Partilhar

Porque minha cadela ataca minha outra cadela?

Vanessa Lopes - Redatora do PeritoAnimal
Porque minha cadela ataca minha outra cadela?

Ver fichas de  Cachorros

Pode acontecer que uma das suas cadelas nunca tenha procurado brigar e que, até há pouco tempo, tenha sido muito pacífica. No entanto, nos últimos dias começa a rosnar até ao ponto de atacar a sua outra cadela. Embora seja um motivo de preocupação, isto é mais comum do que pensa, e é uma situação que tem algumas explicações com raiz na biologia e psicologia animal. Parte da solução é reconhecer que você é o macho/fêmea alfa da matilha em casa. Tem a autoridade de fazer as regras, especialmente a que diz "aqui não há brigas", e de as fazer cumprir para todos os membros da família.

É sempre mais sábio e seguro prevenir uma briga que tentar parar uma que iniciou. Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para conseguir resposta à pergunta: porque sua cadela ataca sua outra cadela? Vamos ajudá-lo a entender o comportamento do seu pet e dar-lhe possíveis soluções para evitar ou, pelo menos, diminuir os ataques.

A líder da matilha

São poucas as brigas que começam sem motivo, embora este se encontre dentro da mente da sua cadela e como ser humano você não consegue entendê-lo. Se observar o comportamento da sua cadela, ela sempre se preparará para discutir e depois atacar, em uma questão de segundos. Um rosnado interno, seguido de um rosnado externo e um olhar com desprezo é apenas o começo. Este é o momento de cortar com a energia negativa e errada. No entanto, por que isto acontece?

Os cachorros, embora nobres, leais e de grande coração, têm os seus momentos e podem brigar por muitas razões: mau humor, brincadeiras que acabam mal, algo que lhes dói, a comida, os brinquedos ou simplesmente não se dão bem com outros cachorros, entre outros motivos. Mas, dos motivos mais comuns, especialmente se forem do mesmo sexo, são as brigas que se geram para ganhar e manter o estado dentro da matilha.

A natureza dos cachorros funciona por hierarquias, pelo que sempre haverá um cachorro com uma autoridade superior e um líder da matilha. Enquanto cada membro conhecer o seu lugar, seguir as regras e se mantiver no seu sítio "moral", estará tudo em ordem. Se algum dos cachorros tentar se revelar, então aí vêm os problemas. O que pode estar acontecendo (e embora não pareça) é que há uma luta interna de posições entre as suas duas cadelas, uma delas (a que ataca) tente manter a sua posição, enquanto que a outra ou quer subir de "cargo" ou parece um pouco rebelde à cadela que a vai atacar.

Também se deve ter em conta que muitos dos ataques ocorrem quando o companheiro humano está presente. Este é um claro resultado da competição que há entre as cadelas para conseguir a atenção do líder da matilha, neste caso, você. Lembre-se que para os seus cães você é o líder do grupo familiar.

As hormonas desestabilizam

Lutar contra a própria natureza é uma tarefa difícil. Como mencionamos no início do artigo, pode ser que a sua cadela nem sempre tenha tentado atacar a outra cadela e o que acontece neste momento é que está atravessando uma fase difícil. As cadelas (tal como as pessoas) têm períodos de agressividade que alternam com períodos de maior tranquilidade. É importante saber quando se iniciam esses períodos, pois se os ataques aumentarem e piorarem podem chegar a causar grandes brigas onde o dano pode ser grave. Estamos falando do cio nas cadelas.

Nem sempre acontece, mas algumas cadelas mudam de caráter depois da chegada do seu primeiro cio. As mudanças hormonais e físicas afetam o humor e a personalidade da sua cadela. Optando sempre pela prevenção, o melhor que pode fazer para evitar os ataques e que uma cadela mude de caráter é esterilizá-la antes de entrar no processo do cio.

Se o tema for apenas hormonal, a esterilização pode conseguir que a atitude de dominação diminua, e inclusive desapareça. Este é um caso de luta de poderes, com a diferença que os poderes são ver quem se encontra mais irritável e sensível.

Como evitar que a sua cadela ataque sua outra cadela?

