Partilhar

15 coisas que você não deve fazer com seu gato

 
Por Jungla Luque, Etóloga e adestradora canina. 30 julho 2020
15 coisas que você não deve fazer com seu gato

Ver fichas de  Gatos

Os gatos são excelentes companheiros e, da mesma forma, nós devemos ser para eles. Isso implica que, como seus tutores humanos, é necessário saber o que seu gato precisa para ser feliz e o que devemos evitar para não gerar desconforto.

Como tutor, você precisa entender seu gato. Por isso, neste artigo do PeritoAnimal listamos 15 coisas você que não deve fazer com seu gato, para que você saiba como cuidar melhor do seu companheiro de quatro patas sem gafes!

1. Não respeitar as liberdades básicas de bem estar animal

Adotar um gato exige assumir uma grande responsabilidade, da qual devemos estar cientes muito antes de tomar essa decisão. Essa responsabilidade que todos os tutores de animais têm é garantir o bem estar de seus animais de estimação.

Mas o que entendemos por bem estar? Nos referimos a esse conceito quando um animal tem suas cinco liberdades essenciais ou necessidades básicas satisfeitas. Para que ele seja tão feliz quanto merece, ele precisa estar:

  1. Livre de sede, fome e desnutrição;
  2. Livre de desconforto;
  3. Livre de dor e doença;
  4. Livre para se expressar;
  5. Livre de medo e estresse.
15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 1. Não respeitar as liberdades básicas de bem estar animal

2. Não levar ao veterinário

Independentemente de seu gato estar bem ou de observar que ele manifesta comportamentos anormais que te fazem suspeitar que possa ter um problema de saúde, é importante que você leve seu gato ao veterinário.

No primeiro caso, se você não acha que seu gato precisa ir ao veterinário porque está saudável, você ainda deve levá-lo para fazer um check-up anual de forma preventiva, para verificar se ele está em bom estado de saúde e levar seu cartão de vacinação e desparasitação no dia.

Caso você tenha observado uma mudança repentina no comportamento do seu gatinho, essa é uma indicação clara de que algo está errado. Como tutor, é sua responsabilidade garantir que seu animal esteja livre de dores e doenças; por esse motivo, você deve levá-lo ao veterinário antes que sua possível doença avance demais, fazendo com que seu gatinho sofra desnecessariamente.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 2. Não levar ao veterinário

Punir e/ou repreender

É compreensível que, ao viver com um gato, haja situações que te façam perder a paciência. No entanto, o castigo é totalmente contraindicado quando se pretende educar um gato, uma vez que ele não entende o motivo da sua raiva e o castigo se torna uma intimidação desnecessária.

Isso leva, em muitos casos, a que o gato comece a desconfiar de seu humano e a mostrar rejeição em relação a ele, além de gerar estresse, o que poderia causar problemas de comportamento.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - Punir e/ou repreender

Não dar atenção suficiente

Embora possa parecer óbvio, outra coisa que você não deve fazer com um gato é deixar de dedicar tempo a ele. Assumir a responsabilidade de viver com um gato requer mais cuidados do que simplesmente fornecer comida e proteção. É importante levar em consideração que um gato é um animal social e brincalhão, e que precisa se exercitar diariamente. Por esses motivos, você precisa passar um tempo todos os dias com seu gato, para mimá-lo ou brincar com ele. Em suma, passar momentos de qualidade juntos, nos quais ele realiza várias atividades que o estimulam cognitiva e fisicamente, também faz parte dos cuidados básicos de um gato.

Caso contrário, seu gato ficará entediado e com muita energia acumulada, o que o levará a um humor irritável, estresse e, consequentemente, a desenvolver problemas comportamentais, pois seu bem estar não estará garantido.

Descubra como saber se seu gato está entediado com este vídeo.

5. Não respeitar os seus limites

Muitas vezes, os tutores de animais incomodam seus gatos sem má intenção, porque não compreendem sua linguagem corporal. Por exemplo, são excessivamente afetuosos com o gatinho a ponto de apertá-lo, e às vezes o peludo pode ficar bravo e causar danos. Outros gatos, por outro lado, são mais tolerantes e nunca arranham ou mordem seus humanos, mas isso não significa que eles não estão cansados ​​e pedindo para serem deixados em paz.

Embora às vezes seja inevitável não querer dizer ao seu gato o quanto você o ama, muitas vezes a melhor maneira de demonstrar isso é respeitando seus limites, entendendo quando ele está receptivo a mimos e abraços, quando ele quer brincar e quando quer ficar tranquilo.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 5. Não respeitar os seus limites

6. Fazer a desungulação

A desungulação é um procedimento cirúrgico que consiste na amputação da última falange do dedo do gato, removendo o osso e a articulação, os nervos e os vasos sanguíneos que compõem os dedos do gato, para que ele não tenha garras. Isso é feito com a intenção única de que o animal não realize comportamentos considerados irritantes, como arranhar e riscar objetos. Em outras palavras, é uma prática cruel que não permite que o gato seja, de fato, um gato.

