menu
Partilhar

Raças de cachorro que se dão bem com gatos

 
Por Maria Besteiros. 1 julho 2021
Raças de cachorro que se dão bem com gatos

Ver fichas de  Cachorros

Muitas vezes considerados inimigos ferozes, a verdade é que cachorros e gatos podem viver juntos em casa sem nenhum problema. Na verdade, muitos deles se tornam amigos próximos e inseparáveis. Em geral, todos os cães e gatos, bem educados, podem viver juntos, embora seja verdade que é possível apontar algumas raças de cachorro que se dão bem com gatos normalmente.

Neste artigo do PeritoAnimal revisamos quais cachorros geralmente se relacionam muito bem com os gatos e quais considerações devem ser levadas em conta para este convívio.

Dicas para uma boa convivência entre cachorros e gatos

A convivência entre cães e gatos é perfeitamente possível. Apesar de, ao longo deste artigo, apresentarmos nomes de raças de cachorro que se dão bem com gatos, a verdade é que, ao invés de falar sobre raças, pode ser mais preciso falar de indivíduos. Em outras palavras, um cachorro bem educado e, acima de tudo, bem socializado, é mais provável que não apresente nenhum problema ao interagir com gatos em sua própria casa.

Neste ponto é importante notar que todos os cães, independentemente da raça, idade ou tamanho, precisam ter suas necessidades básicas atendidas. Não se trata apenas de alimentá-los ou levá-los ao veterinário, mas de proporcionar-lhes estímulo físico e mental, ou seja, ensinar-lhes comandos básicos, passar tempo com eles, exercitá-los e, acima de tudo, socializá-los.

O período mais sensível para a socialização é entre 3 e 12-16 semanas de vida do cachorro e é um estágio especialmente adequado para expor o cachorro a todo tipo de estímulo, cenários, ruídos, veículos, pessoas ou outros animais, tais como gatos. Isto porque, nestes meses, o cachorro integrará todas estas novidades a partir de uma perspectiva positiva. O resultado é que, no futuro, será mais difícil para ele sentir e reagir com medo a um estranho, a uma bicicleta passando ou à clínica veterinária. Mesmo que adotemos um cão adulto, devemos ainda assim fornecer-lhe todos esses estímulos. E no caso de qualquer problema nesta área, você deve contatar um especialista em comportamento canino ou um etólogo.

Além de ter um cachorro equilibrado, é aconselhável fazer uma introdução gradual e progressiva entre ele e o gato para que eles possam se conhecer pouco a pouco. Por exemplo, você pode trocar suas camas para misturar seus cheiros, permitir que eles se vejam através de uma janela de vidro, usar petiscos quando estiverem calmos juntos ou ferormônios calmantes para minimizar o estresse que pode ser gerado. Para mais detalhes, não perca o artigo sobre como apresentar um cão e um gato corretamente.

É importante ter em mente que às vezes o problema para a coexistência é causado pelo gato, pois eles são animais particularmente sensíveis a qualquer mudança em seu ambiente. Também é tratável por um especialista, neste caso, em comportamento felino.

Além da relação entre os dois animais, deve-se ter cuidado com os aspectos logísticos que podem passar despercebidos. Os cães tendem a mostrar uma atração irresistível para a caixa de areia e a comida do gato. Não podemos deixar nada ao seu alcance, não só porque eles podem comer algo, mas também porque é possível perturbar o gato ao tentar evacuar ou comer.

No vídeo a seguir mostramos como apresentar um cachorro e um gato:

Os cachorros filhotes se dão melhor com os gatos?

Se ao invés de raças de cachorro que se dão bem com gatos, falamos de exemplares específicos, também deve ser notado que é mais provável que um filhote de cachorro conviva sem problemas com um gato. Precisamente se for na fase de socialização que temos apontado, é mais fácil aceitar o gato como um membro da família.

