menu
Partilhar

Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 29 abril 2021
Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos

Atualmente, a linhagem da qual os répteis evoluíram é composta por um grupo de animais conhecidos como amniotas, que desenvolveram um aspecto fundamental para poder se diferenciar completamente daquelas espécies que dependiam inteiramente da água para reprodução.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos explicar tudo sobre a reprodução dos répteis, para que você conheça este processo biológico nestes vertebrados. Apresentaremos os tipos que existem e também daremos alguns exemplos. Boa leitura.

Classificação dos réteis

Os répteis são um grupo sobre o qual é comum encontrar duas formas de classificação:

  • Lineana: na lineana, que é a classificação tradicional, estes animais são considerados dentro do subfilo de vertebrados e da classe Reptilia.
  • Cladística: na classificação cladística, que é mais atual, o termo "réptil" não é usado, mas de forma geral estabelece que os animais vivos deste grupo são os Lepidossauros, Testudines e Arcosauros. A primeira seria composta por lagartos e cobras, entre outros; a segunda, tartarugas; e a terceira, crocodilos e aves.

Embora o termo "réptil" ainda seja comumente usado, especialmente por sua praticidade, é importante notar que seu uso foi redefinido, entre outras razões, porque incluiria aves.

A evolução reprodutiva dos répteis

Os anfíbios foram os primeiros vertebrados a conquistar uma vida semi-terrestre graças ao desenvolvimento evolutivo de certas características, como por exemplo:

  • Pernas bem desenvolvidas.
  • Transformação tanto do sistema sensorial quanto do respiratório.
  • Adaptações do sistema esquelético, podendo estar em áreas terrestres sem a necessidade de água para respirar ou se alimentar.

No entanto, há um aspecto pelo qual os anfíbios ainda são totalmente dependentes da água: seus ovos, e mais tarde as larvas, requerem um ambiente aquoso para seu desenvolvimento.

Mas a linhagem que compreende os répteis desenvolveu uma estratégia reprodutiva particular: o desenvolvimento de um ovo com casca, que permitiu que os primeiros répteis se tornassem totalmente independentes da água para realizar seu processo reprodutivo. No entanto, alguns autores acreditam que os répteis não eliminaram sua relação com um ambiente úmido para o desenvolvimento do ovo, mas que estas fases ocorreriam agora dentro de uma série de membranas que cobrem o embrião e que, além dos nutrientes necessários, também oferecem umidade e proteção.

Características do ovo dos répteis

Neste sentido, o ovo dos répteis é caracterizado por ter estas partes:

  • Âmnio: têm uma membrana chamada âmnio, que cobre uma cavidade que está cheia de líquido, onde o embrião flutua. Também é chamada de vesícula amniótica.
  • Alantoide: depois há o alantoide, um saco membranoso que tem uma função respiratória e de armazenamento de resíduos.
  • Cório: depois há uma terceira membrana chamada córion, através da qual circulam oxigênio e dióxido de carbono.
  • Casca: e finalmente, a estrutura mais externa, que é a concha, que é porosa e tem uma função protetora.

Para mais informações, encorajamos a leitura deste outro artigo sobre as características dos répteis.

Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos - A evolução reprodutiva dos répteis

Os répteis são ovíparos ou vivíparos?

O mundo animal, além de fascinante, é caracterizado pela diversidade, que não só é vista na existência de tantas espécies, mas, por outro lado, cada grupo tem características e estratégias diferentes que garantem seu sucesso biológico. Neste sentido, o aspecto reprodutivo dos répteis torna-se bastante variado, de modo que não há absolutismos estabelecidos neste processo.

Os répteis mostram uma maior diversidade de estratégias reprodutivas do que outros vertebrados, como por exemplo:

  • Formas de desenvolvimento embrionário.
  • Retenção dos ovos.
  • Partenogênese.
  • Determinação do sexo, que pode estar ligado a aspectos genéticos ou ambientais em alguns casos.

