menu
Partilhar

Piolhos em porquinhos-da-índia - Sintomas e tratamento

 
Por Cristina Pascual, Veterinária. 1 fevereiro 2022
Piolhos em porquinhos-da-índia - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Porquinho-da-índia

As patologias dermatológicas são um dos principais motivos de pesquisa em porquinhos-da-índia, sendo os ectoparasitas (parasitas externos) a principal causa dessas patologias. Os piolhos são ectoparasitas frequentes em porquinhos-da-índia. O mais comum é o Gliricola porcelli, embora também possam ser encontradas infestações por Gyropus ovalis. Geralmente, os porquinhos-da-índia infestados de piolhos permanecem assintomáticos, embora quando em grande quantidade possam levar ao desenvolvimento de doenças dermatológicas.

Se você quer saber quais os sintomas de piolhos em porquinhos-da-índia e seu tratamento, não perca o seguinte artigo do PeritoAnimal.

Sintomas de piolhos em porquinhos-da-índia

As doenças parasitárias em porquinhos-da-índia são caracterizadas por seu início lento e insidioso, de modo que muitas vezes passam desapercebidas por seus tutores. Na maioria dos casos, os porquinhos-da-índia são submetidos a uma infecção parasitária gradual à qual se adaptam, de modo que, enquanto os animais forem imunocompetentes, eles permanecem aparentemente saudáveis e sem sinais de doença.

Entretanto, qualquer situação que gere uma imunossupressão do porquinho-da-índia (como estresse, gestação, falta de higiene, mudanças ambientais ou dietéticas, déficits nutricionais, etc.) favorecerá a multiplicação dos ectoparasitas, o que levará ao aparecimento de uma doença dermatológica. Nesses casos, se houver pilhos no porquinho-da-índia será possível observar:

  • Lesões na pele: tanto lesões primárias causadas pelo próprio parasita (alopecia, crostas ou descamação) quanto lesões secundárias causadas por coceiras excessivas (feridas e crostas).
  • Comportamento anormal: como coceira excessiva (coceira ou prurido) ou vocalização.
  • Perda de peso: o estresse causado pela intensa coceira pode levar à perda de peso em animais. No caso de porquinhos-da-índia jovens, pode ser observada uma ausência de ganho de peso.

As duas espécies de piolhos que geralmente parasitam os porquinhos-da-índia são Gliricola porcelli e Gyropus ovalis. Ambos são piolhos mastigadores pertencentes à ordem Mallophaga. Estes piolhos são adaptados para se alimentarem das camadas superficiais da pele, escaras, crostas e coágulos de sangue. Como resultado da sua alimentação, eles podem causar

  • Lesões primarias: alopecia, descamação e crostas.
  • Irritação: desencadeia intensa coceira à qual o animal reage coçando ou até mesmo mordendo para aliviar a coceira.
  • Lesões secundárias: feridas e crostas.

Como saber se o porquinho-da-índia está doente? Descubra a resposta neste outro artigo.

Como o porquinho-da-índia pega piolho?

A transmissão dos piolhos em porquinhos-da-índia pode ocorrer de duas maneiras:

  • Por contato direto com outros porquinhos-da-índia contaminados.
  • Indiretamente através de alimentos, material contaminado (por exemplo, material de cama) ou fomites (por exemplo, roupas ou calçados).

Diagnóstico de piolhos em porquinhos-da-índia

O diagnóstico da infestação de piolhos em porquinhos-da-índia se baseia nos seguintes pontos:

  • Histórico clínico: antes do exame, seu veterinário lhe perguntará sobre mudanças no comportamento do seu porquinho-da-índia (como arranhões excessivos ou vocalização), o aparecimento de lesões e, se for o caso, a evolução dessas lesões. Além disso, em caso de suspeita de infestação por ectoparasitas, ele lhe perguntará sobre a possível origem da infestação (introdução de novos porquinhos-da-índia no grupo, troca do material de cama, etc.).
  • Exame completo: dentro do exame completo, o veterinário dará atenção especial ao exame dermatológico, a fim de detectar lesões compatíveis com a presença de piolhos. As lesões podem ser primárias (causadas pelo próprio parasita) ou secundárias (causadas por coceira excessiva).
  • Observação direta: piolhos em porquinhos-da-índia podem ser observados diretamente pelo exame do pelo na parte dorsal do porquinho-da-índia, especialmente na parte lombar e na cabeça. No entanto, em infestações graves, podem ser encontrados piolhos em todo o corpo.
  • Tricograma e observação microscópica: uma amostra de pelo (tricograma) deve ser colhida e diretamente observada sob o microscópio, a fim de detectar ovos aderidos ao pelo.

