Partilhar

Cuidados do peixe palhaço

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 20 setembro 2016
Cuidados do peixe palhaço

Todo o mundo conhece o protagonista do filme "Procurando Nemo", um peixe palhaço, chamado também de peixe das anémonas (Amphiprion ocellaris), que habita nas águas tropicais dos recifes de coral do oceano Índico e Pacífico e que pode chegar a viver até 15 anos. Desde que saiu o filme, este colorido peixe laranja com riscas brancas e pretas é cada vez mais visto nos aquários do mundo pela sua beleza e pelo quão relativamente fáceis de manter são.

Se quer saber como cuidar de um peixe palhaço, continue lendo este artigo do PeritoAnimal em que lhe vamos explicar exatamente quais são os cuidados do peixe palhaço, para o caso de adotar um, saiba a todo o momento o que o seu companheiro marinho precisa para ser um peixe saudável e feliz.

Também lhe pode interessar: Cuidados do peixe Betta

O aquário do peixe palhaço

Para cuidar de um peixe palhaço adequadamente deve preparar-lhe um bom habitat para viver. Por isso, se vai adotar um casal de peixes palho vai precisar de no mínimo um aquário com 150 litros de água e se só tiver um, um aquário com 75 litros de água será suficiente. Deve ter em conta que estes peixes são animais muito ativos e que não param de nadar de cima para baixo no aquário, por isso precisam de muito espaço para se mexerem.

Por outro lado, a água tem que estar entre os 24 e os 27 graus de temperatura, uma vez que os peixes palhaço são tropicais e precisam que a água se mantenha quente e limpa. Para isso, pode colocar um termômetro e um aquecedor no aquário e se certificar todos os dias que a água está à temperatura correspondentes. Também deve se certificar que a água está dentro dos parâmetros correspondentes de salinidade para um aquário de água salgada.

Cuidados do peixe palhaço - O aquário do peixe palhaço

Decoração do aquário do peixe palhaço

Outros dos importantes cuidados do peixe palhaço são as coisas que deve incluir no seu aquário. Além de fazer parte da sua alimentação, as anémonas são animais imprescindíveis para estes peixes, uma vez que para além de se alimentarem dos parasitas e resíduos alimentares que contêm, também servem para se divertirem e se refugiar de outros peixes. Como referimos, os peixes palhaço são muito ativos e precisam de lugares no aquário onde se possam distrair e esconder de outros peixes, mas cuidado porque são muito territoriais e hierárquicos, pelo que cada um precisa de uma anémona para si e se não a tiver, brigará com outros para a conseguir. É por isso que também se chama de peixe anémona.

Além disso, pode colocar outros animais e plantas pelo aquário e para o fundo, é recomendável colocar contas de coral porque os peixes palhaço são os habitantes por excelência dos recifes de coral das águas tropicais e colocá-las no seu aquário, vai fazer com que se lembrem do seu habitat natural.

Cuidados do peixe palhaço - Decoração do aquário do peixe palhaço

Alimentação do peixe palhaço

A alimentação do peixe palhaço é outro dos fatores a ter em conta para os seus cuidados. Tendo em conta que são carnívoros, estes peixes precisam de uma quantidade diária de comida de pellets específica, mas também é recomendável dar-lhes de vez em quando alimento vivo ou morto sem parar as correntes de água do aquário, uma vez que ao ser predadores, o seu instinto de caça faz-los perseguir a sua comida até a pegar.

Além da simbiose com as anémonas, os peixes palhaço podem comer no seu habitat natural desde pequenos crustáceos como camarões descascados, lulas e até alguns moluscos como ameijoas ou mexilhão. No entanto, também precisam de vegetais na sua dieta, por isso dando-lhe comidas secas ou desidratadas de qualidade uma vez por dia, cobrirá todas as necessidades alimentares do peixe palhaço.

Cuidados do peixe palhaço - Alimentação do peixe palhaço

Compatibilidade com outros peixes palhaço e outras espécies

Ao serem tão territoriais, deve ter em conta que os peixes palhaço não costumam se dar bem com outros da sua mesma espécie e até podem chegar a ser agressivos quando se mete um novo no aquário e já há uma hierarquia estabelecida. Normalmente, não se recomenda a mistura de espécies de peixes palhaço a não ser que se tenham aquários muito grande (de 300 a 500 litros de água).

Apesar disso, são pequenos e relativamente lentos ao nadar, pelo que, para favorecer os cuidados do peixe palhaço, não se recomenda colocá-los com outras espécies maiores ou peixes agressivos carnívoros como o peixe leão, uma vez que as possibilidade de sobreviver do peixe anémona ficarão reduzidos exponencialmente. O que pode fazer é colocá-los juntos com outros peixes tropicais num aquário que se dão bem com o peixe palhaço como:

  • Donzelas
  • Peixe anjo
  • Goby
  • Peixe cirurgião
  • Anêmonas
  • Corais
  • Invertebrados marinhos
  • Gramma loreto
  • Blennioidei
Cuidados do peixe palhaço - Compatibilidade com outros peixes palhaço e outras espécies

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cuidados do peixe palhaço, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário sobre Cuidados do peixe palhaço

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cuidados do peixe palhaço
1 de 5
Cuidados do peixe palhaço

Voltar ao topo da página