Partilhar

Fisioterapia para cachorro com artrose

 
Por Giselly Lillmans. Atualizado: 3 outubro 2019
Fisioterapia para cachorro com artrose

Ver fichas de  Cachorros

A artrose canina é uma doença articular degenerativa que afeta a cartilagem. Muitas vezes, é uma consequência do envelhecimento, mas também pode ser causada por uma anomalia articular, como no caso da displasia de quadril, ou por um traumatismo que causa uma fratura.

A artrose não pode ser curada, mas é possível retardar sua progressão e aliviar a dor que ela causa ao seu cachorro. Os veterinários geralmente prescrevem dois tipos de tratamentos que atuam apenas contra a dor: antiinflamatório para artrose canina não esteroides e corticosteroides. A fisioterapia veterinária é um bom tratamento complementar, pois favorece a regeneração da cartilagem e tem bons resultados em cachorros com artrose. Neste artigo do PeritoAnimal, explicaremos em que consiste a fisioterapia para cachorro com artrose, seus benefícios e a importância de identificar a artrose em cães o quanto antes.

Também lhe pode interessar: Artrose em cães - causas e tratamento

Artrose em cães

A artrose canina é uma degeneração articular e é um dos efeitos mais óbvios do envelhecimento em nossos cachorros. Um dos primeiros sintomas desta doença é que o cachorro passa a se mover menos, um sintoma ignorado por muitos tutores que acreditam que isso é algo normal, uma perda geral de condição física causada pela idade.

Sintomas da artrose em cães

Então, surgem sintomas mais específicos da artrose: o cachorro que costumava te seguir em todos os lugares agora se recusa a entrar ou sair do carro, do sofá ou fica parado em pé na frente das escadas. Ele também pode ter dificuldade para se levantar depois de um longo tempo deitado, pode até mancar após se exercitar ou mancar permanentemente. Crises agudas de artrose podem ocorrer com dores muito intensas e geralmente é neste estágio avançado que percebemos o problema e consultamos nosso veterinário.

Se você desconfia que seu cachorro sente dor, sugerimos a leitura do artigo sobre 5 sinais de dor no cachorro.

Consequências da artrose canina

A artrose em cachorro produz uma diminuição da atividade do seu cachorro, o que tem as seguintes consequências:

  • Perda de massa muscular: em um cachorro com artrose ocorre amiotrofia, que é a perda de massa muscular devido à diminuição da atividade física. A fibrose também costuma aparecer, ocorrendo quando o tecido conjuntivo invade as articulações e é comum o cachorro sofrer com dores musculares e contrações musculares que afetam, em geral, a musculatura da área cervical e as costas do cachorro idoso.
  • Consequências sobre o colágeno e os tendões: perdem progressivamente as qualidades estruturais e mecânicas.
  • Articulações bloqueadas: na artrose canina ocorre uma diminuição da síntese de proteoglicanos, perda óssea sob a cartilagem devido à desmineralização, erosão da cartilagem, aparecimento de osteófitos que são protrusões anormais do osso que danificam a articulação, ou erosão da cartilagem. Como consequência, há uma diminuição da flexibilidade articular, levando à anquilose, ou seja, os movimentos são cada vez mais reduzidos e a articulação permanece fechada e travada em uma posição, o que diminui sua vascularização e piora sua degeneração.
  • Ossos mais frases: observamos uma diminuição na síntese óssea e um aumento na reabsorção óssea, o que significa que os ossos se tornam cada vez mais frágeis em um cachorro com artrose.
  • Consequências vasculares: os capilares sanguíneos, que são pequenos vasos sanguíneos que nutrem os ossos e as articulações, diminuem de tamanho, e diminui também o retorno do sangue venoso para o coração (estase venosa) e a drenagem linfática é reduzida (estase linfática).
  • Consequências sobre o sistema nervoso: o sistema nervoso é cada vez menos estimulado, e essa hipoestimulação pode causar a inibição das células nervosas e uma paralisia parcial (paresia) dos músculos, ou mesmo uma paralisia completa a longo prazo.
  • Aumento de peso: tudo isso aumenta ainda mais à diminuição da atividade física, que leva ao ganho de peso, o que piora o quadro da artrose em cães.
Fisioterapia para cachorro com artrose - Artrose em cães

Fisioterapia para cachorro com artrose

A fisioterapia é o conjunto de tratamentos curativos ou preventivos baseados na ação da água, dos movimentos, de agentes térmicos (frio e calor), da eletricidade, de ondas sonoras e da luz. A maioria das técnicas aplicadas aos seres humanos foi adaptada aos animais, na fisioterapia veterinária, que se beneficiam há alguns anos de técnicas muito avançadas, como é o caso da fisioterapia canina.

Não existe um tratamento único de fisioterapia para cachorro com artrose, cada caso é diferente e apenas um veterinário treinado em reeducação funcional pode determinar, após examinar o cachorro, quais exercícios fisioterapêuticos serão adequados para ele.

