menu
Partilhar

Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 16 fevereiro 2021
Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos

Ver fichas de  Gatos

A diarreia é o sinal clínico que mais indica doença intestinal na espécie felina, sendo frequente em gatos mais velhos, bem como o oposto: a constipação ou prisão de ventre. Enquanto nos gatos mais novos a diarreia é especialmente causada por reações adversas a alimentos, parasitas ou doenças infecciosas, quando ocorre em gatos idosos é mais frequentemente o resultado de doenças orgânicas, hipertiroidismo, doença inflamatória intestinal ou tumores. Algumas causas têm tratamento fácil, mas em outras a expectativa de vida do nosso gato pode ser muito prejudicada.

Quer saber as causas e tratamentos da diarreia em gatos mais velhos? Continue a ler este artigo do PeritoAnimal para saber por que seu gato está sofrendo com este problema.

Também lhe pode interessar: Tumores em gatos idosos

Tipos de diarreia em gatos idosos

A diarreia em gatos ocorre quando há excesso de água nas fezes, o que pode resultar num aumento da frequência de defecação, da fluidez das fezes ou de seu volume. Nas doenças do intestino delgado, a diarreia ocorre quando o conteúdo intestinal excede a capacidade de absorção do intestino grosso ou causa secreção crônica de água, enquanto que a diarreia do intestino grosso ocorre quando não resta nenhum segmento do intestino grosso para absorver a água.

A diarreia do intestino delgado é caracterizada por:

  • Fezes de grande volume.
  • Frequência normal ou aumentada.
  • Fezes sem consistência.
  • Pode aparecer digerido.
  • Acompanhada por perda de peso, vômitos ou sinais sistêmicos.

A diarreia do intestino grosso apresenta:

  • Grande aumento da frequência.
  • Fezes de volume normal, aumentado ou diminuído.
  • Urgência de defecar.
  • Presença de muco.
  • Possui ou não consistência.
  • O sangue fresco pode aparecer.

Também é possível diferenciar outros dois tipos de diarreia em gatos a partir de sua duração:

  • Aguda: com duração inferior a duas semanas.
  • Crônica: aquela que persiste por mais de 2-3 semanas.

Causas da diarreia em gatos idosos

A diarreia em gatos idosos pode ser causada por múltiplas patologias e infecções. Embora os gatos filhotes sejam mais propensos à diarreia infecciosa, ela também pode ocorrer em gatos idosos, especialmente com certas bactérias, fungos, vírus e parasitas.

Em gatos de até 6 anos de idade, a diarreia devido a doença inflamatória intestinal ou reação adversa ao alimento é mais comum, enquanto que em gatos idosos, os tumores intestinais são mais comuns do que a doença inflamatória intestinal. No entanto, essas doenças também podem ocorrer em gatos mais velhos e devem fazer parte do diagnóstico diferencial.

Em geral, as possíveis causas de diarreia em gatos idosos são as seguintes:

  • Hipertireoidismo.
  • Linfossarcoma intestinal.
  • Adenocarcinoma intestinal.
  • Mastocitoma intestinal.
  • Insuficiência pancreática exócrina.
  • Pancreatite.
  • Doença Hepatobiliar.
  • Doença renal.
  • Pólipo colorretal.
  • Corpo estranho.
  • Colite ulcerativa (ingestão de plantas tóxicas ou alimentos inadequados)
  • Intussuscepção (quando parte do intestino se dobra, causando bloqueio ou obstrução de passagem).
  • Hérnia perianal ou tumor.
  • Doença inflamatória intestinal.
  • Enteropatia perdedora de proteínas.
  • Medicamentos, como antibióticos.
  • Reação adversa aos alimentos.
  • Bactérias: Salmonela, Campylobacter, Clostridium perfringes.
  • Vírus: coronavírus felino, leucemia felina e imunodeficiência felina.
  • Parasitas: Toxoplasma gondii.
  • Fungos: Histoplasma.

Sintomas de um gato com diarreia

Os sintomas que um gato com diarreia manifestará dependerão da doença que o provoca e do tipo de diarreia que é (intestino delgado ou grosso). Em geral, esses são os sinais da diarreia em gatos mais velhos:

  • Perda de peso.
  • Vômitos em muitos casos.
  • Apetite variável, possivelmente com anorexia ou polifagia (hipertiroidismo).
  • Flatulência.
  • Desidratação.
  • Fraqueza
  • Letargia.
  • Costas arqueadas (indicando dor abdominal).
  • Palidez das membranas mucosas em caso de anemia devida a perda de sangue gastrointestinal.
  • Icterícia se a doença do fígado ou do trato biliar estiver presente.
  • Polidipsia (beber mais água) em alguns gatos para compensar as perdas ou como consequência de doença renal ou hipertiroidismo.
  • Poliúria (mais urina) na doença renal.

Os gatos com problemas de intestino delgado terão grandes volumes de diarreia aquosa que podem ter sangue, mas neste caso digerido, enquanto que se o dano tiver ocorrido no intestino grosso as fezes serão menores, mas muito frequentes e haverá maior esforço na defecação.

Na maioria dos gatos existe uma combinação de ambos esses tipos e, por isso, é difícil de classificar. Em outros casos, é praticamente impossível determinar porque defecam fora de casa ou se há vários gatos em casa utilizando a mesma caixa de areia. Embora se a diarreia for grave, você poderá encontrar fezes pela casa ou mesmo encontrar um pouco de cocô abaixo da cauda do gato com diarreia.

Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos - Sintomas de um gato com diarreia

Diagnóstico de um gato idoso com diarreia

A diarreia em gatos idosos pode ser causada por diferentes problemas e doenças, e por isso deve ser feito um diagnóstico para diferenciar o tipo a partir de uma boa análise do histórico clínico e anamnese, bem como a realização de testes como, por exemplo:

  • Análise sanguínea e bioquímica do sangue.
  • Determinação do T4 total e palpação da área do pescoço para excluir o hipertiroidismo.
  • Determinação da lipase pancreática felina para excluir a pancreatite.
  • Leucemia felina e teste de imunodeficiência.
  • Baixos níveis de ácido fólico para determinar falha de absorção no intestino proximal e vitamina B12 para avaliar a absorção no intestino distal (íleo). São utilizados para determinar o local dos danos. Além disso, são observados níveis baixos de vitamina B12 em doenças crónicas do pâncreas ou do fígado.
  • Análise de fezes em série por flutuação e sedimentação em três dias diferentes para a detecção de parasitas.
  • Citologia rectal introduzindo um cotonete umidecido com solução salina no reto, realizar a citologia numa lâmina e visualizar no microscópio após coloração com Diff Quick para avaliar a presença de infecção bacteriana (Clostridium, Salmonela, Campylobacter), tendo de se conformar com cultura de fezes e PCR de Clostridium perfringens, Salmonella e coronavírus.
  • Biopsia intestinal para diferenciar a doença inflamatória intestinal ou neoplasia.

As análises de sangue e a bioquímica são realizadas no gato com diarreia para avaliar:

  • Anemia devido a doença inflamatória ou perda de sangue através do trato gastrointestinal, associada a hipoproteinemia, trombocitose e aumento da ureia.
  • Leucocitose se houver inflamação.
  • Eosinofilia, se houver parasitas ou sensibilidade alimentar.
  • Desidratação se houver aumento do hematócrito e da proteína sérica total.
  • O aumento das enzimas hepáticas pode indicar insuficiência hepática ou pancreatite.
  • Aumento da creatinina e da ureia nas doenças renais.

Tenha em mente que os gatos mais velhos podem ter várias doenças que, conjuntamente, podem causar a diarreia. Por isso a abordagem do caso será diferente para cada gato, assim como seus diagnósticos.

Tratamento para um gato idoso com diarreia

Há diferentes formas de tratar e boas opções de remédios para diarreia em gatos idosos. Dentre as inúmeras opções, estão:

  • Imunossupressores na doença inflamatória intestinal.
  • Quimioterapia, se os tumores intestinais forem diagnosticados.
  • Tratamento de doenças renais.
  • Tratamento de doenças hepáticas.
  • tratamento do hipertireoidismo
  • Suplementação de vitamina B12 quando deficiente.
  • Terapia de fluidos para substituir fluidos e eletrólitos se houver desidratação por diarreia e vômitos em alguns casos.
  • Se ele tem histoplasmose gastrointestinal, tratamento antifúngico com itraconazol.
  • Se estiver infectado por toxoplasmose, clindamicina, trimetoprim/sulfonamida ou azitromicina.
  • Prebióticos e probióticos para modular os desequilíbrios da flora intestinal, pelo menos por 4 semanas, embora às vezes o tratamento deva ser prolongado para obter vantagens na imunidade do gato.
  • Enzimas pancreáticas em caso de insuficiência pancreática exócrina.
  • Analgésicos como a buprenorfina em caso de pancreatite.
  • Eliminação, dieta hidrolisada ou hipoalergênica se houver suspeita de uma reação adversa aos alimentos.

Como podem existir várias causas que podem levar a termos um gato com diarreia, é muito importante consultar um veterinário se o seu companheiro felino apresentar os sintomas, principalmente se ele estiver com o ânus irritado, fezes soltas persistentes e/ou alguns dos outros sintomas que já citamos.

    Prognóstico

      Os gatos mais velhos são mais predispostos ao desenvolvimento de numerosas doenças, muitas das quais podem levar à diarreia, bem como a outros sinais clínicos graves e às vezes devastadores. Os gatos são especialistas em esconder suas doenças de nós e, às vezes, quando isso se torna aparente, pode ser tarde demais. Por isso, devemos estar muito atentos a quaisquer mudanças no comportamento, hábitos e condição do gato, pois elas podem ser um sinal de alerta de doença.

        Uma vez que eles atinjam 7-8 anos de idade, começa o risco de início de inúmeros processos sérios e debilitantes, sendo especialmente essenciais check-ups veterinários frequentes em gatos idosos (a partir de 11 anos) ou geriátricos (a partir de 14 anos), quer tenham ou não sinais clínicos.

        Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos - Tratamento para um gato idoso com diarreia

        Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

        Se deseja ler mais artigos parecidos a Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

        Bibliografia
        • Harvey, A., Tasker, S. (Eds). (2014). Manual de Medicina Felina. Ed. Sastre Molina, S.L. L ́Hospitalet de Llobregat, Barcelona, España
        • Avepa. (2013). Diagnóstico y manejo de las enfermedades del aparato digestivo felino. Disponível em: <https://www.avepa.org/pdf/proceedings/FELINO_PROCEEDING2013.pdf>. Acesso em 15 de fevereiro de 2021.

        Escrever comentário

        Adicione uma imagen
        Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
        O que lhe pareceu o artigo?

        Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos
        1 de 3
        Diarreia em gatos idosos - Causas e tratamentos

        Voltar ao topo da página