menu
Partilhar

Artrose em cães - Sintomas e tratamento

 
Artrose em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A artrose em cães é uma doença comum, sobretudo nos animais mais velhos. Neste artigo do PeritoAnimal, vamos revisar o que é essa patologia, quais são os sintomas característicos que devem nos alertar sobre sua aparição e como podemos tratá-la para conseguir a melhor qualidade de vida para nosso cão. É importante consultar um veterinário assim que suspeitamos da aparição da artrose, pois um tratamento precoce será muito benéfico para o cão, assim como buscar as melhores soluções para ajudar nosso amigo peludo.

A artrose é uma doença degenerativa das articulações que também afeta os cachorros, portanto, não tem cura, embora existam tratamentos capazes de garantir uma boa qualidade de vida. Continue lendo para conhecer todos os detalhes sobre ela.

Também lhe pode interessar: Cauda equina em cães - Sintomas e tratamento

O que é a artrose em cães?

A artrose em cães é uma doença degenerativa e progressiva das articulações, sendo mais comum em cães mais velhos. A cartilagem, que reveste e protege as articulações, é destruída em cães com artrose. Além disso, ocorre um crescimento ósseo anormal ao redor dela, o que resulta numa superfície irregular, inclusive com fragmentos desprendidos. Esses danos podem ser observados nas radiografias. Uma articulação nesse estado permite o atrito das superfícies, o que piora o processo de degeneração e causa uma dor considerável que, logicamente, afetará a mobilidade do cachorro.

Artrose em cães - Sintomas e tratamento - O que é a artrose em cães?

O que causa a artrose em cães?

Não se sabe por que a artrose em cães ocorre, mas são conhecidos processos que levam ao seu desenvolvimento, por exemplo, um traumatismo ou o inevitável envelhecimento. A artrose canina pode aparecer em qualquer articulação do corpo. De modo que, embora seja mais normal nas extremidades, ela também afeta outras articulações como as da coluna vertebral.

É possível distinguir uma artrose primária, consequência do envelhecimento, e outra secundária, que é a que aparece após um fator desencadeante como um traumatismo ou uma malformação como displasia. A obesidade também pode danificar as articulações e existem doenças sistêmicas que podem causar claudicação ou degeneração nas articulações. A artrose primária costuma afetar mais de uma articulação, enquanto a secundária é mais pontual. Por meio de radiografias, o veterinário poderá confirmar o diagnóstico.

Quando estamos diante de um caso de artrose em cães jovens, o mais provável é que se trate de uma artrose secundária. No entanto, é o especialista que pode confirmar isso.

Sintomas da artrose em cães

Os sintomas da artrose canina vão depender das articulações afetadas e da gravidade do quadro. Geralmente a artrose se manifesta nos quadris, joelhos, ombros e cotovelos. É normal que o cão sinta dor ao movimentar a articulação ou quando esta for manipulada. Pode haver inflamação e, em certos casos, até mesmo um som semelhante a um estalo pode ser ouvido.

Visto que os sintomas podem ser confusos, como saber se um cão tem artrose? O sinal mais comum que observamos é a claudicação, ficando ela em evidência quando o cachorro se levanta ou começa a andar. Ele mancará devido à dor e, por isso mesmo, provavelmente o primeiro sintoma que notemos seja a diminuição de sua atividade, sobretudo em relação a correr e pular. O quadro clínico piorará progressivamente. Um cão com muita dor pode reagir com agressividade ao manipulá-lo. Uma mobilidade reduzida implica na perda de massa muscular, o que agrava os sintomas.

Como tratar artrose em cães

A degeneração articular é irreversível mas, se recebemos o diagnóstico de forma rápida, poderemos atuar para retardar esse processo o máximo possível. No tratamento médico contra a artrose em cães destacam-se os condroprotetores, que servem para proteger a cartilagem.

Anti-inflamatórios para a artrose em cães

Em alguns casos outros medicamentos terão de ser utilizados, geralmente quando o problema começa com uma artrite ou quando a degeneração já é crônica. São os anti-inflamatórios para a artrose em cães que podem ser AINEs ou corticoides.

O problema dessa medicação é que ela possui efeitos colaterais. Um dos mais graves é a formação de úlceras gastrointestinais que, devido às hemorragias internas que podem causar, em alguns casos levam o cão a morte. Por isso é importante que seja o veterinário quem controle a administração dos comprimidos para a artrose em cães, que geralmente são dados em conjunto com protetores gástricos.

No entanto, nunca administre medicamentos por conta própria ao seu cão, pois eles podem ser prejudiciais. Neste outro artigo sobre 10 remédios humanos proibidos para cães você verá alguns dos remédios comuns do consumo humano que podem causar sérios danos à saúde do animal de estimação.

Cirurgia de artrose em cães

Em algumas ocasiões a cirurgia pode ser uma opção, mas apenas como método paliativo, já que, como dissemos, a artrose canina é irreversível e só poderá ser interrompida com a remoção da articulação. Portanto, o tratamento é orientado para promover o alívio da dor, prevenir o aumento da degeneração e, definitivamente, manter uma boa qualidade de vida.

Exercícios para a artrose em cães

Além de administrar os remédios para a artrose em cães recomendados pelo especialista, é igualmente importante que cuidemos da atividade física do cão. Ela não deve ser excessiva mas é recomendado movimento suficiente para evitar que a musculatura se atrofie. Vários passeios por dia são essenciais. A duração e a qualidade dos passeios pode aumentar com uso de órteses, que melhoram o rendimento articular e reduzem a dor.

