Partilhar
Partilhar em:

Cuidados para gato com hepatite

Cuidados para gato com hepatite

Ver fichas de  Gatos

Muitas vezes o fígado é definido como o cômodo para reciclar os resíduos dos animais e, também dos humanos. Mas não nos devemos esquecer que é uma grande fonte geradora de energia para o corpo e que, está sempre realizando trabalhos muito duros para manter fora do corpo as substâncias nocivas. Por isso, a sua principal função seria de filtro.

Neste artigo do PeritoAnimal queremos dar-lhe algumas recomendações sobre como cuidar de um gato com hepatite, para que a doença não se transforme em um obstáculo ou incômodo na hora de conviver com o seu gato doente. Saiba o que pode fazer para o ajudar de seguida.

Também lhe pode interessar: Cuidados com gato Persa

O que é a hepatite em gatos?

Não nos vamos prolongar muito nisto porque já temos um artigo específico que pode visitar sobre a hepatite em gatos, mas para entender melhor os cuidados deve pelo menos perceber do que se trata. A hepatite é uma inflamação do fígado, mas não tem apenas uma origem ou causa mas sim várias, e algumas ainda não estão totalmente definidas.

Como causas mais comuns temos as seguintes:

  • Lipidose hepática: é uma acumulação de tecido adiposo no quadro funcional do fígado e cuja causa mais popular são os jejuns prolongados, em forma voluntária ou acidental.
  • Hepatite autoimune ou idiopática.
  • Colangiohepatite felina: Inflamação das vias biliares por alguma bactéria que estava alojada no intestino e ascendeu pelos canalículos até ao fígado, infetando-o de forma secundária.
  • Tumores hepáticos.

Diagnóstico e tratamento para a hepatite em gatos

Se o seu gato se encontrar apático, sem vontade de comer, com pouco ou nenhum apetite, depois de 24 horas, deve ir com ele ao veterinário para um check-up geral e para um exame de sangue, que será a confirmação da doença. O gato gere a sua comida, ou seja, quando quer come e quando não tem fome não lhe toca, por isso deve estar atento a estes longos períodos sem comer, pois é um alarme de lipidose hepática.

Normalmente isso vem acompanhado por não querer beber água, pelo que o quadro pode piorar e a desidratação pode causar-lhe outros danos como encefalopatia e/ou lesões irreparáveis a nível central.

O tratamento será muito à base de cuidados, mas tudo vai depender do estado no qual se encontrar o felino. O tratamento vai depender sempre do que originou o problema, por isso é importante consultar o veterinário e seguir as suas indicações quanto ao tratamento.

Cuidar de um gato com hepatite

Esta é uma doença em que o gato pode precisar ficar internado, mas assim que ficar melhor já poderá trazê-lo para casa. Uma vez em casa, deve ter em conta alguns cuidados que deve ter com o seu gato com hepatite.

No geral, os gatos com lipidose hepática não querem comer, algo que não podemos permitir. Devemos colocar-lhe uma sonsa, nos casos mais extremos, para o alimentar e hidratar. Com a colaboração dos donos e às vezes, recorrendo a estimulantes de apetite, conseguimos superar este passo tão traumático e com riscos para o felino.

Como donos devemos ser pacientes, mas insistentes, experimentando diferentes alimentos, alimento suave, comida caseira que gostará de comer como carne, frango, atum, verduras, frutas, etc. O objetivo é que ele coma, custe o que custar!

O que devemos considerar é que o seu fígado está falhando e devemos dar-lhe comida baixa em gorduras, por se poderem acumular no seu fígado e continuar causando danos. Os alimentos que devemos evitar são: alho e cebola crus, chocolate, gordura nas carnes (por enquanto, pois quando se recuperar são boas), abacate e chocolate.

Podemos ajudá-lo, sempre que o veterinário autorizar, com ervas medicinais que lhe estimulem o apetite e não prejudiquem o seu fígado, colaborando com a sua limpeza. Tem as seguintes opções:

  • Levedura de cerveja (misturada com a comida)
  • Boldo
  • Dente de leão
  • Extrato de alcachofra
  • Cúrcuma (ralada ou em pó)
  • Folhas de alfada secas

Também pode recorrer à homeopatia para gatos consultando um veterinário que tenha conhecimentos para poder assim evitar recaídas no seu gato.

Por último, pode ainda experimentar o Reiki com algum profissional. Isto ajudará o seu felino a sentir-se melhor e a aceitar as ajudas que estamos tentando dar-lhe para melhorar o mais rápido possível.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cuidados para gato com hepatite, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Cuidados para gato com hepatite

O que lhe pareceu o artigo?

Cuidados para gato com hepatite
1 de 3
Cuidados para gato com hepatite