Em geral, os répteis têm dois modos reprodutivos, de modo que um grande número de espécies de répteis são ovíparos, ou seja, as fêmeas depositam ovos, de modo que o embrião se desenvolverá fora do corpo da mãe, enquanto outro grupo menor é vivíparo, de modo que as fêmeas darão à luz crias já desenvolvidas.

Mas também foram identificados casos de répteis que alguns cientistas chamam de ovovivíparos, embora também seja considerado por outros como um tipo de viviparismo, que é quando o desenvolvimento do embrião ocorre dentro da mãe, mas não depende dela para a alimentação, que é conhecida como nutrição lecitotrófica.

Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos - Os répteis são ovíparos ou vivíparos?

Tipos de reprodução dos répteis

Os tipos de reprodução dos animais podem ser considerados de vários pontos de vista. Neste sentido, agora vamos saber como é a reprodução dos répteis.

Os répteis têm uma reprodução sexuada, portanto o macho da espécie fertiliza a fêmea, para que posteriormente ocorra o desenvolvimento embrionário. No entanto, há casos em que as fêmeas não precisam ser fertilizadas para realizar o desenvolvimento de um embrião, isso é conhecido como partenogênese, um evento que dará origem a uma descendência geneticamente exata da mãe. Este último caso pode ser visto em algumas espécies de geckos, como a lagartixa espinhosa (Heteronotia binoei) e em uma espécie de lagartos-monitores, o peculiar dragão-de-komodo (Varanus komodoensis).

Outra forma de considerar os tipos de reprodução dos répteis é se a fertilização é interna ou externa. No caso dos répteis, há sempre a fertilização interna. Os machos possuem um órgão reprodutor conhecido como hemipênis, que geralmente varia de uma espécie para outra, mas é encontrado dentro do animal e, como no caso dos mamíferos, ele emerge ou se ergue no momento da cópula, desta forma, o macho o introduz na fêmea para fertilizá-la.

Exemplos de répteis e sua reprodução

Vejamos agora alguns exemplos dos diferentes tipos de reprodução dos répteis:

  • Répteis ovíparos: algumas cobras, como as pítons, lagartos como o dragão-de-komodo, tartarugas e crocodilos.
  • Répteis ovovivíparos: um tipo de camaleão, como a espécie Trioceros jacksonii, cobras do gênero Crotalus, conhecidas como cascavéis, a víbora-áspide (Vipera aspis) e um lagarto sem pernas conhecido como licranço ou cobra-de-vidro (Anguis fragilis).
  • Répteis vivíparos: algumas cobras, como as jibóias e alguns lagartos, como a espécie Chalcides striatus, comumente conhecida como cobra-de-pernas-tridáctila e lagartos do gênero Mabuya.

A reprodução dos répteis é uma área fascinante, dadas as variantes existentes no grupo, que não estão restritas aos tipos reprodutivos mencionados acima, mas existem outras variações, como é o caso das espécies que, dependendo da área onde estão localizadas, podem ser ovíparas ou vivíparas.

Um exemplo disso é a zootoca vivípara (Zootoca viviparous), que se reproduz oviparamente nas populações ibéricas localizadas no extremo oeste espanhol, enquanto as da França, Ilhas Britânicas, Escandinávia, Rússia e parte da Ásia se reproduzem viviparamente. O mesmo ocorre com duas espécies de lagartos australianos, Lerista bougainvilli e Saiphos equallis, que mostram modos reprodutivos diferentes, dependendo do local.

Os répteis, como o resto dos animais, nunca deixam de nos surpreender com suas muitas formas adaptativas que procuram dar continuidade às espécies que compõem este grupo de vertebrados.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Hickman, C., Roberts, L., Parson A. (2000). Principios integrales de zoología. McGraw Hill Interamericana: España.
  • Galán, P. (2009). Ecología de la reproducción de saurios ibéricos. Disponível em: <http://www.herpetologica.org/BAHE/BAHE20_003_Invitado.pdf>. Acesso em 28 de abril de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos
1 de 3
Reprodução dos répteis - Tipos e exemplos

Voltar ao topo da página