Partilhar

Cuidados com porquinha-da-índia grávida

Por Giselly Corrêa. 22 fevereiro 2019
Cuidados com porquinha-da-índia grávida

Devido à precocidade da maturidade sexual dos porquinhos-da-índia e à dificuldade de distinguir quando se trata de um macho ou de uma fêmea, não é incomum descobrir que a porquinha-da-índia que acaba de adotar está grávida. Por isso, neste artigo do PeritoAnimal daremos todas as informações necessárias sobre os cuidados com porquinha-da-índia grávida. Vamos abordar as condições mais apropriadas para seu ambiente, assim como a alimentação correta, os riscos e também, forneceremos algumas notas sobre o momento do parto. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Sintomas de porquinha da índia grávida

Gestação porquinho-da-índia

Em primeiro lugar, você deve observar se seu porquinho-da-índia apresenta sintomas de gravidez. Se você não sabe se já atingiu a maturidade sexual ou se esteve em contato com um macho, pode suspeitar da gravidez se observar alguns dos sinais abaixo:

  • Aumento da ingestão de água e comida;
  • Engorda constante;
  • Desenvolvimento das mamas;
  • Forma de pera, com o abdômen aumentado;
  • Possibilidade de sentir os movimentos fetais ao apoiar a mão sobre a barriga.

Para ter certeza, você deve consultar o veterinário. Através de uma ecografia é possível confirmar a gestação do porquinho-da-índia e descobrir o número de filhotes que o porquinho-da-índia fêmea está gestando, pode variar de 1 a 6 filhotes. O veterinário será o responsável por fornecer informações sobre os cuidados com o porquinho-da-índia e solucionar todas as suas dúvidas. A gestação nesses roedores dura, em média, 68 dias. Embora durante esse período o sue porquinho-da-índia vai levar uma vida praticamente normal, você deve observar alguns aspectos importantes, que vamos abordar nos seguintes tópicos.

Alimentação do porquinho-da-índia

Uma vez que os sintomas de gravidez em porquinho-da-índia se confirmem, um dos primeiros cuidados com a gestação do porquinho-da-índia será adaptar a alimentação, uma dieta adequada para qualquer porquinho-da-índia inclui, de acordo com a proporção, os seguintes alimentos:

  • Feno, já que os porquinhos-da-índia são completamente herbívoros;
  • Ração específica para porquinhos-da-índia, que deve ser composta também por feno;
  • Verduras ricas em vitamina C para prevenir o escorbuto em porquinho-da-índia (deficiência de vitamina C devido à baixa ingestão na dieta);
  • Frutas e cereais como recompensas, ou seja, consumo ocasional;
  • Suplemento de vitamina C, se seu porquinho-da-índia não ingerir quantidades suficientes em na dieta habitual.

Depois de rever a dieta de que todos os porquinhos-da-índia necessitam, como você adaptá-la a gestação do porquinho-da-índia? A alimentação de uma porquinha-da-índia grávida deve incluir as seguintes modificações:

  • Feno de alfalfa rico em cálcio, necessário durante a gravidez, já que as necessidades aumentam;
  • A quantidade de vitamina C diária é triplicada, podendo ser necessário suplementá-la, sempre sob a supervisão de um veterinário. É melhor dar essa vitamina diretamente, pois como ela se decompõe rapidamente, pode não fazer efeito algum quando dissolvida na água do bebedouro;
  • Deve assegurar que o porquinho-da-índia tenha sempre água fresca e limpa à disposição, em um bebedouro também limpo e de fácil acesso;
  • Cuidado com a salsa. Embora possua uma grande quantidade de vitamina C, que é muito necessária, a salsa tem efeito sobre o útero e pode chegar a provocar abortos.

