Partilhar
Partilhar em:

Com que idade se pode separar os cachorros da mãe?

Com que idade se pode separar os cachorros da mãe?

Ver fichas de  Cachorros

Ter em conta os aspetos psicológicos e físicos do desenvolvimento de um cachorro é fundamental para saber com que idade se devem separar da sua progenitora. Fazê-lo antes do tempo pode ser muito prejudicial, provocando carências no seu crescimento ou desequilíbrios emocionais.

É habitual nos apaixonarmos por um cachorro mal o vemos, são realmente adoráveis, no entanto, devemos dedicar tempo a preparar a chegada do cachorro, refletindo sobre a grande responsabilidade que vamos ter, recolhendo toda a informação necessária e preparando a casa para a sua chegada. Obviamente, depois sentimos uma grande impaciência para o termos em casa.

Mas a primeira coisa que devemos tratar não é a nossa impaciência, e sim as necessidades do animal, e leva-nos à seguinte pergunta: Com que idade se pode separar os cachorros da mão? Neste artigo do Perito Animal mostramos-lhe toda a informação que necessita.

Quando se devem separar os cachorros da sua mãe?

Quando falamos da separação dos filhotes da sua mãe devemos esclarecer inicialmente que existe um tempo imprescindível e outro que é ideal. Tendo em conta dois fatores muito importantes, a socialização e a amamentação, veja em seguida quando se devem separar os cachorros da sua mãe:

A amamentação

Um dos motivos mais importantes pelos quais o cachorro deve permanecer o maior tempo possível com a sua mãe é a alimentação, uma vez que apenas o leite materno contém uma composição nutricional que é exatamente a que o filhote precisa para o seu adequado desenvolvimento e amadurecimento.

O leite da cadela contém o colostro, uma substância que oferece aos filhotes nos primeiros dias de vida. O colostro protege-os evitando qualquer infecção. Passado um tempo, o leite materno da cadela oferecerá aos filhotes todos os nutrientes essenciais para um bom crescimento, assim como defesas, enzimas e hormônios. Nesta etapa, a progenitora deve estar bem alimentada, repercutindo isso em uma melhor saúde dos cachorros.

A socialização do cachorro

Além da amamentação materna, outro aspeto muito importante pelo qual o cachorro deve permanecer um tempo mínimo com a sua mãe é que a educação do mesmo não começa na família humana.

Durante o período de tempo materno a mãe começa com a socialização do cachorro, e ensina-o como se comunicar com os seus pares,isto por sua vez fortalece a segurança do cachorro, uma vez que o mesmo, ao ser um animal sociável tem como necessidade básica a sensação de pertença a uma ninhada. Se um cachorro não se socializa corretamente, é possível que venha a sofrer problemas de conduta no futuro como por exemplo insegurança, medo e reactividade com outros da mesma espécie. Além de lhe ensinar as normas básicas de comunicação entre cães, a sua mãe também lhe ensinará como atuar no meio envolvente em que vivem e a convivência com outros seres vivos (humanos, gatos, pássaros, etc).

Então, quando devemos separar um cachorro da sua mães?

O tempo mínimo que um cachorro deve estar junto com a sua mãe é de 6 semanas, período no qual o cachorro inicia o seu desmamem. No entanto, o mais habitual é que o desmame se prolongue até, aproximadamente, as 8 semanas de vida. Então sim é o momento ótimo para separar o cachorro da sua mãe.

Devemos assinalar que quando mais tempo o cachorro estiver com a sua mãe, muito melhor será para o mesmo, portanto, é recomendável deixar o cachorro junto a sua mãe até aos 3 meses de idade aproximadamente.

Os problemas originados por uma desmame prematuro

Os cachorro só deveriam ser desmamados prematuramente naqueles casos em que a mãe não possa cuidar deles por motivos de saúde ou transtornos comportamentais, nos demais casos, respeitar um contacto mínimo de 2 meses com a mãe é imprescindível.

Deve ter em conta que o desmame prematuro de um cachorro pode originar diversos problemas:

  • Diminuição da resposta do sistema imunológico
  • Transtornos de comportamento na etapa adulta
  • Hiperatividade e ansiedade
  • Mau comportamento com outros cachorros

Se quer o melhor para o seu cachorro deve esperar

Como pode ver, separar de forma prematura um cachorro da sua mãe pode envolver numerosos problemas e ao contrário do que muitas pessoas pensam, não ajuda na adaptação ao lar humano.

Quando um cachorro chega ao seu lar continuará a precisar de diversos cuidados importantes, e será você o responsável por isso, no entanto, estes cuidados não substituem sob nenhum conceito o importante papel da mãe durante os primeiros meses de vida do cachorro.

Nesse sentido, deve saber que se verdadeiramente quiser o melhor para o seu cachorro, não é recomendável tê-lo antes dos 2 meses de idade.

Conselhos para separar um cachorro da sua mãe

A partir das 8 semanas de vida e, de forma progressiva, devemos motivar o cachorro a começar o desmame. Deve oferecer-lhe comida úmida ou ração demolhada, facilitando assim a adaptação à sua nova alimentação.

É importante assinalar, que não devemos afastar todos os cachorros da mãe ao mesmo tempo, especialmente antes das 8 semanas de vida, uma vez que pode originar uma depressão na cadela assim como problemas relacionados com a produção de leite, como é o caso da mastite. Pelo contrário, se esperarmos o tempo suficiente, a cadela instintivamente saberá que os seus cachorros são independentes e a separação não será negativa.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Com que idade se pode separar os cachorros da mãe?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Com que idade se pode separar os cachorros da mãe?

Muito útil

Com que idade se pode separar os cachorros da mãe?
1 de 5
Com que idade se pode separar os cachorros da mãe?