É claro que, mesmo que cresça com ele, ainda precisará de educação e regras de convivência, já que um cachorro muito bruto, nervoso ou descontrolado pode estressar ou até machucar o gato à medida que ele cresce. Em qualquer caso, mantendo estes cuidados, se já temos um gato em casa e queremos apresentar um cachorro, um filhote de cachorro pode ser uma boa opção.

Não perca nosso artigo sobre como socializar um filhote de cachorro para uma melhor convivência.

Raças de cachorro que se dão bem com gatos

Embora a priori possa parecer mais fácil para um cachorro filhote se adaptar a um gato, às vezes é muito melhor optar por um cão adulto. Primeiro, porque ele já tem sua personalidade formada, então já sabemos se vai respeitar o gato, se vai querer brincar ou não, etc.; segundo, porque um cachorro pode ser muito brincalhão e estressante para um gato, especialmente se ele já tem uma idade avançada e demanda tranquilidade. Embora, insistimos, a relação, boa ou má, dependerá muito da educação e das características de cada indivíduo.

Mesmo assim, se estamos procurando um cão adulto para um lar com um ou mais felinos, podemos apontar algumas raças de cachorro que se dão bem com gatos, em geral. É claro que os cães vira-latas ou sem raça definida (SRD) podem ser igualmente bons para esta coexistência. Entre os cães de raça pura, podemos destacar os seguintes:

Todos esses cães se destacam por sua personalidade equilibrada, por serem brincalhões, amigáveis, dóceis ou calmos, qualidades que facilitam a convivência com gatos e outros animais. Naturalmente, é necessário valorizar cada exemplar, já que um cachorro sem suas necessidades cobertas pode ser problemático em todas as fases de sua vida.

Raças de cachorro que se dão bem com gatos - Raças de cachorro que se dão bem com gatos

Os cachorros de caça se dão mal com gatos?

Nesta seção apontamos um mito generalizado que exclui dentre as raças de cachorro que se dão bem com gatos os exemplares considerados "caçadores", por exemplo, do tipo podenco. É verdade que algumas características podem torná-los incompatíveis com a convivência com outros animais menores que eles, inclusive gatos, mas há muitos que se adaptam perfeitamente a eles.

Assim, eles tendem a ser cães que, bem socializados, educados, exercitados e cuidados, permanecem muito calmos em casa e não apresentam problemas especiais para compartilhar uma casa com um ou mais gatos. Portanto, eles não são uma opção de adoção a ser descartada automaticamente. Na verdade, infelizmente, os cães classificados no grupo dos "cães de caça" estão entre os mais abandonados, portanto enfatizamos que é muito mais importante levar em conta as características do exemplar ao adotar do que sua raça ou aparência física.

Raças de cachorro com problemas com os gatos

Se é possível apontar certas raças de cachorro que se dão melhor com os gatos, também é possível colocar um aviso sobre outras, embora, insistimos novamente, mais do que raças, devemos falar sobre indivíduos específicos. No entanto, em geral, devemos ter cuidado com todos aqueles que podem ver o gato como uma presa, que têm o instinto de atacar qualquer coisa que se mova, que são muito agressivos ou que possam causar sérios danos com suas mandíbulas. Obviamente, também devem ser tomadas precauções com qualquer cão que já tenha atacado ou tentado atacar um gato.

É preciso lembrar que seria conveniente que os exemplares com tendências agressivas fossem valorizados e tratados por um profissional, mesmo que não tenhamos pensado em uma convivência com um gato. Desta forma, evitaremos sustos na rua ou se caso um felino apareça sorrateiramente no quintal.

Agora que você já sabe as raças de cachorro que se dão bem com gatos, não perca este outro artigo sobre como fazer gato e cachorro se darem bem.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Raças de cachorro que se dão bem com gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Bibliografia
  • Fogle, Bruce. (1995). The Encyclopedia of the Dog. London. Dorling Kindersley.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Raças de cachorro que se dão bem com gatos
1 de 2
Raças de cachorro que se dão bem com gatos

Voltar ao topo da página