Saiba mais sobre as frutas e verduras boas para os porquinhos-da-índia no nosso canal no YouTube:

Gestação porquinho-da-índia: ambiente ideal

Além de uma alimentação equilibrada, também é importante manter as seguintes precauções:

  • Não é o momento para realizar mudanças no ambiente ou nas rotinas do seu pet porque podem se tornar um fator de estresse para ela. Além disso, deve evitar ruídos fortes, correntes de ar e excesso de calor (os porquinhos-da-índia toleram menor o calor do que o frio).
  • Embora a vida do seu porquinho-da-índia vai permanecer essencialmente igual, se você perceber que ela apresenta dificuldades para entrar ou sair da gaiola, acessar o bebedouro, etc., devemos tomar medidas para facilitar sua mobilidade.
  • Se você convive com outros porquinhos-da-índia e perceber que confrontos estão ocorrendo com algum deles, é uma boa ideia separá-los, mantendo na gaiola sempre a porquinha que está grávida. Ela pode conviver com o macho até o final da gestação, caso se sinta confortável com ele, mas sempre devem ser separados alguns dias antes do parto, ou logo após, para evitar outra gravidez logo após parir.
  • Os porquinhos-da-índia não precisam fazer um ninho para parir, mas ainda assim, você deve manter sua cama sempre limpa.
  • Durante a gestação você pode notar que a porquinha está mais relutante em ser manipulada. Deixe-a em paz.
  • Diante de qualquer anomalia ou dúvida, você deve consultar o veterinário imediatamente. Nesse sentido, é importante que ele seja um especialista em porquinhos-da-índia. É uma boa ideia ter seu telefone e o de urgência sempre à mão, caso aconteça alguma complicação.
  • Por último, esse não é o momento para submetê-la a atividades que a desagradem, como podem ser os banhos e escovação do pelo. A menos que gostem dessas coisas, você pode adiá-las até o fim da gestação.

Esses são os principais cuidados para um porquinho-da-índia grávida, no caso de uma fêmea saudável. No tópico seguinte veremos os riscos que podem surgir.

Gestação porquinho-da-índia: riscos

Como já mencionamos, porquinhos-da-índia atingem a maturidade sexual muito rapidamente, com cerca de 2 a 4 meses (também é preciso levar em consideração que sua expectativa de vida é, em média, de 5 anos). A partir dos 10 meses de idade os ossos de sua pélvis estão se unindo. Um primeiro parto neste momento pode ser impossível, uma vez que o canal rígido do parto impedirá a saída das crias, sendo necessária uma cesária e os riscos que essa operação acarreta. Por isso, se você não sabe a idade do seu porquinho-da-índia ou se ela já pariu ou não anteriormente, é recomendável pedir a opinião de um veterinário. Entre os 4-7 meses de idade será o momento mais seguro para um primeira gestação.

Por outro lado, entre os cuidados com uma porquinha-da-índia grávida, você deve conhecer a principal doença que pode ocorrer durante esse período, a toxemia, que é um transtorno metabólico muito grave e mortal, se não for detectado logo nas primeiras fases. Ocorre nas fêmeas algumas semanas antes do parto e até uma semana depois, é caracterizado por imobilidade, anorexia e hipersalivação (baba) e, nos exames de sangue, pela hipoglicemia, embora haja ocasiões em que a porquinha aparece morta subitamente, sem ter apresentado qualquer sintomatologia. Também há alguns fatores de risco, como a obesidade ou idade.

Gestação porquinho-da-índia: momento do parto

Os cuidados para uma porquinha-da-índia grávida incluem também o momento do parto. Uma das maiores dúvidas em qualquer gestação é saber quando terá início tal acontecimento. Embora se saiba que a gestação dos porquinhos-da-índia dura cerca de dois meses, é impossível saber quando será o dia exato do parto. Além disso, nas porquinhas-da-índia não é fácil detectar sintomas que nos indiquem o parto iminente, já que não ocorrem mudanças em seu comportamento, talvez a única mudança seja em seu osso pélvico. Se você colocar seu dedo sobre os genitais de sua porquinha, notará um osso. Se notar que esse osso está como se dividido em dois, com uma separação de cerca de 1 centímetro, pode prever que o parto ocorrerá nos próximos dias (uns 10). É necessário levar em conta que esse sinal não representa uma medida exata, que não é fácil notá-lo e que há porquinhos-da-índia que podem apresentar essa separação durante muito tempo sem que o parto tenha início de fato.

