Problemas de comportamento

Meu cachorro foi mordido por outro cachorro, o que fazer?

Marta Sarasúa
Por Marta Sarasúa, Etóloga e auxiliar veterinária. 22 novembro 2022
Meu cachorro foi mordido por outro cachorro, o que fazer?
Cachorros

Ver fichas de  Cachorros

Presenciar uma briga entre dois ou mais cachorros sempre é muito desagradável, especialmente quando seu cão é um dos envolvidos. Nesse caso, o melhor que se pode fazer é prevenir a situação, analisando a linguagem dos animais e aprendendo a antecipar um possível ataque no momento em que perceber qualquer sinal de tensão ou incômodo entre os cães.

Se o cachorro foi mordido por outro cachorro, o que fazer? É sobre isso que falaremos neste artigo do PeritoAnimal, além de explicar as causas que levam um cachorro a morder o outro e como é possível prevenir tal situação.

Índice

  1. Por que meu cachorro morde outros cachorros?
  2. O que fazer se meu cachorro morder outro cachorro?
  3. O que acontece se meu cachorro morder outro cachorro?
  4. Qual remédio usar para mordida de cachorro em outro cachorro?

Por que meu cachorro morde outros cachorros?

São muitos os motivos pelos quais um cachorro ataca outros, e o primeiro passo antes de intervir é ser capaz de reconhecer o motivo do comportamento para poder previni-lo e trabalhá-lo caso necessário, pois nem todos os ataques estão necessariamente relacionados com um problema de agressividade.

A seguir, explicamos algumas das causas mais frequentes pelas quais um cachorro pode morder outro:

  • Brincadeira: os cachorros brincam entre si se perseguindo e mordendo e, ainda que não tenham a intenção de machucar, uma dinâmica de brincadeira mais brusca ou um excesso de energia podem levar um cachorro a lesionar outro. Nesse caso, a ferida (se houver) será superficial e o mais provável é que o cachorro afetado choramingue ou pare brincar imediatamente.
  • Medo ou insegurança: uma das causas mais frequentes pelas quais um cachorro morde outro é porque ele está assustado ou se sente inseguro na presença do outro cachorro. A probabilidade de ocorrer um ataque aumenta se o cão em questão estiver preso à coleira, não souber se comunicar de modo eficaz ou não tiver a possibilidade de abandonar a situação causadora de estresse. Isso geralmente acontece, sobretudo, no caso de animais que não foram devidamente socializados, que passaram por experiências traumáticas ou que foram educados por meio de castigos.
  • Proteção de recursos: esse tipo de agressão ocorre quando entra em cena um recurso limitado valioso para dois ou mais cães e todos querem ter acesso a ele, por exemplo: um pedaço de carne, uma guloseima ou uma bola. Se os animais não conseguirem se comunicar de forma eficaz e estabelecer uma ordem de acesso ao recurso, pode ocorrer uma briga.
  • Problemas de comunicação: os cães contam com uma linguagem própria muito ampla que inclui expressões faciais, movimentos corporais e sons. Os animais socializados e que cresceram em um ambiente favorável sabem utilizar esses sinais com perfeição, seja com outros cachorros ou com humanos. Se um animal está incomodado frente a presença de outro indivíduo, irá indicar isso por meio da linguagem para se afastar ou parar o comportamento. Contudo, se o indivíduo em questão não compreende os sinais, ao cão não restará outro remédio: ele vai morder para se fazer entender, autorreforçando essa conduta.
  • Agressividade por causas orgânicas: sofrer de uma doença, sentir dor ou ter genes específicos também são possíveis causas de comportamento agressivo que devem ser avaliadas. Para isso e em caso de suspeita de eventual patologia, o melhor é ir a um veterinário para avaliar o animal e realizar os exames pertinentes.
  • Territorialidade: alguns cachorros só mostram um comportamento agressivo quando outro animal entra em sua casa. A defesa do território ou do grupo social é uma característica própria de alguns cães, sendo determinada por vários fatores, como genética ou aprendizagem.
  • Agressão intrasexual: na agressão intrasexual, o cão ataca apenas outro cão do mesmo sexo. Esse tipo de agressividade é observado com mais frequência em machos adultos do que em fêmeas, embora possa ocorrer em ambos os sexos.

O que fazer se meu cachorro morder outro cachorro?

Em um grande número de ocasiões, os encontros entre dois cães limitam-se a uma série de rosnados, marcas e movimentos rápidos e bruscos que utilizam como meio de comunicação e, embora sejam assustadoras para nós, estas situações não costumam causar lesões. Essas brigas podem aparecer, por exemplo, quando um ou mais animais estão estressados, superexcitados ou quando há recursos valiosos envolvidos, caso onde o mais comum é que um dos dois cães acabe saindo da área, encerrando assim o conflito.

No entanto, certos contextos podem desencadear uma briga real entre dois ou mais cachorros e se, antes que você tenha tempo de fazer qualquer coisa, seu amigo peludo atacar e morder outro cachorro, você deve saber como agir com rapidez e precisão para evitar que a situação se agrave.

