Partilhar

Como montar um aquário

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. Atualizado: 15 abril 2020
Como montar um aquário

Antes de optar por montar um aquário, o tutor deve ter em consideração o bem-estar dos animais e responder a algumas questões como: eles têm espaço suficiente para se movimentar? Têm alimento de qualidade? Existem locais para se esconderem? A iluminação e a temperatura são adequadas? Que tipo de aquário devo ter? Quantas espécies diferentes de peixes posso ter no mesmo aquário? Estas são algumas das questões que precisam ser respondidas de se aventurar na aquariofilia.

Como deu para entender, montar e manter um aquário e o seu ecossistema não é tarefa fácil e não se limita em se colocar apenas água, plantas e peixes num recipiente. Um aquário exige muito tempo de dedicação, conhecimento e paciência. Para montar um aquário de sucesso, a sua preocupação terá de abranger todos os constituintes do aquário, como, por exemplo, formato e material do aquário, localização, substrato, filtros, iluminação, temperatura da água, tipos de peixes, etc.

Para saber que tipo de aquário escolher, qual o mais indicado para alguém iniciante e como fazer a sua manutenção, continue lendo este artigo do PeritoAnimal sobre como montar um aquário e como se iniciar na arte da aquariofilia.

Também lhe pode interessar: Como cuidar de tartaruga de aquário

Construir um aquário: noções básicas

Antes de começar, você deve entender que um aquário não é apenas um objeto decorativo e relaxante, ele contém um ecossistema do qual você será responsável por gerir e manter o seu equilíbrio. Impedir que os peixes morram, que se relacionem bem e que as plantas não cresçam em excesso não é tarefa fácil.

O aquarismo ou aquariofilia é a arte de criar peixes, plantas ou outros seres em aquários, com final ornamental ou para estudo. Ela é um dos passatempos mais interativos e educativos de todos.

Existem dois tipos de aquários:

  • Aquários de água doce
  • Aquários de água salgada

Os quais ainda podem ser:

  • Aquários de água fria
  • Aquários de água quente

Cada um deles apresenta espécies específicas, confira quais os peixes de água fria e os peixes de água salgada que você pode ter em casa.

Não se esqueça que algumas espécies exóticas podem ser majestosas de admirar, mas não devem ser adquiridas pois são muito exigentes na sua manutenção e se encontram em perigo de extinção. Não colabore com o tráfico ilegal.

Nos próximos tópicos explicamos como montar um aquário e quais as principais questões a ter em atenção.

Escolher o aquário ideal

Antes de mais, o tutor deve pensar no tamanho do aquário. O seu tamanho vai depender do número de espécimes e espécies que deseja ter. No entanto, é aconselhável começar sempre com um aquário com mais de 40 litros. Um aquário com a capacidade de 200 litros também é bom para começar e permite ter um número considerável de peixes.

  • O formato retangular e o material de vidro são sempre uma das melhores opções.
  • Relativamente ao tipo de aquário, os de água doce são mais fáceis de manusear, sendo mais recomendados para principiantes na aquariofilia. Já os de água salgada exigem muito mais dedicação, devendo ser reservado para os mais pacientes e experientes.
  • Os aquários não devem ser lavados com produtos químicos.
  • Nunca compre os peixes e o aquário ao mesmo tempo. Primeiro compre o aquário e monte o ambiente perfeito.
  • Você deve testar o pH e a amônia regularmente para garantir a qualidade da água.
Como montar um aquário - Escolher o aquário ideal

Localização e montagem do aquário

Essas são algumas recomendações importantes sobre o local onde você deve montar o aquário:

  • Evite ambientes com luz solar direta ou totalmente escuros, os extremos não são recomendados. Prefira um local iluminado, mas sem luz direta.
  • Se possível, o aquário deve estar longe dos outros animais da casa como gatos ou cães, já que podem ser uma fonte de estresse para os peixes, podendo mesmo provocar as sua morte.
  • Evite locais de muita vibração, ruído ou grandes variações de temperatura.
  • Quanto maior for o aquário, mais estável deve ser o móvel que o sustenta. Não se esqueça que cada litro equivale quase a um quilo de peso.
  • Além disso, o local deve ser de fácil acesso para a troca de filtros e renovação da água e próximo de uma fonte de energia para a iluminação.

Filtro para aquário

Os filtros garantem a limpeza e a qualidade da água, o meio ambiente dos peixes e das plantas aquáticas. Cada filtro deve ser adequado à capacidade de água do aquário, pois terá de ser suficiente para garantir a filtração eficaz da água.