As unhas, assim como os comportamentos de arranhar, riscar e a possibilidade de se defender, são essenciais para o bem estar dos felinos. Por esse motivo, é necessário educar seu gato para que ele possa redirecionar esses comportamentos para elementos mais apropriados, como arranhadores ou brinquedos, de modo que possa coexistir sem que seu comportamento natural seja um incômodo. No entanto, anular tais comportamentos por meio de práticas desumanas e desnecessárias, que infelizmente ainda são permitidas em vários países, tem um forte impacto negativo a nível físico e emocional, uma vez que não permite que ele se manifeste livremente conforme seu próprio organismo exige, gerando uma estado irreparável de estresse e ansiedade que pode levar ao desenvolvimento de outros problemas de comportamento, como miados excessivos ou agressividade, entre muitos outros.

Além disso, como as garras carregam o peso do gato, são necessárias para ele andar. Portanto, como consequência dessa mutilação, o gato precisa mudar de postura para se deslocar.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 6. Fazer a desungulação

7. Humanizá-lo e/ou não deixar que seja um gato

Você deve estar ciente de que a melhor maneira de mostrar ao seu gato o quanto você o ama é deixá-lo se manifestar livremente e respeitar o que ele é, um gato. Isso implica que você deve evitar se relacionar e entender seu gatinho como se fosse humano, pois tentar entender seu gato da perspectiva humana causará muitos mal-entendidos que o confundirão e o farão se sentir mal. As necessidades do gato e as nossas não são as mesmas, portanto, você precisa avaliar se os "luxos" e presentes que você dá a seu peludo são realmente satisfatórios para ele ou se são apenas para você.

Da mesma forma, você deve entender que o seu felino é um animal que tem necessidades específicas de sua espécie, como arranhar, brincar, miar, etc. Portanto, se você deseja que seu animal seja feliz, não pode tentar eliminar esses comportamentos, pois isso contradiz completamente sua natureza. Em vez disso, você deve, por meio de orientação apropriada e reforço positivo, redirecionar esses comportamentos para atividades mais apropriadas, para que ambos possam viver à vontade juntos.

Se seu gato arranha tudo e você não sabe o que fazer, não perca o nosso artigo com todos os conselhos: Como evitar que seu gato arranhe o sofá.

8. Divertir-se fazendo com que ele se sinta mal

Os gatos têm reações muito exageradas em vários casos, e é por isso que muitas pessoas acham divertido colocar seus gatos em situações comprometedoras para ver essas reações, geralmente os assustando e até machucando (ou seja, maltratando).

Gatos são animais muito sensíveis que não merecem ser tratados dessa maneira, pois uma situação que pode parecer engraçada do lado de fora envolve fazer o animal sentir medo e estresse. Portanto, ainda é cruel rir de situações nas quais você está fazendo seu animal sofrer.

Como exemplo, uma situação muito comum e nada recomendável é brincar com o gato usando um laser. Embora possa parecer divertido porque o animal persegue a luz, ele nunca consegue capturá-la e, portanto, essa brincadeira só gera ansiedade e frustração nele. Por todas essas razões, essa é mais uma das coisas que você não deve fazer com seu gato. Os gatos devem brincar com objetos que conseguem pegar.

9. Abandoná-lo

Infelizmente, muitos animais de estimação acabam pertencendo a pessoas que não os amam da maneira que merecem. Isso acontece porque alguns proprietários não estão cientes da grande responsabilidade que implica possuir um gato e, quando se cansam ou pensam que ele está incomodando, acabam o abandonando por conta própria.

Isso não é algo pontual, pois o número de animais abandonados está aumentando a cada dia e, infelizmente, a maioria não acaba com um final feliz. Muitos desses animais morrem sem saber como sobreviver sozinhos ou, na melhor das hipóteses, acabam em um abrigo, que dificilmente pode atender a todas as necessidades dos animais que hospedam.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 9. Abandoná-lo

10. Não educá-lo

A educação é uma parte essencial da convivência agradável com um felino, já que desta forma seu peludo não desenvolverá hábitos que podem ser incômodos, como por exemplo morder e arranhar os móveis. Ou seja, esse tipo de comportamento indesejado ocorre porque o gato não foi ensinado desde filhote a redirecionar comportamentos (o que deve ser feito para garantir seu bem estar) de forma adequada.

