Partilhar

Como vermifugar um gato

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 1 setembro 2020
Como vermifugar um gato

Ver fichas de  Gatos

Neste artigo de PeritoAnimal, vamos falar das diferentes maneiras com as quais podemos vermifugar um gato, tanto a nível interno como externo. Embora nosso felino viva em casa e sem acesso ao exterior, pode sofrer da mesma forma com a presença dos parasitas, uma vez que podemos transportá-los ou transmiti-los por outro animal. Portanto, como cuidadores, devemos conhecer os diferentes produtos antiparasitários que existem, suas formas de uso e frequência.

De acordo com as condições de vida e idade, o veterinário indicará um calendário de desparasitações adequado para afastar os parasitas irritantes. Continue lendo e descubra conosco como vermifugar um gato, filhote e adulto.

Também lhe pode interessar: Como saber se meu gato tem verme

Tipos de parasitas em gatos

Antes de explicar como vermifugar um gato, devemos ter em mente que estamos enfrentando basicamente dois tipos de parasitas: os externos, como pulgas, carrapatos, mosquitos ou piolhos, e os internos, entre os quais se destacam os vermes intestinais, embora também possamos encontrar vermes nos pulmões ou no coração.

Podemos encontrar produtos muito diferentes para desparasitar gatos, desde comprimidos às coleiras ou as pipetas. Nos parágrafos seguintes, explicaremos os prós e os contras de todos eles, bem como seus diferentes usos e formas de aplicação.

É preciso saber que os parasitas, além dos incômodos que causam devido a sua ação sobre o organismo, podem transmitir outros parasitas, como a tênia ou até doenças graves como a hemobartonelose, que causa uma anemia hemolítica potencialmente mortal.

Como vermifugar um gato - Tipos de parasitas em gatos

Quando vermifugar filhote de gato pela primeira vez?

Assim que um gato chega em casa, a primeira coisa que devemos fazer é levá-lo ao veterinário, pois será este profissional que nos explicará como vermifugar nosso gato dependendo das circunstâncias. É claro que uma primeira desparasitação sempre deve ser tanto interna como externa.

Por volta de duas ou três semanas de vida, dependendo do tipo de produto, o gatinho já pode iniciar a vermifugação interna. Isso significa que mesmo que adotemos um filhote de gato, ainda é necessário desparasitá-lo. Na verdade, os parasitas em gatinhos podem causar problemas como diarreia ou anemia. Para esses pequenos, costuma-se utilizar pasta ou xarope para desparasitação interna, administrado durante vários dias, e spray para a externa.

A seguir, revisaremos os principais antiparasitários, que sempre devemos utilizar de acordo com a orientação do veterinário.

Como vermifugar um gato - Quando vermifugar filhote de gato pela primeira vez?

Pipetas para gatos

A pipeta é o produto antiparasitário mais conhecido e utilizado. Consiste em um dispositivo plástico que contém em seu interior o líquido vermífugo. Aprender como desparasitar gatos com pipeta é muito simples, basta romper a parte superior da pipeta e derramar seu conteúdo sobre a cabeça, em um ponto que o gato não alcança com suas patas, separando bem o pelo para que entre em contato direto com a pele. Vamos examinar suas vantagens e inconvenientes:

  • Prós das pipetas para gatos: muito fácil de utilizar e armazenar, bem aceitas pela maioria dos gatos. As pipetas geralmente são eficazes para eliminar pulgas e carrapatos, mas também são ativas contra parasitas internos, facilitando uma desparasitação completa. Basta uma aplicação, aproximadamente a cada 4-6 semanas, para manter um efeito preventivo que elimina as pulgas e os carrapatos quando picam o gato. Após seu uso, os parasitas começam a morrer entre as 24-48 horas posteriores. Existem pipetas que também têm ação sobre os ovos das pulgas, impedindo sua eclosão e, portanto, reduzindo sua presença no ambiente. Podem ser usadas a partir dos dois meses de idade.
  • Contras das pipetas para gatos: alguns gatos podem ficar agitados ou se incomodar com o cheiro que desprende o líquido. Não podem ser banhados nos 2-3 dias anteriores e posteriores ao seu uso para conseguir sua completa difusão por todo o corpo.

Como podemos ver, os prós são muito maiores que os contras, de maneira que este é um vermífugo com alta demanda devido à sua eficácia e facilidade de uso.