Os filtros podem ser:

  • Internos, geralmente os mais conhecidos no Brasil são os biólogicos de fundo. Estes filtros consistem numa espécie de placa com perfurações que se mantém no fundo do aquário juntamente com uma bomba ou com uma peça curva por onde passa a fonte de água e uma pedra porosa. Este tipo de bomba causa muito ruído, por isso, se optar por este tipo de filtro, você deve escolher uma bomba submersa para ser o menos barulhento possível. Além disso, é imprescindível o uso simultâneo de filtro externo.
  • Externos e elétricos. Filtram todo o ambiente, retêm sujeira (filtração mecânica), absorvem elementos tóxicos (filtração química), movimentam a água para impedir a sua estagnação e permitem a sua oxigenação (filtração biológica.

Iluminação do aquário

A iluminação é essencial para que as plantas aquáticas naturais, caso existam, realizem a fotossíntese e oxigenação da água. Além disso, garante que as provitaminas e o cálcio se fixem no organismo dos peixes. Geralmente é aconselhado recorrer a uma luz artificial fluorescente, através de lâmpadas especiais, que devem estar cerca de 10 centímetros acima do nível da água.

O tempo de iluminação deve ser entre 9 a 10 horas acesa, ja que o excesso de luz leva a sobrecrescimento das plantas naturais.

Como montar um aquário - Iluminação do aquário

Aquecimento e termômetro

A temperatura da água é um fator extremamente importante, uma vez que a vida dos animais está em causa:

  • Geralmente, a fonte de calor deve estar próxima à saída de água para homogeneizar a temperatura da água à medida que entra novamente no ambiente.
  • Peixes de água quente devem estar a uma temperatura controlada entre os 21 e 25º C.
  • O termômetro é uma importante ferramenta para controlar a temperatura, assim como o termostato para impedir oscilações na mesma.

Substrato para aquário

O substrato pode ser de várias cores e formatos. A areia fina e neutra é o substrato mais recomendado (areia de rio e cascalho de basalto), no entanto ela deve ser movimentada com frequência. Ela deve apresentar uma ligeira inclinação em direção à parte de trás do aquário e cerca de 5 centímetros de altura. Ao contrário do que pode parecer, usar mais substrato não é uma vantagem, pelo contrário, origina a acumulação de detritos e dificulta a sua limpeza.

Atenção: alguns substratos podem alterar o pH da água, colocando em risco a vida dos seres vivos.

Como montar um aquário - Substrato para aquário

Decoração do aquário

Dê sempre preferência à decoração natural como pedras, troncos e plantas. Não se esqueça que, quanto mais você mimetizar o ambiente natural dos animais, melhor para eles. Descubra quais as plantas de água doce que mais de adequam ao seu aquário nesse artigo.

Inserção dos peixes

Tendo quase todos os elementos prontos para ter um aquário, o próximo passo é escolher os peixes. Os peixes necessitam de um ambiente estável biologicamente. Em seguida, te indicamos algumas recomendações para inserir os peixes no sue novo aquário de forma equilibrada e segura:

  • Antes de comprar os peixes, você deve definir logo de início quais e quantos peixes vai querer.
  • Depois de definir o número de animais, adquira os animais aos poucos. Você nunca deve colocar todos de uma vez no aquário!
  • Se você deseja mais espécies diferentes, você deve ter menos animais.
  • Se você deseja menos espécies, pode ter mais animais.
  • Quando comprar os animais, é importante saber que eles só resistem no saco 2 horas, por isso evite viagens muito longas.
  • Não abra imediatamente o conteúdo do saco para dentro do aquário, aliás você deve recolher um pouco da água do aquário e colocar dentro do saco para que o(s) animal(is) se habitue(m). Nunca despeje água do saco para dentro do aquário, pode vir contaminada ou com parasitas. Descarte a água, transferindo previamente os animais com a ajuda de uma rede.
  • O primeiro peixe a habitar o aquário deverá ser um peixe de uma espécie pequena. Deixe ele se acostumar ao ambiente e só depois coloque o segundo peixe maior, e assim sucessivamente. Este procedimento é muito importante para reduzir o estresse dos animais, respeitar os limites deles e minimizar a predação dos mais pequenos, além disso evita a sobrecarga dos filtros.
  • É importante você saber o tamanho do peixe em adulto para que saiba o espaço que ele exige.
  • Os peixes pequenos vivem, em média, 3 anos e os maiores podem chegar aos 10 anos ou mais (se viverem em um ambiente equilibrado).
  • Confira no nosso artigo os principais erros que levam à morte dos peixes de aquário.
  • A alimentação pode se dar de forma automática ou manual. Você escolhe. Contudo, é mais prático e controlado se você escolher um alimentador automático, que alimenta com determinada frequência e quantidade desejadas.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como montar um aquário, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Bibliografia
  • Stadelmann, P. (1996) ABC do aquário. Editorial Presença.
  • Gomes, Sérgio. Primeiro aquário - Guia prático.

Escrever comentário sobre Como montar um aquário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
lucas
como montar um aquario marinho co pouco dinheiro?

Como montar um aquário
1 de 4
Como montar um aquário

Voltar ao topo da página