Se o seu cão está em uma fase avançada da doença e tem dificuldades para caminhar, você pode optar por uma órtese de suporte para cães.

Ração para cachorros com artrose

Quanto à alimentação de cães com artrose, é fundamental que evitemos o sobrepeso. Se o animal já apresenta problemas de obesidade, será necessário restringir as calorias, sempre seguindo o conselho veterinário. Além disso, existem dietas que contêm protetores da cartilagem e ácidos graxos ômega 3 entre seus ingredientes, que também podem ser oferecidas ao seu cão.

Artrose em cães - Sintomas e tratamento - Como tratar artrose em cães

A artrose em cães tem cura?

A artrose canina é uma doença degenerativa irreversível e progressiva, ou seja, ela não tem cura, embora possamos tratá-la, no que for possível, controlando seu avanço. Ao tratar-se de uma patologia, sobretudo associada ao envelhecimento, a prevenção pode tão somente ser direcionada para a manutenção de uma boa condição corporal, com uma alimentação e atividade física adequadas.

Portanto, incurável não é sinônimo de intratável. Embora o problema não possa ser solucionado, o tratamento veterinário minimiza a dor que o cão com artrose sentirá. E é esse o objetivo mais importante, já que é o ponto chave para assegurar o máximo bem-estar possível.

Quanto tempo vive um cachorro com artrose?

A artrose em cães não é uma doença fatal, portanto ela não afetará a expectativa de vida do animal. Um cão não morre de artrose, mas deve ser levado em conta que é uma patologia que piora sua qualidade de vida, já que causa dor crônica.

Além disso, não devemos perder de vista que é um um processo degenerativo e, em função de sua evolução, influenciado por diversos fatores, será necessário adaptar o exercício e estilo de vida de acordo com a fase que o cão se encontra.

De qualquer forma, é impossível datar a evolução da doença, pois ela não será a mesma para todos os cães. Na verdade, pela artrose ser mais comum em animais mais velhos, eles podem vir a falecer por qualquer outra doença antes que a artrose seja um fator determinante. Desse modo, a expectativa de vida de um cachorro com artrose pode ser a mesma que o animal teria se não tivesse a doença.

Como aliviar a dor da artrose em cães?

Além do tratamento farmacológico, ortopédico, o controle da alimentação ou o exercício, existem opções como a fisioterapia ou a acupuntura. É importante ter em mente que essas opções não vão curar a artrose em cães, mas melhoram consideravelmente a qualidade de vida do animal ao controlar a dor e facilitar a mobilidade. Além disso, essas são técnicas que devem sempre ser aplicadas por profissionais.

As vantagens dessas técnicas são reduzir a dor sem produzir efeitos secundários, ao contrário do que ocorre com os anti-inflamatórios. Dentro da fisioterapia podem ser utilizadas várias propostas terapêuticas como massagens, termoterapia ou hidroterapia. A acupuntura, por sua vez , baseia-se na estimulação de determinados pontos corporais através do uso de agulhas. Sua eficácia contra a dor foi comprovada, sobretudo se é aplicada eletroacupuntura, ou seja, acupuntura acompanhada de impulsos elétricos.

O professional irá determinar as sessões adequadas para a situação concreta de nosso cão. Normalmente, se inicia de uma maneira intensa, com várias sessões por semana que vão se distanciando com o tempo, uma vez que tenha sido controlada a dor e estabilizado o animal. Será um tratamento vitalício com a vantagem de que pode ser ajustado de acordo com as necessidades do cão, com mais ou menos sessões a depender da dor apresentada pelo cão.

Remédios caseiros para cães com artrose

Quanto aos remédios caseiros para a artrose em cães, devemos adaptar a casa às necessidades do cachorro, já que é comum que ele tenha dificuldade para acessar locais elevado ou subir e descer escadas. Para facilitar sua vida podemos recorrer também a ajudas para que ele continue subindo em seus lugares favoritos, por exemplo, utilizando um degrau ou até mesmo rampas, que também podem ser usadas para ele subir no carro.

Na medida do possível, devemos evitar escadas. Se moramos em uma casa com vários andares, o melhor é que o cão se instale no andar de baixo, onde deve ter todos seus acessórios, entre eles, uma cama confortável, macia e que o isole do frio e da umidade, pois esses fatores pioram o quadro. Nesse sentido, devemos mantê-lo sempre seco e aquecido, protegendo-o de resfriados, para o qual podemos usar casacos térmicos para cães. Após os banhos, é indispensável secá-los por completo, mesmo durante o calor.

Notaremos que o cão manca ao se levantar. Para aliviá-lo, podemos aplicar calor na sua articulação ou articulações afetadas, por exemplo, com uma bolsa de água envolta num pano, assegurando-se que ela não vai queimar o animal. Em outras situações será mais interessante, ao contrário, aplicar o frio ou alternar o frio com o calor. Nosso veterinário nos indicará as orientações de uso.

Por último, exercícios suaves, ajudas ortopédicas e uma alimentação que inclua ômega 3 e outros protetores da cartilagem complementam as medidas que podemos tomar para melhorar a qualidade de vida de nosso cão, sendo esses os melhores remédios caseiros para cães com artrose.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Artrose em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças degenerativas.

Bibliografia
  • Am J Chin Med. 2017;45(5):965-985. doi: 10.1142/S0192415X17500513. Epub 2017 Jun 28.
  • Chen N, Wang J, Mucelli A, Zhang X, Wang C. Electro-Acupuncture is Beneficial for Knee Osteoarthritis: The Evidence from Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Artrose em cães - Sintomas e tratamento
1 de 3
Artrose em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página