Fisioterapia veterinária para artrose canina

De acordo com cada caso, as técnicas de fisioterapia podem envolver:

  • Crioterapia: o uso do frio contra a dor e a inflamação é uma técnica usada na fisioterapia para cachorro com artrose.
  • Termoterapia: o uso do calor e de suas propriedades analgésicas, também como preparação para o exercício na fisioterapia veterinária.
  • Hidroterapia: a redução do peso do animal sobre suas articulações, graças à flutuabilidade na água e ao efeito massageante da água, favorece o exercício, melhora a força muscular e a atividade cardíaca. Assim, se o veterinário tiver uma esteira submersa na água, ele poderá fazer seu cachorro caminhar ou nadar na água sem traumatismo. O exercício físico na água diminui a dor e a anquilose, e também limita a perda muscular.
  • Massagens: elas podem ter um efeito estimulante ou relaxante, dependendo do tipo de massagem, causar calor na área e aumentar a circulação sanguínea e a drenagem dos tecidos. Além disso, se a clínica veterinária ficar longe da casa do cachorro, o veterinário pode te ensinar técnicas de massagem para aplicar você mesmo essa técnica de fisioterapia para cachorro com artrose em sessões curtas em casa.
  • Cinesioterapia: o veterinário manipula suavemente as articulações do cachorro através de técnicas de alongamento, exercícios terapêuticos passivos ou mecanoterapia ativa com bolas, pranchas, cama elástica, ou também com exercícios de propriocepção.
  • Eletroterapia: pode servir para combater a dor (efeito analgésico) ou para aumentar a massa muscular do cachorro com artrose.
  • Ultrassonografia: nesse tratamento de fisioterapia para cachorro com artrose, o uso do ultrassom tem efeitos massageantes, de aquecimento e analgésicos nas áreas profundas dos tecidos.
  • Laser: tem um potente efeito analgésico, anti-inflamatório e antiedematoso para artrose em cachorro.
  • Ondas de choque: têm efeito desfibrosante sobre os tecidos.

É importante que todas as técnicas que você aplica ao seu cachorro com artrose em casa, sob a orientação do seu veterinário, sejam atraumáticas e indolores. Se seu cachorro sofre de artrose, saltos, esforços intensos, correr em pisos duros, subir e descer escadas são atividades que não recomendamos. Pelo contrário, prefira caminhadas curtas e, principalmente quando for possível, permita que seu cachorro nade na água, pois esta é uma excelente maneira de praticar uma fisioterapia natural e suave que fortalece os músculos e as articulações do seu parceiro.

Fisioterapia para cachorro com artrose - Fisioterapia para cachorro com artrose

Benefícios da fisioterapia para cachorro com artrose

Se o seu cachorro sofre de artrose, a fisioterapia é uma boa opção para ajudá-lo a combater essa doença degenerativa. Com os devidos cuidados, a fisioterapia permite:

  • Diminuir a dor, e às vezes diminuir o uso de medicamentos (remédios para artrose canina);
  • Conservar ou até restaurar a flexibilidade articular;
  • Manter ou recuperar a massa muscular;
  • Estimular o sistema nervoso e a vascularização dos tecidos;
  • Manter o cachorro com artrose em seu peso ideal;
  • Melhorar sua atividade cardíaca e sua condição física.

Quanto mais cedo você agir, mais eficiente será o tratamento terapêutico para artrose canina proposto pelo veterinário. De fato, as lesões causadas pela artrose a nível ósseo são irreversíveis, por isso é melhor evitar que elas apareçam.

Quanto aos problemas secundários à artrose, como amiotrofia, anquilose e ganho de peso corporal, a fisioterapia também pode ajudar a combatê-los, mas levará mais tempo se tiver início em um estágio avançado da doença.

Fisioterapia veterinária como tratamento preventivo

Para obter os melhores resultados e evitar a ocorrência de doenças como a artrose em cães, você pode começar a praticar fisioterapia em seu cachorro a partir dos 5 anos, nas raças grandes, e um pouco mais tarde para as raças pequenas. No caso de cachorros com displasia da quadril ou problemas osteoarticulares, é necessário garantir um acompanhamento regular assim que a doença for diagnosticada.

Nunca é tarde para ajudar seu cachorro e a fisioterapia vai, em todo caso, melhorar o seu conforto e mobilidade.

Aproveite para conferir esse artigo do PeritoAnimal com as10 dicas para escolher um bom veterinário.

Fisioterapia para cachorro com artrose - Benefícios da fisioterapia para cachorro com artrose

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Fisioterapia para cachorro com artrose, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças degenerativas.

Vídeos de Fisioterapia para cachorro com artrose

1 de 3
Vídeos de Fisioterapia para cachorro com artrose

Escrever comentário sobre Fisioterapia para cachorro com artrose

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Fisioterapia para cachorro com artrose
1 de 4
Fisioterapia para cachorro com artrose

Voltar ao topo da página