação do quadril e da coxa
  • Em casos graves, a claudicação será muito acentuada e o cão poderá se negar a andar devido a dor
  • Ruído ao movimentar a articulação devido ao atrito inadequado do fêmur
  • Pode afetar apenas uma das extremidades ou ambas
  • Nos exames veterinários, por exemplo na radiografia, poderá ser observado o desgaste ósseo

É vital que, ao detectar algum desses sintomas em nosso fiel amigo, nós o levemos rapidamente ao veterinário, onde será feita uma revisão geral e os exames necessários para diagnosticar esse problema de saúde, entre os quais deverão ser feitas radiografias e testes de movimento da articulação, entre outros.

Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento - Sintomas da doença de Legg-Calvé-Perthes

Tratamento da doença de Legg-Calvé-Perthes em cães

Se for detectada, diagnosticada e iniciado o tratamento nas fases iniciais da doença, quando o desgaste ósseo é mínimo e a cabeça do fêmur ainda não mudou de forma, é possível adotar um tratamento da necrose avascular da cabeça do fêmur com analgésicos para a dor e a imobilização da pata, além disso, em alguns casos podem ser necessários anti-inflamatórios para melhorar o fluxo sanguíneo e permitir que o osso volte a ter o suprimento adequado para continuar crescendo corretamente.

Em casos mais avançados ou quando esse primeiro tratamento não funciona em poucos dias, a única solução para essa condição é um tratamento cirúrgico da doença de Legg-Calvé-Perthes. Dessa forma, o tecido necrosado será removido, interrompendo o processo de necrose e aliviando o problema principal e a dor que o cão está sentindo, mas também deverá ser tratada a causa, ou seja, a falta de fluxo sanguíneo para essa parte do osso.

O prognóstico após uma intervenção desse tipo depende do quão afetados foram o fêmur e a articulação do quadril, o que depende diretamente de que fase estava a doença ao ser descoberta. Se o tratamento foi iniciado de forma precoce, o prognóstico de recuperação é favorável e, em um tempo relativamente curto e de reabilitação, os cães que sofreram da doença de Legg-Calvé-Perthes e foram operados podem seguir com uma vida totalmente normal e plena.

Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento - Tratamento da doença de Legg-Calvé-Perthes em cães

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento
1 de 5
Doença de Legg-Calvé-Perthes em cães - Tratamento

Voltar ao topo da página