menu
Partilhar

Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos

 
Por Cristina Pascual, Veterinária. 2 novembro 2021
Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos

Ver fichas de  Cachorros

Embora os cães tenham um sistema digestivo incapaz de digerir e absorver fibras, é um nutriente necessário em sua dieta que proporciona benefícios importantes para sua saúde intestinal. Como regra geral, os cachorros precisam de 2-5% de fibra em sua dieta, embora existam certas situações fisiológicas e patológicas que fazem com que este valor deva ser mais alto.

Se você quiser saber mais sobre fibras para cachorros, não perca o seguinte artigo do PeritoAnimal no qual explicamos sua importância na dieta dos cães, assim como os alimentos ricos em fibras e quais suplementos são indicados.

Também lhe pode interessar: A importância do cálcio para cachorros

Por que a fibra é importante para os cachorros

Os cachorros são animais monogástricos (têm apenas um estômago), o que significa que não são capazes de digerir fibras. Entretanto, apesar do fato de não digeri-la, a fibra proporciona importantes benefícios para a saúde intestinal, tornando-a um nutriente necessário na dieta de um cão. Em concreto, a fibra deve representar entre 2-5% da matéria seca na alimentação de um cachorro.

Os principais benefícios da fibra para os cachorros são os seguintes:

  • A fibra adiciona volume à comida e cria uma sensação de saciedade, o que é particularmente relevante nos cães, pois são animais muito vorazes que não são se saciam com facilidade.
  • A fibra insolúvel (aquela que tem altas quantidades de celulose e lignina) acelera a velocidade do trânsito intestinal, o que é benéfico especialmente em animais com tendência à prisão de ventre.
  • Uma quantidade adequada de fibra solúvel na dieta regula a consistência das fezes. Quando a ingestão de fibras solúveis é baixa, as fezes não são suficientemente formadas (menos consistentes), o que pode levar à impacção dos sacos anais, um processo que causa grande dor e desconforto em cães.
  • Como mencionado acima, os cachorros não possuem as enzimas necessárias para digerir os açúcares da fibra, por isso é um nutriente que não serve como uma fonte direta de energia para o animal. Entretanto, uma vez que a fibra atinge o intestino grosso, ela é fermentada pela microbiota intestinal (bactérias e leveduras), fornecendo energia a esses microorganismos e promovendo o crescimento de microbiota intestinal benéfica. A fibra é, portanto, considerada um prebiótico.

Além disso, existem certas situações fisiológicas e patológicas nas quais é recomendável aumentar a quantidade de fibra na dieta do cachorro, uma vez que ela proporciona benefícios importantes quando encontramos indivíduos nessas situações:

  • Idade avançada: em cães mais velhos é aconselhável aumentar o consumo de fibra por dois motivos. Por um lado, o metabolismo basal diminui em até 20%, o que significa que a ingestão de energia da dieta precisa ser reduzida. Uma maneira eficiente de reduzir a energia na ração sem reduzir a saciedade é aumentar os níveis de fibra. Além disso, os cachorros mais velhos são propensos à prisão de ventre, portanto o aumento do nível de fibra insolúvel, juntamente com o aumento da ingestão de água e exercício moderado, promoverá o trânsito intestinal.
  • Obesidade: em cães acima do peso, a quantidade de fibra pode ser aumentada em até 15%, pois cria uma sensação de saciedade e adiciona volume à dieta sem aumentar o valor energético. Saiba mais sobre como tratar a obesidade em cães lendo o seguinte artigo do PeritoAnimal.
  • Diabetes: A dieta dos cães diabéticos se caracteriza por ser pobre em gordura (menos de 15%) e, acima de tudo, muito rica em fibras (entre 15-22%, tanto em fibras solúveis quanto insolúveis). As fibras são particularmente importantes na dieta dos cães diabéticos, pois reduzem a absorção de glicose e reduzem as necessidades de insulina. Se você quer saber tudo sobre diabetes em cães - Sintomas, tratamento e complicações, não hesite em visitar este link do PeritoAnimal.
  • Processos digestivos: cães com processos diarréicos como enterite ou doença inflamatória intestinal (IBD) precisarão de dietas mais ricas em fibra solúvel, pois esta absorve parte da água durante a digestão e ajuda a conseguir mais fezes formadas. Em contraste, os cães propensos à prisão de ventre precisarão de uma dieta mais rica em fibras insolúveis, o que aumentará a velocidade do trânsito intestinal.
Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos - Por que a fibra é importante para os cachorros

Alimentos ricos em fibra para cachorros

Há uma grande variedade de alimentos ricos em fibras para cachorros. As opções mais utilizadas como fonte de fibras para cães são vegetais, subprodutos vegetais e grãos integrais.

  • Vegetais (frutas e verduras). Os principais legumes e verduras com fibra para cachorros são cenouras, abóbora, espinafre, acelga, ervilhas e feijão verde. Lembre-se de que todos eles devem ser servidos cozidos, não crus. Frutas como as maçãs também são uma boa fonte de fibras para cães, embora não devam ser oferecidas em excesso e, quando você der para o cachorro, o caroço e as sementes devem ser removidos, pois podem ser tóxicas.
  • Subprodutos de origem vegetal. Entre elas, as polpas são especialmente recomendadas porque fornecem fibra solúvel. Uma das mais utilizadas como fonte de fibras para cães é a polpa de beterraba.
  • Cereais integrais e farelo. O arroz integral ou farelo de trigo também são uma boa fonte de fibras para cachorros.

Saiba mais no PeritoAnimal sobre as frutas e legumes proibidos para cães e seja capaz de cuidar perfeitamente da dieta do seu companheiro peludo.

Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos - Alimentos ricos em fibra para cachorros

Suplementos de fibra para cachorros, quando são necessários?

A dieta de um cachorro deve incluir entre 2-5% de fibra, de modo que a grande maioria das rações respeita estas faixas para atender às necessidades nutricionais dos peludos. No entanto, também apontamos que existem certas situações fisiológicas e patológicas em que é necessário aumentar a porcentagem de fibra na dieta.

Como lembrete, as situações em que um cachorro necessitará de uma maior ingestão de fibras são as seguintes:

Para atender às crescentes exigências de fibras nestes casos, você pode optar por administrar um suplemento dietético com fibras. Estes suplementos são geralmente feitos de ingredientes vegetais e farelo e, portanto, têm uma alta concentração de fibra. Uma alternativa aos suplementos de fibras pode ser a administração de ração para cachorro que contenham fibras. Existem rações no mercado que são especificamente formuladas para os casos descritos acima (alimentos sênior, alimentos leves, alimentos diabéticos ou gastrointestinais). Independentemente da forma como você decidir fornecer fibra ao cão, lembre-se de consultar um veterinário antes para evitar qualquer efeito indesejável.

Agora que você sabe tudo sobre fibra para cachorros, não perca o vídeo a seguir em que falamos sobre como engordar um cachorro:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Bibliografia
  • Federación Europea de Fabricantes de Alimentos para Animales de Compañía. (2017). Guías nutricionales para alimentos completos y complementarios para perros y gatos.
  • Federación Europea de Fabricantes de Alimentos para Animales de Compañía. (2020). Falsos mitos de los carbohidratos en perros y gatos.
  • Kellyl, N. (2002). Manual de nutrición y alimentación en pequeños animales. J.M. Sastre vida.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos
1 de 3
Fibra para cachorros - Importância, alimentos e suplementos

Voltar ao topo da página