menu
Partilhar

Meu cachorro se esfrega no sofá - Causas e o que fazer

Por Marta Sarasúa, Etóloga e auxiliar veterinária. 7 julho 2022
Meu cachorro se esfrega no sofá - Causas e o que fazer

Ver fichas de  Cachorros

É frequente escutar tutores de cachorros comentando sobre o cachorro cavando no sofá ou como os seus cãezinhos parecem ter uma fixação pelo sofá da casa, pois se esfregam repetidas vezes contra ele, e sobem para rolar nele quando têm a oportunidade. Para muita gente, esse comportamento não é um problema, mas há aqueles para quem seria melhor se seus cães deixassem de fazer isso definitivamente. Nesse último caso, e da mesma forma que ocorre com qualquer outro comportamento, é imprescindível estabelecer a causa antes de iniciar qualquer tratamento de modificação comportamental.

Se alguma vez você já flagrou o peludo se esfregando pelo sofá, neste artigo do PeritoAnimal te contamos quais podem ser os principais motivos para ele fazer isso, e como você deveria agir em cada caso. Então venha descobrir com a gente por que o cachorro se esfrega no sofá e o que fazer.

Também lhe pode interessar: O que fazer se o meu cachorro chora a noite

1. Para modificar seu cheiro corporal depois do banho

Um dos momentos em que poderá observar com maior frequência o comportamento de de um cachorro se esfregando no sofá é depois de dar um banho no peludo. Ao utilizar shampoos, condicionadores e outros produtos de higiene canina, você está camuflando o cheiro natural do cachorro e, apesar de esses aromas parecerem muito agradáveis para você, o animal geralmente os detesta. Como consequência, o cachorro buscará áreas onde possa se esfregar vigorosamente com o objetivo de eliminar a fragrância química do seu corpo e recuperar a sua própria. Essas áreas não são escolhidas sem motivo. Na verdade, elas correspondem a aqueles lugares que conservam melhor o cheiro do cachorro (como o sofá ou a cama), ou que têm um cheiro mais intenso (grama, terra ou excrementos, por exemplo)

O que fazer nesse caso?

Essa reação é completamente normal nos cachorros, e por isso você não deve se preocupar caso o cachorrinho saia se esfregando contra os móveis depois de receber um banho. Agora, se quiser evitar que ele faça isso, leve-o para passear depois de lhe dar banho, ou brinque com ele para distrai-lo. Evite utilizar produtos que tenham cheiro muito forte, e não passe colônia para cachorros, não é necessário! Você também pode bloquear temporariamente o acesso ao sofá e deixar com o cachorro uma manta que tenha o cheiro dele, caso queira se esfregar nela.

2. Precisa aliviar a coceira em alguma parte do corpo

Os cachorros se coçam usando as unhas de suas patas traseiras ou seus dentes, mas às vezes eles sentem um incômodo muito intenso ou uma coceira em alguma parte do corpo que não conseguem alcançar, então recorrem a algum móvel, superfície ou objeto para se aliviarem. Nesse sentido, eles utilizam com muita frequência o sofá para coçar as laterais do corpo, as costas ou a cara, se esfregando contra ele várias vezes.

O que fazer nesse caso?

Se o cachorro se esfrega no sofá para se coçar, basta encontrar e tratar a causa da coceira para que ele pare com essa conduta. Para isso, você tem que observar bem o cachorro, identificar as áreas em que ele sente mais coceira e explorar seu corpo em busca de algum sinal, como pulgas, falta de pelo ou áreas avermelhadas. As causas mais frequentes de coceira em cães são os parasitas externos, as infecções bacterianas ou fúngicas e as dermatites alérgicas. Se observar que o cachorro começou a se coçar muito ou a se esfregar no sofá quando, antes, ele não fazia isso, leve-o ao veterinário para que façam um exame nele.

Meu cachorro se esfrega no sofá - Causas e o que fazer - 2. Precisa aliviar a coceira em alguma parte do corpo

3. Para liberar estresse e energia acumulada

Nos cachorros, existe um comportamento curioso que recebe, na sigla em inglês, o nome de FRAP (frenetic random activity period) ou zoomie, o que, em português, se traduziria como "período aleatório de atividade frenética", e que consiste no fato de o animal começar a correr de forma descontrolada, adotando uma postura encurvada característica e seguindo sempre na mesma trajetória. Também é possível que, no meio de um FRAP, o cachorro comece a se esfregar de forma brusca contra o sofá ou outras superfícies, ou você pode perceber que o cachorro arranha o sofá energicamente. Esse comportamento aparece de maneira ocasional, principalmente em cães jovens, com o objetivo de liberar a energia acumulada depois de um momento estressante ou excitante. Por exemplo: depois de dar banho neles, de secá-los com o secador, ou depois de brincar de jogar uma bola várias vezes para eles no parque.

Dessa forma, se o cachorro se esfrega no sofá e, além disso, você notar que ele tem uns ataques de loucura, o mais provável é que essa seja a causa desses comportamentos repentinos.