Aqui estão algumas dicas para que você saiba o que fazer se seu cachorro morder outro cachorro:

  • Mantenha a calma: isso parece complicado quando estamos enfrentando uma briga de cães, mas é essencial estar calmo para pensar com clareza. Você não deve gritar com os cachorros ou bater neles para tentar separá-los, pois isso só aumenta o estresse dos animais e piora a situação.
  • Tente chamar a atenção do seu cão: se o conflito não for grave, uma distração pode fazer com que um dos cachorros abandone a briga. Tente chamar seu cachorro com uma voz alegre, fazer barulho com um brinquedo ou correr na frente dele para incentivá-lo a correr atrás de você e, se ele se aproximar, nunca o castigue por brigar, pelo contrário, elogie-o por atender ao chamado.
  • Manifeste-se sobre o agressor: se seu cachorro é o que tiver iniciado o ataque e não soltar o outro animal, você deve agir diretamente em relação a ele, por o provável ser que quando seu amigo peludo soltar o outro cão, este último saia andando imediatamente.
  • Não puxe os cachorros: um erro frequente que se costuma cometer na hora de tentar separar um cachorro que está prendendo outro (isto é, que está agarrado e não solta) é puxar ambos os animais pela coleira ou pelas patas e puxá-los em direções opostas. Isso é perigoso, porque pode causar um rasgo significativo, piorando a gravidade das lesões.
  • Imobilize seu cão: para evitar que seu cachorro empurre outro, coloque o corpo do animal entre as suas pernas para imobilizá-lo, e tente fazê-lo abrir a boca. Para isso, você pode tentar usar um objeto para erguer a mandíbula ou tentar cortar o fluxo de ar para forçá-lo a puxar o ar pela boca. Este último pode ser feito usando a guia da coleira ou um cinto, colocando-o debaixo do pescoço e puxando para cima ou cobrindo o nariz.
  • Afaste-se e tranquilize o cão: quando você não conseguir separar os cachorros, afaste-se um pouco com seu cão, mas não saia completamente da área da briga e, claro, não bata nem castigue seu cachorro pelo que acabou de acontecer, já que é contraproducente e pode piorar o comportamento do animal.

É preciso ter muito cuidado com as chamadas mordidas redirecionadas, já que em um momento de tanta tensão é fácil para qualquer um dos dois cães acabar mordendo você involuntariamente como consequência do estresse e frustração do momento.

Meu cachorro foi mordido por outro cachorro, o que fazer? - O que fazer se meu cachorro morder outro cachorro?

O que acontece se meu cachorro morder outro cachorro?

Uma vez que ambos os animais foram separados, é hora de avaliar a extensão dos ferimentos. Tanto você quanto o tutor do outro cão devem examinar bem seus amigos peludos, tocando seu corpo suavemente e mantendo a calma para tentar, simultaneamente, tranquilizá-lo. Se o seu cão estiver muito nervoso e não deixar você tocar nele, leve-o um pouco para uma área tranquila e lhe dê tempo para se recuperar.

Uma vez feito isso, certifique-se de falar com o tutor do outro cachorro para esclarecer a situação. Tente manter-se tranquilo e compreensivo, já que provavelmente a outra pessoa estará alterada pelo susto e é melhor evitar uma discussão. Se seu cachorro não tiver provocado ferimentos no outro animal ou estes sejam superficiais, é bem provável que o outro tutor lhe peça, simplesmente, para arcar com os gastos do veterinário.

Mesmo assim, também é possível que ele decida chamar a polícia para fazer uma denúncia contra você e, nesse caso, você deverá colaborar e fornecer os dados solicitados. A polícia pedirá sua documentação e vai querer saber se o cachorro está vacinado. É importante dizer a verdade pois, se nenhum dos cães estiverem vacinados, ou apenas um deles, será preciso seguir um protocolo de vacinação urgente para impedir o desenvolvimento de possíveis doenças.

Além disso, diversas decisões da justiça brasileira têm estabelecido o pagamento de indenizações por perdas e danos após ataques de cachorros. Caso seu cão tenha mordido outros cães em outras ocasiões, tenha causado ferimentos graves ou tenha causado a morte do outro animal, a polícia lhe dirá que seu amigo peludo deve passar por um exame veterinário e ficar em uma quarentena, além de passar por um teste de comportamento.

Qual remédio usar para mordida de cachorro em outro cachorro?

Se seu cachorro foi mordido por outro cachorro, você precisa levá-lo ao veterinário para seguir o protocolo de saúde e investigar se é preciso tomar alguma vacina ou realizar o tratamento da ferida, de acordo com sua gravidade.

Nas primeiras 24 horas também pode ser necessário dar antibióticos via oral para o pet. Alguns veterinários preferem usar a amoxicilina com clavulanato para tratar as mordidas. Já ao redor da ou das feridas, é recomendado tosar o pelo e aplicar uma pomada anti-inflamatória e antibiótica.

Aqui no PeritoAnimal temos um artigo sobre remédios caseiros para cicatrizar feridas em cachorros que também podem ser bastante úteis se o cachorro foi mordido para outro cachorro. Mas reforçamos que, devido à possibilidade de transmissão de doenças, sempre é indicado ir ao veterinário nestes casos, especialmente se o seu cachorro não estiver com as vacinas em dia.

Agora que você já sabe o que fazer se o cachorro for mordido por outro cachorro, recomendamos a leitura deste outro artigo no qual falamos sobre quantas vacinas um cachorro precisa tomar na vida.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meu cachorro foi mordido por outro cachorro, o que fazer?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Banan
Meu cachorro foi mordido por outro e ficou muito machucado...
1 de 2
Meu cachorro foi mordido por outro cachorro, o que fazer?