Os gatos são animais inteligentes, que graças à orientação adequada e ao reforço positivo são capazes de aprender a regras da casa e se comportar corretamente.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 10. Não educá-lo

11. Fumar na sua presença

Evidentemente, fumar não é apenas um mau hábito que afeta a saúde das pessoas, pois se um gato vive com um fumante dentro de casa, esse animal se torna um fumante passivo, assim como todas as pessoas que vivem na casa.

A fumaça é muito prejudicial aos pulmões do seu gatinho, e causará sérios problemas de saúde para ele. Além disso, você deve ter em mente que os gatos precisam se limpar lambendo o pelo, e isso implica que o peludo ingira com a língua todas as partículas tóxicas que saem do cigarro e aderem ao seu pelo. Portanto, fumar na presença dele é outra coisa que você não deve fazer a um gato.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 11. Fumar na sua presença

12. Usá-lo como brinquedo

Em algumas casas, os gatos são adotados com a intenção de que sejam distrações para as crianças da casa. Ou seja, é permitido às crianças tratar o gato como se fosse um brinquedo de pelúcia, sem transmitir a mensagem de que o gato é um ser vivo que merece respeito e não ser tratado como um brinquedo.

Obviamente, não há necessariamente uma má intenção por trás da ação das crianças. No entanto, muitas vezes elas se divertem fazendo com que o gato se sinta mal (como explicamos anteriormente), porque não sabem que estão de fato causando danos físicos ou emocionais a ele, ou ainda não sabem a linguagem corporal do gatinho. Elas não sabem o que ele está comunicando e, portanto, você deve explicar aos pequenos a importância do respeito aos animais, bem como a supervisão de adultos durante as sessões de brincadeira. Da mesma forma, também é importante garantir a segurança das crianças, pois o gato pode acabar ficando cansado e machucando-as.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 12. Usá-lo como brinquedo

13. Oferecer alimentos inapropriados

Às vezes, você pode sentir vontade de mimar seu gato com comida, especialmente se ele estiver te pedindo com um olhar de desejo. Agora, dar a ele alimentos inapropriados, como chocolate ou biscoitos para humanos, não é exatamente a melhor ideia, mesmo que ele insista, pois isso prejudicará sua saúde a longo prazo.

Se você quiser oferecer ao seu peludo algo mais adequado, poderá comprar todo tipo de prêmios, alimentos úmidos e alimentos adequados para ele que não prejudicarão sua saúde e serão apreciados da mesma maneira. Consulte a lista de alimentos proibidos para gatos para saber quais são as coisas que não deve dar ao seu gato.

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 13. Oferecer alimentos inapropriados

14. Expô-lo a barulhos altos ou incômodos

Os gatos têm uma audição muito aguda, por isso, é muito estressante para eles quando são constantemente expostos a ruídos altos. É por esse motivo que seu gato deve ter acesso em casa a uma área onde ele possa descansar em silêncio, sem ser constantemente exposto a ruídos incômodos.

Além disso, não é aconselhável que seu gato carregue um guizo por esse mesmo motivo, pois o som causado por esse objeto é muito forte para ele. Existe até o risco de o gato ficar surdo a longo prazo. Descubra todas as consequências negativas do guizo neste outro artigo: Por que guizos são ruins para gatos?

15 coisas que você não deve fazer com seu gato - 14. Expô-lo a barulhos altos ou incômodos

15. Vesti-lo com acessórios incômodos

Se dissemos que humanizá-lo é uma das coisas que você não deve fazer ao seu gato, vesti-lo com roupas desconfortáveis também. Cada vez mais acessórios e roupas estão disponíveis nas lojas para vestir seu gato. Agora, antes de comprar qualquer um desses itens, você deve avaliar quanto o seu gatinho irá apreciá-los, porque se você insiste em vestir seu gato com elementos desconfortáveis ​​ou prejudiciais, não tenha dúvidas de que ele não vai querer esse tipo de presente.

Se você pretende comprar um acessório para o seu gato, garanta sempre que ele não limite sua mobilidade, permita que ele se limpe normalmente e não esfregue ou cause danos. Caso contrário, seu peludo pode apresentar problemas de pele ou ficar incapaz de se mover corretamente. Finalmente, se o seu gato tiver acesso ao jardim, não é recomendável que ele use nada, pois pode ficar enroscado em algum lugar (como um galho ou uma cerca) e se machucar.

Agora que você conhece as 15 coisas que os gatos não gostam e que você jamais deve fazer com eles, ofereça aos seus peludos a qualidade de vida que merecem.

Se deseja ler mais artigos parecidos a 15 coisas que você não deve fazer com seu gato, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados extra.

Escrever comentário sobre 15 coisas que você não deve fazer com seu gato

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

15 coisas que você não deve fazer com seu gato
1 de 12
15 coisas que você não deve fazer com seu gato

Voltar ao topo da página