O que fazer nesse caso?

Provavelmente, esse comportamento te surpreenderá muito na primeira vez que o vir, e você pode até pensar que está acontecendo algo de ruim com o cachorro ou que ele "ficou maluco", mas não se preocupe: os FRAP são algo totalmente normal, caso não aconteçam com frequência excessiva. Quando o cachorro está liberando energia, seu comportamento é muito intenso e exagerado e ele costuma não ter consciência de onde está pisando.

Por isso, certifique-se de tirar do caminho dele qualquer objeto ou móvel contra o qual ele possa esbarrar, e não tente fazê-lo parar bruscamente, pois pode machucá-lo. Episódios de atividade frenética duram apenas alguns segundos, e, no final, o cachorro se tranquiliza. Se quiser evitar que o peludo estrague o sofá, procure se antecipar e impeça o cachorro de ter acesso a ele durante o FRAP, ou cubra o sofá com uma capa protetora para que não se suje.

Agora, se trata-se de um caso mais grave de estresse, o mais adequado é encontrar a causa que provoca essa situação e tratá-la o quanto antes.

4. Quer chamar sua atenção

Uma das principais formas de aprendizagem dos cachorros é através da associação entre dois eventos ou entre um comportamento e suas consequências. Se um comportamento concreto implica para o animal um resultado prazeroso e positivo, o cachorro tenderá a repetir esse comportamento, e se, caso contrário, a consequência é negativa, o cão diminuirá o comportamento.

Se alguma vez você tiver prestado uma atenção especial ao cãozinho, se aproximou e fez carinho nele, brincou com ele ou, ao vê-lo fazer traquinagens sobre o sofá, reforçou esse comportamento de qualquer outra maneira, é possível que ele tenha aprendido que realizar essa conduta é uma forma maravilhosa de chamar a sua atenção e, como consequência, ele a repete toda vez que fica entediado ou quando quer que você interaja com ele.

O que fazer nesse caso?

É muito frequente que, como tutores, reforcemos comportamentos sem querer. Se você quer que o cachorro deixe de se esfregar contra o sofá e acha que ele faz isso para chamar sua atenção, o que deve fazer é submeter esse comportamento a um processo de extinção, ou seja, você terá que ignorá-lo e deixar de reforçá-lo quando acontecer, para que, pouco a pouco, a frequência com que ele aparece diminua. Ao mesmo tempo, você deverá reforçar outros comportamentos alternativos e que sejam mais adequados.

É preciso saber que, quando iniciar um processo de extinção, o normal é que, durante os primeiros dias, se produza uma "explosão de conduta", ou seja, o comportamento que você pretende eliminar se tornará mais e mais intenso, até que, finalmente, começará a diminuir. Isso é porque o cachorro, ao não entender o porquê de seu comportamento já não lhe oferecer o mesmo resultado de antes, o exagera cada vez mais, até entender que já não lhe é mais útil. É importante que você tenha paciência e que não reforce o comportamento do cachorro no sofá, por mais intenso que ele se torne.

5. Por prazer

Outra causa possível para o cachorro se esfregar no sofá ou se revirar sobre ele é porque, simplesmente, ele gosta e tem uma sensação prazerosa, sem precisar sentir coceira ou desconforto em seu corpo. Os cães, muitas vezes, se estiram e brincam sobre uma superfície confortável para eles quando estão tranquilos, contentes ou descansando. Aliás, ao fazer isso, eles deixam seu próprio cheiro no sofá, criando um entorno no qual se sentem seguros.

O que fazer nesse caso?

É totalmente compreensível que o cãozinho ache prazeroso brincar no sofá, e, se ele vir que tem a oportunidade de fazer isso, não hesitará em tirar uma boa soneca sobre ele. Para evitar esse comportamento, é necessário ensinar o cachorro, desde o primeiro momento, a não subir ali, nem a esfregar-se contra o móvel, delimitando seu acesso e lhe oferecendo alternativas que lhe permitam saciar igualmente essa necessidade. Por exemplo: colocar várias camas de qualidade em diferentes pontos da casa para que ele possa escolher onde descansar, e lhe dar um reforço quando as utilizar. É importante criar normas consistentes e que todos os membros da família respeitem, pois se num dia você permite que seu cãozinho suba no sofá, e em outros o repreende por isso, criará nele muita confusão e frustração, o que pode resultar em problemas comportamentais ou emocionais importantes.

Agora que você sabe por que os cachorros se esfregam no sofá, verifique qual é a causa exata pela qual o seu está fazendo isso, e trate-a, caso seja necessário.

Neste outro artigo te mostramos formas de ensinar o cachorro a não subir no sofá.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meu cachorro se esfrega no sofá - Causas e o que fazer, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
joyce mara do nascimento
É por isso que é bom treinar bem o cachorro, para não subir no sofá
Meu cachorro se esfrega no sofá - Causas e o que fazer
1 de 2
Meu cachorro se esfrega no sofá - Causas e o que fazer

Voltar ao topo da página