Vermífugo para gatos em comprimido

Outra opção para vermifugar os gatos são as pastilhas ou comprimidos. Utilizadas normalmente para a desparasitação interna, também podemos encontrá-las com efeito antipulgas de maneira rápida, para aqueles gatos que sofrem de infestações graves. Ou seja, as pastilhas para vermifugar gatos não evitam que o animal sofra uma infestação, mas eliminam os parasitas que estão em seu corpo. Da mesma forma, seu uso regular controla a presença de parasitas no ambiente, diminuindo as possibilidades de contágio. Em síntese, essas seriam as vantagens e os inconvenientes:

  • Prós: as pastilhas contra os vermes internos são administradas a cada 3-4 meses, combatendo um amplo espectro de parasitas. Podem ser usadas a partir das seis semanas de idade.
  • Contras: não é fácil dar comprimidos para os gatos. Se o seu é um daqueles que costuma rejeitar esse tipo de produtos, você terá de aprender a fazer com que ele ingira, escondendo a pastilha em sua comida favorita, por exemplo.
Como vermifugar um gato - Vermífugo para gatos em comprimido

Vermifugação de gatos com spray

Os vermífugos também podem ser utilizados em spray, especificamente aqueles que combatem pulgas e carrapatos. São utilizados pulverizando o produto sobre o corpo do gato até molhá-lo completamente. São manipulados com luvas, em locais bem ventilados e garantindo que atinjam todo o corpo. Oferecem uma proteção que dura cerca de quatro semanas. Se você quer saber como desparasitar um gato com spray, tenha em consideração os seguintes inconvenientes e vantagens:

  • Prós: seu efeito protetor dura aproximadamente um mês e pode ser utilizado a partir da oitava semana de vida.
  • Contras: sua aplicação é trabalhosa e os gatos costumam se assustar com o barulho do pulverizador.

Existem também outros líquidos com efeito antiparasitário: os xampus, que podem ser utilizados de maneira pontual, já que muitos gatos não aceitam de bom grado o banho nem a secagem posterior, que deve ser exaustivo. Matam as pulgas que se encontram nesse momento sobre o animal.

Coleiras para vermifugar gatos

Por último, outra opção para vermifugar um gato são as coleiras. Seu uso é simples, já que só teremos que colocá-la no pescoço e ajustá-la. Esses são seus prós e seus contras:

  • Prós: fáceis e rápidas de usar, costumam oferecer uma proteção duradoura de 4-8 meses, de acordo com a marca.
  • Contras: as coleiras podem se prender, especialmente se o gato tem acesso ao exterior. Se optarmos por elas, devemos nos certificar que incluem um dispositivo anti-sufocante. Outro inconveniente é que alguns gatos não aceitam usar nada no pescoço. Além disso, não podem ser utilizados antes das 10 semanas de vida.

Efeitos colaterais dos produtos vermífugos para gatos

Agora que sabemos como vermifugar um gato, devemos insistir que só podemos utilizar os produtos indicados por um veterinário, pois é muito importante respeitar as dosagens e os protocolos de uso. Caso contrário, podemos não conseguir o efeito desejado ou até provocar uma intoxicação. Devemos ser especialmente cuidadosos com as pipetas e sempre nos assegurar de que a que utilizamos é apta para gatos. Os sintomas de uma intoxicação seriam os seguintes:

  • Hipersalivação.
  • Descoordenação.
  • Tremores.
  • Vômitos.
  • Diarreia.
  • Problemas respiratórios.

Se observarmos qualquer um desses sinais, devemos ir ao veterinário imediatamente, pois trata-se de uma emergência.

Por outro lado, se a coleira produz alguma reação, é claro que devemos retirá-la. As pastilhas contra pulgas podem provocar episódios de hiperatividade que se resolvem espontaneamente. Ao contrário, os comprimidos para os parasitas internos têm uma margem ampla de segurança.

Como vermifugar um gato - Efeitos colaterais dos produtos vermífugos para gatos

Em quanto tempo o vermífugo faz efeito no gato?

Depois de revisar todos os produtos antiparasitários do mercado, suas formas de administração e frequência de uso, bem como seus possíveis efeitos colaterais, teremos que escolher qual é o mais adequado para o nosso felino, sempre sob recomendação do veterinário. Para isso, podemos escolher como vermifugar um gato em função do tempo no qual o produto inicia sua ação, especialmente se o animal já foi infestado, uma vez que nem todos os produtos agem com a mesma rapidez. Assim, devemos nos guiar pelos seguintes dados:

  • A pipeta leva 24-48 horas para fazer efeito e dura de 4-6 semanas. A coleira leva aproximadamente o mesmo tempo, mas sua atividade chega a 4-8 meses.
  • O spray pode eliminar instantaneamente os parasitas que se encontram sobre o corpo do gato e oferece proteção por cerca de quatro semanas.
  • As pastilhas contra as pulgas agem de 4 até 24 horas após a sua ingestão.
  • Os comprimidos antiparasitários fazem efeito ao passar pelo sistema digestivo.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como vermifugar um gato, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Desparasitação e vermífugos .

Bibliografia
  • Ziegler, J. (2017). El libro negro de los veterinarios. Barcelona: Macro.
  • La importancia de la desparasitación de perros y gatos. 26/03/2019, de Clínica Veterinaria Anibal. Disponível em: http://www.clinicaveterinariaanibal.com/pdf/desparasitacion.pdf

Escrever comentário sobre Como vermifugar um gato

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como vermifugar um gato
1 de 5
Como vermifugar um gato

Voltar ao topo da página