Como acabar com piolhos no porquinho-da-índia: tratamento

você sabe qual remédio utilizar para piolho em porquinho-da índia? Na maioria dos casos, a parasitose está associada a problemas de imunossupressão. Portanto, um dos principais objetivos do tratamento deve ser a correção da causa que está causando a imunossupressão (estresse, alimentação, ambiente, etc). No caso específico de piolhos em porquinhos-da-índia, é essencial garantir uma ingestão diária de vitamina C, especialmente em animais doentes, pois suas necessidades são maiores.

Uma vez corrigida a causa da imunossupressão, devemos pensar em como eliminar os piolhos dos porquinhos-da-índia. Para conseguir isso, um tratamento baseado nos seguintes pontos deve ser estabelecido:

  • Tratamento etiológico: é baseado no uso de medicamentos antiparasitários. Geralmente são utilizados lactonas macrocíclicas, ou seja, remédios como a ivermectina ou a selamectina, devido à sua eficácia e aos baixos efeitos adversos. A Ivermectina é geralmente administrada oralmente e a selamectina é administrada topicamente. Embora estes medicamentos também possam ser injetados subcutaneamente, é preferível evitar esta via de administração, pois pode causar dor severa e necrose no local da injeção. Como alternativa às lactonas macrocíclicas, o bromocicleno em pó ou em banhos pode ser usado como um tratamento particularmente eficaz contra piolhos.
  • Tratamento anti-inflamatório: não será necessário em todos os casos de ectoparasitose por piolhos, mas é necessário quando há intensa coceira ou inflamação associada à dermatopatia. Os AINE (anti-inflamatórios não esteróides) como o meloxicam devem ser usados, mas o uso de corticoides não é recomendado devido aos efeitos adversos que eles causam nos porquinhos-da-índia.
  • Tratamento do prurido: em animais com prurido muito intenso (coceira), um remédio indicado é o diazepam, que pode ser adicionado ao tratamento para reduzir o estresse causado pelo prurido.

Como esta é uma doença parasitária e altamente contagiosa, se você tiver mais de um porquinho-da-índia, será necessário administrar o tratamento antiparasitário em todos os indivíduos. Além disso, é essencial limpar e desinfetar o ambiente para evitar possíveis reinfestações.

Como evitar piolhos em porquinhos-da-índia

A melhor estratégia para evitar a infestação por piolhos em porquinhos-da-índia é a prevenção. Para isso, dois pontos importantes devem ser levados em consideração: a quarentena e a desparasitação externa.

  • Quarentena: sempre que introduzirmos um novo porquinho-da-índia ao grupo, é essencial mantê-lo separado do resto durante o período de quarentena. Durante este período, é aconselhável desparasitar externamente o animal para garantir que, quando for introduzido ao grupo, esteja livre de parasitas externos.
  • Desparasitação externa: A desparasitação externa de rotina evitará infestações por ectoparasitas em porquinhos-da-índia. O tratamento preventivo deve ser sempre realizado com produtos específicos para roedores, pois existem desparasitantes para cachorros e gatos que podem ser altamente tóxicos para porquinhos-da-índia, causando até mesmo sua morte. Portanto, sempre que você administrar um medicamento antiparasitário ao porquinho-da-índia, lembre-se que ele deve ser previamente prescrito por um veterinário especializado em animais exóticos.

Em qualquer caso, os piolhos são parasitas altamente específicos do hospedeiro. Suas patas são projetadas para se adaptarem exclusivamente ao pelo das espécies que parasitam, o que significa que não há transmissão entre as espécies. Portanto, mesmo que seu porquinho-da-índia tenha piolhos, você pode ter certeza de que eles não serão transmitidos a outros animais de estimação ou pessoas.