Adiantar-se ao comportamento futuro da sua cadela enquanto está pensando em atacar, é a chave mais eficaz. Quando vir que rosna ou tem algum comportamento errado, nem que seja mínimo, corrija-a com uma voz firme e profunda. Não tenha medo de parecer um pouco duro, a intenção é que entenda que esse tipo de comportamento não será permitido. Não opte pela violência física nem o castigo, porque apenas conseguirá piorar a situação. Com um "Não" firme entenderá que a sua atitude não é a correta. Além disso, preste atenção aos seguintes conselhos se a sua cadela atacar a outra cadela:

  • Se acontecer o ataque e você entrar tarde, não sabendo quem o iniciou, corrija as duas cadelas por igual. Embora uma das cadelas seja a que está causando problemas, o treinamento fica igual para todos os cães da matilha.
  • Ao mínimo som agressivo que a sua cadela emitir, peça-lhe que se sente, fique à sua frente, entre ela e a outra cadela e centre a sua atenção em si.
  • Ajuda muito entender a personalidade e raça da sua cadela. Existem alguns animais que simplesmente não se dão bem não têm o que chamamos de "química natural". Algumas raças são de caráter menos sociável que outras e algumas são de caráter problemático. Nestes casos, deverá separá-los de cômodos até fazer uma reabilitação de caráter e a cadela que propicia os ataques diminua a atitude agressiva.
  • Apesar dos ataques poderem piorar e não parar, nunca considere se livrar de uma das cadelas. Familiarize-se e apoie-se no sistema de separação por horas. É um pouco complicado e não tão agradável mas sempre será melhor que abandonar ou separar-se de uma das suas cadelas. Uma cadela passa uma parte do dia em um lugar enquanto que a outra é afastada, pode ser no jardim ou em outra parte da casa. Depois mudam de posição. Neste caso tente não deixar sozinhas nenhuma das duas, toda a família deverá dividir e alternar a sua atenção. Esta deve ser a última opção no caso de não obter nenhum tipo de resultado positivo, visto que a separação poderia desenvolver ciúmes em alguma das cadelas se não se levar a cabo corretamente.
  • Recorra a um etólogo. Se não conseguir evitar que a sua cadela ataque a sua outra cadela, será melhor consultar um profissional que o guie e corrija a situação.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Porque minha cadela ataca minha outra cadela?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Comentários (3)

Escrever comentário sobre Porque minha cadela ataca minha outra cadela?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
A sua avaliação:
Rafael
Tenho duas cadelas que viveram separadas praticamente desde que vieram pra onde moro. Agora em tentativas de uni-las uma ataca a outra e se inicia uma briga feia. Pensei em colocar focinheiras e tentar mantê-las no mesmo ambiente para acostumarem-se. As dicas aqui são muito boas, porém para as minhas cadelas a coisa já se torna praticamente instantânea, uma olha pra outra, encara e já parte pra cima...
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rafael! O ideal, sendo um caso complexo, é procurar um adestrador profissional que possa ajudar. Se a agressividade vier especialmente de uma das cadelas, seria importante visitar um especialista em comportamento animal, ou seja um veterinário etólogo.
gleice
Boa noite.....resolvi adotar outra cadela, pois ja tenho uma que retirei das ruas, essa é grande e já tem mais de 9 anos, a que adotei hoje, é pequenininha, tem 8 meses....mas a grande não gostou muito e estão separadas, tenho medo da grande machucar a pequena....será que vão se dar bem? a As 2 são vira-latas..
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Gleice! Com uma correta introdução, é possível que elas se adaptem. Leia este nosso artigo sobre essa matéria: https://www.peritoanimal.com.br/introduzir-um-novo-cao-em-casa-21342.html
A sua avaliação:
Isadora
Vou tentar colocar isso em prática. Tenho dois cachorros salsichas... Uma fêmea e um macho... A Fêmea está sempre brigando com o macho... Quase o tempo todo. E realmente é só quando eu estou lá... É realmente cansativo ter que esperar eles pararem de brigar ou ir para outro canto e ignorá-los... A fêmea seria a alfa do macho. Mas a diferença é que, na maioria das vezes... Quando eu falo por exemplo um "Não" nessa situação, ela vai correndo para cima dele. Eu não sabia mais o que fazer... Mas agora eu entendi que eu só agia após a briga se iniciar. Amanhã mesmo vou tentar agir antes que a briga comece de verdade. Eles se ameaçam morder um ao outro... Mas não se machucam. Só rosnam alto e latem agudo...
Mas muito obrigada pelas dicas, eu vou tentar sim!
Vanessa Lopes (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Isadora! Ainda bem que as dicas foram úteis. Espero que dê certo! Muito obrigada pelo seu comentário :)

Porque minha cadela ataca minha outra cadela?
1 de 4
Porque minha cadela ataca minha outra cadela?