Uma vez que o parto tenha começado, o porquinho-da-índia ficará quieta e suas crias irão nascendo com rapidez. Por isso, se você está se perguntando quanto tempo dura o parto de uma porquinha-da-índia, deve saber que em geral o processo completo costuma durar entre 10 minutos e meia hora e jamais deve se prolongar por mais de uma hora.

Cuidados com porquinha-da-índia grávida - Gestação porquinho-da-índia: momento do parto

Gestação porquinho-da-índia: problemas no parto

Em geral, o parto não requer nenhum cuidado especial da sua parte, uma vez que costuma se tratar de um processo rápido e simples, que seu porquinho-da-índia realizará sozinha e tranquilamente. Você não deve intervir, exceto ocorra alguma complicação, como as seguintes:

  • Desatenção às crias, ou seja, não rompimento da bolsa amniótica. O normal é que, conforme as crias nascem, a mãe rompa com seus dentes a bolsa que as envolve, mas em algumas ocasiões isso não acontece, por diversos motivos, e então você deverá romper a bolsa e colocaremos as crias próximas da mãe. Peça ao veterinário para que ensine como fazer isso.
  • Excesso de tempo, se o processo do parto se prolongar por mais de uma hora sem que nasçam mais bebês, e você observar que o seu porquinho-da-índia continua em trabalho de parto, pode se tratar de uma distocia, caso em que é necessária a intervenção veterinária.
  • Sangramento, que é normal em um parto, mas pode ser motivo de consulta se a quantidade de sangue exceder uma colher de sopa.
  • Naturalmente, você deve solicitar assistência veterinária se observar qualquer sinal anormal em seu porquinho-da-índia ou em suas crias.

A expulsão das placentas indica o final do parto. É completamente normal que a porquinha as coma, assim como é normal ingerir as bolsas amnióticas e cordões umbilicais. Os filhotes já nascem com a capacidade de se alimentar sozinhos, além do leite da mãe, poderão comer as mesmas coisas que ela, por isso é necessário continuar com uma alimentação equilibrada, mantendo o feno de alfalfa que lhes fornece o cálcio necessário para seu crescimento. Apesar dessa independência, devem mamar por aproximadamente todo o primeiro mês. Depois disso, é importante separar os machos e as fêmeas para evitar novas gestações, tanto da mãe como das crias.

Por último, mesmo conhecendo todos os cuidados para uma porquinha-da-índia grávida, o processo de gestação representa um risco, para não mencionar as questões éticas que devem permear a criação de porquinhos-da-índia em uma sociedade em que tantos desses animais são abandonados e, portanto, precisam de um lar. Como cuidador responsável, você deve considerar a esterilização.

Cuidados com porquinha-da-índia grávida - Gestação porquinho-da-índia: problemas no parto

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cuidados com porquinha-da-índia grávida, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Gestação.

Escrever comentário sobre Cuidados com porquinha-da-índia grávida

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Rosiane
Minha femia teve um filho e tentou come -lo . Porque isso acontece?
Cristiane Almeida
acho que meu porquinho ta doente ta perdendo o pelo nao quer comer oque devo fazer aonde moro nao tem veterinária
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Cristiane! Temos um artigo sobre as doenças comuns do porquinho-da-índia, confira: https://www.peritoanimal.com.br/doencas-comuns-do-porquinho-da-india-22418.html
De qualquer maneira, ele precisa ser visto por um veterinário. Uma boa dica é buscar ONGs ou Associações que possam prestar atendimento profissional sem custos.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Cristiane Almeida
aonde moro os veterinário não atende esses tipo de bichinho acho que meu porquinho da india vai morre pois estar asustado quase não ra comendo e o pelo ta caindo muito

Cuidados com porquinha-da-índia grávida
1 de 3
Cuidados com porquinha-da-índia grávida

Voltar ao topo da página