Outros parasitas externos em porquinhos-da-índia

Além dos piolhos, os porquinhos-da-índia podem sofrer infestações por outros parasitas externos, como ácaros produtores de sarna, pulgas e carrapatos, especialmente em porquinhos-da-índia que vivem com cachorros, gatos ou outras espécies portadoras, já que estes últimos ectoparasitas não são específicos da espécie.

Ácaros em porquinhos-da-índia

As duas espécies de ácaros específicos dos porquinhos-da-índia são Trixacarus caviae e Chirodiscoides caviae. Ambos são ácaros produtores de sarna.

  • Trixacarus caviae: é um ácaro sarcóptico específico dos porquinhos-da-Índia, potencialmente zoonótico, que pode ser transmitido aos humanos e causar dermatite e prurido. É um ácaro escavador que cria túneis no estrato córneo da pele, onde deposita seus ovos. A presença desses ácaros desencadeia uma resposta imunológica de base celular que resulta em prurido muito intenso (coceira), eritema (avermelhamento da pele), alopecia, hiperqueratose e dermatite bacteriana ou fúngica secundária. Lesões por coceira, como feridas e crostas, também são comuns. Em casos graves de coceira intensa, podem ser observadas comichão, vocalização, anorexia, convulsões e até mesmo morte. Como se trata de um ácaro escavador, o diagnóstico requer uma raspagem completa para identificar microscopicamente o parasita.´
  • Chirodiscoides caviae: Neste caso, não se trata de um ácaro escavador, mas vive no pelo de porquinhos-da-índia, onde se alimenta da desova e deposita seus ovos. Em geral, sua presença é geralmente assintomática, embora em caso de infestações massivas, podem ser observados má aparência da pelagem, prurido, eritema e alopecia.

Muito menos frequentemente, podem ser observadas infestações por ácaros que não são específicos dos porquinhos-da-índia, tais como:

  • Cheyletiella parasitovorax: é um ácaro mais comumente encontrado em coelhos, embora às vezes possa ser visto em porquinhos-da-índia que vivem com outros mamíferos portadores. Sua presença é caracterizada pela coceira e por uma grande quantidade de descamação esbranquiçada sobre a área afetada, daí o nome "doença da caspa ambulante".
  • Demodex caviae: é muito raro em porquinhos-da-índia e está sempre associado à imunossupressão.

Também temos este outro artigo sobre micose em porquinhos-da-índia.

Pulgas e carrapatos em porquinhos-da-índia

Os porquinhos-da-índia podem ser infestados por pulgas de cachorros (Ctenocephalides canis) e pulgas de gatos (Ctenocephalides canis). Nesses casos, pode ser observada uma má aparência da pelagem, áreas de alopecia, prurido e sarna, especialmente no rosto e nas orelhas. Da mesma forma, os porquinhos-da-índia também podem ser afetados pelas principais espécies de carrapatos que parasitam cachorros e gatos.

Agora que você sabe tudo sobre piolhos em porquinhos-da-índia, seus sintomas e tratamento, para mais informações, não hesite em ler estes outros artigos sobre como se livrar de pulgas em cachorros? e remédios caseiros para pulgas em gatos filhotes.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Piolhos em porquinhos-da-índia - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças parasitárias.

Bibliografia
  • Moya, A., Henriques, C.A., Ramos, M. (2018). Dermopatías parasitarias en la cobaya doméstica (Cavia porcellus). Argos; 198:96-97
  • Robles, K., Chávez, A. (2012). Evaluación de la parasitosis externa en cuyes (cavia porcellus) de crianza familiar comercial. Universidad Nacional Mayor de San Marcos, Facultad de veterinaria.
  • White, S.D., Sánchez-Migallon, D., Murphy, J.P., Hawkins, M.G. (2016). Skin diseases in companion guinea pigs (Cavia porcellus): a retrospective study of 293 cases seen at the Veterinary Medical Teaching Hospital, University of California at Davis. Veterinary Dermatology; 27(5):395
  • PetMD. Lice infestation in guinea pigs. Disponível em: <https://www.petmd.com/exotic/conditions/infectious-parasitic/c_ex_gp_lice>. Acesso em 31 de janeiro de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Piolhos em porquinhos-da-índia - Sintomas e tratamento
Piolhos em porquinhos-da-índia - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página