Partilhar

Gato que não cresce: causas e o que fazer

Gato que não cresce: causas e o que fazer

Ver fichas de  Gatos

Os primeiros meses de vida dos gatinhos são caracterizados por um crescimento rápido. Porém, em alguns casos, podemos notar que o nosso pequeno não está crescendo tanto quanto deveria. Os gatinhos são tão vulneráveis que a presença de parasitas ou a alimentação inadequada pode interferir no seu desenvolvimento adequado. No entanto, existem outras causas que explicam porque um gato não cresce.

Neste artigo do PeritoAnimal, revemos as principais razões pelas quais um gato não cresce ou ganha peso e mostramos o que fazer - Gato que não cresce: causas e o que fazer.

Também lhe pode interessar: Porque o meu cachorro não cresce?

Meu gato não cresce: causas

Em primeiro lugar, é importante destacar que existe uma raça de gatos conhecida como gato munchkin e caracterizada pelo seu pequeno tamanho devido às suas patas curtas. Portanto, se você adotou um gatinho e não sabe se ele pertence a essa raça ou não, a primeira coisa que recomendamos é consultar seu veterinário para confirmar se é munchkin ou não.

Tendo dito isto e tendo excluído a raça como causa, os filhotes devem ser mantidos com a mãe e irmãos pelo menos durante as primeiras oito semanas de vida. É por isso que é normal que os adoptemos quando têm cerca de dois meses. Dependendo da sua origem, podemos receber o novo membro da família desparasitado, vacinado e bem acostumado a comer sozinho e sólido. Porém, nem sempre encontramos esta situação ideal, o que pode explicar por que o gato não cresce.

Assim, um gatinho que não tenha sido desparasitado internamente corre o risco de ter um crescimento reduzido, além de sofrer outros sintomas como diarreia, vômitos, mau aspecto do pelo ou anemia. Logo, se você não sabe se o gatinho visitou o veterinário ou se tem dúvidas, o melhor a fazer é ir a uma clínica assim que receber o gatinho em casa. Aí este profissional irá verificar e recomendará os medicamentos necessários.

Por outro lado, a alimentação é sempre fundamental para o bem-estar dos animais. Se em gatos adultos uma má nutrição pode causar problemas, muito mais comprometida será a situação dos filhotes já que, se não estiverem bem nutridos, o seu crescimento será dificultado. É por isso que é essencial proporcionar uma boa alimentação, com um menu adequado à idade do pet, para garantir que todas as necessidades nutricionais dele são satisfeitas. Se você optar por uma dieta caseira, deve estar muito consciente de que não é sinónimo de oferecer os restos da sua comida ao filhote. É necessário preparar um menu com o conselho de um veterinário especializado.

Gato que não cresce: causas e o que fazer - Meu gato não cresce: causas

Outras causas de nanismo em gatos

Embora a má nutrição ou a presença de parasitas possa explicar porque um gato não cresce e engorda como deveria, existem outras causas, embora raras. Em geral, os gatinhos nascem aparentemente saudáveis e é à medida que vão completando semanas de vida que os sintomas começam a aparecer, sobretudo o crescimento atrofiado. Isto será mais evidente se o pequeno permanecer ao lado de seus irmãos, já que é possível estabelecer comparações. Um gatinho anão pode estar sofrendo de doenças que afetam o desenvolvimento e causam outros sintomas. Estas doenças, pouco frequentes, são:

  • Hipotiroidismo congênito: é devido a um problema na tireóide que impede a síntese de seus hormônios e, além do nanismo desproporcional, os gatinhos afetados têm pescoço e patas curtas, rosto largo, alterações no sistema nervoso e, ao nível do cérebro, atraso na mudança da dentição, apatia, inapetência, pelo baço, baixa temperatura, etc.
  • Mucopolissacaridose: são doenças devidas a deficiências enzimáticas. Os gatinhos afetados são pequenos, com cabeça e orelhas pequenas, rosto largo, olhos bem abertos, cauda curta, marcha desajeitada, atrofia da retina, problemas ósseos, neurológicos e cardíacos, paralisia, etc.
  • Nanismo hipofisário: é causado por um défice na hormona de crescimento. Provoca prisão de ventre, atraso na dentição, vômitos ou desidratação, além de um tamanho pequeno, mas proporcional.
  • Shunt postossistêmico: neste caso há um problema circulatório que impede que as toxinas do corpo sejam purificadas, passando diretamente para a corrente sanguínea e causando diferentes sintomas, incluindo atraso de crescimento e problemas a nível mental.

Meu gato não cresce, o que fazer?

Tendo revisado várias situações que podem explicar porque um gato não está crescendo ou ganhando peso, se você suspeita que é o caso do seu filhote, a coisa mais fácil a fazer é começar por desparasitá-lo e alimentá-lo com um uma dieta adequada para esta etapa de sua vida. Em pouco tempo, se este é realmente problema, você deveria ver melhorias.

Se o pet já come bem e foi desparasitado, é essencial que você visite o seu veterinário. Ele deve estabelecer um diagnóstico diferencial entre doenças como as que explicamos. Para isso, são efectuados diferentes testes que incluirão análises ao sangue ou raios-X. Dependendo do resultado, o prognóstico irá variar.

Gato que não cresce: causas e o que fazer - Meu gato não cresce, o que fazer?

Tratamentos para gato que não cresce

Infelizmente, nem todas as doenças que explicam por que um gato não cresce têm cura. Quando há um hipotiroidismo, é possível fazer o gato crescer, melhorar os seus sintomas e oferecer uma boa qualidade de vida se seguirmos o tratamento hormonal que o veterinário recomenda. O shunt pode ser operado, embora nem sempre seja possível, e para a mucopolissacaridose existe a possibilidade de tratar os sintomas, mas o prognóstico, em ambos os casos, será reservado. Os gatinhos com nanismo hipofisário geralmente não resistem e falecem.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato que não cresce: causas e o que fazer, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Barneto, Alberto. Hipotiroidismo congénito en un gatito. Gemfe Boletín Digital 6. 3-2012. pp. 3-7.
  • Mucopolisacaridosis en gatos. (2001). Portal Veterinaria.
  • Silvestrini P., Piviani M. y Ruiz de Gopegui, R. (2008). Enanismo hipofisario congénito en un gato siamés. Clin. Vet. Peq. Anim. 28.3. pp. 169-172.

Escrever comentário sobre Gato que não cresce: causas e o que fazer

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
A sua avaliação:
Grazi
Minha gata já tem 5 anos e nao cresceu muito, os olhos sao bem abertos (meio esbugalhados), ela é magra mesmo com alimentacao balanceada e agua fresca a disposicao. Estou preocupada porque ela esta aparentando falta de ar, respira com a boca aberta e só fica embaixo da minha cama, assustada e com medo. Pfv me respondam logo
Administrador PeritoAnimal
Oi! Apenas um veterinário pode fazer um exame físico do seu pet para chegar a um diagnóstico e recomendar o tratamento adequado para o caso. Recomendamos que você consulte um profissional o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
maria selma alves
minha gatinha, não cresceu e é bem, magra, é uma persa , o que pode ser?
A sua avaliação:
Alicia
Minha gata começou a ter isso, eu queria levar no veterinário mas tá tudo fechado, eu não sei se é rabuja, podem me ajudar?
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Alicia! Sem ver a sua gata, não podemos te ajudar. Que sintomas ela tem?

Gato que não cresce: causas e o que fazer
1 de 3
Gato que não cresce: causas e o que fazer

Voltar ao topo da página